História Transcendentes da Alma - Capítulo 56


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Aldebaran de Touro, Apolo, Ártemis, Camus de Aquário, Dohko de Libra, Fudou de Virgem, Hades, Hyoga de Cisne, June de Camaleão, Kanon de Gêmeos, Kiki de Áries, Kouga de Pégaso, Marin de Águia, Mascára da Morte de Câncer, Miro de Escorpião, Mu de Áries, Paradox de Gêmeos, Personagens Originais, Poseidon, Saga de Gêmeos, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso, Shaina de Cobra, Shaka de Virgem, Shion de Áries, Shun de Andrômeda, Shura de Capricórnio, Thetis de Sereia
Exibições 6
Palavras 2.249
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá fantasmas? Como vão? Espero que bem! Hoje vamos ter uma surpresa para Luthien, será que Sect vai conseguir esconder o seu segredo por muito tempo? Será que Luthien vai aceitar? O que será que vai acontecer? Vão ter que ler meus fantasminhas! <3

Capítulo 56 - Capítulo 56 - Entre Segredos e Surpresas.


Alguns dias havia se passado e como planejou, Sect estava decidido a fazer algo inusitado para Luthien. Naquele dia havia acordado muito cedo, deixando sua princesa adormecida na cama enquanto colocava seu plano em ação. A surpresa tão bem planejada com a ajuda de sua mãe e o consentimento dos pais de Luthien estava sendo preparados com maior cuidado com a ajuda de Vênus e Afrodite, até mesmo os cavaleiros colocaram a mão na massa. Teriam de pensar numa forma de Luthien não desconfiar de nada, afinal seria uma surpresa quando descobrisse o que era e tendo a certeza de que era aquilo que ambos queriam, tinha plena certeza de que tudo daria certo. Sua mãe, a rainha Wrindan verificava cada detalhe do vestido que mandara fazer para a sua nora e o traje de seu filho caçula, proibindo que o deixasse ver, depois de passarem a manhã organizando a sala onde aconteceria a surpresa que havia preparado para Luthien com a ajuda de seus familiares e amigos, voltou ao quarto onde Luthien que já havia acordado esperava impaciente, que nem sequer imaginava o que estava acontecendo nos corredores do castelo aquele dia.

- Onde você foi Sect? – perguntou a lemuriana levantando-se da cama indo até o elfo como uma locomotiva enraivecida.

- Calma amor, eu estava com a minha mãe. – ergueu a sobrancelha estranhando a reação da noiva, até que se lembrou que há poucos dias estava "naqueles dias".

- Hum... Porque não deixou um bilhete ou alguma coisa dizendo onde estaria? – parou em frente ao noivo com os braços cruzados desviando o olhar.

- Porque não achei necessário! – disse olhando para a noiva um tanto sério. – Vai ficar assim ou será que eu vou ter que fazer alguma coisa pra esse bico sumir? – levou a mão na cintura fingindo estar indignado.

- Não, não vou! – olhou para o noivo segurando o riso.

- Hum... Não estou convencido! – ergueu a sobrancelha olhando fixamente nos olhos de sua amada cruzando os braços.

- Para! – deu um sorriso envergonhada, dando um tapinha de leve no braço do noivo.

- Está bem eu paro! – deu meio sorriso e a abraçou com carinho. - Vamos almoçar eu estou morrendo de fome. – disse dando um selo em seus lábios.

- Vamos, só espera eu me trocar. – desvencilhou do abraço, indo até o closet.

Luthien estava se arrumando enquanto Sect esperava sua noiva sentado no sofá que havia em seu quarto de frente para a lareira, pensando na noite em que teria com sua noiva, após alguns minutos a princesa apareceu, com trajes pesados de inverno, usava um casaco azul escuro com uma pelugem em seu contorno aquecendo em volta do pescoço, uma calça preta grossa e botas de inverno da mesma cor, havia trançado os cabelos de forma que os deixou cair pelas costas com um enfeite em forma de rosas azuis prendendo a franja na lateral.

- Parece uma bonequinha. – disse Sect ao vê-la rindo baixinho, levantou-se tomando-a pela mão.

- Você sempre diz isso amor. – segurou a mão do outro nas suas.

- Então eu estou certo, tenho uma bonequinha! – puxou-a para si, dando um selo demorado.

Luthien deu uma risadinha quase infantil e retribuiu o selo, envolvendo o noivo num abraço breve, desatando o abraço foram pelos corredores até chegarem a sala de jantar onde a família toda iria almoçar, ao se sentarem logo a mesa ficou completa e o clima agradável deixava tudo mais familiar com as conversas e risos, entre um prato e outro que era servido. O banquete de almoço era bem reforçado, até mesmo pelo fato de sempre ser inverno em Etérian, a refeição um deleite para os olhos. Tão logo assim terminaram o almoço a família se reuniu em outra sala ainda no mesmo clima de antes. Depois da reunião cada um foi para um lado continuar seus afazeres, Sect e Luthien por sua vez ficaram no jardim aproveitando o resquício de sol que veio naquele dia especial para abençoa-los. O rei e a rainha sabendo que eram raros os dias de sol puseram a passear pelo jardim tendo a mesma ideia que o casal.

