História Treat You Better - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Chris Argent, Derek Hale, Isaac Lahey, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Melissa McCall, Natalie Martin, Peter Hale, Scott McCall, Stiles Stilinski, Theo Raeken
Tags Drama, Malisaac, Romance, Scallison, Stydia, Teen Wolf
Exibições 131
Palavras 1.607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Babes!
Saudades dessa fic, estou a quase um mês sem atualizá-la.
Me perdoem, eu estava muito ocupada com tanta coisa, e deixei de lado essa fic. Ainda estou com planejamentos novos e preciso me organizar, espero que me perdoem mesmo e não larguem essa fic.
No último capítulo:
Stiles foi para a casa dos Martins fazer trabalho, encontrou a Lydia em estado deplorável e grave, cuidou dela e descobriu sua história com Jack.

Bom capítulo, notas finais!

Capítulo 7 - Sicronize


Fanfic / Fanfiction Treat You Better - Capítulo 7 - Sicronize

Middleton City

Lydia Martin’s — Point of View

1 mês e pouco depois...

3h25am

Ele me encara. O ar envolvente é quente, aquecendo nossos corpos. O som da chuva janela à fora é visível, em vista dos fortes trovões. Gosto da forma em que Stiles me olha, ele prende à atenção em mim. Seus olhos castanhos pareciam me admirar, enquanto eu noto seu sorriso e sua feição observadora.Stiles estava deitado em minha frente, com o braço por cima do meu quadril. Está com um moletom cinza, calça jeans e agora, meias. Estamos em um silêncio passivo, calmo e quieto. Ao passo que ele começa a ficar vermelho e a fazer uma careta. Ele volta a respirar fundo, tossindo e recuperando o fôlego.

— Impossível. Você ganhou pela segunda vez!

— Eu faço natação desde os meus cinco anos, nunca abandonei. Além de praticar apnéia.

— Eu a odeio. — Ele ri, selando nossos lábios por um segundo. — Como você está?

— Já me perguntou isso.

— Eu quero saber a todo instante. Sabe aonde quero chegar.

Respiro fundo, desviando o olhar e me sentando na cama. Stiles segue o mesmo movimento, puxando meus braços com rapidez e delicadeza, verificando meus braços. Ele sabe que quando acontece, eles ficam marcados e estavam. Os vergões da pele ferida tornava uma tonalidade roxa e pouco amarelada. Grunhi enquanto ele passava o polegar pela região, fazendo carinho. Stiles nunca foi uma pessoa explosiva, embora odiava que eu apanhasse de Jack. Ele não sabia como solucionar, e todas as suas sugestões foram descartados por mim.

— Lydia… — Sussurra calmamente. — Eu não posso viver sabendo que ele usa você assim.

Muitas vezes, meu lado rebelde, forte, indiferente, superior é ativado. Eu não me importava com as pessoas, nem com nada ao meu redor, pois acreditava nas palavras frias de que era inútil. Mas quando Stiles estava perto, presente e comigo, eu sentia um sentimento completamente diferente.Me tornava sensível, detalhada e tentava ao máximo escolher as palavras certas para não feri-lo, por ter a língua solta e ser tão sínica. Não aguentava ver Stiles triste por minha culpa, pois ele ficava. Eu me tornei muito frágil e aos poucos, minha armadura era destruída apenas com seu tom de voz. Ele levanta meu queixo, e agora me assiste chorar. Lágrimas e lágrimas descem dos meus olhos, pois não sabia o que fazer. Estava perdida. Ele arregala os olhos, vejo sua pele se arrepiar e ele engolir em seco, pronto para se despejar também.

— Não chore, por favor. — Stiles diz em suplício. — Vamos achar um jeito.

Ele apenas me abraça. Seus braços rodeiam minhas costas, puxando-me para si. Meu rosto fica preso ao seu pescoço quente, enquanto minhas lágrimas choravam seu pescoço. Mas aos poucos, me acalmo. Me afasto relutante do seu abraço, parando para encará-lo.

