História Treat You Better - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Castiel, Dakota, Lysandre, Nathaniel, Rosalya
Exibições 24
Palavras 1.121
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - I do Not Have a choice...


Fanfic / Fanfiction Treat You Better - Capítulo 2 - I do Not Have a choice...

        


                                             (No Capitulo Anterior)

 

Hanna! - Paro de caminhar e me viro para ele o olhando sem interesse nenhum, Ele se aproxima de mim e segura meu pescoço e me joga na cama com brutalidade - Isso é Para Você Aprender a Não me Largar Nunca Mais! - Dake se virava e saia pela porta me deixando plantada na cama pesando e suspirando com dificuldade pelo susto.


 **********************************************************************************

 

 Observando os carros em movimentos,E a chuva cair levemente,Por milésimos segundo estava tudo ótimo,Até eu ouvir Dake me chamar - Hanna! - Tiro minha visão do lado de fora pro lado de dentro do carro o olhando - Oi? - Respondo sem nenhuma animação - Iremos sair com uns amigos meus hoje à noite - Reviro os olhos, Eu sabia que os "Amigos" de Dake não eram uma boa companhia, Dake o chamava de amigos e eu ainda não sabia o Porque, Logo ouço Dake ligar o carro e dar a partida nele, Ao longo do caminho não falamos mais nada, Voltei aquela Cena da chuva caindo e eu pensando sobre meu relacionamento com Dake...Eu o Amava? - Espere aqui - Saio do meu transe e o vejo entrar no mercado, Minutos depois ouço uma sirene e vejo Dake sair correndo pela porta do mercado com dois pacote de cerveja nas mãos, Ele entra no carro e joga as cervejas no banco traseiro e da a partida no carro sem mesmo olhar para trás - Merda Dake o que você fez dessa vez? - Estava bem óbvio o que ele havia feito - Me Responda Dake! - Ele estava fixado na estrada, Provavelmente pensando o que ele iria fazer depois de ter roubado um mercado em plena luz do dia - Hanna você irá ficar com sua boca calada ouviu?! - Ele alternava em olhar para estrada e minha cara - T-Tá - Eu estava tremendo de pavor, Sabia que Dake seria pegoo e quem teria que se responsabilizar de pagar sua fiança seria eu, Como sempre,Estacionou o carro em frente ao nosso apartamento - Anda  Logo Hanna! - Saio do carro e corro para dentro do apartamento - Hanna promete que você não irá contar nada - Dake! Você roubou  dois pacotes de cerveja! Cerveja! - Sinto minha bochecha direita arder e latejar,
 - Isso é para você aprender a ficar de boca calada! - Dake havia me dado um tapa na cara, Eu Estava caída no chão do quarto com minha cara escondida entre meus cabelos - Se Troque Logo, Vamos indo já pra festa - Dake saia do quarto, Me levanto e caminho até o banheiro, Tiro minha roupa e entro no box  ligando o chuveiro e deixando a água fria cair sobre meu corpo, Depois de me banhar, Desligo o chuveiro e me enrolo na toalha saindo do banheiro e abrindo meu armário escolhendo uma roupa qualquer - Achei que tivesse morrido dentro do banheiro - Me virei rapidamente ao ouvir a voz de Dake - Isso se chama tomar banho - Ele se aproxima de mim e pega no meu rosto com brutalidade  - Já te dei um tapa,Quer outro? - Dito isso ele joga meu rosto pro lado e entra no banheiro, Me visto e penteio meu cabelo

 

 

[...]

 


- Vai pro Show deles? - Castiel era um garoto que eu havia conhecido no meio dos "Amigos" de Dake - Hm..Não mas queria - Dou uma risada abafada - Eu também não,Somos dois - Castiel ria - Hanna! Eu não deixei você conversar com ele! - Dake me puxava brutalmente pelo pulso - Vamos embora logo! Antes que eu veja você aos beijos com os caras aí - Ele abriu a porta do carro e me jogou pra dentro,Dando a volta e entrando pela porta do motorista - Você é mesmo uma vadia Hanna - Ele ria pelo nariz, Por mais que eu queria responder eu não conseguia, Sabia que eu respondesse iria levar outro tapa na cara - Eu já falei para você não ficar de papo furado com outros caras! - Ele segurava forte meu rosto - Ele soltava meu rosto e dava a partida no carro, Em poucos minutos estávamos em frente ao apartamento - Hanna - Ouço Dake chamar - Vai me ignorar agora? - Ele segurava meu braço forte - Você que estava falando com outro garoto e eu sou o errado? - Ele batia as mãos no volante - Que merda Dake! Estávamos apenas conversando! Como pessoas normais - Digo colocando as mãos na minha cabeça - Conversando uma hora,Na outra se beijando - Ele dizia irônico - Acho que essa frase se encaixa a você não? - Digo o olhando - Quem você acha que é para falar assim de mim? Já disse que você não passa de uma pequena vadia - Ele cuspia as palavras em minha cara, Saio do carro já cheia de suas ofensas sobre mim e vou até o apartamento,Pego uma bolsa e abro o Guarda - Roupa, Eu estava cansada de viver com Dake, Eu sabia que se Ele me encontrasse faria sem nem pensar me dar um tapa e uns tiros, Ao fechar a zíper da bolsa escuto um estrondo e a porta do quarto caída, Entre fumaças vejo policiais armados e no fundo Dake algemado - Mãos pra cima! - Largo a bolsa e coloco minhas mãos para cima - Hanna?! - Olho para pessoas que chamou meu nome , Senhor Bettencourt,Melhor amigo de meu pai antes do falecimento dele - Bettencourt! - Grito e o mesmo vem até mim - Podem deixar ela comigo, É uma conhecida minha - Hanna, O que está fazendo com esse marginal? - Bettencourt me direcionava para fora do quarto me levando a frente do apartamentos - Ele é meu namorado - Bettencourt fez uma cara espantado no começo - Como uma garota como você conseguiu chegar a namorar esse garoto? - Ele e eu sentamos no capô do carro de policia - Pois é Tio, Se apaixonar é inevitável - Digo sorrindo ironicamente - Irá pagar a fiança dele? - Ele me olhava sério - E eu tenho escolha? - Sabia que se eu não pagasse Dake seria solto com a fiança paga pelos seus pais, E por fim viria atrás de mim - Acho que não..- Bettencourt sorria decepcionado - Bem, Foi bom te reencontrar - Digo sorrindo e dando um abraço apertado - Digo o mesmo Joaninha - Ele me abraçava e ria - Entro no quarto e pego o dinheiro escondido na parte de trás do armário, Seria suficiente para mim pagar sua fiança - Vai mesmo pagar então? - Me viro e vejo a pessoa que falou - O que está fazendo aqui?.


Notas Finais


Só eu que estou com dó de Hanna?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...