História Treat You Better - Jargot - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adelaide Kane, Ashley Benson, Candice Accola, Cara Delevingne, Halsey, Ian Somerhalder, Jared Leto, Kristen Stewart, Margot Robbie, Nina Dobrev, The Chainsmokers
Personagens Cara Delevingne, Ian Somerhalder, Jared Leto, Margot Robbie, Nina Dobrev
Tags Treat You Better - Jargot
Exibições 78
Palavras 2.274
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oioi!
Essa história será com eles no colegial, mas terá eles tmb no ramo da fama.
Como se Margot e Jared se conhecessem dês de criança, mas logo o destino os separou e necessariamente mais pra frente os junta, hun? kkkkkkkk scr.

Espero que gostem, adoro colocar eles novinhos, conhecendo a vida e tals. Ainda mais essa personalidade da Margot que me deixa in love.

Capítulo 1 - I think I'm in love with Jared Leto.


Fanfic / Fanfiction Treat You Better - Jargot - Capítulo 1 - I think I'm in love with Jared Leto.

Los Angeles - 6:10 a.m 

 

 

Respire fundo, respire claro! – Dizia a loira a si mesmo, se encarando no espelho pela última vez antes de sair de casa, para o primeiro dia do último ano do ensino médio. Não que isso mudasse alguma coisa, a única coisa que Margot queria era desaparecer assim que fizesse 18 anos, indo pra qualquer lugar do mundo com sua guitarra assim como aquele garoto no qual nem sequer recordava o nome fizera ano passado.

 Passou em seus lábios uma última vez o batom vermelho, arrumando sua calça preta colada e sua blusa soltinha novamente. Passava as mãos nos fios loiros os arrumando, logo depois desceu as escadas como um furacão dando de cara com Ian, seu irmão mais velho na tentativa de fazer um café da manhã descente, pela terceira vez na semana. – Ian cuidava de Margot, já que seus pais resolveram viajar o mundo, deixando Margot ainda mais rebelde.

- Tentando de novo, Ian? – Questionou se sentando na mesa, escolhendo ovos com Bacon e um suco de laranja! Ian nunca fora bom de cozinhar, mas sabia fazer ovos com Bacon muito bons, do jeito em que a loira gostava.

- É claro né maggot. – Deu uma gargalhada alta com o apelido que Ian tinha acabado de falar. Maggot, significava larva... Isso nunca a incomodou, mas não era bom ser chamada de larva logo de manhã.

- Não me chama disso! – Dizia entre risos, pegando sua mochila em suas mãos enquanto terminava uma última mordida em seu café da manhã ‘’ super nutritivo’’ como dizia Candice.

- Você não acha essa blusa meio curta não, Margot? – Analisava Ian, vendo que quando Margot levantava as mãos aparecia um pouco de sua barriga. Ele revirou os olhos deixando o mesmo falando sozinho enquanto pensava imagine quando ele ver Nina Dobrev! – Eu to falando com você, rebelde!

- Calado! – Bateu a porta com força, caminhando até a próxima rua onde era a casa de Candice, e logo ao lado a casa de Nina. Candice, a menina de ouro. Sempre amou ser a patricinha por onde andava, mas isso nunca irritou Nina e nem mesmo Margot. Ah, Nina... Cresceu em Los Angeles até os cinco anos, mas logo foi arrastada para o Brasil junto ao seu pai que também era brasileiro. Lá a garota acabou se misturando e usando roupas um tanto curtas, sempre com a barriga aparecendo. Não que isso incomodasse, já que seu corpo era de uma deusa como diziam todos.

 Margot foi atendida pela mãe de Candice, que apenas apontou para cima indicando que ela ainda estava se arrumando. – Como sempre, mas de um certo modo era o primeiro dia de aula e deveria estar perfeita, ainda mais do que já era.

- Candice! Chega né. – Reclamava Margot olhando para um relógio rosa que tinha ali, percebendo que marcava 30 minutos para o sinal do colégio tocar.

- A saia ta boa assim? – Pergunta girando no espelho, dando um sorrisinho idiota. Não que essa reação seja imprevisível, eu convivo com isso anos e anos. Chega a ser hilário e não chato.

- Ta linda. Não tem como ficar mais perfeita que isso! – Puxei suas mãos, que já tinham sua bolsa roxa cheia de detalhes. Como a casa de Nina era do lado, nem tivemos o trabalho de entrar já que ela sai de casa com um mini shorts e uma blusinha colada, pelo menos hoje a barriga não estava aparecendo.

- Olha só, sem umbigo hoje... – Candice deu uma risadinha, puxando a morena de cabelos longos até o colégio onde com certeza encontraríamos Cara, que podia muito bem estar gritando ou matando alguém.  O grupo é de loucas, cada uma oposta da outra e talvez seja por isso que dá certo. A única na qual mais ou menos Margot se parecia era  Cara, mas nem isso!

 Entraram rindo, vendo que Cara conversava com um homem de cabelos cotados, de roupas pretas de couro... Mesmo nesse calor que fazia em Los Angeles. As garotas não iriam mesmo se aproximar, mas a loira as chamou então trataram de ir por conta da curiosidade que rondava em suas mentes.

