História Traiçoeiro coração - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~EmillianJones

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Bellatrix Lestrange, Lílian Evans, Lucius Malfoy, Narcissa Black Malfoy, Pedro Pettigrew, Remo Lupin, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter, Tom Riddle Jr., Yaxley
Tags Arte Das Trevas, Drama, Revelaçoes, Romance
Exibições 21
Palavras 723
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Saga
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - A primeira briga


Fanfic / Fanfiction Traiçoeiro coração - Capítulo 3 - A primeira briga

O Lord das trevas já tinha dado a Severus a missão para se tornar um comensal.
Após a reunião já estava escuro, voltaram a escola, Severus foi direto para o quadro da bruxa de um olho só, aquela missão estava deixando o sonserino nervoso, e encontrar o garoto misterioso o tranquilizava. Mas como o garoto misterioso reagiria ao saber que Snape se tornaria um comensal da morte ? 
Snape ficou esperando por vários minutos até que o rapaz chegou.
- Estou aqui Severus 
A voz soou em timbre médio e o rapaz se aproximou de Snape 
- Senti sua falta .... Mas ainda não posso revelar quem sou 
O ambiente era escuro como na noite anterior, Snape não conseguia enxergar nada , só podia ouvir a voz do rapaz desconhecido.
Severus não entendia o porque do rapaz se esconder, apesar de gostar desse mistério todo.

- Eu precisava te ver.

A voz do sonserino saiu tão baixa que por pouco o outro ouvirá.

- Severus, o que está acontecendo?

Parecia que o garoto sabia exatamente o que estava a acontecer, mas deixaria que o próprio sonserino lhe dissesse. 
- Eu sinto que posso confiar em você, mas só lhe direi se você mostrar o seu rosto ....
Severus suspirou, queria muito beijar o garoto misterioso, contar seu segredo, mas não faria nada disso se não soubesse quem estava ali ....
- Não posso, ainda não Severus.

O garoto suspirou, queria mostrar-se ao sonserino, mas sabia que se o fizesse Snape não acreditaria nele, não tinha coragem de aparecer sob a luz, apesar de ser uma das características de sua casa. Snape tateou o ar e por fim conseguiu encontrar o rosto do rapaz.
- Faça no seu tempo ... enquanto isso me dedicarei ao lorde das trevas.
E ao terminar de dizer beijou o garoto, mas esse se afastou. O garoto paralizou ao ouvir as palavras do sonserino, como poderia ele ter se juntado ao Lord das trevas? Não acreditava nisso, como seria quando fosse se revelar para Severus, sendo ele um traidor de Sangue?

- Você enlouqueceu Severus? Se dedicar ao Lord das trevas, isso é suicídio, é ir contra tudo que aprendemos. Não quero isso pra você.

Pronto agora tinha tocado no ponto fraco de Snape.

- E quem você pensa que é, para querer ou deixar de querer algo para mim?

Severus esbravejou, odiava que as pessoas dissessem o que era certo ou errado para ele fazer.
O garoto misterioso sentiu um frio na espinha , sentiu que as coisas não sairiam como ele esperava mas ele amava Snape.

- Eu te amo Severus e quero o seu bem...

Snape empurrou o rapaz e gritou.

- Como você quer o meu bem se ao menos revela sua face?? Eu serei o preferido de milorde e ninguem vai mudar isso. - Então faça como quiser Snape, eu não vou perder meu tempo, eu amo você, mas...

A voz do garoto foi sumindo aos poucos, e ele foi se distanciando cada vez mais, antes de deixar o lugar ele falou.

- Não precisa mais vir até aqui todas as noites, dedique-se ao seu Lord.

Severus em apenas um movimento puxou o garoto.

- Mas.. Você vai me deixar por causa disso?

O sonserino não sabia o que fazer nem dizer para que o garoto mudasse de idéia. As lágrimas começaram a escorrer pelos olhos do rapaz misterioso, ele não queria perder seu grande amor para as trevas.
- ME RESPONDA, VOCÊ VAI ME DEIXAR??
Snape gritou novamente e o rapaz o abraçou ...

- Farei o que for preciso para você não seguir esse caminho ....

Suspirou e Snape o jogou contra a parede e o beijou calorosamente.
- só me diga o seu nome ... 
- Me peça qualquer coisa Severus, menos isso, pois sei que se disser a você, é capaz de você não acreditar no que sinto por você.

Severus não entendia o porque disso, mas iria descobrir logo.

- Não irei te forçar a dizer, quero que se sinta a vontade.

Severus acariciou os cabelos compridos do garoto e voltou a selar-lhe os lábios. Os dois passaram mais algumas horas conversando e se beijando e logo se recolheram em seus dormitórios. Snape passou o restante da noite pensando em quem seria o dono daqueles cabelos sedosos e compridos



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...