História Treacherous Destination - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Steven Universe
Personagens Alexandrite, Ametista, Buck Dewey, Creme Azedo, Garnet, Greg Universo, Jamie, Jasper, Jenny, Lápis Lazuli, Lars, Malaquita, Opal, Peridot, Pérola, Personagens Originais, Prefeito Bill Dewey, Rose Quartzo, Rubi, Sadie, Safira, Sardonyx, Steven Quartzo Universo, Stevonnie, Sugilite
Tags Drama, Shipps, Tragedia, Universo Alternativo
Exibições 70
Palavras 4.871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OOOOOlá cats :3
tomara que gostem desse cap, eu me empolguei bastante.
Obs: aos fãs de amedot ou outro shipp que envolva Pérola, fiquem calmos kkkkk

Capítulo 13 - It was not what I imagined


Fanfic / Fanfiction Treacherous Destination - Capítulo 13 - It was not what I imagined

Rose

Não sei o que Pérola iria querer no bloco azul a não para falar comigo. Quando fui tirar satisfações com ela, eu percebi que estava indo falar com alguém, quando olhei para direção em que ela estava olhando eu vi Greg entrando numa sala após se despedir de sua amiga de cabelos roxos. Depois de ver Pérola super desconfiada quando cheguei em casa de madrugada posso com toda certeza dizer que ela está tendo um ataque de ciúmes. Na primeira e última vez que ela fez isso quase terminei nosso relacionamento. Eu juro que se ela não tiver um bom motivo para estar aqui nesse bloco eu vou dar um tempo disso tudo.

- Pérola o que está fazendo aqui no bloco azul?- ela se assusta com minha presença repentina.

- E..eu...eu..- ela está tentando mentir, adoto minha carranca mais pesada e encaro-a séria.

- Não tente mentir pra mim, Pérola.- ajeito meus cabelos em um desarrumado coque.

- Eu vim aqui falar com Greg.- me surpreendo com sua fala direta.

- Pra quê!?!?!?!

- Eu vi uma mensagem que ele te mandou no Cityapp e resolvi tirar satisfações.- ela cruza os braços e penso em uma explicação.

- Ele só me deu boa noite! 

- Ele colocou "linda" no final!

- Isso não quer dizer nada! Greg e eu somos amigos...

- AMIGOS?! vocês acabaram de se conhecer!- Pérola me interrompe. 

- Isso não importa, ele é um cara legal e eu não estou tendo nada além de amizade com ele.- ela suspira e solta os braços, mas antes que falasse algo um grito rouco familiar nos assusta. Antes que eu pudesse raciocinar vejo apenas Jasper enforcando um rapaz contra a parede enquanto Ruby, Amethyst e uma garota de cabelos azuis tentam segura-la. Eu sei que posso segurar Jasper, afinal nós já brigamos várias vezes no Ensino Médio. Seria uma honra salvar aquele rapaz muito bonito, mas uma das gêmeas mais famosas da universidade chegou primeiro e tirou Jasper dali. A garota de cabelos azuis tentou ajudar o rapaz, eu não reparei muito nisso pois estava muito impaciente com Pérola, mas antes que eu retomasse nossa conversa ela já estava a caminho do bloco amarelo. 

Argh! Sinceramente, eu não estou com paciência pra ciúmes idiotas vindos de Pérola agora. O Greg é um cara super legal e divertido, eu sei que é muito errado ter mentido para minha namorada dizendo que iria me encontrar com Smoky quando na verdade fui para garagem de um amigo de Greg para ver a banda deles tocar. Se eu falasse a verdade para Pérola ela ia ter esse ataque chato pra caralho de desconfiança. Parece que não adiantou nada, já que Greg me mandou uma mensagem que Pérola viu. Eu devia ter checado o celular antes de excluir as mensagens anteriores que eu conversei com ele. Tá vendo? Até mensagens com outras pessoas eu preciso excluir pra não brigar com ela.

