História Treat you better - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Tags Colegial, Primeiro Amor, Romance, Shawn Mendes
Exibições 47
Palavras 1.390
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amoras, como vcs estão?
Primeiramente, obrigada pelos comentários e favoritos. É muito gratificante pra mim!
Segundamente, aqui vai mais um capítulo que eu amei escrever :) Sério gnt, ta mtmtmt amorzinho!!!
Boa leitura! <3

Capítulo 4 - I'm liking someone


Fanfic / Fanfiction Treat you better - Capítulo 4 - I'm liking someone

- Bom dia, Shawn.

- Bom dia, Katherine.

- Você pode me chamar apenas de Kath.

- Ok, Kath. Hum... Eu trouxe uma coisa para você. – tirei da mochila e entreguei-lhe a revista que segurava em minhas mãos.

- Mulher maravilha? – ela riu. – isso tem alguma coisa haver com ontem?

- Só um pouquinho. – risos.

- Mas eu te falei que não gostava de super-heróis.

- Olha, eu tenho certeza que essa edição vai te fazer mudar de ideia.

- Vamos ver então.

 

Não trocamos mais nenhuma palavra se quer o percurso inteiro. Eu permaneci deixando com que a voz de Jason Mraz invadisse meu coração por completo e Katherine lendo a história em quadrinhos. Eu não sei se fora o calor, ou quem sabe a música que mexeu com meus sentimentos, mas naquele momento eu realmente fiquei nervoso e comecei a suar ao lado dela. Isso nunca havia acontecido comigo. Eu nunca ficara nervoso perto de uma garota.

O dia na escola passou muito rápido, quando me dei conta já estava sentado no ônibus. E mais uma vez suando, enquanto esperava a garota que eu gosto passar pela porta de frente. Portanto, ela não o fez. O motorista deu a partida e nenhum sinal de Katherine.

 

Katherine POV

Jenifer pediu para que eu ficasse alguns minutinhos depois da aula a ajudando a escrever uma carta para o menino que ela gostara – Peter, o garoto mais nerd da sala, em outras palavras, o par perfeito para ela. – o que eu não esperava era que esses “minutinhos” se tornariam meia hora. Quando saí da escola eu me dei conta que havia perdido o ônibus. Merda.

Enquanto andava rumo a minha casa, comecei a refletir sobre coisas que estava acabando comigo nesses últimos dias: O peso que eu carregava em meus ombros por não contar a verdade para minha mãe; a saudade da minha família no Brasil; toda a dor que eu sentia por causa de Greg; o pesadelo que eu tive com Shawn; e então ele invadiu meus pensamentos. E sem que eu percebesse meu rosto já estava molhado. As lágrimas caiam e eu já não conseguia mais controlá-las. Droga, Katherine. Se for chorar por alguma coisa, que seja por sua vida ser uma grande merda, e não por causa de um garoto que não nutre dos mesmos sentimentos por você.

Ao chegar em meu quarto, joguei-me na cama e liguei meu notbook com o objetivo de mandar um e-mail para minha prima Claire, a qual estava morrendo de saudades. Quando eu morava no Brasil nós éramos mais que primas, éramos melhores amigas e uma não saia da casa da outra. Mas a minha mudança para o Canadá afetou um pouco isso. Claro que não deixamos de nos falar, mas perdemos parte da intimidade que tínhamos.

 

De: [email protected]

Para: [email protected]

Quarta-feira, 05 de setembro de 2012; 17hrs13min.

Claire, quanto tempo!!! Faz mais de um mês que nos falamos pela última vez, acho que foi por telefone ainda. E pensar que uma vez nos éramos grudadas... :(

Tudo aqui é muito diferente do Brasil, principalmente a escola. Acredita que tenho aula até as 15:00? Affff! Pelo menos o almoço é uma delicia e podemos repetir quantas vezes quisermos. Adivinha se eu não passo o recreio inteiro no refeitório, hahaha.

Mas a melhor parte ainda é que ganhamos uma mochila com uniforme e tênis da Nike para a educação física. Ah, Claire, você gostaria tanto daquela escola. E eu queria tanto que estivesse aqui...

Mas agora o que vou falar aqui é coisa séria. É a primeira vez que de fato eu admito isso pra mim mesma e nem minha mãe sabe, eu confio tanto em você que decidi que minha linda prima será a primeira a saber. Claire, depois de 13 anos, eu estou gostando de alguém.

O nome dele é Shawn. Ele estuda na mesma escola que eu, está um ano acima. O conheci em meu primeiro dia de aula, no ônibus. Eu fiquei do seu lado porque era o único lugar vago. E nós não trocamos uma palavra se quer, foi bem estranho. Mas no segundo dia nos começamos a conversar. E você acredita que ele também ama historias em quadrinho? Ahhhhh!!!

