História Treat You Better - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 64
Palavras 1.175
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigada pelos comentários <3
Boa Leitura!!!

Capítulo 8 - Caindo na Realidade


 É o quê? - fiquei sem reação.

— Brincadeira, era só pra ver se você parava de falar. – joguei uma almofada nele.

— Não se faz esse tipo de brincadeira! – taquei outra almofada.

— Sei que está apaixonada por mim, mas devia se controlar. – ele riu. – Mas falando sério, fiquei feliz por vocês, só que agora você tem que segurar a onda para não deixar o Jimin tonto falando de mais como fez há alguns segundos atrás.

— Certo, entendi. – me endireitei.

— Tenho que ir. Está tarde e digamos que eu fugi de casa só pra ver a sua cara me contando como foi o encontro.

— Você é maluco!

— Por você, meu amor. – balancei a cabeça em negação. Ele piscou e saiu pela janela – Boa noite.

— Boa noite. – fechei a janela e suspirei.

Ainda não consigo acreditar que o Jimin me beijou. Sorri e fui em direção a minha cama. Acho que alguém vai ter uma ótima noite de sono hoje.

***

Eu tive uma péssima noite de sono. E o motivo tem nome e sobrenome: Kim Taehyung. Não sei por que, não consigo parar de pensar na visita que ele fez ontem à noite quando deveria estar pensando no beijo que Jimin me deu.

— Elle! – ouvi um sussurro e sentei na cama, vendo Taehyung entrar pela janela.

— O que está fazendo aqui? Sabe que horas são?

— Eu vim porque precisava te dizer uma coisa.

— E o que é?

— O que eu disse é verdade.

— Mas o que exatamente? Porque você disse várias co...

— Que eu gosto de você. – abri os olhos e encarei o teto. Havia acabado de cochilar e sonhar com Taehyung invadindo meu quarto e confirmando que gosta de mim.

— Ah, porque eu fico pensando nisso? – coloquei o travesseiro no rosto e abafei um grito. Faltam poucas horas para eu ter que levantar e eu não conseguia dormir. No entanto, quando conseguia, ficava sonhando com Tae.

***

Estava indo para a escola tentando não parecer um zumbi, afinal, eu mal tinha dormido à noite e precisava passar uma boa impressão principalmente para Jimin.

— Bom dia! – Jimin chegou do meu lado e eu tentei sorrir, mas provavelmente não deu muito certo – O que aconteceu?

— Não dormi direito. – bocejei – Mas não foi por causa sua. Digo, eu não estava pensando no beijo. Não! Eu pensei nele, mas eu... Vou ficar quieta!

— Tudo bem. – ele riu – Sabe eu estava pensando...

— Bom di... Nossa, princesa! – Taehyung chegou – Foi atropelada por um ônibus no caminho? – suspirei e massageei as têmporas.

— Não, eu perdi o sono e por sua causa!

— Por minha causa?

— Por causa dele? – Jimin questionou e eu arregalei os olhos.

— Modo de falar! A culpa de tudo é dele. – dei um soquinho amigável no ombro de Taehyung e ele percebeu que eu mentia e riu.

— Oi gente. – Yoongi chegou. – Elle eu preciso falar com... – Taehyung puxou meu amigo pelos ombros.

— Agora não, vamos deixar a Elle e o Jimin conversar. – ele piscou e saiu empurrando Yoongi pra dentro da escola.

— O que acabou de acontecer aqui?

— Boa pergunta, porque eu também não sei. – me aproximei – Mas enfim, eu estou muito feliz pelo que aconteceu ontem.

— Eu também. Você acha que podemos sair de novo hoje?

— Hoje eu prometi ajudar meus pais na padaria, mas se você quiser pode passar lá. Aí vamos ver se você sabe fazer cookies tão bem quanto eu. – o encarei com um olhar desafiador e ele riu.

