História Tree Times Love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Ben Barnes, Dove Cameron, Ian Somerhalder, Kaya Scodelario, Liana Liberato, Nina Dobrev, Personagens Originais
Tags Amor, Ben Barnes, Colegial, Drama, Ian Somerhalder, Kaya Scodelario, Romance
Exibições 7
Palavras 1.103
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Estou pensando seriamente em reduzir para apenas duas histórias para o enredo transcorrer mais naturalmente. Porém todos oa personagens continuarão, só não estarão em destaque...

Capítulo 3 - Coincidência ou...


Fanfic / Fanfiction Tree Times Love - Capítulo 3 - Coincidência ou...

P.O.V Olivia Cameron

Após receber uma ligação exasperada e de súplica de Alexia após algum tempo de relutância concordei,  sabia que aquilo era importante para ela então não havia outra saída a não ser concordar. Segui ao endereço que ela havia me dado quando enfim cheguei lá e logo um homem jovem, alto e bem moderno veio até mim se pôs ao meu lado empurrando minhas costas para que andasse logo passando um dos braços ao redor dos meus ombros. Ele parecia tenso e irritado,  não queria piorar seu quadro então apenas obedeci.

-Lara! Essa é a...? Qual seu nome meu bem? 

- Olivia

-Olivia vai substituir o furo da Alexia, ainda bem que ela mandou alguém caso contrário jamais iria conseguir trabalho algum de modelo. Eu faria questão de garantir isso. 

Dizia isso com um bom humor aparente embora suas palavras pareciam ser verdade a tal Lara me chamou e me maquiou e me ajudou a arrumar-me para aquilo.

                          ●●●

Já estava posicionada no ambiente próprio para as tais fotos, era um lugar bonito, o fotógrafo me deixou livre para as posições enquanto apenas clicava sua câmera diversas vezes. Após um tempo pude notar o sorriso no rosto do dono da agência nervosinho então ele se aproximou me olhando admirado. O fotógrafo me elogiou e as pessoas da iluminação, maquiagem e figurino batiam palmas, acreditei ser o fim daquilo então respirei aliviada mas antes que saisse o dono da agência veio até mim

-Ótimo Oliva. Alguém da maquiagem retoca a garota aqui por favor

-Mas o fotógrafo disse que valeu. Não acabou?

-Está ótimo mas agora você vai contracenar com um modelo, o Ryan, Ryan vem aqui por favor!

Gritou impaciente enquanto meu sorriso sumia. Repeti para mim mesma "Calma, já vai acabar"  mas ouvi aquela voz se aproximando em passos rápidos

-Opa, Estou aqui Rogério. 

-Olivia a gente pode continuar?  Tudo bem? Ryan cuida bem dela ok?!

Apenas acenti com a cabeça e olhei lara o rapaz ao meu lado. Era o Ryan, o DJ sem noção.  Parecia perseguição ou sei lá. Me mantive na minha enquanto seu sorriso se alargava. Rogério saiu de perto deixando cenário livre e o fotógrafo voltou. Aquilo acabaria e eu nem precisaria falar com ele.

-E... Sobre aquela festa...

-Não, a gente está aqui a trabalho.  Esquece aquilo.

-Tudo bem, me mandaram cuidar bem de você. Modelo iniciante?

- Não,  não sou modelo.

-Então veio aqui tirar casquinha dos caras sarados é isso?

-Casquinha até da pra tirar, mas conteúdo pelo que eu tô vendo...
Seu sorriso largo, cínico e simpático não sumia por nada embora houvesse certo charme era bastante irritante.  O fotógrafo chegou acabando com nosso diálogo.

-Vamos lá?  Ryan começa abraçando a garota por trás

E assim o rapaz fez, eu tentava agir naturalmente para aquilo acabar logo apenas indo com a maré. O fotógrafo tirou algumas fotos e o Ryan sussurava no meu ouvido.

-Já vi que vai ser muito bom trabalhar com você. 

-Se você me ajudar pra isso acabar logo.