- Gente, esse é meu irmão Jared. Lembram dele? – O moreno se virou, e a primeira coisa na qual encarou foi Margot. Foi o que ela também fez, mas logo desviou para Candice que parecia vidrada no rosto do mesmo.

- É aquele que foi viajar pelo mundo ano passado? – Questionou Nina, olhando para ele com malícia. O mesmo correspondeu, tendo os olhos revirados de Margot.

- Eu mesmo, sou conhecido assim aqui agora? – Jared riu, passando as mãos no cabelo se apoiando na moto. Olhava diretamente para Margot a cada palavra, e isso a incomodava.

- É, você não era muito amigável. Ninguém sabia seu nome, eram poucos. – Candice dizia suspirando a cada palavra, fazendo o estomago de Margot revirar de tanto nojo por aquela cara de apaixonada.

- Espera, você nunca disse que tinha um irmão... – Interrompeu Nina, passando as mãos no cabelo se direcionando a Cara que nem sequer deu ibope.

- Ele é meu irmão de consideração. É somente o filho do meu padastro, que é meu tio. Sim, minha mãe é uma vaca que dá o cu pra dois irmãos. Somos irmãos/ primos. Família complicada. – Explicou a loira, e em sua última palavra todos ouviram o sinal bater. Margot saia andando, mas parou ao ouvir o moreno gritar.

-Não fala mais com os amigos, loira? – Jared gritou, fazendo a mesma se virar e dar um sorriso sarcástico. Não era muito amigável, era aquelas de falou ela responde. Odiava ter que babar por caras assim como Candice e Nina faziam.

- Você não é meu amigo, e não converso com estranhos. – friamente a garota respondeu, andando novamente até a sala onde teria aula. Geralmente para os veteranos, no primeiro dia de aula era obrigatório abrir um sapo na primeira aula, para saber como é dentro do mesmo... Algo divertido, como falavam.

[...]

 A loira entrou em sua sala, vendo que Candice a esperava para sentar – se ao seu lado já que era a única que se encontrava naquela aula.

- A Srta. Robbie, a partir de hoje você e a Srta. Accola não fazem duplas juntas. Ela fará com Joseph! Vocês me deram muito trabalho, e essas duplas permaneceram até o último dia de vocês nesse colégio.

- Por que? Sempre fazemos trabalhos e aulas juntas... E se eu não ficar com ela, vou ficar com quem?Pelo que sei não tem mais ninguém aqui! – Respondeu friamente, mas logo suas  atenções foram voltadas a Jared que entrava na sala com sua bolsa preta  encarando- a a cada segundo.

- Ótimo, agora você tem um par... Pro resto do ano, Robbie. – Sarcástico como sempre, mas ela nem sequer se importou. Apenas se sentou e encarava aquele sapo morto em sua frente, ignorando a presença de Jared ao seu lado.

- Você tem medo de sapos, Robbie? – Questionou o moreno, dando um sorrisinho de lado. Ela negou fazendo sua típica cara de sínica. Era algo mais que comum em Margot!

- Margot, meu nome é Margot! – Segurava a pequena faca com força, encarando os olhos azuis do garoto ao seu lado. Mas aquilo durou pouco já que suas atenções foram voltadas para seu celular que vibrava com o número de Candice.

‘’ Candice: Amiga, acho que estou apaixonada por Jared Leto’’

 Margot revirou os olhos, digitando sem deixar com que o professor que escrevia algo na lousa visse. Realmente, a loira ficava olhando a cada segundo para Jared, que nem sequer percebia isso.

‘’ Margot: Não, isso se chama fogo. ‘’

‘’Candice: Juro, ele é muuuito lindo. Bem que você poderia me ajudar, não é?’’

‘’ Margot: Por que eu? Não vou bancar a cupido de novo, Candice! ‘’

‘’ Candice: Sua vaca, por favor. Ele é o cara da minha vida. Juro’’

‘’ Margot: Você acabou de conhecer o cara. Dá um tempo’’

 Fechou o celular, olhando diretamente para Jared que a encarava com um sorriso no rosto. – Mas logo desviou, olhando para o sapo cortando a barriga com a faca que a pouco arrancara das mãos da garota sem que a mesma percebesse.

- O que você achou da Candice? – Questionou Margot, encarando o chão que aparentava gelado. Ele deu os ombros totalmente vibrado naquilo que fazia, e no como era calmo, prazeroso fazer esse tipo de coisa.

- É a loira, não? Bonita, gostosa. Mas nada demais! – Deu os ombros novamente. – Por que? Ela se interessou?

- Você é muito convencido. E não, você parecia olhar pra ela todo instante! Estava curiosa, somente isso. – Mentiu, mas era preciso. Jared apenas largou a faca pequena de suas mãos, se encostando na cadeira olhando para os olhos azuis da loira.

- Curiosa? Entendi. – Ficaram muito tempo se olhando, mas logo partiram para o sapo novamente cortando e vendo cada pedaço do corpo do mesmo, enquanto a loira ao lado deles ficava dando um de seus ataques de patricinha, onde acabou desmaiando por conta do cheiro ou algo assim.