Me direciono para as aulas tentando afastar pensamentos sobre meus problemas. Fazer medicina não é fácil, estudar sobre tantas doenças e sobre cada detalhe do corpo humano ocupa todo meu cérebro. Depois de aulas difíceis e complexas demais, escuto o sino para o almoço tocar. O segundo refeitório está mais próximo que o primeiro, então irei comer lá hoje. Pegando minha refeição balanceada com arroz, macarrão, lasanha, três coxas de frango, barata frita, feijão, purê de batata e um copo de suco natural de maracujá eu procuro um lugar vazio no meio de tantas mesas entupidas de pessoas famintas. 

Analiso a mesa das filhas das diretoras, todos chamavam elas de Yellow e Blue para fazer referência ao bloco de suas devidas mães. Nunca conversei com elas então decido me sentar naquela mesa, mas antes que eu chegasse mais perto sinto mãos tocarem minha cintura. Viro-me rapidamente e vejo Pérola um pouco corada me encarando, ela move sua cabeça mostrando uma mesa vazia no fundo do refeitório. Andamos em silêncio até lá e nos sentamos.

- Rose... me desculpe por hoje mais cedo, eu exagerei.- ela toca minha mão.

- Está tudo bem Pérola, eu te desculpo.- me conforta saber que ela admitiu seu erro, isso com certeza é uma das coisas que eu mais amo nela.

- Eu me deixei levar de novo pelos ciúmes, juro que isso não vai mais acontecer.- ela sorri pra mim e eu sorrio de volta.

- E eu quero que você saiba que eu e Greg somos apenas amigos.

- Vou tentar aceitar isso, afinal você é minha namorada e não dele.- rimos.

- Concordo plenamente...- acaricio seu rosto-... amo você.

- Eu também amo você.- ela me dá um beijo na testa e sorri. Continuamos comendo até que o sinal para o retorno das aulas toca e colocamos nossas bandejas no balcão. Pérola me dá um selinho rápido e corre em direção ao bloco amarelo. Indo em direção a minha sala, vejo Greg ao longe, ele me vê e abre um enorme sorriso, eu faço o mesmo.

- Greg!- digo com animação, abraçando-o.

- Eai Rose...- ele beija minha bochecha-... eu quero te fazer um convite! 

- Hmmm, vai me chamar para ver sua banda tocando de novo?- rimos.

- Vou te chamar para algo muito melhor!...- ele segura minha mão-... meu pai vai buscar minha mãe em Nova Jersey de carro hoje a noite e eu vou dar uma festa na minha casa, e você querendo ou não, vai!

- Ui Sr. Universe, pode deixar que irei levar minha presença fabulosa para sua festa- rimos.

- As 20 horas e para estar lá...- ela anota seu endereço em um papel e me entrega-... preciso ir, até mais tarde linda.- ela pisca pra mim e vai de encontro com seu amigo da banda, acho que o nome dele é Alex. Eu não sei dizer, mas sinto que algo em Greg meche comigo. Não posso pensar nessas coisas agora, eu tenho uma namorada e eu a amo! Será que amo... Credo Rose! Pare de pensar nessas coisas! Depois das aulas do turno da tarde o sinal para ir embora toca. Hoje a professora Smoky me deu uma folguinha então não precisarei ir dar reforço na aula de gastronomia. Pego meu carro e vou para meu apartamento. São 19:30 da noite, Pérola pode chegar a qualquer minuto, preciso ajeitar uma roupa que pareça que eu irei fazer um trabalho. Depois de revirar todo guarda-roupa acho uma roupa ótima na qual precisarei colocar uma mais chique por baixo para trocar na festa.

- Amor, cheguei.- escuto a voz de Pérola. Penso várias vezes se realmente devo mentir para ela. Sei que Pérola odeia festas com mutas pessoas,mas eu quero muito ir... mesmo estando resolvidas eu acho melhor mentir, mesmo isso sendo totalmente errado.

