História Três corações - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Liga da Justiça, Mulher Maravilha
Visualizações 85
Palavras 1.361
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Outra fic Princess? Sim gente, outra fic. Aliás uma repostagem. Não sei se vocês vão se lembrar bem, mas ela começou a uns aninhos atrás, mas eu parei de postar kkkk ( Uma vergonha eu sei.)

Na verdade eu ia terminar ela totalmente para depois postar, mas infelizmente eu perdi todos os capítulos e como aprendizado decidi publicar aos poucos conforme for editando mesmo, assim como as fics normais.

Eu espero de todo coração que gostem🖤

PS: Esses favoritos não são fakes tá ( Eu acho) é que eu reeditei a fic, e por isso os favoritos antigos permaneceram. Acredito que os antigos leitores vão se sentir agradecidos por não perderem o "fio da meada"

Capítulo 1 - Quem é você?


Fanfic / Fanfiction Três corações - Capítulo 1 - Quem é você?



Amo-te como se amam certas coisas obscuras, secretamente, entre a sombra e a alma.


Pablo Neruda

♠️

Pov Bruce.

Eu estava agora observando a pequena criatura de cabelos longos e negros sobre minha cama, minha hóspede tem traços angelicais como se tivesse sido  moldada cuidadosamente por algum artista brilhante, ela está dormindo a horas e de algum modo que não sei explicar, seu sono tranquilo acalma meu coração como um sentimento de missão cumprida.

É incomodo me dar conta de que estou a meia hora observando uma completa estranha. Confesso que foi um ato impulsivo trazer essa criança para mansão, mas de algum modo me senti na obrigação de dar toda a proteção do mundo a ela.

Flash Back on.

Eu caminhava conversando com Diana pelo jardim, nós havíamos acabado de encerrar a inauguração de um dos novos hospitais públicos patrocinados pela minha empresa. O último das primeiras dezenas do projeto Prol-Health da Princesa Diana Embaixadora da paz.

A tarde estava ensolarada e apesar do clima agradável eu já havia me livrado da gravata e terno pois me faziam suar. Nunca fui fã do Sol mas ao contrário de mim Diana adorava caminhar pelo jardim e insistiu em me arrastar para fora do prédio com a desculpa de que queria sorvete de morango, murmurando algo como: " Você está pálido Bruce, para bancar o herói ou o playboy  tem que ao menos parecer saudável", então cá estou eu.

- Esse lugar realmente vai ajudar muitas pessoas. - Me disse com seu sorriso brilhante conforme ajeitava os óculos de Sol sobre os olhos. - Uma ótima estrutura, profissionais capacitados, é um ótimo meio de ajudar essas pessoas carentes.

- Faço o que posso princesa. - Respondi em um tom semi-amavel tendo meu braço envolvido pelo dela, o que fez um calor esquisito passar por meu corpo. Meu coração deu uma batida forte.

- Bruce, você não imagina o quanto sou grata por seu apoio ao meu projeto, a sua influência teve grande impacto. Eu não tenho certeza se teria o mesmo resultado sem sua ajuda, apesar de tantos anos no mundo patriarca ainda existem muitas burocracias que não entendo. - Já eu tenho certeza de que ela conseguiria o mundo se quisesse. Essa mulher é maravilhosa em todos os sentidos da palavra.

- Não se esqueça de que minha empresa também vai lucrar muito com essa nova proposta Princesa, ter a imagem da Mulher Maravilha ligada a Wayne Enterprise é uma jogada e tanto. - Ela riu como se soubesse que eu apenas estava repetindo o que disse aos meus acionistas, é óbvio que eu assumi pessoalmente o projeto por conta dela . - Além disso não é sempre que uma amazona pede o auxílio de um homem. - Observei sua sobrancelha se arquear incomodada.

- Não pense nem por um minuto, que isso me coloca abaixo de você homenzinho! São só negócios. -  Não contive o pequeno sorriso que deslizou sobre meus lábios lentamente ao olhar para a minha amiga.

- Eu jamais colocaria você abaixo de mim, pelo menos não nos negócios. - Diana demorou alguns segundos para entender o duplo sentido da frase - entretida com sua casquinha de morango.

- Bruce… - Me repreendeu com as bochechas coradas, franzindo o cenho irritada. - Não me obrigue a chutar seu traseiro.

- Você tentaria fazer!  - Murmurei com convicção. - Mas eu só estava brincando princesa. - Sussurro o apelido com desdém óbvio, vendo Diana revirar os olhos por debaixo das lentes e dar de ombros. Deu mais uma tragada na massa do sorvete antes de perguntar.

- E onde está a nova Princesa de Gotham senhor Wayne? - O tom de sarcasmo podia ser sentido a quilômetros de distância, mas eu não me importei.

- Não sei, acho que saiu com umas amigas. - Diana odeia minha namorada, assim como odeio o idiota do namoradinho dela.

- Ela não quis vir?