-Evoluam, Olivia, seduz ele com o cabelo.  Isso... Eu quero ver paixão -dizia o fotógrafo fazendo alguns cliques

Apenas seguia as instruções,  Ryan estava atrás de mim e eu de costas para ele, minha mão em seu ombro e eu olhava para ele, seu braço direito estava no meu cabelo,  mais precisamente na nuca e eu olhava para ele.

-Agora beijem.

-Beijar ? -Pronunciei quase com um espanto

-Beijo técnico - disse Ryan me puxando para si de surpresa.

Ele ainda segurava minha nuca então me beijou com veemência me virando de frente para ele, ouvia oa cliques. Apoiei as mãos em seu peito tentando afastá-lo de mim enquanto ele agarrava minha cintura abraçando-a. Quando separou nossos lábios eu disse espantada.

-Isso não foi beijo técnico foi?

- Como não?  Estou desenvolvendo a técnica a anos.

-Show vocês dois, que química. -Dizia o fotógrafo disparando sua câmera. 

                        ●●●

Finalmente nos deram um momento de folga, eu me cobri com um roupão Ryan me seguiu até a mesa de comidas enquanto em comia algumas uvas então disse de maneira simpática e bem humorada

-Você viu como ficamos bem nas fotos? Parecia que a gente namorava um tempão.

-Pra você ver como as aparências enganam.- respondi de maneira seca.

-Você ainda namora aquele cara? 

-Me acharia grossa se eu dissesse que não é da sua conta?

- Não,  eu acharia que não está namorando. 

-Pra sua informação eu estou sim. E você além de DJ é modelo? Daqueles que acham que só por que sai em uma revista vez ou outra as mulheres se apaixonam loucamente por você? 

- Isso eu tenho que te explicar, ambos são bicos por diversão. mas hoje é o último dia que faço as duas coisa. Na verdade eu sou...- foi interrompido por Rogério

-Oi pessoal, vocês terão que refazer umas fotos ok?

-Como é que pode! O fotógrafo tava dormindo? - gritei irritada e Ryan sorriu.

-Calma, são só as que vocês estavam se beijando. 

-Poxa, justo a do beijo... -O moreno ria fingindo indignação.

                        ●●●

Finalmente aquilo acabou.  Estava esperando Elizabeth vir me buscar então Ryan se aproximou, revirei os olhos e optei por ignorar sua presença. Ele sorria, aquele sorriso largo e bem humorado porém cínico. Colocou as mãos nos bolsos e me observou

-Se você quiser eu te dou uma carona.

-Não,  prefiro ir de táxi. 

-Não,  que perigo.  Vai que o taxista bota uma música chata. -fingiu preocupação

-Esse risco eu corro tanto no seu carro quanto no táxi.

-Não, no meu carro pode ficar tranquila que eu tenho um gosto musical ótimo.

-Vou dar um voto de confiança para os taxistas.

-Bom, tudo bem, vou indo tchau.
-Tchau. 

                        ●●●

Finalmente Elizabeth chegou então fomos para minha casa. Me arrumei rapidamente enquanto ela enchia o saco com perguntas das fotos. Enfim fiquei pronta e fomos para a festa.

-Justin já deve ter chegado lá.

-Hm

-O que foi Liv? 

-Nada.

Todo o diálogo se resumiu a isto quando chegamos no clube observei a ornamentação de cima a baixo. Desci do carro e andei até a parte que estavam as pessoas e a mesa de som, Justin logo veio ao meu encontro, segurando minha cintura com sua mão e beijando o topo da minha cabeça. Aquilo era tão familiar e tão bom. Vi Alexia com um homem mais velho,  provavelmente já devia ser formado. Era lindo, ela apenas acenou e ele fez um breve movimento com a cabeça.  Então comecei a dançar junto a Justin.  Ele estava lindo, atencioso. Amava conversar com ele afinal nos conheciamos desde sempre.


Notas Finais


Digam o que acham, ajudaria para saber se estou indo bem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...