História Treat You Better - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Melyoon

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Taegi, Taehyung, Vhope, Vkook, Yoongi, Yoonmin, Yoonseok
Exibições 138
Palavras 1.962
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aviso: Esse capítulo contém crianças precoces, pessoas cara de pau, órgão genital mal localizado, nudismo, bonecas sem cabeça, técnicas de conquista, sinônimo de fezes e roubo de carros.


Desculpem os erros e boa leitura!

Capítulo 4 - Batafrango com Pãoru


Fanfic / Fanfiction Treat You Better - Capítulo 4 - Batafrango com Pãoru

Sabe quando você está andando na rua, vê um abutre e pensa: “Será que Jung Hoseok morreu?” Esse era Taehyung no momento.

Mas sabia que a resposta era negativa, pois podia jurar que dessa vez a carniça era ele mesmo.

Sua sorte foi que o pássaro não teve tempo de comê-lo, pois foi rápido em chegar em sua casa antes que a ave tivesse chance de o fazer.

Assim que fechou a porta de madeira marrom atrás de si, começou a despir-se sem se importar com a sua irmã mais nova que assistia desenho na sala, agarrada com um sapo de pelúcia.

- Olha o pipi do oppa! - A garotinha gritou rindo e apontando, correndo para seu quarto logo em seguida. Tae observou a cena um tanto quanto indignado, pois não sabia onde a pequena Taeyeon aprendera esse tipo de coisa.

Depois de bufar e manear a cabeça em negação o rapaz caminhou até seu quarto, se jogando no chão logo em seguida. Você deve estar se perguntando por que ele simplesmente não se deita na cama. É o que uma pessoa normal faria, certo? Errado! Pois Kim Taehyung não era uma pessoa normal. Essa era apenas mais uma de suas manias peculiares, assim como ficar nu e comer batafrango com pãoru¹.

O som de uma barriga roncando se fez presente no quarto, mostrando que uma mensagem havia acabado de chegar no celular do arroxeado. Começou a arrastar-se pelo chão até alcançar o aparelho que estava sobre o criado-mudo e o desbloqueou rapidamente, se deparando com uma mensagem de um número desconhecido.

[05:30 p.m.] Desconhecido: Gato, você não é fósforo, mas me incendeia.

[05:30 p.m.] TaeTae♡: Quem é você?

[05:31 p.m.] Desconhecido: Gato, você não é grama, mas eu quero te meter o bico.

[05:31 p.m.] TaeTae♡: Mas que porra de cantada ruim é essa?

[05:32 p.m.] Desconhecido: Gato, não sou chuva, mas queria escorrer pelo seu corpo.

[05:32 p.m.] Desconhecido: Gato, bora jogar baralho? Você traz sua dama e eu te mostro o meu rei de paus.

[05:33 p.m.] TaeTae♡: Mas quem diabos é você?

[05:33 p.m.] Desconhecido: Gato, você não é um morro, mas eu rolaria em você ♡

[05:34 p.m.] TaeTae♡: Ah tá! Jeon Jeonkook.

[05:34 p.m.] Kook: Não meu amor, não é assim

[05:34 p.m.] Kook: Vai praticando pra escrever certinho no dia do nosso casamento

[05:34 p.m.] Kook: Jeon Jungkook ou Jeon Jeongguk, tanto faz

[05:35 p.m.] TaeTae♡: Tá bom, desculpa

[05:35 p.m.] Kook: Então… Eu sei que a gente acabou de se ver, mas você é tão bonito que meus olhos necessitam te olhar a todo momento.

[05:36 p.m.] Kook: Bora sair?

[05:36 p.m.] TaeTae♡: Pra onde?

[05:37 p.m.] Kook: Eu queria que fosse pra minha cama, mas como não é só isso que eu quero fazer com você, a gente pode tomar um sorvete

[05:37 p.m.] TaeTae♡: Quando e que horas?

[05:38 p.m.] Kook: Agora. Passo te pegar em 20 minutos

Taehyung sorriu vendo o garoto ficar offline e se levantou, dirigindo-se ao banheiro a fim de tomar um banho, mas foi interrompido por um novo som de barriga faminta.

[05:40 p.m.] Kook: Então… Esqueci de pedir seu endereço

O de pele olivada riu alto, respondendo a mensagem e tomando um banho rápido. Vestiu uma roupa qualquer e invadiu o quarto de sua irmã, se deparando com a cena de uma boneca sem cabeça voando contra a parede.

- Por que ela tá sem cabeça?

- Porque ela beijou o namorado da florzinha. - Taeyeon respondeu enquanto apontava para a outra boneca.

- Tá menina estranha, vem aqui se vestir que a gente vai sair. - Disse enquanto pegava uma muda de roupa para a menor.

