História Três anos - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Colegial, Comedia, Drama, Três
Exibições 15
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Espero que gostem e boa leitura!
Ps: Em cada cap botarei a imagem dos personagens, nesse caso esse carinha na imagem é o Log.

Capítulo 2 - My Little sister


Fanfic / Fanfiction Três anos - Capítulo 2 - My Little sister

E lá estava eu andando no meio da rua pensando na briga que havia tido com meus pais.

A escola continuava a mesma de sempre, um monte de hormônios juntos prontos para se pegarem em alguma festa de alguém popular.

- Espera Log!- Marcela grita de longe, eu dou uma parada e olho para ela com o olhar que mais demonstra a minha tristeza, ela logo dá um suspiro e sussurra um droga.

- O que houve?- ela pergunta

- Briga familiar, nada que uma boa aula de matemática não resolva!- digo e ela sorrir

- Já falou com o namorado hoje?- pergunto, Marcela tem um namorado: Marcos, eles até seriam um casal fofo se a Marcela não fosse raivosa como um chihuahua de madame.

- Eu e ele somos namorados não irmãos siameses!- Tá vendo? Um lindo chihuahua de madame raivoso e ranzinza!

- Já te disseram que você é um doce?

- Não –  ela responde com uma cara sínica

- Entendo o motivo!

- Eu prefiro as balinhas azedas, elas são mais gostosas e venhamos meu bem eu sou gostosa para um senhor caralho!- ela dá uma voltinha sexy e eu fico batendo palmas.

- Nossa que linda!- Marcos se teletransporta  do fim do mundo para onde eu e Marcela estávamos, poderes de um namorado.

- Oi amor!- Marcela diz e abraça marcos que logo em seguida lhe taca um beijaço

- Gente vocês tem um fosforo para caso da minha vela apagar?- eles se separam e Marcos começa a rir.

- Oi Log!- ele diz com uma voz grossa e dá um soquinho no meu ombro

- Eae Marco- tento imitar a voz dele, mas a minha sai extremamente ridícula e ainda machuco minha mão dando um soco no ombro dele que no máximo deve ter feito cócegas, Marcos dá uns três últimos beijos na Marcela e se vai.

- Nossa eu acho que ele tem quatro vezes mais testosterona que eu, só perde pra tu!- digo rindo e Marcela apenas me mostra o dedo do meio.

**

E o sino havia tocado e isso quer dizer hora da comida e da socialização obrigatória com as pessoas do resto do ensino médio.

Claro que todos naquele local tinha o seu grupinho de amigos, a sociologia explica isso, no meu caso não era diferente e lá estava o grupinho mais diversificado do primeiro ano o qual eu fazia parte. João(menino com traços orientais, olhos castanhos e cabelos bem lisos e loiros) estava sentado no canto da mesa sempre distraído com seus fones de ouvido e sua maçã, Marcela sentava ao meu lado e ao lado da Karina (Menina com cabelo castanho longo, com sardas e olhos castanhos bem claros), já no outro lado da mesa sentava a Marina e o Lucas um casalzinho bem amoroso, que sinceramente ás vezes me dá vontade de vomitar.

- João, pelo amor de Cristo, o que tu tanto ouve?- pergunto pondo a bandeja na mesa

- É segredo!- ele diz e dá uma piscada, retribuo com um sorriso de canto.

- Pensei que amigos compartilhavam segredos!- digo com um tom brincalhão

- Mas no caso desse segredo precisaríamos ser mais que simples amigos- ele diz e damos sorrisos espontâneos

- Menos, bem menos! Já disse que eu o Log e eu transamos ontem?- Marcela diz e eu cuspo todo o suco que estava em minha boca.

- Sério? Pensei que o Log fosse gay!- Karina diz rindo

- Amiga minha cobra não se anima com aranha!-digo e todos riem.

- Estávamos pensando em irmos em uma boate que é de um amigo nosso, cês topam?- Lucas diz abraçado com a Marina.

- Claro!- digo virando o copo de suco de laranja

- Nem vai se animando se tu for teus pais te matam!- Marcela diz

- C-A-G-U-E-I!- digo e ela levanta as mão e diz:

- Não me pede ajudar pra subir na tua janela!

- Qualquer coisa eu transo contigo de novo!- fala rindo

- Tu é muito barato Log, eu te ofereço mais- João diz piscando pra mim

- Por ti eu vou até de graça!

- Te fode! Tá foda ser a única solteira daqui, vou comer no banheiro, Tchau!- Karina diz fazendo todo mundo rir.

- Calma miga, aqui só é o flerte!

**

Minhas mãos estavam tremendo, não vou mentir estava com medo deles me expulsarem de casa, toco a campainha e tento ao máximo controlar minhas pernas para elas não saírem correndo.

- Entra e vai direto pro teu quarto!- meu pai diz sem nem olhar na minha cara, tudo bem olhar na cara dos filhos ás vezes não é a prioridade paterna e sim se certificar que seu garoto não gosta de outros garotos.  Subo com a cabeça baixa até o meu quarto, entro nele e me jogo na cama, fico encarando as constelações que havia pintado lá. Não dá cinco minutos e os adultos da casa começam a discutir por causa do filho transgressor da família.

- Posso ficar com você?- Joane, minha irmã de dez anos pergunta.

- Você realmente quer ficar aqui comigo?- pergunto e ela balança a cabeça positivamente

- Eles estão brigando porque você gosta de meninos?

- Sim! – digo tentando não desmanchar em lágrimas na frente da minha irmã

- Eu sempre soube que você era gay- dou um sorriso

- Como assim?

- Você sempre foi diferente dos outros meninos, mais doce, mais parecido comigo e também assistia My Little Poney comigo. – certo, nesse momento as lagrimas caem sem o menor controle.

- Você parou de assistir My Little Poney, prefere esses desenhos novos sem nenhum glamour- digo rindo entre as lágrimas.

- Eu gosto de meninos, por que eles não estão brigando comigo?

- Porque eles dizem ser “normal” você gostar de meninos, mas você não é muito nova para saber do que você gosta?

- Você não era muito novo para gostar de My Little Poney?- dou uma risada gostosa, nossa, a minha pequena irmã era a pessoinha mais genial que eu já vi em toda a minha vida!

- Sabe, bem que a gente poderia ver My Little Poney, né? – sugiro, ela olha para mim com aquela carinha animada e diz:

- SIMMM!- Então a noite prosseguiu comigo abraçado com minha irmã, assistindo My Little Poney que abafava o barulho da briga.   


Notas Finais


Então gente por hoje é isso, espero que tenham gostado e deixem suas opiniões nos comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...