História Trammels (sterek!FIC) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Derek Hale, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Lydia Martin, Melissa McCall, Personagens Originais, Scott McCall, Sheriff John Stilinski, Stiles Stilinski
Tags Allison Argent, Derek Hale, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Lydia Martin, Scisaac, Scott Mccall, Sterek, Stiles Stilinski, Teen Wolf
Exibições 282
Palavras 1.464
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom, primeiramente mil perdões pela demora, tive um bloqueio criativo horrível para escrever esse capítulo, mas finalmente cheguei numa versão final dele depois de três tentativas. Espero que gostem.

Boa Leitura!

Capítulo 3 - Stiles?


Em meio de todas as mudanças Derek tentava encontrar uma boa maneira para organizar seus pensamentos sem enlouquecer. Mudar de cidade, organizar uma casa, resolver todos os assuntos pendentes do colégio antes das aulas voltarem, tudo isso era de certa forma assustador para alguém que sempre teve empregados prontos a fazerem tudo aquilo que fosse pedido. Dessa vez era diferente, ele estava sozinho e precisava lidar com aquilo.  

Derek havia passado o fim da tarde inteira descarregando e organizando suas coisas. Logo que começou a andar pelos cômodos notou a maior quantidade de pó que já havia visto em toda a sua vida. Algumas teias de aranhas balançavam com o vento que entrava pela brecha da janela, a maioria das das paredes com marcas de mofo, mas pelo menos os móveis estavam todos cobertos por plásticos, isso pouparia Hale de gastar uma boa grana. O estado daquela casa não era dos melhores e com certeza daria mais trabalho do que o moreno imaginava. 

Não demorou muito para que a noite chegasse, o céu repleto de estrelas fazia parte de uma linda noite que só podia ser vista naquele ponto da cidade, onde não haviam prédios, fábricas ou qualquer coisa construída pelo homem, apenas a natureza, nua e crua.  

Enquanto removia o plástico dos móveis e tentava tirar um pouco do pó que tinha neles, Hale podia escutar alguns passos do lado de fora. Não demorou muito para que algumas batidas na porta fossem ouvidas e o homem se dirigisse até a porta estranhando a situação. Ao abrir se deparou com dois adolescentes, com seus dezessete ou dezoito anos, nada mais do que isso. 

— Estão procurando alguma coisa? – Perguntou com um tom grosso, não que fosse sua intenção, mas o cansaço naquele momento prevalecia. 

— É... nós viemos dar as boas vindas! – Scott respondeu sem graça.  

— Uh... desculpe pelas batidas, nós tocamos a campainha mas parece que não está funcionando. – Stiles completou as explicações.  

— Não vieram aqui só para isso. – Derek olhou profundamente para Stiles, aqueles olhos cor de mel não eram estranhos para o moreno. — Quem são vocês?  

— Eu me chamo Stiles e ele Scott, somos meio que irmãos. – Hale fez um gesto para que o garoto continuasse. – A nossa mãe pedi... Quer dizer, a mãe dele que também é um pouco a minha mãe pediu para que a gente viesse aqui pra convidar você pra jantar lá em casa. Bom, na verdade o nosso pai, quer dizer, meu pai que é meio pai dele que mandou. 

Após escutar aquilo Derek tentou minunciosamente encaixar tudo o que o garoto havia falado. Era um tanto quanto confuso mas fazia certo sentido.  

— E quem é o pai de vocês? – Derek perguntou mas no fundo já sabia a resposta.  

— John Stilinski. – Stiles respondeu com um sorriso gentil. 

Naquele momento passou um breve filme na cabeça de Derek. Lembrou de momentos da sua infância desde que ficou sabendo que sua madrinha esperava um bebê. Recordou também de toda dificuldade que teve para escolher um nome para o garoto e principalmente do dia triste que foi o parto.  

— Certo. – Derek respondeu tentando não demonstrar qualquer tipo de sentimento devido as lembranças. — Muito obrigado pelo convite, mas eu recuso, vou pegar as chaves do carro para deixar vocês em casa.  

— Não precisa, a gente vai andando, estamos acostumados com o caminho. – Scott falou e Derek apenas ignorou como resposta pegando as chaves como havia falado e apagando as luzes. 

No caminho até o carro o mais velho não conseguia parar de olhar para Stiles, era incrível como o garoto se parecia com a mãe, a forma como andava, o tom de voz calmo e leve, e principalmente os olhos com um tom de mel tão claros quanto os dela.  

O caminho estava sendo feito em completo silêncio e ninguém ali fazia muita questão de mudar isso. Stiles não queria tirar nenhuma conclusão precipitada, mas pelo pouco que viu, notou que Derek era alguém que não parecia gostar muito de conversas, além de seu tom de voz que causava certo nervosismo, era curto e grosso em suas respostas.  

O menor estava contando os segundos para chegar em casa e perguntar para seu pai sobre Derek. O homem parecia de fato conhecer a família Stilinski e o fato de John nunca ter comentado sobre o rapaz com o filho causava a Stiles uma certa curiosidade. 