- Ah… Mas eu não quero sair oppa.

- Você vai para a casa do tio Min e do tio GiGi. - Afirmou vendo a menininha dar pequenos pulinhos enquanto batia palmas e sorria.

•••

- Você tem um carro? - Perguntou observando o garoto do lado de fora da porta.

- Não, eu roubei da minha mãe. - Jungkook respondeu, arrancando um riso alto de Taehyung. - Não pode roubar, é feio. - Complementou fitando a garotinha que estava agarrada à perna do arroxeado.

- Sua mãe não vai brigar quando ela descobrir?

- Ela não precisa saber. – Respondeu simples, dando de ombros ao terminar a afirmação.

- Então, a minha irmã não pode ficar sozinha. Tem como você levar ela na casa dos meus amigos? – O Jeon assentiu, abrindo a porta para o Kim, que entrou sorrindo e ajeitando Taeyeon em seu colo.

Depois do mais novo dar a partida e dirigir por um tempo seguindo as coordenadas que o outro lhe passava, o silêncio no carro foi interrompido por uma voz doce e infantil.

- Você sabia que o pipi do oppa é grande?

- Taeyeon! O que eu disse pra você sobre falar essas coisas para as outras pessoas? – Taehyung repreendeu a irmã, envergonhado, ouvindo a risada alta de Jungkook.

- É mesmo? E como você sabe disso? – Kook pediu enquanto olhava maliciosamente para o mais velho.

- Ele fica andando sem roupa pela casa. – Afirmou, fazendo seu oppa corar fortemente e o outro rir baixo, desviando o olhar. O Kim desejava se fundir com o assento que ocupava.

Não demorou muito para que chegassem à casa dos dois rapazes mais velhos. Taehyung discou o número do segundo melhor amigo assim que o carro parou.

- Desce os dois aqui em baixo agora. – Ditou e em seguida desligou, logo se vendo cara a cara com um Yoongi todo vermelho. – Cadê o Jiminnie? – Perguntou, vendo o menor dar de ombros. – Pode cuidar da Taeyeon pra mim?

- Claro. – Respondeu doce, agachando-se e abrindo os braços para pegar a pequena no colo.

- Tchau oppa! – A garotinha respondeu sorridente, agarrando o pescoço do castanho.

- Se cuida meu amor.

•••

- Sabe Tae... Acho que eu devia te fazer uma surpresa.

- Que surpresa? – O arroxeado perguntou perdido, não entendo o que o outro queria dizer.

- Tipo... Te visitar mais vezes.

- Ah tá! Pode ir quando quiser. – Respondeu sorridente, sem perceber o tom repleto de malícia do Jeon. Taehyung era extremamente inocente quando o assunto era safadeza. Por mais que não entendesse na maioria das vezes, quando acabava por compreender levava na brincadeira. E Jungkook não estava brincando.

Porém, como são dois burros lentos, Jeongguk não percebeu que Taehyung não havia maliciado e arregalou os olhos, alternando-os entre a estrada e o garoto sentado ao seu lado. Apesar de fazer muitas brincadeiras sexuais, ele ainda era virgem e nunca tinha feito nada desse tipo. E, tecnicamente, Taehyung tinha acabado de convida-lo para o ver nu. “E agora?” A mente do garoto trabalhava desesperada até ter seus pensamentos cortados pelo arroxeado.

- Para onde nós vamos? – Pediu radiante enquanto emanava felicidade.

- Em um lugar que eu gosto muito.

- ‘Tá, mas... Onde?

- Você vai ver! – Disse sorridente, parando o carro alguns minutos depois. – Chegamos.

Os dois garotos desceram do automóvel e se dirigiram até a barraquinha de sorvetes, comprando uma casquinha de baunilha e outra de blue ice. Caminharam calmamente até uma das muitas árvores de cerejeira que haviam ali naquele parque, sentando-se em seguida.

- Um jardim de cerejeiras. – Jungkook disse como se estivesse lendo a mente do mais velho que se perguntava exatamente que lugar era aquele.

Os olhos de Taehyung brilhavam enquanto admiravam a beleza das cerejeiras iluminadas durante a noite. O lugar era imenso e o chão estava coberto pelas pequenas flores que haviam se desprendido das árvores naquele outono. Poucas pessoas circulavam pelo local, o dando um clima mais romântico e pacifico. A poucos metros deles o sorveteiro fechava sua barraquinha, deixando o local.

- É bonito. – O Kim murmurou admirado.

- Não mais que você. – Afirma, fazendo o outro corar. O moreno achou adorável a maneira que Taehyung ficava quando estava com vergonha. Estava tão concentrado na beleza do arroxeado que nem percebeu que a bola do seu sorvete havia caído na sua calça, mais precisamente em seu membro. Olhou para o doce derretendo e em seguida para o garoto ao seu lado. – Limpa pra mim? – Pediu brincalhão.

