História Transcendentes da Alma - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Aldebaran de Touro, Apolo, Ártemis, Camus de Aquário, Dohko de Libra, Fudou de Virgem, Hades, Hyoga de Cisne, June de Camaleão, Kanon de Gêmeos, Kiki de Áries, Kouga de Pégaso, Marin de Águia, Mascára da Morte de Câncer, Miro de Escorpião, Mu de Áries, Paradox de Gêmeos, Personagens Originais, Poseidon, Saga de Gêmeos, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso, Shaina de Cobra, Shaka de Virgem, Shion de Áries, Shun de Andrômeda, Shura de Capricórnio, Thetis de Sereia
Exibições 17
Palavras 1.948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá leitores, como vão vocês? Espero que bem. Hoje tirando de lado esse clima romântico da fanfic, vamos pra um lado mais descontraído, tenho certeza de que vocês vão gostar. Boa leitura! ;)

Capítulo 45 - Capítulo 45 - Sol, Sombra e Água Fresca!


Uma semana havia passado e a notícia de que Adrian havia pedido Sati em noivado se espalhou feito pólvora. Até mesmo Shaka já estava sabendo da novidade e custava acreditar que de fato sua filha estava noiva, mesmo com todas as tentativas de Mu de anima-lo nada fazia com que Shaka sorrisse outra vez, até que naquela semana algo extraordinário aconteceu. Seu cosmo e o de Mu estavam ressonando com os outros Cavaleiros Dourados, o que era um fato estranho, pois da última vez que aconteceu estavam em guerra e não existia mais nenhum vestígio de guerra, nem nada que pudessem achar de diferente como um cosmo agressivo, preocupados foram até o santuário para verificar o que estava de fato acontecendo. Assim que atravessaram o portal os 10 cavaleiros de ouro incluindo o mestre Shion e Dohko, estavam esperando pelos dois dourados, com trajes de banho e com tudo que tinham direito, até mesmo suas esposas estavam ali e as deusas tríades.  Shaka e Mu sem entender nada se olharam e viram subindo as escadas por último suas filhas acompanhadas de Adrian, Fudou, Raki, Kiki e Milena que acenaram para os dois.

- O que está acontecendo? – perguntou Shaka franzindo o cenho.

- Nada uai. Vocês não respondiam a telepatia, tivemos que apelar! –disse Aldebaran rindo alto segurando seu equipamento de churrasco com a ajuda de Aiolia.

- Venha amor, eu trouxe seu calção de banho! – disse Erika rindo da cara estupefata dos dois, segurou na mão de Shaka e o puxou gentilmente.

- Você também Mu! – disse Lunare fazendo o mesmo.

Depois que os dois saíram do transe foram andando com a multidão de cavaleiros que foram teleportados por Kiki e Shion até a praia onde uma tenda enorme já estava preparada, os cinco cavaleiro de bronze já estavam pelo local com alguns cavaleiros de prata. Era uma festa enorme, um grande encontro. A rede para jogarem vôlei também já estava armada e Milo havia tomado o cuidado de preparar um equipamento de som e ao chegar já foi colocando a música pra rolar, enquanto Aldebaram e Aiolia arrumavam os equipamento de churrasco. É claro que Aldebaram não havia esquecido dos amigos que eram vegetarianos e providenciou legumes para assar, assim como carne de soja, tudo muito bem temperado. Logo todos se espalharam e estenderam seus guarda-sol, enquanto um passava protetor no outro, já haviam times de vôlei formando. Outros preferiram ajudar Debas com o churrasco, outros correram para o mar nadar e brincar na água. Shaka e Mu ainda estavam digerindo o que estava acontecendo, como era possível reunir toda uma geração depois de tanto tempo, a amizade ainda continuava a mesma, as mesmas brincadeiras e o jeito de cada um continuava sendo único.

Shaka e Mu tiveram de se trocar num restaurante recomendando por Saga, e aproveitaram para passear pela cidade com suas esposas, ao voltarem fizeram um time e jogaram vôlei com seus amigos, depois de ganharem 3 partidas seguidas acabaram perdendo pro time de Milo, cansados foram se refrescar no mar. Foi então que Shaka viu sua filha com Adrian como casal. Via aquela cena como se toda a sua vida passasse diante de seus olhos até aquele momento, até que Mu tocou em seu ombro.