— Eu até posso ir, mas tenho que admitir que não entendo nada sobre cozinhar.

— Então parece que vou ter que te ensinar. – o sinal tocou.

— Você assumiu uma missão impossível, agora não tem mais volta. – nós rimos – Combinamos tudo depois da aula.

— Certo. – entramos para a sala e assim que eu sentei, Yoongi me encheu de perguntas.

— E eu achando que você tinha superado o Park. Mas e o Taehyung? Ele não era seu crush?

— Não, ele não é meu crush. E para de falar “crush”, soa ridículo saindo da sua boca. – ele revirou os olhos.

— Mas como vocês se conheceram? Eu achei que tinham alguma história antes ou algo do tipo.

— É complicado. Na verdade o Taehyung não... – tentava me lembrar de onde tinha conhecido Tae. – Ele... – a primeira coisa que me lembro sobre ele é que ele entrou na sala de aula e se apresentou como aluno novo – Nós não... Eu não me lembro.

— Ai credo, parece uma velha de noventa anos falando. – Yoongi riu da minha cara.

Virei para frente ainda com essa sensação estranha. Balancei a cabeça, é melhor deixar isso pra lá.

***

— Cuidado Elle! – meu pai segurou a farinha que eu havia quase derrubado.

— Ah, obrigada!

— Você está mais distraída que o normal, o que houve filha?

— Nada não. A escola é muito estressante, só isso. – forcei um sorriso.

— Não precisa me ajudar então, pode subir e descansar se quiser.

— Não tudo bem, eu consigo. Além do mais, eu chamei o Jimin para me ajudar com os cookies.

— Hum, então acho que quem não vai ajudar vai ser eu. – abri a boca para falar algo e a campainha tocou. – Seu amigo chegou.

— Por favor, não façam nada que me deixe envergonhada.

— Elle...

— Por favor pai.

— Mas...

— Pai! – saí desesperada e só quando passei pelo espelho que tinha no corredor, vi que eu estava de avental e toda suja de farinha. Era isso que ele queria avisar.

Abri a porta mesmo assim e Jimin riu quando me viu.

— Não sabia que Elle era um ingrediente necessário para fazer cookies.

— Muito engraçado, senhor Park. Não deveria te deixar entrar depois dessa.

— E se eu te subornar? – ele se aproximou e me beijou. Obviamente fiquei corada apenas com o leve toque de lábios. – Agora eu posso entrar?

— Depende... – brinquei – Pode entrar sim! – fiz uma rápida apresentação de Jimin aos meus pais, assim tem menos possibilidades de eles me constrangerem na frente do garoto dos meus sonhos. Em seguida, nós dois fomos para a cozinha e colocamos a mão na massa, literalmente. – Você tem que colocar a farinha devag... – tarde demais, veio tudo no nosso rosto. Começamos a tossir e rir um da cara do outro.

— Eu disse que eu era uma negação na cozinha.

— É, eu percebi. Vamos limpar e... – a campainha tocou. Peguei o pano e joguei para Jimin. – Vai limpando que eu vou ali atender a porta e já volto

— Certo. Só não fuja e me deixe aqui tendo que cozinhar sozinho. – ele gritou.

— Não faria nem se eu quisesse. – gritei de volta e abri a porta, dando de cara com Tae.

— Juro que não vou perguntar sobre a farinha, mas está muito engraçado.

— Tae? O que faz aqui?

— Bem, eu segui o seu conselho e usei a porta, viu só? – ele riu - Eu vim aqui para te convidar para dar uma volta ou algo do tipo.

— Ah, eu adoraria, mas estou fazendo cookies para a padaria...

— Não tem problema, posso ajudar.

— Com o Jimin. – ele me encarou confuso.

— O Jimin está aí? – assenti – Ah, ta. Então... A gente sai outra hora. – Taehyung disse meio estranho.

— É, pode ser.

— Até mais.

— Até.


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3 xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...