- Oi baby, desculpa estar saindo assim, mas eu preciso fazer um trabalho muito importante.- ela me olha em dúvida.

- Vai demorar muito?

- Vou fazer o possível para terminar minha parte logo.- dou-lhe um beijo lento e gostoso. Separando nossos lábios, dou um leve sorriso e saio do apartamento segurando alguns livros e minha bolsa. No caminho até o carro arrumo meu cabelo em um rabo de cavalo, tiro minha calça dando lugar há um shorts curto de cós alto, tiro minha camiseta folgada dando lugar há um top preto com tiras cruzadas que aumenta meus seios. Entrando no carro tiro da bolsa um par de salto alto preto, pego um batom vermelho sangue, delineador e rímel fazendo uma maquiagem básica, mas sexy. Sabe aquela transformação das Winx? Foi mais ou menos assim que eu me arrumei. Saio do estacionamento com certo nervosismo, mas sei que essa festa vai ser incrível. Eu sei que estou mentindo para Pérola, mas algo dentro de mim diz que isso é o certo a se fazer... Greg está sendo capaz de me levar para festas, me fazendo mentir e chegar em casa muito tarde...mas ele despertou algo em mim, me deixando feliz e estranha ao mesmo tempo...e eu não sei o que é esse sentimento...será que estou me apaixonando?

Amethyst

Cara eu nunca vou esquecer esse quase homicídio de Jasper! Ela quase matou o pobre coitado do garoto. Antes disso tudo acontecer eu estava conversando com Greg e Ruby. Ele parecia super feliz pelo fato de ter saído com Rose. Meu plano de distrair a namorada de Pérola está dando certo, só falta eu ir falar com ela de verdade. Enquanto Ruby tenta ensinar Greg a dar uma gravata, penso em algo que poderia me ajudar a me aproximar de Pérola. Até que eu tenho uma ótima ideia.

- Greg, você poderia fazer uma festa na sua casa!- ele me olha surpreso.

- Ah cara, lá vem Amy com essas ideias doidas.

- Se você fizer uma festa na sua casa e convidar Rose, ela vai levar a namorada dela.

- Você quer mesmo se aproximar dessa garota?- Ruby me olha em dúvida.

- Eu sei que parece super errado isso, mas eu queria pelo menos trocar uma ideia com ela.- digo relutante.

- Escuta Amy, como vou dar uma festa com meus pais em casa?- Greg me questiona.

- É só falar para a mãe do Alex chamar eles pra jantar, você sabe que a mãe dele cobre qualquer treta nossa.- digo.

- Okay, Okay... eu faço a festa, chamarei a Rose, mas não é certeza de que ela leve a Pérola.

- Se ela aparecer nessa festa sem ela você me avisa por mensagem, eu dou um jeito nisso.- digo, sem evitar um sorriso malicioso. Greg pisca para mim e vai em direção a sua sala. Depois disso vimos uma das confusões mais loucas da universidade. Quando a poeira abaixou, eu vi a garota de cabelos azuis que Ruby defendeu se aproximando junto a garota misteriosa que também mexeu comigo, Peridot. Eu não reparei muito no que elas conversavam quando vieram falar conosco, estava tentando entender a discussão entre Pérola e Rose.

-... e essa aqui é Amethyst.- acordo de meus pensamentos quando escuto Ruby falando meu nome.

- Nós já nos conhecemos!- sorrio para Peridot.

- Sério?!- Ruby e a azulada dizem juntas.

- S-sim.- Peridot parecia estar muito nervosa.

- Bom... então eu também posso convidar Amethyst.- encaro Ruby, que também me olha.

- Convidar?- questiono.

- Eu quero convidar vocês para jantar no meu apartamento, eu quero agradecer por ter me protegido.- tento evitar um sorriso de felicidade ao ver a garota encarando Ruby, então percebo que Peridot está me encarando, olho para ela com um sorriso de canto, a mesma parece ter congelado.