- Para com isso Shaka, não vê o quanto ela está feliz? – disse ficando ao lado do amigo.

- Eu sei... Sei que ela está feliz, mas... Eles crescem tão rápido e agora estão assim. – dizia cruzando os braços, olhando para o casal.

- Crescem! Desculpe me intrometer. – disse Saga ao lado dos amigos. – Eu também estou tentando me acostumar Shaka, não é só você.

- E eu ainda não tive essa sorte! – dizia Mu olhando para os amigos ao seu lado com meio sorriso.

- Seu dia está chegando! Não se preocupe! –disse Shaka colocando a mão no ombro do amigo – Venham vamos tomar alguma coisa!

- Como assim Shaka? – perguntou Mu preocupado e com um aperto no peito. – Você sabe de alguma coisa?

Os dois acabaram rindo da forma como Mu ficou preocupado e enquanto Shaka não revelou o que sabia o lemuriano não sossegou, embora não soubesse de nada na realidade. Só um fato de que um dia Luthien se apaixonaria. Os três ficaram sentados na bancada se servindo da comida do Aldebaran que estava excelente, dando elogios ao amigo. Não muito longe dali estavam as três deusas com Erika e Lunare sentadas na areia contando as novidades, logo Shina, Marin, June, Seika e a namorada de Ikky que foi praticamente arrastada por June e Seika para se juntar ao grupo, seu nome era Yume. Era uma garota japonesa muito bonita, de cabelos compridos castanhos até a cintura, usava uma franja para o lado, tinha um corpo esguio e as mãos e os pés eram muito delicados, parecia uma bonequinha. Os olhos eram negros e a boca era fina e rosada, naquele dia Yume usava um chapéu branco, shorts jeans e uma regata branca. Envergonhada a jovem garota sentou-se ao lado de Marin que como também era japonesa sorriu e disse baixinho que estava tudo bem. Recentemente Ikky havia contado que era um cavaleiro de Atena e como a moça achou que era uma piada a trouxe para o santuário, a revelação brusca foi um choque para a pobre moça. Ainda estava se acostumando a ficar entre amazonas, cavaleiros e deusas que julgava só conhecer em livros e contos. Foi então que Atena para quebrar o gelo sentou-se a moda japonesa ao lado da garota.

- Você deve ser Yume né? Fico feliz que tenha vindo. Eu sou Saori, desculpe se não pude te conhecer antes. – disse sorrindo para a garota, com as mãos apoiadas sobre o joelhos.

- S-sim... Ah o-obrigada! Não tem problema, sei que é bem ocupada. – disse corando as maças do rosto, dando um sorriso tímido.

- De que região do Japão você é? – perguntou curiosa – Eu e Marin somos de Kyoto.

- Ah eu sou de Nagoya – respondeu –

- Nossa, faz tempo que eu não vou até lá. Quando eu vou fico mais na fundação. – disse surpresa olhando para Yume. – Olha... Não fica assim não. Eu sei que no começo assusta, mas depois você se acostuma. Eu quando era pequena eu não sabia quem era, levei um susto quando esse poder despertou em mim. Foi difícil compreender, mas no entendo como pode ver fazemos coisas normais. – disse encolhendo os ombros olhando em volta.

- Ah é que o Ikky fez tudo tão de repente, eu me assustei. É que eu não sei como reagir. – disse confessando-se para a deusa desanimada levou a mão a segurar o próprio braço olhando para baixo.

- Ah nem eu sabia! Mas olha ninguém aqui vai te querer mau, todos nós somos amigos do Ikky, significa que você se tornou da família e não importa, vamos proteger você. – disse lembrando-se de Seiya quando o conheceu e deixou escapar um sorriso empolgante.

- Me proteger? – perguntou a garota sem entender.

- É oras, proteger você! – disse olhando com um sorriso contente para a garota.

-Assim como me protegem, eu também não sou amazona – disse Seika que estava ao lado de Marin apenas acenou para a Yume.

- Ow... Entendi, como uma grande família!  - disse por fim a garota com um sorriso gentil, olhando para Seika e voltando a atenção para Atena.

