História Três espiãs Demais - Interativa - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 42
Palavras 1.394
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Fichas e regras - New Spies.


Fanfic / Fanfiction Três espiãs Demais - Interativa - Capítulo 1 - Fichas e regras - New Spies.

Museu Orcy - Paris (França) 12:35 Am

A escuridão da noite já tomava conta de todo o céu no coração de Paris, um dos lugares mais encantadores do mundo, tudo que se podia sentir naquele momento era uma leve brisa da noite indicando que o outono estava perto.
O som das folhas secas chacoalhando, dançando com o vento, eram apenas mais um pequeno detalhe que enfeitava a época que estava por vir. Uma árvore em flor fica despida no outono. A beleza transforma-se em feiúra, a juventude em velhice e o erro em virtude.

 

A cidade Luz agora só contava com a pequena iluminação da lua e de um encantador mar de estrelas que a acompanhavam e refletiam a cidade ao longo do rio Sena.

 

Todos ja deveriam estar no aconchego de suas casas deitados em suas relaxantes camas apenas a ouvir o cair das folhas secas e o estrilar dos grilos em frente aos Jardins Tuilerie, uma das maravilhas de paris.

 

Tambem ali perto se encontrava mais uma das pérolas da cidade , o gigantesco Museu Orsay. Dono de uma das mais famosas obras de arte também era um dos únicos possuidores de artefatos raros do antigo Egito.

Algo realmente Maravilhoso se você for um turista animado, e ainda mais maravilhoso se você for um criminoso com planos um pouco suspeitos.

 

Museu Orsay-  Sala dos artefatos do antigo Egito.

Nada alem do silêncio podia ser ouvido na sala , apenas o contínuo barulho de um esfregão e um vassoura mexendo de acordo com movimento dos braços do pessoal  da limpeza do Museu.

Era o começo da noite então o Museu estava sem os seus tipicos visitante.

Completamente vazio, ou quase vazio se não fosse por Gary e Johne Bomcherd os seguranças do lugar que agora tinham sido qualificados a cuidar da limpeza da sala por conta de uma desatenção de Gary  quase o custando o emprego do mesmo ao esbarrar em uma antiga escultura que por pouco não virou apenas pó no chão.

- 5 anos na academia de treinamento policial e mais 2 de treinamento avançado  para virar limpador de pisos em uma sala cheia de múmias nojentas... Argh ! Esta vendo seu grande idiota ? Se não fosse por essa sua cabeça dura estaríamos sentados na sala de segurança comendo croassaint ao invés de estarmos comendo poeira dessa droga de escultura velha!- reclamava sem parar Borched enquanto ainda perguntava o porque de ter também recebido a punição pela desatenção de Gary.

- já disse desculpas , foi um acidente. Pare de reclamar! - Suspirou Gary já quase jogando a vassoura na cara de seu amigo.

- Pedir desculpas não muda o fato de eu estar preso aqui ao seu lado ! - Gritou o segurança Irritado virando-se de Costas a Gary e franzindo o cenho enquanto resmungava mais coisas a respeito do seu colega de equipe quando sentiu algo marrom cair de cima e sujar seu uniforme, se virou e viu que estava com pó de cimento nas costas . Limpou com as mãos e fitou Gary com sangue nos olhos. Voltando às tarefas sentiu de novo a suja poeira aterrissar sobre seus ombros o que o fez perder mais a paciência.

- Estou te avisando!  É a última vez ! - encarava rabugento o colega que por sua vez estava de fones encerando o chão apenas o ignorando, Johne bufou e voltou a varrer , mas foi ai que perdeu completamente a paciência ao sentir mais poeira cair dessa vez em seus cabelos. A gota d'agua ele pensou sentindo o sangue ferver.

- ARGH! BASTA! Eu avisei para você parar com isso!!!- Berrava Johne vermelho de raiva arrancando os fones de Gary o fazendo olhar um pouco espantado.

- Fazer o que ?! Do que está falando?!

- Não se fassa de idiota! - Gritava encarando o confuso jovem- Eu sei que foi você! Só estamos nós dois nessa sala ! Não vai me dizer que foi uma múmia! Antes que pudesse continuar com sua bronca uma chuva de Cimento e poeira preta despencou do teto fazendo ambos os seguranças arregalarem os olhos e rapidamente se entreolharem levantando a cabeça para ver o que estava acontecendo.

