História Treat You Better - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~KyliewJenner

Postado
Categorias Shawn Mendes
Tags Camerondallas, Mendes, Shawn, Shawnmendes
Exibições 222
Palavras 1.049
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Conversation


Fanfic / Fanfiction Treat You Better - Capítulo 10 - Conversation

Shawn Mendes

Eu fui atrás de Sofia, andei por toda a escola, no objetivo de encontra-la. Eu realmente, eu realmente queria chegar nela e disser "Viu sua idiota. Eu avisei que Daniel não presta", mas seria cruel demais. E neste momento, ela precisa que eu a console. 

Suspirei ao a encontrar no jardim da escola. Seus joelhos estavam dobrados e a cabeça entre os mesmos. Eu a ouvia chorar de longe. Imagino o quão machucada ela deve estar. Hope sequer precisou me falar do problema, eu logo deduzi. Afinal, eu sabia que isto ia acontecer. Só não sabia quando, nem onde. 

Me sentei ao seu lado na grama verde e recém aparada. Ela notou minha presença, mas não olhou para mim. Apenas murmurou um "Vai embora" quase inaudível.

— Não adianta falar "Vai embora" porque: Um, eu sei que me quer aqui e dois, eu não vou embora, e você sabe disso — falei. Eu sabia, mesmo eu não vendo seu rosto, que ela sorriu — Então, me conta o que aconteceu.

— Como se você já não soubesse — ela disse, levantando a cabeça e finalmente me fitando. 

Seus olhos estavam inchados, seu rosto vermelho e seus cabelos castanhos completamente bagunçados. E ela continuava linda. Eu não entendia como Daniel podia desperdiçar ela. Pois, não há ser mais maravilhoso que Sofia. Quem dera eu ter Sofia para mim. Infelizmente, sua visão está tampada por unicórnios e arco-íris e a verdade ela não vê. Ela não vê como eu a amo. E já faz mais de 10 anos que a amo. 

— Tá, eu sei o porquê — disse. O silêncio se predominou. Eu buscava as palavras que falar. Eu tenho que falar a verdade, mas de modo que não magoe ela.

— Não vai falar? — franzi o cenho — Falar o quanto você estava certo e de que eu sou uma idiota por gosta de alguém, como ele. 

— Eu queria falar — fitei a grama — Mas, eu sei que está apaixonada Sofia. Eu sei como é estar apaixonado. Você se sente leve, se sente si mesmo, se sente feliz quando está com a pessoa que ama. Sente como se fosse capaz de tudo, até de tocar as estrelas. Sente as borboletas tomando conta de seu corpo, de seus lábios implorando por um contato. Sem contar os olhares, céus! Os olhares fazem se arrepiar todo — sorri, expressando como eu me sentia.

— Eu me sinto assim com ele — não havia confiança. Eu sentia como se, parte dela, forçasse a sentir aquilo por ele. Talvez porque ele é bonito, tem um sorriso sedutor, além de jogar bem. Odeio quando as pessoas confundem atração com amor, e é exatamente isso que Sofia está fazendo — Eu seria idiota se perdoasse ele? — ela me perguntou, mesmo sabendo que a resposta era óbvia.

— Uma total idiota — fui sincero.

— Eu sei — ela abaixou o olhar, fixando o mesmo num ponto fixo — Eu vou dar uma chance. Deixarei ele se explicar, mas apenas desta vez. Não haverá outras. Eu prometo.

Eu estava bem irritado com sua decisão. Sofia sempre foi do tipo de pessoa que insistia no erro. Ela sabia que estava errado, sabia que se repetiria, mas ela vai lá e faz de novo. Eu sei que ela vai se arrepender muito de dar mais uma chance, já que ele errará de novo. Eu sei disso. Ela está avisada, depois eu direi "Eu te avisei".

***

Sofia Ewbank

A semana passou mais rápido do que imaginei, quando me dei conta, já sabádo. A semana não teve nada de especial, tirando o fato de eu ter desculpado Daniel. Ele me explicou, disse que seus amigos o forçaram a beber e que desafiaram ele a beijar Lindsay. Devido aos efeitos do álcool ele sequer se deu conta do que fazia. Perguntei a ele a razão de ele não ter me contado, ele disse que só se lembrou quando viu as fotos. Prometeu nunca mais fazer isso.

Shawn odiou minha escolha, como ele diz, eu erro e persisto no erro. Mas como eu já disse á ele, Dan só terá mais uma chance. Sei que ele não desperdiçará. 

Com o tédio da tarde de sábado, Daniel me convidou para ir na sua casa. Ele daria uma festa na piscina. Eu aceitei, não havia motivos para eu não aceitar. Abri minha gaveta, tentando escolher com qual biquini eu ia. Eu tinha três opções: Um que era casual azul claro, outro que a cor era muito chamativa e outro que era cobria demais, digamos assim.

O da cor chamativa descartei logo de cara, odiava chamar a atenção. O que cobria demais, não escolhi, pois, cobria demais. Então fiquei com o casual. Ele era simples, mas era a melhor das opções. 

Joguei o mesmo na mochila, em seguida pegando outras coisas que fossem uteis. Filtro solar, toalha, óculos, mais uma toalha — para se caso alguém roubar a minha — carregador, fones de ouvido e meu iPod. Visto um shorts e uma camiseta branca por cima do biquíni. Deixo meus cabelos castanhos soltos.

Um carro buzina na frente de casa, sei que é Daniel. Desço rapidamente, dou tchau para meus pais — isso após ouvir eles disserem para eu não usar drogas, beber ou qualquer coisa to tipo — e vou até o carro.

Dan veste uma bermuda e uma camiseta preta, seus pés vestem um chinelo, assim como os meus.

— Oi — ele diz, me dando um selinho em seguida.

— Oi — sorrio. O mesmo começa a acelerar em direção a sua casa — O pessoal já chegou. Espero que se divirta bastante — ele ajeitou o óculos ray-ban no rosto. Virou a cabeça alguns segundos para poder me olhar, mas logo voltou a olhar para a estrada.

— A Lindsay vai? — ousei perguntar. 

— Sim — ele disse — Eu não tive opição, afinal ela é irmã do meu amigo. Ela sempre vem mesmo que eu não convide.

Me desanimei. Não queria ela lá, olhando para Daniel, ou até mesmo para mim e com os olhares dizendo "Hey, eu beijei seu sim-não-namorado e lançando aquele sorriso que eu tanto odeio. 

— Mas ei — ele me olhou, vendo que eu estava um pouco aborrecida — Eu só só seu, ok? — assenti, sem olha-lo.

Sua mão segurou minha coxa, me deixando mais segura. 

  — Eu te amo — Daniel disse, olhando para mim.

Virei minha cabeça para ele na mesma hora, surpresa.

— Eu também te amo — falei sorrindo. 


Notas Finais


♡ Elenco: http://i.imgur.com/TkrZwJ6.png
♡ Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=5-5xZZKnjOs
♡ Fanfic da Juh: https://spiritfanfics.com/fanfics/historia/fanfiction-5-seconds-of-summer-stitches-5661696 (Stitches)
♡ Fanfic da Gabix: https://spiritfanfics.com/fanfics/historia/fanfiction-magcon-my-admirer-shawn-mendes-5711963 (My Admirer Shawn Mendes)
♡ No Wattpad: https://www.wattpad.com/myworks/75083138-treat-you-better-shawn-mendes-br

Comentem, para que estimule nosso trabalho e que saibamos que está acompanhando. Isto é muito importante para nós.
Nos vemos sexta :3
~Gabix


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...