- Eu não esperava por isso...e-e..eu...

- Nós aceitamos.- seguro o riso ao ver a cara de Ruby e Peridot quando me pronunciei. Não escutei muito do que disseram depois disso, só lembro-me de analisar a feição de Peridot. Os grandes olhos verde- espectro, nariz empinado, pele parda, boca pequena e bem delineada, óculos redondos que lhe dão um charme a mais, cabelos cheios e curtos com mechas verdes-claro e finalmente o bindi verde na testa que se destaca com o contraste dos olhos. Eu sei que não disfarcei nem um pouco encarando ela, mas aqueles olhos pareciam me segurar. Ela também me encarava até que sua amiga puxou seu braço e Ruby também me puxou. Indo para aula, eu passei a maioria do tempo pensando sobre Peridot e Pérola, até que meu celular toca, era Jamie. Pedi para sair da sala e atendi o telefone.

- O que você quer?- digo, falando baixo.

Onde estão os seus modos? Só quero te lembrar que hoje você volta oficialmente para o Lago das Piranhas.- a voz séria de Jamie corta meus tímpanos, me seguro para não xinga-lo.

- Só me ligou pra isso?...- antes de falar mais alguma coisa, espero o sinal alto da universidade silenciar e vejo Ruby ao longe vindo em minha direção. Quando finalmente iria responder, ele desliga o celular na minha cara. Depois de alguns minutos explicando minha situação para Ruby, decidimos ir até a casa de Jamie. Sabe... eu queria muito ter conhecido a Ruby antes de entrar nessa vida horrível, ela com certeza iria me ajudar de um milhão de formas só para não me ver desse jeito. Chegando na casa dele me surpreendi com a presença de Vidália, mas fui entrando junto a Ruby. Chegando até sua sala particular, nós fizemos silêncio e ouvimos vozes.

Eu adorei a noite passada.- logo percebo a voz de Jamie.

Podemos repetir mais vezes.- Ruby me encara e sei que ela percebeu a voz de Kevin. Fazendo gestos ela pede meu celular, logo em seguida a entrego. Ela clica e desliza algo na tela e coloca o celular perto da porta entre aberta. Depois de quase 30 minutos escutando beijos, sacanagens, palavrões e sons não identificados escutamos passos em direção a porta e nos escondemos atrás de um vaso. Vemos então Kevin saindo. Respiro fundo e entro na sala, seguida por Ruby.

- Quem é vivo sempre aparece.- Jamie me encara segurando uma taça de vinho, vestido apenas com uma bermuda.

- Jamie eu não quero ir para o Lago das Piranhas.

- Nossa que irônico, uma piranha que não gosta da água.- aperto os punhos e sinto a mão de Ruby em meu ombro.

- Mais estranho ainda um cafetão ser gay.- Jamie cospe o vinho de volta na taça com a afirmação de Ruby.

- Como ousa dizer isso garota!? Você por um acaso sabe quem eu sou?!

- Ele é sempre dramático assim?- Ruby debocha.

- Sempre...- rimos, enquanto Jamie nos encara.-... e o seguinte, eu não vou pro Lago das Piranhas e não vou mais trabalhar pra você.- sou direta com ele.

- E o que te faz achar que eu vou te liberar?- ele ri alto.

- Isso.- Ruby sorri de canto e dá play num vídeo que filmou no meu celular. Jamie olha para o vídeo perplexo. Depois de ver tudo ele vira de costas pra gente olhando para a janela.

- Ora ora, parece que temos um Sherlock Holmes aqui.- ele vira para nós falando com uma voz misteriosa.