— Vocês ainda estudam?  

— Eu já terminei, o Stiles está no último ano. – Scott respondeu mexendo em seu celular no banco de trás. 

— Onde você estuda? – Perguntou para o garoto ao seu lado.  

— Bom, só tem um colégio de ensino secundário aqui, Beacon Hills High School.  

Derek achava engraçado o fato daquela cidade ser tão atrasada em relação ao ensino. Não entendia como era possível existir apenas um colégio de ensino secundário naquela cidade, apesar de ser um local pequeno provavelmente não havia vagas para todo mundo.  

— Deduzo então que tenha uma longa lista de espera, estou certo? – Perguntou sem tirar a atenção da estrada.  

— Sim, geralmente as mães colocam os nomes dos filhos bem antes deles terminarem o fundamental, assim quando chegam no fim suas vagas já estão liberadas. Mas mesmo assim muitos adolescentes acabam se mudando por não conseguir, chegaram a tentar construir um outro colégio mas faltou verba.  

[...] 

Assim que chegaram Derek ficou surpreso por ter uma memória tão boa, mesmo depois de anos ele não havia esquecido o caminho, achava até que merecia um prêmio por isso. Hale após parar o carro ficou olhando para a casa onde passou boa parte de sua infância, ou melhor, ela inteira.  

— Olha, não é te expulsando nem nada disso, mas quanto mais tempo ficarmos parados aqui, mais chances tem da minha mãe perceber que tem um carro aqui parado, sair para fora e te obrigar a entrar pra jantar. – Scott falou tirando Derek de seu transe pela residência.  

— Certo. – Respondeu destrancando as portas do carro para que os dois pudessem descer.  

Stiles não queria que Derek fosse embora, caso isso acontecesse, todo o trabalho de Melissa para preparar um jantar perfeito teria sido em vão. Sem contar que o garoto estava curioso em relação ao mais velho que parecia saber tanto sobre tudo, e essas dúvidas só poderiam ser esclarecidas na mesa, com todo mundo junto. Stilinski resolveu gritar sua mãe de dentro do carro mesmo, se saísse para fazer isso era capaz que Derek fosse embora. Abiu a janela do veículo e com toda a sua pouca força gritou: 

— MÃE, CHEGAMOS!  

— O que você está fazendo? Ficou maluco foi? – Derek falou assustado e ao mesmo tempo com raiva do menino. 

Scott do lado de fora do carro observava a cena dando risada ao perceber as intenções de seu irmão. Derek estava sem saída, assim que Melissa saísse, obrigaria o mesmo a jantar.  

— Sai do carro Stiles. – Hale tirou seu cinto e passou por cima do garoto para abrir a porta. — Agora! – Mandou e Stiles permaneceu ali, parado. 

Não demorou muito para que Melissa saísse de casa e abrisse um enorme sorriso ao ver seus filhos e Derek ali, após um longo dia de preparação, o jantar finalmente aconteceria. Desceu a varanda e foi até eles.  

— O que estão esperando? Vamos entrar, está frio aqui fora! — Melissa disse com um sorriso extremamente acolhedor e simpático.  

— Uhn, boa noite, senhora...?   

— Melissa! – Foi até o carro após Stiles sair e esticou o braço para cumprimentar Derek. — Boa Noite Derek, agora vamos, saia desse carro.  

— Bom, eu agradeço pelo convite, mas infelizmente não será possível jantar com vocês hoje. Tenho que adiantar algumas coisas em relação ao colégio e também organizar alguns itens que faltam lá em casa. – Disse forçando um sorriso e rezando aos céus para que Melissa não continuasse insistindo.  

— Ah, vamos lá! Não vai fazer essa desfeita comigo, não é? Preparei um jantar maravilhoso especialmente para você, aliás, seu padrinho está morrendo de saudades.  

— Ele está aí?  

— Está sim! Lá em cima terminando de se arrumar, vem, desce do carro, tenho certeza que está morrendo de fome, sua viagem foi longa e além disso você pode deixar pra fazer essas tarefas amanhã.  

— Não, mas é que... – Pela última vez Derek tentou negar, mesmo sabendo que seria em vão.  

— Mas é que nada, vem! – Melissa virou de costas caminhando de volta para casa, Derek fechou os vidros do carro e desceu trancando o mesmo. De certa forma seria injusto negar o convite, a mulher havia se dedicado para preparar aquele jantar, seria até mesmo falta de educação.  

Ao caminhar até a entrada Stiles olhou para Derek e deu um sorriso vitorioso e o mesmo apenas olhou para o garoto com um olhar fuzilante, a vontade de Hale era de estrangular o garoto ali mesmo, sem nem pensar duas vezes, porém infelizmente ainda era considerado crime matar outras pessoas.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!

Não se esqueçam de comentar, os comentários são bem importantes, assim como os favoritos. Obrigado :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...