Sect e Luthien estavam na parte baixa do jardim onde se permitia ver toda a cidade em seu horizonte e mais além: o mar; era um lugar muito bonito mesmo com toda aquela neve, aquele jardim sendo o único local onde era de certa forma mais colorido pelas flores que ali existiam mesmo em meio ao gelo e a neve, deixava tudo mais mágico e impressionante até mesmo para quem estivesse morando ali por anos. O casal sentaram num banco de jardim para aproveitar a vista, Sect retirou a capa da qual vestia e colocou sobre o banco de forma que sua noiva não sentasse em um banco gelado. Seus pais, o rei e a rainha vendo que o casal sentou-se na parte alta, não queriam incomodar o momento em que estavam tendo, deram a volta, indo até o lago espelhado onde havia uma  cúpula abobada envolta por rosas de todas as cores, ali tinha uma namoradeira na qual se sentaram.

- Eles são um casal muito bonito, não acha querido? – ajeitou a capa que o rei deixou sobre a namoradeira e sentou-se, admirando seu filho e sua nora de longe.

- São como sol e lua. – disse sentando-se ao lado da rainha, segurando delicadamente em sua mão. – Está tudo pronto para hoje a noite? – quis saber o rei olhando para sua esposa.

- Sim querido, espero que Luthien goste de tudo. Nosso filho tomou o cuidado de que tudo fosse ao gosto da noiva. – disse com um brilho nos olhos. – Vamos ter muito pouco tempo pra muito trabalho.

- Mas se nosso filho quer, assim será feito. – olhava para a rainha com o mesmo brilho no olhar, dando um selo tímido em seus lábios.

A rainha deixou-se corar, pois não eram acostumados a ter intimidade, não daquela forma, o rei tímido desviou o olhar e ficou a admirar a paisagem. O casal que estava um pouco mais abaixo no jardim não perceberam que estavam sendo observados pelo rei e a rainha, também isso era algo que não os incomodava naquele momento estavam tão hipnotizados com aquela paisagem estonteante que queriam apenas admirá-la. Entrelaçaram as mãos e a lemuriana encostou a cabeça no ombro do noivo até que se entreolharam e um selo doce deram. A tarde passou sem pressa ou demasiadamente devagar, embora Sect tentasse a todo custo esconder a sua ansiedade, levou de volta sua noiva para o quarto e como havia programado esperava que o vestido feito para aquela noite estivesse sobre a cama dentro de uma caixa enfeitada com laços de cetim, parou em frente a porta esperando usar as palavras certas de forma que não desconfiasse da surpresa.

- Lu, eu preciso ir fazer uma coisa antes do jantar. – disse segurando suas mãos, dando um beijo carinhoso em cada uma, olhando-a apaixonadamente.

- Tá bem... – disse dando um suspiro ao sentir os beijos em suas mãos, olhando nos olhos do noivo deixando-se corar as maçãs do rosto.

Sect ao desvencilhar uma das mãos segurou-a pela cintura com delicadeza de forma que seus corpos colassem, inclinando levemente a cabeça deu um beijo suave na lemuriana que retribuía sem cerimônia, completamente apaixonada pelo seu príncipe. Os lábios entreabertos deixavam-se serem explorados com paixão e delicadeza numa maestria sem igual, tal era o gosto do beijo de sua amada que não queria parar, doce como mel, a mão que ainda segurava a de Luthien desvencilhou-se apenas para acariciar os longos cabelos prateados como o brilho lunar, enquanto a mão livre da princesa deslizava pelo peito do outro causando-lhe arrepios pelo fino tecido de sua camisa. Aos poucos o beijo ia se tornando menos intenso, terminando em um selo demorado, encostaram a fronte um ao outro e se afastaram com sofreguidão até as mãos se soltarem. Aquele gosto de quero mais ainda estava forte, mas Sect tinha que seguir com seus planos.

Em outro quarto do outro lado da ala onde estava, Seiji esperava pelo irmão juntamente com seu cunhado Kiki, seu sogro Mu e mestre Shion, Gustav que brincava com Seiji enquanto o príncipe não chegava, o rei Erénn entrou ao quarto logo em seguida. Todos haviam colaborado a sua maneira para que Luthien tivesse essa noite especial com Sect. Enquanto isso no quarto de Luthien sobre a cama do casal havia uma caixa, a princesa sentando-se na ponta da cama pegou o objeto em mãos ao desfazer o laço tirou a tampa e o fino papel que envolvia para sua surpresa um vestido branco longo com vários pequeninhos cristais espalhados sobre o tecido translúcido, do qual um forro de um tecido fino brilhante ofuscava seu brilho. O tecido usado para o vestido era pouco conhecido entre os elfos e não existia na terra de onde seu pai Mu morou por tanto tempo. O vestido tinha uma alça estilo canoa que ia de ombro a ombro e junto havia um bolero feito de renda trabalhada com fios de ouro branco tecidos pela própria rainha Wrindan, os sapatos escolhidos era do mesmo tecido do vestido, translucido com cristais pequeninos. Ao ver o vestido Luthien não tinha como expressar tamanha surpresa, afinal nem era preciso, estava ali sozinha, junto na caixa encontrou um bilhete, era de Sect.