Ontem de noite eu tive um pesadelo bem estranho com ele – nem vou entrar em detalhes porque não fez sentido nenhum. – que me fez passar o resto da noite acordada e que deixou meu cabelo tão rebelde que tive que prendê-lo para ir para a escola hoje.

Claire, eu nunca me senti assim antes – até porque nunca havia gostado de alguém, você sabe – então me diga por favor: é normal suar estando ao lado dele?

Conte-me sobre como as coisas andam desde que eu deixei nosso país amado.

Estou morrendo de saudades de você! Espero que possamos nos ver logo, logo.

Beijos de sua prima preferida, Katherine.

 

De: [email protected]

Para: [email protected]

Quinta-feira, 06 de setembro de 2012; 23hrs48min.

Fico muito feliz em saber que tudo está indo bem por aí. Diga ao vovô e a vovó que mandei beijos a eles também. E a minha tia, vários abraços apertados.

Claire, realmente me sinto melhor em saber que é normal suar perto dele, porque hoje eu posso jurar que duas pizzas surgiram debaixo de minha blusa no ônibus.

Aaaah, ele estava tão lindo! Parecia que seus olhos estavam brilhando mais e seu sorriso radiava como nunca. Borboletas visitavam meu estômago toda vez que ele sorria para mim!

E acredita que ele deixou de passar o recreio com seus amigos e veio passar comigo????

Minhas amigas se sentaram com outras meninas no almoço e então eu fui para outra mesa. Estava saboreando minha macarronada integral, quando olho para frente quem vejo??? Isso mesmo, Shawn. Ele estava tão sorridente!!!

Bem, agora vou terminar de ler o gibi que Shawn me deu – sim, ele me deu um gibi da mulher maravilha – e ir dormir.

Escreva-me logo, Claire. Eu te amo!

Com carinho, Katherine.

 

Shawn POV

Não é bizarro que apenas pelo fato de ser sexta-feira já ficamos nos sentindo mais felizes? Hoje eu tenho três aulas de matemática e mesmo assim estou feliz. Por que? Porque é sexta-feira. Todo mundo no ônibus está feliz. Por que? Porque é sexta-feira.

- Quer escutar música comigo? – tirei o fone do meu bolso e ofereci a ela.

- Claro. – Kath pegou um lado do fone e colocou em sua orelha. Eu fiz o mesmo. Depois busquei em minha mochila o MP3 e conectei o cabo.

- Vou colocar no aleatório.

- Tudo bem. – ela disse, se aproximando de mim e fazendo com que meu coração batesse mais rápido e borboletas ganhassem vida em meu estômago.

De repente aquele som dos acordes que eu tanto conhecia e amava começou a tocar. Katherine olhou para mim e então aquela música nunca havia feito tanto sentido.

Quando olho em seus olhos

É como observar o céu de noite

Ou um belo amanhecer

Eles carregam tanta coisa

E como as estrelas antigas

Vejo que você evoluiu muito

Para estar bem onde está

Qual a idade de sua alma?

 

  E quando precisar de seu espaço

Para navegar um pouco

Esperarei pacientemente

Para ver o que você descobrirá

 

Porque até as estrelas queimam

Algumas também caem sobre a terra

Temos muito a aprender

Deus sabe que somos dignos

Não, eu não desistirei

 

Não quero ser alguém que vai embora facilmente

Estou aqui para ficar e fazer a diferença que posso fazer

Nossas diferenças, elas fazem muito nos ensinando a usar

As ferramentas e os dons que temos, sim, há muito em jogo

E no fim, você ainda é minha amiga

 

Pelo menos não tivemos a intenção

Para funcionarmos, não quebramos, não queimamos

Tivemos de aprender a ceder sem ceder à pressão do mundo

Tive que aprender o que tenho e o que não sou

E quem sou

 

Temos muito a aprender

Deus sabe que somos dignos

Não, eu não desistirei

(Jason Mraz, I won't give up)

 

Olhei Katherine de canto de olho e vi que ela permanecia de olhos fechados. Coloquei a música no replay e fechei os olhos por um momento também.

Ao abri-los percebi que sua mão esquerda estava próxima de mim. Sem hesitar e cuidadosamente levei minha mão direita e entrelacei nossos dedos.

Eu juro que se não fosse pela música Katherine poderia ouvir os meus batimentos cardíacos.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Comentem o que acharam ↕↕↕
Bjssssss!!!!!!! :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...