- Silver não é uma exatamente uma mulher abnegada.

- O que me faz te questionar mais uma vez, o porquê de você insistir nesse relacionamento. - Desviei os olhos me sentando sob a sombra, aproveitando a oportunidade para mudar de assunto.

- Vamos entrar, eu já estou cansado desse Sol. - Reclamei.

- Você não pode viver trancafiado no escritório e naquela caverna Bruce. Pensei que depois de quase morrer com o ataque de Darkseid você fosse aprender a dar valor na vida. - Apontou para o meu outro braço enfaixado sob a camisa e antes que eu pudesse responder percebo a figura de uma garotinha nos encarando como se estivesse decidindo se aproximar ou não.

- Oi pequena, está perdida? - A menina se aproxima lentamente.

– Quando.. estamos? E-eu não estou me sentindo muito..! - Fala com as mãos na cabeça antes de perder a consciência.

Eu a segurei antes que batesse a cabeça no chão.

- E agora? Não tem nenhum médico aqui e o prédio já está ficando vazio.

- Vou levar ela para mansão! - Respondi segurando a criança em meus braços.

- Eu vou com você!

Flash Back Of


Aquela pequenina precisava de mim e eu cuidaria dela, sem sombra de dúvidas. Movo uma mecha de cabelo de seu rosto adormecido ouvindo a porta se abrir.

- Bruce, vê se você gosta! - Me mostrou as roupas que havia escolhido, já que Alfred não estava, ninguém melhor para me ajudar do que ela.

- Você tem bom gosto, obrigada! Eu nunca levei jeito pra isso! - Diana se senta ao meu lado na cama fazendo seu cheiro doce se espalhar ao meu redor.

- Ela parece uma boneca! - Disse observando a garota e eu apenas concordei com a cabeça. "Ela é linda!" - Como ela está?

- Leslie disse que ela vai ficar bem!

- Eu espero que sim! Onde será que estão os pais dela?

- Só vamos descobrir quando ela acordar!

- Ela parecia tão perdida, será que aconteceu alguma coisa?

- Não sei.. Posso tentar localizar algum parente para que fique com ela, ou se for o caso levá-la ao orfanato. Tudo depende.. - Ela me esboçou um sorriso tímido assentindo lentamente.

- Pode contar comigo para tudo! - Tocou em meu ombro trazendo uma sensação boa ao meu coração, como sempre. Apesar das nossas divergências, com o passar dos anos nos tornamos próximos e isso acarretou uma amizade forte entre nós.

- Eu sei que sim Princesa. - Toquei sua mão e a tirei de meu ombro tentando não ser rude. Ela olha assustada pro meu relógio.

- Por Hera, olha que horas são e eu ainda estou aqui! Desculpa Bruce mas eu tenho que ir. - Se inclinou sobre mim beijando meu rosto.

-  Não tem problema Princesa. - Murmurei desviando o olhar. - Algum encontro romântico?

- Uhum, eu não queria ir agora mas já esgotei minha cota de desculpas com Steve esse mês, depois você me conta como foi ta? - Diz se referindo a menina.

- Ok! Juizo hein?

- Para eu sou um anjo. - Uniu as mãos em sinal de santidade me fazendo rir. - Não acredito, - Fez cara de surpresa me deixando confuso. - e não é que você sabe rir mesmo? - Deu risada de mim e eu revirei os olhos.

- Deixa de ser chata, eu rio quando tenho vontade e pronto! - Cruzei os braços a tempo de ouvir uma risada infantil tomar o quarto. Olhamos para o lado e vimos a pequena menina de olhos azuis nos encarando.

– Vocês são tão perfeitos um pro outro. - Eu e Diana nos olhamos e vejo sua bochecha corar.

- Nós não somos um casal. - A princesa disse com sua gentileza natural, os olhos azuis da pequenina se arregalaram como se aquilo fosse um absurdo. "Não seria nada mal mesmo.",  pisco jogando o pensamento para longe.

– Não são? - Fizemos que não com a cabeça.

- Somos só amigos! - Ela ficou calada depois disso, se sentando sobre a cama. O quarto ficou quieto de repente. - E você quem é?

– Eu? - Sorriu como se a resposta fosse obvia e eu assenti. - Eu sou…- Fez uma pausa franzindo o cenho como se tentasse se lembrar. - Quem sou eu? - Arregalou os olhos confusa. Diana segura sua mão em conforto.

- Bem.. ao menos se lembra onde estão seus pais?

– Vocês são meus pais! Não é? 


Notas Finais


Tem uma pessoinha em especial que incentivou demais que eu terminasse a fanfic @Aiki-Shimizu, muito obrigada por seu carinho viu. @Miss_Amelie essa vai para você também, que é uma fonte de inspiração para todos nós ❤️

Gente a capa linda é presente da minha publicitária mais amada @Chwiebadcs, agradeço por tudo viu, inclusive pela ajudinha com a sinopse❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...