- Se eu conheço o Kevin ele obviamente iria surtar se eu postasse esse vídeo ou mandasse para todos os contatos da universidade, e eu acho que você também não gostaria que isso se espalhasse entre as gangues de Beach City.- Ruby estava falando como uma verdadeira chefe de quadrilha. Ele me encara e abre uma gaveta, retirando um papel que parecia ser o contrato que assinei com ele, com um movimento rápido ele o rasga. 

- Você não trabalha mais comigo.- ele diz tudo isso encarando Ruby como se a fuzila-se com os olhos.

- Só quero esclarecer mais uma coisa: se tentar ir atrás de Amy saiba que esse vídeo não está só neste celular e que eu posso espalhar isso mais rápido que a velocidade da luz...- Ruby se apoia na mesa, chegando perto do rosto de Jamie-... eu não estou de brincadeira.- ela pega meu braço e saímos da sala de Jamie escutando algo sendo quebrado contra a parede. Atravessando todo o furacão de mulheres da casa, me despeço de Vidália e saio de lá com Ruby.

- Cara... VOCÊ É MUITO LOUCA RUBY!- quase esmago ela com um abraço.

- O que você chama de loucura eu chamo de coragem.- ela me devolve o celular.

- Eu nunca vou poder retribuir esse favor...- sorrio para ela-... espera... se o Kevin não estivesse lá como iriamos convencer o Jamie?

- Eu iria quebrar todos os dentes dele até ele te liberar.- me assusto com sua fala, mas logo começamos a rir.

- Precisamos nos apressar, você tem que fazer o teste com a Bismuth!- andando mais rápido, assim que chegamos na universidade, Ruby correu para o bloco rosa. Indo para o bloco azul tentando disfarçar minha felicidade vejo Safira vindo em minha direção. Você já teve a sensação de que seu amigo daria certo com uma pessoa em especial? Eu sinto isso sobre Ruby, acho que ela seria mais que perfeita para Safira e vise versa. Talvez eu esteja me precipitando...mas só talvez mesmo. Safira me perguntou se Ruby tinha alguma rede social ou contato, eu disse para ela ir falar pessoalmente com ela. Eu sei que Ruby vai estar com uma roupa minúscula de corrida então eu quero surpreender a azulada. Imagino a cara dela quando ver Ruby, cara eu queria ser uma mosca pra ver isso. Eu sabia que Ruby iria demorar muito com os testes, a professora Bismuth é muito severa. 

Depois de assistir um pouco da última aula, eu vou andando até meu apartamento. Sei que Ruby sabe o caminho, então ela vai saber se virar. Chego já jogando tudo para os lados, tirando minhas roupas rapidamente e tomo um banho longo. Já são 20:10 da noite e nada de Ruby chegar. Começo a me preocupar até que recebo uma mensagem de Greg no Cityapp.

Rose chegou aqui sozinha.- fico triste com sua afirmação, mas logo tenho uma ideia. Entro no perfil de Safira no BeachBook e procuro por Pérola. Como Rose conhece Safira, então elas devem ser amigas nas redes sociais. Assim que acho seu perfil mando uma solicitação de sisterzade, já que ela namora seria mal educado mandar de amorizade. Saio do meu perfil e crio uma nova conta, assim eu entro novamente no perfil da Pérola e mando uma mensagem.

- Sua namorada sabe curtir uma festa.- enquanto eu espero ela ver a mensagem, troco de roupa o mais rápido possível, faço uma make bem ousada e coloco uma bota de salto alto. Seja lá o que acontecer nessa festa, eu sei que verei ela lá. Enquanto ajeito meu cabelo, vejo Ruby chegando com um sorriso bem grande no rosto, tenho certeza de que ela fez algo muito interessante com Safira.

- Ruby, toma um banho e veste isso!- jogo um vestido extremamente colado e decotado no rosto dela, a mesma me olha em dúvida, mas logo corre para o banheiro. O som de uma mensagem recebida entra pelos meus ouvidos e sinto meu coração acelerar.