Stiles estava frequentando academia, tomando vitaminas recomendadas e fazendo uma luta chamada Krav Maga. Seus braços estavam endurecidos e um pouco maiores, além do seu corpo físico ter melhorado, mas ele continuava o mesmo magrelo de sempre, com suas qualidades que eu amava tanto. Não o amava. Não ainda. Mas ele me fazia tão bem que essa questão seria respondida em pouco tempo. Me inclino e apago a luz, acendendo o abajour que tinha alguma coisa que deixava a luz azul, assim como o quarto. Stiles me encara novamente, sem tirar os olhos dos meus. Seu olhar era intenso, do tipo que congelava a espinha e tirava todo o fôlego que tinha.

Minhas mãos puxam a sua, de modo em que ele está paralisado, deixando com que eu o guie. Não é preciso dizer para saber que ele nunca fez isso antes. Gostaria de ser a primeira, e não sei por quanto tempo ele ficará, por quanto tempo ele vai suportar o peso que posso ser, mas não me importava, não naquele momento.

Com a minha ajuda, Stiles tira a minha blusa de forma lenta. O quarto está escuro, mas eu queria ver seus olhos enquanto tínhamos aquele momento. Nos conhecíamos a pouco tempo, mas eu tinha a certeza de que valeria.

Para minha surpresa, Stiles toma o controle, me deitando na cama e ficando por cima de mim, e quando não sei o que fazer, ele me beija. Seus lábios finos se chocam contra o meu, se ajustando na cama para que nossos corpos se completassem e se encaixassem. Minhas mãos são levadas até o seu moletom, sendo precisa ao tirar de forma lenta a peça. Não consigo ver o seu busto, pois estou ocupada ao meio dos beijos, dando pausas apenas para que ele pudesse respirar, já que isso não era um problema para mim.

Stiles começa a distribuir beijos pelo meu pescoço, seus lábios molhados e gelados se chocam contra a minha pele aquecida. Jogo minha cabeça pra trás, suspirando. Ele sela meu queixo, bochecha, traçando trilhas. Seus dedos abaixam a alça do meu sutiã, beijando a clavícula em leves selinhos, me instigando a arfar baixinho, mesmo que fossem toques tão calmos. Inclino para frente, retirando meu sutiã de renda branca. Sempre senti certa vergonha quando Jack prendia os olhos nos meus seios, mas com Stiles não. Eu sentia prazer em saber que ele me desejava, e a forma que ele me olhava era gratificante.

Ele leva a boca até o seio direito, passando a língua quente pela região e batendo os dentes de leve pelos mamilo endurecidos. Com a mão vaga, Stiles acaricia o outro seio, apertando do fraco a forte, arrancando de mim gemidos altos. Minhas mãos fazem cafuné no seu cabelo agressivamente, indo em conta da forma com que me contorcia senti-lo me tocar.

Stiles arranca meu short sem delongas, diferente até agora. Consigo avistar seu membro duro na calça, ele estava de certa forma, desesperado. Solto uma risada baixa, quase inaudível. Seus dedos retiram a calcinha lentamente, arrancando a última peça presa ao meu corpo. Então ele me encara mais uma vez e sorri, um sorriso de certeza de que aquela seria a nossa vez.

Queria que sua primeira vez fosse inesquecível. Memorável e boa. Sou uma pessoa extremamente segura, mas com Stiles, sentia certa incerteza. Inverto as posições, fazendo-o rir por me tornar tão dominadora. Arranho seu peitoral, enquanto estava sentada sobre seu colo, rebolando lentamente e sentindo seu membro ereto, chocando-se contra minha coxa. Chegava a até mesmo machucar. Me inclino, depositando um chupão em seu pescoço, deixando-o roxo. Um tipo de “marcar território”. Retiro sua calça com a sua ajuda, ele apenas observava e mantinha um sorriso perverso no rosto. Estava com uma boxer cinza, com um grande volume. Arregalo os olhos, pois realmente era surpreendente. Passo os dedos sob o pano, vendo-o arfar e me olhar feio por torturá-lo. Enfio a mão por dentro de sua cueca, tirando o seu pênis para fora, mas não aliviando-o por completo.

Seguro o corpo do seu pau, fazendo movimentos de vai e vem, ouvindo seus gemidos. Aumento a velocidade, observando seus músculos endurecerem e depois se aliviar, ao ver que ele tinha chegado ao seu primeiro ápice. Completamente nus, eu me deito ao seu lado e ele sobe em cima de mim, me encarando. Esse era o meu grande ponto fraco. Stiles começa a acariciar meu rosto, me fazendo sorrir.