“Ao meu amor e a mais bela de todas, convido a jantar comigo na sala principal às 20 horas deste dia. Espero que esteja tudo de seu agrado.”

“Para sempre seu, Sect Idriwel.”

Enquanto a princesa lia o bilhete emocionada, sua mãe batia a porta entrando logo em seguida, acompanhada de sua avó, cunhada e sogra e para a sua surpresa Ártemis, Erika e Sati entraram também. A surpresa foi tanta em ver sua prima, avó e tia que Luthien não sabia se ria ou se chorava.

- Vem cá querida! Viemos arruma você! – disse dando um abraço apertado tão emocionada quanto a filha.

- Vocês todos sabiam não é mesmo? – dizia a lemuriana rindo baixinho limpando as lágrimas de felicidade que insistiam em cair.

- É claro que sim querida, surpresas são feitas pra isso. – disse a rainha Wrindan se aproximando dando um beijo na testa da garota.

- Eu nem sei o que dizer. – disse desvencilhando do abraço, rindo alegremente juntando as mãos em frente ao corpo.  – E vocês? Eu não acredito que estão aqui... O que vocês estão aprontando afinal? – disse indo abraçar as três.

- Viemos te arrumar né bobona! – disse Sati abraçando a prima com força – Não sabe a falta que me fez... – olhou nos olhos da prima com um sorriso encostaram as faces por um breve momento.

- Não precisa dizer nada amor! Vamos te arrumar que temos pouco tempo. Que tal começar com um banho? – disse Yuzuriha segurando uma toalha nos ombros. – Vamos que eu vou lavar esse cabelão!

- Isso mesmo, vá logo se arrumar – disse Erika fazendo um carinho em seu rosto.

- Vamos! Vamos! Teremos tempo para conversar. – disse Ártemis empurrando a neta para Yuzuriha, rindo alegremente.

Enquanto a emoção tomava conta entre as meninas, no quarto onde Sect estava entrou Shaka e ao ver seus familiares e emoção tomou conta. Abraçou cada um com muita saudade, especialmente Mu, por fim reverenciou o rei e o príncipe.

- Me desculpem pela indelicadeza em não cumprimenta-los antes. Sinto muita falta de meus parentes. – disse ainda em reverencia, levando a mão ao peito.

- Não se desculpe príncipe Shaka, estamos felizes em vê-lo! – disse o rei colocando a mão em seu ombro. – Que tal um chá para todos? Está frio não? Terian, por favor, a lareira, precisamos nos aquecer! – pediu enquanto conduzia Shaka para se sentar juntamente com os outros que ali estavam

- É uma ótima ideia rei Erénn! – disse Shaka com um sorriso, sentando-se ao lado de Mu.

Enquanto conversavam no quarto onde estavam Seiji ajudava seu irmão a se vestir, faltava apenas uma hora para terminar e estava um pouco nervoso. O seu traje era muito bonito todo em preto, branco e dourado. A camisa era simples e branco estilo japonês de gola baixa com botões da mesma cor transversal, a calça também no estilo japonês se abria esvoaçante desde a coxa até o chão escondendo seus pés, um casaco de manga longa com desenhos de rosas em fios de ouro com um fecho interno em colchete de forma que pudesse usar a faixa dourada na cintura amarrando ao lado, os sapatos eram de couro preto sem detalhes.

- Calma Sect... Se aumentar esse nervosismo acaba por estragar a festa, não quero ver meu irmão passando mal. – disse franzindo o cenho servindo um copo de água.

- Estou calmo! – disse olhando Seiji um tanto sério, ajeitando o punho da camisa que vestia, pegando o copo da mão do outro.

- Se eu não te conhecesse, diria que está calmo. – pegou um casaco longo e vestiu, transpassando uma faixa como cinto pela cintura.

- Será que o pai lembrou de pedir a coroa de Luthien? – disse querendo desviar a conversa, olhando para seu irmão.

- Não sei... – devolveu o olhar pensativo, sem esse detalhe importante tudo estaria perdido – Pai, o senhor pediu a coroa de Luthien para a senhora Ártemis? – perguntou olhando para o pai preocupado.

- Sim filho, ela me entregou assim que chegou, não se preocupe! – disse segurando uma taça de chá que servia para os convidados.

Os irmão se olharam e suspiraram aliviados, estava tudo pronto, agora era só esperar.


Notas Finais


E ai fantasminhas? Gostaram? Estão querendo saber o que vai acontecer no próximo capítulo? Espero que sim! Afinal quem não gosta de casamentos? Sabe que depois dos casamentos vem a lua de mel né? :3 - aquela carinha - ehehehhe :3 Até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...