Tae, como o garoto inocente que era, novamente não entendeu o que o outro estava insinuando e apanho a pequena bola, arremessando-a para longe. – Pronto. – Disse indiferente, fazendo o mais novo fita-lo incrédulo.

- Tae... Sabe... Você pegou no meu garotão. – Taehyung arregalou tanto os olhos que Jeongguk jurou que iriam saltar para fora da orbe.

- Ai meu deus! Me desculpa, Kookie. Por favor, me desculpa. Que vergonha! Me desculpa. – O arroxeado estava extremamente vermelho, se assemelhando a um tomate. E foi ai que o Jeon percebeu a inocência do outro, se sentindo culpado pelo estado do garoto.

Taehyung estava iniciando mais uma série de pedidos de desculpas quando foi interrompido por seu celular que tocava freneticamente.

- Oi Yoongi?

- É o Jimin! Cara! Você precisa vir pra casa rápido! – O loiro praticamente gritou desesperado, assustando o mais novo.

- Por quê? O que aconteceu?

- A Taeyeon tropeçou e bateu a cabeça em uma quina e agora parece que tem uma xota inchada na testa dela. – TaeTae segurou a gargalhada, sua irmã estava machucada e ele não podia simplesmente rir disso. – Cara, é sério, ‘tá sangrando.

Antes do arroxeado poder dizer alguma coisa, ouviu um grito no fundo da ligação.

- JIMIN! DESLIGA ESSA PORRA E VAI PEGAR UMA TOALHA E O VIDRO DE ALCÓOL!

Taehyung se desesperou na mesma hora e desligou o telefone. Aqueles dois retardados iriam matar Taeyeon. – Kookie, precisamos ir. Agora. – O mais novo prontamente se levantou, agarrando a mão do Kim e o puxando para coloca-lo de pé.

Porém, seus rostos ficaram perto de mais.

Opa.

O moreno começou a se aproximar lentamente, mas foi brutalmente empurrado. – Tsc... Para de cu doce, eu sei que você também quer. – Jungkook afirmou deixando o outro pensativo. Ele estava certo, Taehyung queria.

- Verdade! – Concorda e se aproxima rapidamente, capturando os lábios do mais novo em um beijo sedente e necessitado.

Os lábios se encaixaram perfeitamente, assim como os arranjos da 5° sinfonia de Beethoven, fazendo o coração dos dois garotos acelerar e bater freneticamente contra o peito. Uma das mãos do Kim acariciava gentilmente os fios negros da nuca do outro enquanto este segurava firmemente a cintura do arroxeado. O casal estava tão entretido com o beijo que nem perceberam o tempo passar, só despertando quando o celular de Taehyung voltou a tocar, fazendo o mesmo quebrar o ósculo.

- Vamos antes que eles matem minha irmã.

•••

- MIN YOONGI TIRA ESSE ALCÓOL DAI ANTES QUE EU JOGUE NO SEU CU E TAQUE FOGO! – Tae gritou, fazendo o castanho se assustar. – Você não sabe cuidar de uma criança, não? É só brincar de boneca e dar algo de comer!

- A gente só ‘tava brincando de pega-pega, foi um acidente. – Jimin respondeu constrangido.

- Vamos. Eu levo vocês para o hospital. – O mais novo dos quatro avisou se retirando.

O responsável por Taeyeon pegou a pequena ensanguentada no colo e a carregou durante todo o trajeto ao hospital, onde ligou para o irmão mais velho contando sobre o incidente. Pouco tempo depois Seokjin chegou furioso.

- Qual a porra do seu problema seu farelo de merda?

Taehyung sabia que Jin estava pouco se fodendo para Taeyeon e continuaria se pegando com Namjoon sem problemas.

Mas quando tinha uma oportunidade para xinga-lo de um novo sinônimo da palavra merda, ele não deixava a chance passar.

Nunca.


Notas Finais


¹: Não é aquilo que você pesquisou no google, é só um pão todo estranho com pasta de frango e batata doce.

Ingredientes:

Peito de peru;
Peito de frango fatiado;
Azeite de Oliva;
Pão;
Batata doce;
Manteiga;

Modo de preparo:

Cozinhe o frango e tempere com azeite de oliva;
Coloque a batata doce e o frango no liquidificador;
Passe manteiga no pão e coloque no microondas por 20 segundos;
Coloque o peito de peru no pão com a manteiga derretida e depois passe a pasta de frango com batata doce.

Desculpa a demora, mas era semana de prova e nossa vida parecia o vaso sanitário de tão cagada.

Beijos no cu e tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...