Pérola

Eu realmente não sei de onde tirei tantos ciúmes assim. Eu deveria garantir a mim mesma que Rose me ama e que não é qualquer um que vai tira-la da minha vida. Depois que conversamos na hora do almoço eu vi que sou muito especial pra ela, assim como ela é pra mim. Greg não é nada perto de mim. Eu realmente amo muito Rose e sempre a amarei, mesmo eu sabendo de suas mentiras, a única coisa que importa são os sentimentos dela quanto a mim. Assim que terminamos nossas devidas refeições eu segui para minhas aulas.

Eu nunca senti tanto tédio assim, pelas minhas estrelas. Enquanto todos tentam entender esse conteúdo eu já sei tudo sobre ele. Não sou de me gabar, mas cá entre nós eu sou a melhor em tudo que eu faço. Eu quero muito chegar no nosso apartamento e ficar agarradinha com Rose, quero sentir ela comigo, comer besteiras e ver um filme romântico. Assim que o sinal final toca, vou até meu armário e pego minha roupa de balé. Indo em direção ao bloco rosa, entro no vestiário e me visto. Entrando na sala pelo caminho do vestiário dou de cara com Yellow e Blue, que também chegaram mais cedo como eu.

- Parece que a subordinada chegou mais cedo.- Yellow mau me vê e já começa a expelir seu veneno.

- Parece que as odiadas chegaram mais cedo.- digo no mesmo tom que ela. Sento-me no chão e ajeito minhas sapatilhas.

- Já pararam com essa discussão ridícula?- Opal aparece já vestida, empurrando de leve a cabeça de Blue.

- Elas nem começaram.- digo dando um toca aqui com Opal, a mesma sempre foi minha amiga, apesar de não nos falarmos muito na universidade. Yellow e Blue nos encaram com desdém e rimos da situação. Desde de que me entendo por gente somos meio que inimigas. Acho que é por que sempre disputamos para dançar do Teatro Bolshoi. Meu maior sonho sempre foi dançar no balé russo. Eles são os melhores de todo o mundo. Me imagino dançando o Lago dos Cisnes com delicadeza e elegância. Logo a sala está repleta de alunos e alunas, a professora chega e dá inicio a aula.

- Barriga pra dentro, Pérola.- repito toda a dança fazendo o que a professora pediu. Sinto o olhar de todos sobre mim. Como sempre sou aplaudida de pé ao terminar. Depois de mais algumas horas de uma aula fabulosa, vou para o vestiário e tomo um banho junto com todas as outras bailarinas. Nem me importo mais com a presença de todas, afinal somos todas mulheres. Assim que termino, me seco e me visto rapidamente. Mesmo sendo um pouco tarde eu vou andando para o apartamento. No caminho passo em um mercado e compro várias besteiras que com certeza irei lutar muito para queimar essa gordura. Assim que subi todo aquele caminho de escadas, entro no apartamento ofegante.

- Amor cheguei.- grito.

- Oi baby, desculpa sair assim, mas eu preciso fazer um trabalho muito importante.

- Vai demorar muito?- tento disfarçar minha pequena tristeza.

- Vou fazer o possível para terminar minha parte logo.- ela me dá um beijo de supetão. Sentindo seus grossos lábios contra os meus, eu sei que ela está nervosa com algo. Ela quebra o beijo e sai do apartamento. Sem muito o que fazer, começo a procurar algum filme bom na Netflix. Eu já assisti quase todos, mas Rose sempre adorou repetir filmes, então suponho que ela vai adorar ver A Culpa e das Estrelas de novo. É um filme triste, mas é muito bonito. Pego o notebook e entro no BeachBook. Tomo um enorme susto ao ver uma solicitação de sisterzade de Amethyst. Isso mesmo! A mesma garota que eu vi num bar e ainda acertei ela nas partes baixas sem querer! A dúvida de aceitar ou não seu pedido me domina, mas antes que eu decidisse, uma mensagem chega. Não consigo identificar quem seja, não tem foto no ícone de perfil. Abro a mensagem.

