História Tramas de um crime - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Crimes, Romance, Trama
Exibições 13
Palavras 1.043
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Prisão


Emma Queria ser forte o suficiente para passar por isso, mas acha que não vai conseguir tem quase certeza de que ficara aqui por muito tempo, mas ainda tem esperanças de sair

-Senhorita Emma, seu advogado esta ai- Fala um policial abrindo a cela.

Acompanharam ela ate a sala de visitas e foi á encontro da mesa onde se sentava o senhor Snow
-Então quais são as chances de eu sair daqui? Pergunta indo direto ao ponto

-Não tem boas chances Emma, porem só nos resta esperar até o dia do julgamento- Diz ele juntando os dedos – Daqui a três semanas- Completa ele me olhando nos olhos

TRÊS SEMANAS DEPOIS...

- Pela evidencias e suspeitas levantadas sentencio Emma Grace Taylor á nove anos de prisão, sem direito a fiança- Fala o juiz

Emma é levada por policias ate uma viatura de outra prisão, pelo que ouviu, uma prisão feminina longe daqui. Ao chegar à prisão os portões são abertos e  vê a imundice que vivera por longos nove anos
-Sua nova casa, vadia-Diz a policial loira e gorda apertando suas bochechas

Emma Deita-se na cama e espera as horas passarem.
Horas depois outra policial venho ate sua cela, e ajeitando seus cabelos ela diz
-Vamos, hora de ir lavar o Pátio

-Ah ?- Pergunta Emma passando seus dedos em seus olhos

-Vamos garota-Diz a policial impaciente

Emma é levada ate um enorme pátio onde havia muitas mulheres limpando o chão, dão-lhe esponjas e baldes para limpar o chão, Emma limpava o chão com tristeza até três mulheres se aproximarem.
-Hey, garota-Falou a do meio com uma estrela tatuada no rosto

-E-eu? – Pergunta Emma assustada 

-Quem mais?

-Quem são vocês?- Pergunta ela se encolhendo

-Consuela, e estas são Lilith e Bonnie- Falou apontando para as outras duas, um com a lua tatuada no rosto e a outra um sol.

-O que querem? Diz Emma tremendo de medo

-Calma, só queremos apenas mostrar como as coisas funcionam nessa instituição-Diz Consuela mostrando um sorriso – Qual seu nome?

-Emma. Diz ela se levantando e apertando as mãos das três

Consuela mostra o lugar para Emma, as três estavam ficando mais amigas quando viram que tem coisas em comum.
-E aquela é a Nicki, você nunca deve fazer algo que á irrite... Diz Lilith

-A ultima garota que se meteu com ela foi direto pro cemitério- Completa Bonnie

A conversa é interrompida com o chamado para o almoço. Emma fica na fila esperando sua vez para ganhar sua comida, ela observava a coisa gosmenta e verde no qual dizia que era uma sopa.
-Chamamos isso de bloosh- Diz Consuela- É melhor você comer- Completa

Emma esta indo ate uma mesa quando se desiquilibra e cai com o prato sobre Nicki que se levanta irritada
-Olha só o que você fez sua vaca- Diz Nicki dando um murro em Emma a fazendo cair no chão

-Vaca?- Pergunta Emma se levantando e dando um tapa estrondoso no rosto de Nicki- Não me chame de vaca, sua cadela

-Ela bateu na Nicki- Diz Lilith – Ela esta morta- Completa Bonnie enquanto Consuela vê a briga das duas sem expressão no rosto

Emma dá-lhe um outro bofetão e levanta os cabelos pretos de Nicki e dá-lhe um murro no queixo, Nicki empurra Emma contra a parede e bate em seu estomago enquanto Emma batia nas suas costas com o cotovelo, Nicki joga Emma de volta no chão e fica por cima dando mais tapas, as outras prisioneiras gritavam como se aquilo fosse uma arena
-Parem-Diz as policiais separando as duas

-Irão passar a noite na solitária

Emma é levada ate uma cela sem muito espaço e a trancam la, Emma senta-se  na cama e pensa com sigo mesma
-Eu não mereço estar aqui, mãe, pai, Phillips, Alice... Eu prometo que iriei vingar a morte de vocês, Marcos Montenegro, sim foi o que um daqueles homens disse, eu prometo que irei vingar a morte de minha família com o seu sangue e de seus homens que ajudaram com isso-
Emma disse olhando para o seu reflexo na poça d’agua que havia no canto do chão

No outro dia Emma, Consuela, Bonnie e Lilith conversavam enquanto caminhavam pelo patio. Emma por sinal aparentava estar cansada ela andava dificilmente, não estava acostumada em dormir em uma cama que não fosse a dela e que não tivesse um colchão tão duro quanto aquele
-Você quebrou a cara dela- Diz Bonnie como se aquilo fosse alguma luta épica 

-Haha, eu só... - Emma é interrompida por Nicki que se aproxima 

-Ai ó vaca- Diz ela tentando fazer uma nova briga
Emma vai até ela e da-lhe um tapa
-Eu não devia estar aqui, eu não sei o que eu fiz para ter o mundo desabando em minha cabeça, mas sei de uma coisa, se você vier falando bobagens de novo, saiba que irei arrancar seus olhos com minhas próprias unhas, entendeu? - Emma diz com um olhar frio e ameaçador. Nicki se retira do lugar correndo enquanto é aplaudida pelas outras prisioneiras

Todas são chamadas para almoçar, Emma e as outras três vão sentar numa mesa, e conversam sobre variadas coisas. Depois Emma é levada até a sala de visitas onde encontraria seu advogado
-Então, o que venho fazer aqui?- Pergunta se sentando 

-Consegui um dia para você visitar o tumulo de sua família- Diz ele mostrando os dentes amarelos e Emma sorri de volta mostrando animação

-Muito obrigada senhor Snow- Diz ela apertando suas mãos - E que dia vai ser?

-Hoje mesmo, um policial ira te levar

Emma entra na viatura e vai ate o cemitério
-Não demore- Diz o policial enquanto ela entrava no mausoléu de sua família 

Emma toca as lápides de sua família e relembra tudo o que viu, e tudo que esta sendo injustiçado 
-Eu juro em frente a esses túmulos que irei vingar vocês, eu juro - Diz ela chorando de raiva e apertando a mão 

9 ANOS DEPOIS...
Os portões da prisão são abertos e de lá sai Emma com uma roupa simples, a fortuna de sua família não pertence mais á ela, o dinheiro foi usado para pagar contas altas que seu pai tinha
-Livre finalmente livre- Diz Emma respirando finalmente o ar de fora daquele lugar sujo
 
Continua...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...