- Jared faz alguma coisa! – Exclamou Margot, mas ele nem sequer se mexeu. Ficou olhando Joseph carregar a loira pra fora do local com dificuldade.

- Eu? Eu não, ela que quer ser fresca! Não sou obrigado a agüentar draminhas femininos.

- Ela é patricinha sim, mas é boa pessoa, ok? Não devia falar assim das amigas da sua irmã. – Retrucou Margot, puxando o corpo de Jared para frente do seu. O mesmo sorria com sarcasmo, rindo feito um idiota.  

- Margot, você é bonitinha, mas não pense que pode me mudar e nem a minha opinião. – Sentou – se novamente, assim como logo depois a loira fez encarando o teto com o que acabara de acontecer. Ela estava doida, como poderia fazer alguém como o Jared gostar de uma garota como Candice?

- Somente tentei defender minha amiga. Vocês tem tudo a ver. – Mentiu novamente, passando as mãos em seu anel de caveira. O moreno fazia uma cara estranha, parecia surpreso com o que tinha acabado de ouvir, e ainda mais da boca de Margot que aparentava falar tudo que pensava, e nunca mentir algo desse tipo.

- O que você bebeu hoje? Você costumava ser mais legal. –Essas palavras fizeram Margot arquear as sobrancelhas. – Eu e a Candice nunca vai acontecer, no máximo umas ficadas. Você sabe, um homem como eu, prefere ficar sozinho...

- É disso que você gosta? Liberdade? Não acha que tem o suficiente?

- Margot, aquilo não é liberdade. Aquilo é diversão, acho que deveria provar essa diversão por alguns dias. Somente nesse tempo em que estive com você deu pra perceber que você adora uma aventura. O que acha do Egito? – Diversão. Era disso que ela precisava. Conhecer o mundo, sair por ai sem rumo algum pra milhares de lugares. Assim como o próprio fez.

- Acho um lugar incrível. Aquelas pinturas, tumbas, múmias. Você com certeza já foi lá, não? – Questionou ela, se interessando no assunto, já que era seu favorito... Viajar

- Umas duas vezes. Tem milhares de coisas incríveis lá, meu próximo passo é Dubai! – Os olhos da loira chegavam a brilhar com aquele assunto.

- Eu amo Dubai! – Sorriu pela primeira vez no dia com sinceridade, e ele de uma certa forma percebeu isso.

- Já esteve lá? – Questionou Jared, passando suas mãos suavemente em seus cabelos jogando – os para trás de modo atraente, até mesmo pra ela que não queria de modo algum nem a amizade dele, já que em muitos anos atrás a mesma situação havia acontecido com Candice, e não queria que repetisse.

- Na verdade eu nunca estive em lugar algum. – Respondeu olhando para baixo, talvez um pouco envergonhada pela situação. A mesma não queria acreditar que ela literalmente amava viajar, mas nunca saiu de Los Angeles.

- Eu te levo... – Respondeu com um sorrisinho nos lábios, tendo a expressão de quem não acreditava no rosto avermelhado dela. –Aonde quiser. Roma?  Paris? Tóquio?

Riram com aquilo, pareciam amigos íntimos de longa data. – Ele encarava os fios,e queria toca – los. Mas não fez, mesmo estando com uma vontade louca de agarra a loira ali mesmo. Margot era encantadora, ainda amava todas as coisas nas quais ele gostava.

- Deve ser muito legal estralar os dedos e ir pra onde quiser... – Ela disse friamente, percebendo o clima que havia ali.

- Do que você ta falando? – Questionou confuso, além do mais até agora estavam rindo e falando de coisas interessantes.

- Da Candice, ela parece estar afim de você. Não vou estragar isso! – Margot tentou sair, mas foi impedida por ele que a sentou na cadeira com força e brutalidade.

- Margot isso não tem nada a ver. Eu conheci ela no começo dessa aula e você já ta dizendo essas baboseiras. Estamos nos conhecendo, não vou voltar pra cá e me amarrar numa garota, você parece ser legal. Podemos ser amigos, e não ter essa de relação. Sem contar que de cara já vi que entre eu e ela não rola nada.

- Então somente amigos, certo? – Questionou ela, dando um sorriso de canto enquanto falava.

- Amigos, loura.

- Mas promete tentar algo com aquela loira deslavada? Juro, ela não vai me deixar em paz enquanto não encostar essa sua boca na dela. – Jared revirou os olhos, olhando a loira entrar pela porta totalmente gata e o sinal tocar. Sem ao menos pensar ele se levantou e foi diretamente para a frente dela falando algo que Margot não conseguira ouvir... Candice se virou e saiu andando junto com ele, mas antes deu uma piscada para Margot como forma de agradecimento.   


Notas Finais


E nesse capitulo podemos ver que eles são dois seres bipolares? Sim!
Sem contar agr Candice q tenho a leve impressão q irá atrapalhar Jargot? relexa, não é só ela haha.

Oq acharam?? Please me digam em rs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...