História Treat You Better - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Nathcassiano

Postado
Categorias Austin Mahone, Magcon
Personagens Aaron Carpenter, Austin Mahone, Brent Rivera, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Christian Collins, Crawford Collins, Hayes Grier, Jack and Jack, Jacob Whitesides, JC Caylen, Kian Lawley, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Personagens Originais, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Exibições 66
Palavras 823
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii, amores!! Aqui estamos nós com mais um capítulo emocionante para vocês. Sério, mesmo que eu tenha achado pequeno, eu amei escrever esse capítulo e espero que vocês também gostem!!
Bom, acho que é só isso! Boa leitura!

Capítulo 4 - My angel


Fanfic / Fanfiction Treat You Better - Capítulo 4 - My angel

Nash POV
New York, 25\03/2016, sexta-feira

Finalmente tinham me liberado daquela enfermaria. Já estava cansado de ficar fazendo merda nenhuma e só comer coisa "sem sal".

Assim que saí da enfermaria, a brisa gelada bateu de uma forma suave contra meu rosto, me fazendo sorrir e suspirar aliviado. Aquilo era extremamente bom.

Porém o sentimento durou pouco já que meu celular começou a tocar no bolso da calça. Graças ao Gilinsky, não fiquei sem bateria. Tinha pedido para ele trazer para mim na noite passada.

-Alô? -Atendi, começando a caminhar até meu carro.

-Nash? -Era a mãe de Jessica.

-Ah! Oi, senhora Turner. -Franzi o cenho. -Aconteceu algo?

-A Jess está aí com você? -Perguntou, em um tom preocupado.

-Não, senhora. Por quê? -Já comecei a ficar preocupado também.

-Ela não voltou para casa ontem a noite. Não atende minhas ligações. Ninguém sabe dela. E o Paul me tratou de uma forma completamente estranha. -Respondeu e eu suspirei, entrando no carro e ligando o mesmo.

-Paul a traía, senhora Turner. E eu vou ir a procura dela, fica tranquila. -Tentei transmitir tranquilidade, mas por dentro, eu estava surtando de preocupação.

-Meu Deus. Nunca imaginei uma coisa dessas. Apesar que eu já tinha avisado a ela que ele não era para ela. Mas é cabeça dura. De qualquer modo, obrigada Nash. Conto com você.

Sorri com aquilo e desliguei o celular, dando partida no carro e saindo de lá cantando pneu.

Comecei a pensar em mil e uma possibilidades do que poderia ter acontecido com a Jessica. Eu só esperava que ela estivesse bem. Nunca iria me perdoar se algo tivesse acontecido com ela.

Passou uma, duas, três horas que eu estava rodando aquela cidade e nada de acha-la.

A cada segundo que passava, minha preocupação aumentava e já estava meio impaciente batendo os dedos freneticamente no volante.

-Vamos lá, Jessica. Cadê você? Pelo amor de Deus. Apareça. -Falava para mim mesmo.

E foi aí que me toquei em um lugar que ela já tinha me levado muito e disse que era seu lugar. Um lugar para ela relaxar, pensar, refletir.

A pedra que se encontrava na praia, só que num lugar um pouco mais afastado.

Sem pensar mais, apenas dirigi até o local, respirando de uma forma rápida para tentar me acalmar. Apesar de ter sido uma tentativa completamente falha.

Assim que cheguei, desci do carro, trancando-a. Tirei meu tênis e comecei a andar a passos largos até a pedra.

Cheguei mais perto e a vi deitada na mesma, adormecida. Dormia de uma forma serena e linda, sua respiração estava calma. Parecia um anjo. O meu anjo.

Me aproximei devagar dela e a peguei no colo com calma e delicadeza, como se ela fosse um lindo vaso de porcelana e pudesse se quebrar a qualquer momento caso eu a pegasse de uma forma "bruta" no colo.

Caminhei com ela no colo adormecida até o carro, a colocando no banco de trás. Fui para o banco do motorista e liguei o carro, saindo dali para ir em direção a casa de Jessi.

Quando cheguei, dei leves batidas na porta e voltei para o carro pegar a Jessica. A mãe dela apareceu e suspirou aliviada, me dando espaço para passar. Levei ela até seu quarto em silêncio e a botei na cama, cobrindo seu corpo e dando um beijo singelo em sua testa.

Me virei para ir embora, mas uma mão me impediu. Virei assustado e vi Jessica com os olhos meio abertos e esboçava um pequeno e lindo sorriso.

-Obrigada, Nash. Por sempre cuidar de mim. -Falou e eu sorri, beijando sua mão.

-Eu sempre estarei com você, pequena. Agora durma. -Jessica sorriu e se virou para o outro lado, dormindo em seguida.

Aproveitei esse momento e saí de seu quarto, dando de cara com a mãe dela.

-Nash, será que podemos conversar um pouco? -Indagou-me e eu apenas assenti com a cabeça, a seguindo até a cozinha.

-Sente-se, por favor. -Pediu, apontando com a mão a cadeira a sua frente. Obedeci-a.

-O que a senhora quer falar comigo? -Indaguei.

-Eu acho que você deve ter percebido que eu nunca fui muito com a cara de Paul. -Assenti com a cabeça. -Então, queria te pedir um favor.

-Faça-me.

-Cuide da minha filha como se fosse sua, Nash. Cuide dela como se ela fosse sua namorada e a única que você realmente amasse. Jessica sofreu muito nas mãos de Paul. Sou mãe e mesmo não demonstrando, eu sofri junto com ela. Doeu vê-la aparecer com hematomas aqui em casa. Não quero que ela sofra mais. -Pediu com uma voz triste.

-Senhora Turner, eu já cuido da Jessica como se fosse minha. -Me levantei. -Na verdade, eu queria mesmo que ela fosse minha namorada. Pois eu sempre a amei.

-O quê?!

Aquela voz me fez virar bruscamente por causa do susto. Arregalei os olhos ao ver a dona da voz mais doce que eu já ouvi.


Notas Finais


Então, foi isso! Gostaram?? Comentem pra gente saber kkkkk
Beijos de chocolate!! ♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...