Sua namorada sabe curtir uma festa.- sinto meu coração parar por um segundo.

- Quem é você?!- respondo.

Sou um aluno da universidade que está louco vendo sua garota dançar.- sinto a raiva me dominar.

- Onde é essa festa?

Na casa do Greg.- o que antes era raiva virou rejeição.

- Isso não é verdade, Rose foi fazer um trabalho.- me recuso a acreditar que ela mentiu pra mim na cara de pau.

Então ela tá fazendo esse trabalho muito bem aqui na festa do Greg.- fecho o notebook com força, quase quebrando-o. Sem pensar em mais nada entro no quarto e pego minha roupa mais extravagante. Colocando-a faço alguns recortes e deixo um decote mais formado. Penteio meus cabelos deixando minha franja de lado, passo um batom vermelho vinho e preencho meus olhos com sombra preta. Por último coloco uma bota baixa de cano médio. Abro o notebook novamente.

- Onde é a casa dele?

Bairro Stars, rua RQS casa 12.6L- anoto tudo em um papel e saio do apartamento rapidamente. No caminho para casa de Greg, passo na casa de Opal e peço sua moto emprestada. Colocando uma jaqueta de couro, subo na moto e vou em alta velocidade até a casa desse maldito cabeludo, quase morri no caminho por que nunca andei de moto antes. Chegando no local, fiquei estupefata com o tamanho da casa de Greg. O som saía de todas as entradas da casa, havia pessoas por todas as partes. A porta na casa estava aberta, estaciono a moto e com passos rápidos entro na casa. Meu corpo treme com a batida na música. Olho em volta e vejo pessoas se beijando, zoando, desafiando outras a beber e fumar. Procurando por Rose, chego até uma sala enorme onde vejo Creme Azedo, o melhor DJ de Beach City, botando pra quebrar. Ao lado dele eu vejo Greg falando em seu ouvido. Acompanho seus movimentos até que ele desce do pequeno palco e entrega algo a... Rose.

Meu coração aperta ao ver ela rindo e conversando com Greg, como se fossem um casal. Todo o meu corpo reage com essa cena de várias maneiras diferentes. Ela não me viu ainda, até que vejo uma certa garota de cabelos roxos de aproximando deles com sua amiga de cabelos cheios. Rose se levanta rindo como nunca, ela com certeza está bêbada, abraçando as duas e se apoiando em Greg. Vejo ele tentando beija-la várias vezes na testa, mas ela levanta a cabeça como se quisesse um beijo na boca. Como ela pôde fazer isso comigo? Maioria das pessoas da universidade estão aqui e sabem que namoramos! Eu não vou ser humilhada desta forma...não vou mesmo! 

Chego perto de um grupo de jovens que está na cozinha e peço a bebida mais forte de todas. Eles me dão um copo de Vodka pura e um comprimido colorido. Bebo tudo de uma vez e engulo o comprimido. Respirando fundo e sentindo o líquido queimar minhas garganta ando com passos largos até a pequena roxeada que conversava distraída, toco seu ombro assustando-a e de supetão tomo seus lábios em um beijo...desejado?  O gosto ruim da bebida vai sumindo aos poucos com o toque suave dos lábios dela, que por incrível que pareça está retribuindo o beijo. Ela está da minha altura por estar de salto, sinto suas mãos agarrarem minha cintura ferozmente, enquanto seguro seu rosto contra o meu. 

O desejo de não ser humilhada em público some aos poucos, começo a me entregar a esse beijo de verdade. Sinto nossos lábios se chocarem com desejo, proporcionando uma sensação louca em mim... como se eu precisasse de mais e mais. Peço passagem com a língua e ela concede. Aprofundo mais ainda o beijo, quase devorando sua boca carnuda. Sinto sua mão macia descer lentamente até minha bunda, ela mordisca minha boca no meio de cada toque me deixando maluca. Já não tenho mais controle sobre meu corpo, posso sentir algo começando a ficar úmido entre minhas pernas. 