— Você é tão linda. — Sussurra, me deixando corada.

— Eu? Você quem é.

Stiles era a personificação da beleza. Não era vergonhoso pensar o quão ele era lindo, e vê-lo me admirar como sua pessoa favorita era o ponto alto dos meus dias. Seu rosto estava pálido, mas suado e ele parecia cansado, mesmo que eu ainda tinha muitas coisas para fazer, a fim de deixá-lo encontrar em mim, tudo o que ele queira. Não via mais graça em nada, mas ele me fez ter uma visão melhor.

— Ei, você tem certeza? — Pergunto insegura, por mais que tivemos um momento mais quente.

Stiles se inclina, pega um pacote de camisinha que estava na gaveta aberta, abrindo-a e colocando em si. Logo depois, ele avança em mim, me fazendo rir.

Em resposta direta, ele me beija. Seu corpo se encaixa entre minhas pernas abertas, se ajustando para penetrar em mim. Sinto a ponta da cabeça na minha entrada, ele aparentemente queria me ver sofrer. Grunhi baixinho de insatisfação, ouvindo ele soltar uma risada e apoiar os dois braços entre eu. Aos poucos, ele penetra tudo e faz movimentos de “vai e vem”, entocando de leve e aumentando seus movimentos. Suas entocadas se tornam ainda mais forte, me fazendo gemer alto, ao ponto de gritar. Apenas os funcionários estavam em casa, e provavelmente estavam no primeiro andar, além de que a chuva abafaria meus gritos. Levo minhas unhas para suas costas nuas, arranhando com força, liberando todo o êxtase que ele proporcionou. Meu corpo estava endurecido, como se ainda estivesse em um processo. Stiles arfava junto comigo, em uma sincronia ótima.

— Eu vou…

— Tire.

Soa como uma ordem, mas era apenas para ter uma resposta rápida. Ele pareceu entender, pois tirou o seu membro para fora, deixando o líquido pegajoso sair em minhas coxas. Respiro fundo, pois também havia chegado no meu ápice, molhando o lençol.

Stiles se joga ao meu lado, puxando o lençol para nos cobrir. Ele respirava em descompensação, cansado pela noite. Vejo no relógio o horário de 4h28. Não queria vê-lo embora como sempre. Então eu me viro, deitando-me no seu peito. Levanto o rosto, encarando seu rosto. Stiles me olha de volta, sorrindo com todos os dentes expostos. Retribuo, sussurrando no seu ouvido.

— Durma aqui hoje.

Ele nada disse, apenas beijou minha testa e sorriu. Sinto meu coração se apertar, pois sentia que algo poderia dar errado. Mas enquanto estivesse com Stiles, acreditava que eu poderia superar tudo.


Notas Finais


Socorro, hot.
Eu não sei escrever hot, mas andei pesquisando e lendo muito, então tentei fazer algo detalhado mas não cansativo. Não fiz um capítulo grande, não em relação aos outros ): me desculpem, mas achei que ficaria muita coisa em um capítulo só, então eu espero que curtam isso.
Mais uma vez: espero não estar sendo rapida. Em questão do capítulo 15 eu planejo finalizar ela e tenho muitos acontecimentos, então preciso por cada um em prática.

Stiles está diferente e bastante coisa aconteceu nesse mês, vou explicar em narrativa de 3° pessoa no próximo capítulo.
E, veremos mais um pouco do nosso queridinho, Jack. Além das amigas mais loucas: Jess e Alli.
Aliás, para quem gosta de ler o que eu escrevo: Tenho uma fic chamada Born To Die, ela é pouco semelhante à essa fic, mas não muito. Além de Behind the scenes, minha primeira fic stydia de fevereiro de 2015, acabei ela esse ano e estou escrevendo a 1° de 2 partes do epílogo, então gostaria de pedir para lerem.
Espero que tenham gostado e se o desenvolvimento desse capítulo for bom, com certeza atualizarei até antes de uma/duas semana.
Um beijo, lindas! ❤
Obs: Não revisei o capítulo pela ansiedade de postar, mas qualquer erro muito grave eu edito.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...