História Três amores doces - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais
Tags Alexy, Amor Doce, Armin, Borbec, Castiel, Comedia, Dramatical Murder, Fujoshi, Julia8904, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Yaoi, Yuri
Visualizações 12
Palavras 894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


imagem aleatória mesmo



desculpa a demora

Capítulo 13 - Quem precisa dele? Hahahaha


Fanfic / Fanfiction Três amores doces - Capítulo 13 - Quem precisa dele? Hahahaha

Pare. Apenas pare. Ele não era tudo isso, Julia.

Não chore por um cara que não te merece.

Ele não é pra você.

Você não é pra ele.

Como imaginei. Haha. Dois escorpianos não poderiam mesmo sustentar um relacionamento.

“... Garota, escute, ele é ridículo. Não vê? Com aquele pensamento fechado, aquelas manias tolas... Ah, e aquele cabelo. Haha!”

- Obrigada, Armin.

- Por nada, Oka Ruto. Eu te amo.

- Hg – travei – E-eu também te amo, Armin... Você é meu melhor amigo.

- Princesa... Do you wanna be my player two?

- ... Hg! Ai, Armin... Eu adoro jogar com você, mas acho que não é a hora.

- Desculpe, não é o momento certo, né? Eu nunca sei quando é a hora, droga! Parecia o momento perfeito mas...

- Armin? Estamos mesmo falando de jogos?

- Você quer ser minha player dois, pra sempre?

- E se... a resposta for sim?...

- O jogo acaba, e você ganha um amor... pra sempre.

.

.

.

Yes, I do.

- Kya! Sério?... Menina... eu... nem sei o que dizer... – Ele me abraça.

- Me salve, Armin. Lysandre me colocou para baixo mesmo. Preciso de você – Agarrei ele.

- Me abrace e eu te darei as estrelas.

- Não brinque comigo, garoto. Você não sabe do que eu sou capaz, Armin...

- ... Eu não vou brincar com teu coração, Julia.

- Me promete.

- Eu prometo. Prometo te mostrar os planetas, as galáxias, as estrelas mais brilhantes... Era Saturno, né? O planeta que você mais gosta...

- Haha. Você não sabe nem metade da história, Armin – Abracei ele mais forte - Saturno é... uma grande história.

- Adoro histórias grandes, me conta um dia?

- Quando estiver pronto... quando estiver pronto, Armin...

.

- Ah, ahh! Haa! Gh! Huhnn.... Ohn, K-Ken! Ahaa!

- Q-quieto! E-eles vão nos ouvir deste jeito!

- Hmm! Ohh! Hmmm! Ahaan!

- Q-quieto, Alex!

- Hmmm! Mm! – Ele morde os lábios e fecha os olhos com força, me agarrou para mais perto e colocou sua face contra meu corpo e me arranhou um pouco com as unhas nas costas, realmente; Alexy é sensível aos meus comandos mais do que pensei. Submisso, até, eu diria – K-ken! Eu... eu te amo!

Não fui capaz de responder.

Será que eu realmente amo ele?

Quando estou com ele... é como se ele fosse a coisa mais preciosa do mundo, como se fosse o centro de tudo.

Quando ele vai embora... é como se meu coração se apertasse, me sinto inseguro, onde ele está? Será que ele tá bem? Com quem ele está?

Às vezes eu afirmo com todas as letras que o amo.

Mas aí... ela chega.

Ah, aquela loira...

Sim, acho que estou apaixonado.

Apaixonado por um homem E uma mulher.

Como isto é possível?!

É como se eu estivesse dentro de um carro e duas estradas com direções contrárias a minha frente.

Na primeira, tenho uma loira. Uma loira que me ama e um futuro perfeito com ela. Nós um dia nos casaremos, teremos filhos... seremos uma família. A família perfeita e feliz que meus pais fantasiam para mim. Confesso que às vezes me convenço que esse futuro também me alegra.

Mas à esquerda... tenho aquele cara. Um cara diferente, independente, que toma decisões insanas sem se preocupar com o que vão falar, pensar ou fazer sobre isso...

Esse caminho se mostra nublado. Cheio de pedras, de buracos na pista, nuvens escuras e neblina... mas posso ver à diante, um jardim. Um jardim lindo decorado com rosas. Também vejo amor. Vejo alegria. Vejo crianças, por que não?

Prefiro deixar como está. O destino sabe o que faz, não é?

:

- Uhrgh... oi, Armin. Oi, Ju... – Ele diz cansado.

- Alex, tu tá acabado, hein? Que aconteceu, mano?

- Naada... tem... sei lá, biscoito na cozinha?

- Se ninguém comeu até agora, tem.

- Urhg, noossa... valeu.

- Tá tudo bem?

- Tá...

- Alexyzinho, meu amor, tá tudo bem mesmo?

- Tá, Ju... tô com fome.

- Ah, tá explicado.

- Ô, esqueci de falar – ele volta – o Kentinho vai dormir aqui hoje, viu?

- Que bom! Eu também vou! – Disse Julia.

- Vai? – Armin.

- Vou! É que a Borbec tá com o Nath em casa... Bah. Não gostaria de estar lá com eles fazendo aquelas coisas.

- Ahahaha, faz sentido.

- Então não vale fazer essas coisas com o Armin à noite você também, Ju – Alexy disse quase caindo escorado na porta do quarto.

- Seu rabo, viado! – ela mostra a língua pra ele.

- Hahahahaa! Ei, Kentin, não vai nem me defender?? – Esse olhar... é olhar de quem quer é provocar.

Abracei as coxas dele (e que coxas, diga-se de passagem) e o levantei enquanto ele ria.

- H-hei! Ahahahaaa! Não é justo, Ken! Eu sou mais alto!

- Não é como se você fosse bater a cabeça no teto, e, aliás, você é dois centímetros e meio maior que eu!

- Tampinha, desculpa de tampinha! Hahah!

- São. Só. Dois. Centímetros. Alex. – chegamos na cozinha - Quer guerra, é?

- Então estou ganhando em dois pontos e meio!

- Convencido.

- Talvez... – ele veio pra perto de mim e me beijou sorrindo – mas quem tá contando, né? – sorri de volta. Como não sorrir?

- Eu te amo.

- Bobo! Haha! Ei, quer biscoito?

- Precisa perguntar?


Notas Finais


tchau até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...