Atena apenas sorriu. Enquanto isso na beira da praia Kiki tocava seu violão para Milena e nem percebeu que Integra os observava de longe, aos poucos Adrian e Sati também se juntaram ao casal, seguido de Fudou e Raki, todos estavam animados cantarolando a música, até que algo chamou a atenção de Kiki, ao ver que era Integra apenas acenou e continuou tocando seu violão. Paradox apesar de ser a mais “cabeça quente” do que a irmã percebeu que algo a tinha irritado, ao chegar perto da irmã pode ver a cena e logo começou a puxá-la para um canto na tentativa de acalmá-la. Sua fúria logo foi sentido por todos os que estavam na festa depois que viu Milena dando um beijo em Kiki despropositadamente, pois Kiki nem se quer estava dando atenção a ex- namorada, mas depois que terminou o beijo pode sentir a raiva da amazona e levantou-se imediatamente encarando a mesma enquanto todos os outros não sabiam o que fazer. Milena que nada entendia levantou-se devagar percebendo o estado de raiva da garota. Mu tocou no ombro do filho que com apenas um olhar entendeu, então simplesmente virou as costas e saiu de mãos dadas acompanhado da esposa para outro canto da praia, depois da tenda.

Enquanto Mu afastava o casal, Atena e Shaka foram até a amazona que andava de um lado para outro como uma leoa, ao ver Atena não abaixou a intensidade do cosmo, porém Atena por sua vez tinha um cosmo muito maior do que a da amazona e enquanto caminhava em direção da mesma aos pouco a garota ia se acalmando até que Atena ficou cara a cara com a amazona que a reverenciou de joelhos na areia, assim como sua irmã que já não sabia mais o que fazer. Atena não disse nada em voz alta, apenas falou com a amazona por telepatia, enquanto as lágrimas de Integra escorriam, Paradox olhava para a irmã com pena. Atena então gentilmente estendeu a mão para Integra que se levantou, assim como Paradox e sob comando de Atena levou a irmã até a vila das amazonas como a deusa ordenara.

Depois que as amazonas saíram, a festa voltou. Kiki, Milena e Mu voltaram a festa depois que Atena os pediu para que voltassem. E como tudo voltou ao normal, Kiki voltou a tocar com seu violão para os amigos e a esposa. A noite havia chegado e todos estavam ou em volta da cozinha de Aldebaram que graças a Aiolia e Aiolos estava tendo seu descanso, outros estavam sentados em volta de fogueiras, logo Kiki foi convocado para o luau junto de Milo que também havia trazido o seu violão, sentados em volta da fogueira começaram a cantar canções dos deuses antigos que a sua maioria sabia cantar, aquela noite cheia de integrantes estava longe de terminar. No fim era quase de manhã quando Aldebaram, Milo e Camus estavam ajudando a desarmar tudo.

- Impressionante Camus! – disse Milo cruzando os braços olhando para o amigo.

- O que foi Milo? – olhou para Milo com desdém, ajeitando os óculos de sol que não tirava nem que o obrigassem.

- Depois de passar todo esse dia no sol, você ainda está branco igual neve, minha conclusão: você é o Lestat! – disse rindo alto com as mãos na cintura.

- Sou. Por isso você é meu escravo e faz tudo que eu mando! – disse sorrindo de canto, ajeitando os cabelos.

- Faço nada! – logo o sorriso se esvaiu.

- Vocês dois parem de gracinhas, temos muitas coisas pra arrumar.

Logo todos começaram a colaborar para levar tudo para o santuário, depois que organizaram tudo e cada um levou o quanto podia, o grupo foi seguindo por um atalho e chegaram rapidamente até a vila das amazonas e por lá uma metade do grupo se desfez, até que o grupo dos 12 dourados se reuniram na casa de Áries e lá tomaram o café da manhã e dormiram por lá mesmo como nos velhos tempos, acompanhados de suas esposas e filhos, sucessores, como uma grande família. Somente os deuses continuaram até a casa de Atena e por lá também ficaram hospedados pelo tempo que desejaram.

Para Shaka e Mu esse dia foi mais do que especial, esse momento guardariam para sempre, pois foi um dos melhores dias de suas vidas.


Notas Finais


Com um calor desses esse capítulo bem que veio a calhar XD
Vocês gostaram? Espero que sim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...