- mais ce que l'enfer est-ce ?!!!  - Foi a única coisa que saiam dos seguranças enquanto encaravam ainda meio pasmos a cena que se desenrolava bem nas suas frentes. Uma figura feminina com roupas coladas totalmente pretas havia acabado de sair de um buraco no telhado amarrada a uma corda pela cintura descendo diretamente na maior e mais rara joia de todo o Museu:  O diamante Pandora Azul estava sendo roubado por uma adolescente,  isso mesmo,  uma adolescente.

Tanto Gary quanto Johne estavam completamente paralisados com os olhos do tamanho de um pires de chá. Nunca imaginaríam que veriam algo assim em suas carreiras. Gary piscou 3 vezes rapidamente para ver se seus olhos não o enganavam. Era real.

Johne finalmente saiu de seu transe e sacou uma pistola de sua cintura apontando firmemente para a jovem enquanto Gary notou e fez o mesmo.

- L-Larga essa joia agora moça ! Ou vai ter muitos problemas!  - A jovem apenas revirou seus grossos cílios por baixo da máscara preta de vidro,  os encarou com desdém e puxou algo que parecia ser um batom do cinto .

- E-estou avisando ! V-vamos contar até três se não teremos que tomar providências! - Foi a vez de Gary falar mas o que éra era para ser uma voz autoritária saiu mais como um murmúrio. A misteriosa mulher os ignorou completamente , puxando a tampa de seu batom revelando um fino laser vermelho o qual usou para circular o vidro blindado que protegia o diamante e fazer um rombo no mesmo.

- U-Um ! - Por que estavam com tanto medo daquela garota?  Éra o que se perguntava Johne. Mas de alguma forma ela ainda os intrigava enquanto roubava um diamante de valor inestimável como se fosse apenas uma maçã de feira.

- Dois ! - Sua voz saiu um pouco mais forte ao ver que o diamante agora se encontrava em suas mãos, enquanto um leve sorriso malicioso se formava por baixo da máscara negra.

- TRÊS!  - Um disparo pode ser ouvido. Não eram das armas de borracha daqueles seguranças mas sim da estranha  arma roxa que aquela garota havia puxado a cintura num piscar de olhos e acertar facilmente um dos seguranças. Mas não eram tiros normais,  Johne que havia sido acertado agora sentia seu corpo sendo totalmente tomado pouco a pouco  por uma aterrorizante gosma preta como petróleo, enquanto dava um grito de dor. Em apenas alguns milésimos de segundo aquela sombra negra havia secado como pedra fazendo o segurança parecer apenas mais uma das milhares de estátuas que se encontravam no lugar.

Ao ver seu amigo sendo transformado em uma estátua negra bem na sua frente o aterrorizado Gary largou sem pensar sua arma levantando as mãos e andando devagar para traz na esperança que a sadica garota o poupasse, mas tudo que ela fez foi apenas abrir mais ainda o  seu macabro sorriso sem dizer sequer uma frase.

- M-Mas!! O-O QUE VOCÊ FEZ ?! P-porque!? Q-Quem é você?!!!- Sua voz era arrastada e amedrontada como se custasse uma vida a dizer cada palavra. Tremia enquanto sentia frias gotas de suor escorrer pela sua testa de medo ao ver a situação do homem,  a garota de cabelos avermelhados tirou seus oculos abriu os finos lábios cor de vinho e suavemente como um diabólico anjo disse : 

-Vous voulez savoir mon nom? à droite, dites-leur que Louise Meredith Golldhils envoie son amour. Oh, je suis désolé, les statues ne parlent pas est pas le même. - Seu sutaque e sua voz era tão integrantes como a maligna gargalhada que seu antes de apontar aquela arma para o segurança e dar o seu ultimo tiro da noite. Continuou rindo enquanto a corda novamente subia de volta para cima apenas ouvindo o som dos gritos que se abafavam cada vez mais.

- la musique à mes oreilles.

Não se sabe quem ou o que era aquela garota, mas com certeza não era apenas mais uma fanática por joias. Planejava algo maior. Algo bem maior. É não iria parar por aí. Mas uma coisa se sabe : Paris não seria mais a mesma.

...

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


bonjour mes chers lecteurs fanfic!

Oi leitores! Como vão? Espero que tudo bem! Me chamo Bárbara e sou nova no spirit fanfic, então por isso venho trazer para vocês uma fanfic de um desenho que eu amava muito quando menor : As três espias demais!
( nossa como eu brigava para ser á Sam)
Por isso trouxe uma interativa saindo quentinha fo forno pra vocês! É a minha primeira interativa, sempre quis fazer no nyah mas nunca conseguia então ainda sou nova nisso mas darei meu melhor pra trazer o melhor para as melhores leitoras !
Regras , reservas e fichas ai em baixo ! Obrigada por lerem e deixem seus comentários 💖💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...