How deep is your love?....- a batida da música une nossos corpos, as vibrações fazem meu corpo tremer contra o dela, o som parece diminuir e aumentar com cada sentimento que invade esse beijo. Esqueço totalmente das pessoas a minha volta, de Rose, Greg, todos eles. Minha cabeça parece girar, com certeza é o efeito da vodka. Quando já sinto os arrepios das sensações múltiplas desse beijo em meus lábios de cima e de baixo, sinto alguém segurar meu braço e me puxar rapidamente, quebrando o beijo. Abro meus olhos e vejo uma Rose extremamente furiosa me arrastando para fora da festa.

- ME SOLTA.- grito, mas ela não parece me escutar.

- Nós vamos pra casa.- sua voz sai totalmente desigual, ela está totalmente bêbada.

- Você mente pra mim na cara de pau e ainda quer me mandar ir pra casa!?- me solto de sua mão.

- Você me fez passar a maior vergonha da minha vida!

- FODA-SE MEU AMOR! VOCÊ MENTIU PRA MIM PRA FICAR SE JOGANDO EM CIMA DE MACHO!- sinto um tapa forte atingir meu rosto com tudo. Por pouco não caio no chão, olho para Rose que está com as mãos da boca com expressão de surpresa. Ela tenta ver meu rosto pedindo desculpas quase como sussurros, mas dou um tapa em sua mão e saio correndo em direção a moto. Subo rapidamente e ligo-a antes que Rose me alcançasse. Acelero com tudo e vou na direção oposta ao nosso apartamento, sem direção alguma, não quero voltar para lá agora. Lembro-me da sensação daquele beijo, muitos dizem que um beijo bom de verdade e faz ficar excitado... agora eu posso comprovar isso. Há algo de errado comigo... eu estou sentindo várias coisas ao mesmo tempo, sinto meus olhos lacrimejarem e começo a chorar. Por que eu fiz isso?!

Alejandro

Eae niños y ninãs! Meu nome é Alejandro, joy soy colombiano. Eu sou o boy mais desejado da universidade, eu sei disso. Yo soy um cara muito tranquilo, adoro correr das rachas de Beach City. Uma das minhas mejores amigas é a Garnet. Somos muito amigos, e eu também gosto muito da irmã dela a Gernat. Sabe vou contar um segredo pra você... eu sempre tive um quedinha pelo John. Aquele homem és mui caliente! Eu vi ele quase sendo enforcado hoje mais cedo, mas não tive coragem de me aproximar.

Eu quero muito me aproximar, mas acho que ele está namorando aquela niña de cabelos azuis! E agora o que eu faço? Sofro pelo meu boy magia. Eu sou um ótimo cantor e adoro uma farra. Atualmente sou o baixista da banda Os Senhores do Universo, que é a banda mais incrível de Beach City, só pelo fato de ter minha presença. Eu tomei um susto enorme quando vi a possível namorada de John na festa na casa de Greg, ela não estava com ele... então quer dizer que eles não estão juntos! Meu corazón até gritou de felicidade.

Será que eu devo me aproximar dela?


Notas Finais


Eita...
Enquete: Vocês acham que Pérola exagerou?
O nome do Alejandro se pronuncia " Alerrandro" já que o nome dele e de origem espanhola.
Gente não fiquem com raiva pq teve momento Pearlmethyst! Em breve terá momentos Amedot. Eu shippo os dois então colocarei ambos na fic :3
Perdoem esse cap doido e não desistam da fic KKKKKKKKK
https://www.youtube.com/watch?v=EgqUJOudrcM
Música que tocou na hora do beijo.
Se tiverem dúvidas, sugestões, perguntas, críticas e só falar :3
Comentem o que acharam e até o próximo capítulo cats o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...