História Três malucos e um bebê - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Draco Malfoy, Gina Weasley, Hermione Granger, Luna Lovegood, Theodore Nott
Exibições 492
Palavras 1.243
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 20 - É o Apocalypse


POV Hermione

Céus eu devo estar sobre o efeito de alguma droga ou sobre a maldição império por que francamente eu não aceitaria jogar com o Malfoy se tivesse sanidade!

Eu preciso ir ao medico o mais rápido possível,não posso estar no meu juízo perfeito.

Eu não estava conseguindo dormir,já era quase 03:00 da manha e lá estava eu acordada,Malfoy dormia como um anjo ao meu lado,um braço dele estava sobre minha cintura como se fosse a garantia de que eu não sairia dali,eu não quis tirar,era bom ter ele ali perto..

Oh céus eu não estou mesmo no meu juízo perfeito!

Eu tinha ido para o meu apartamento quando as meninas foram embora mais Rose acordou então eu voltei para cá novamente e acabei ficando.

 Ouvi um chorinho baixo vindo da babá eletrônica e levantei antes que Rose acorda-se Malfoy,entrei no quarto dela e a peguei.Eu sabia o que ela queria,Rose gostava de dar passeios noturnos e eu descobri graças a Narcissa que ela puxou a Malfoy nesse quesito pois ele era igualzinho quando pequeno.a A agasalhei bem pois estávamos no inverno e era madrugada podia estar frio lá fora,a  levei para o quarto do Malfoy e a coloquei na cama,me vesti também e a peguei no colo de novo.

-Aonde vai? –Malfoy murmurou sonolento

A principio pensei que ele estava sonhando,mais quanto vi um par de olhos azuis acidentados me encarando sabia que ele estava acordado;

-Vou dar uma volta com Rose –Respondi

-Vou com vocês –Malfoy se levantou

-Não precisa..

-Hermione eu vou –Malfoy afirmou

Será que ele sabia que quando me chamava pelo nome me desarmava?

Esperei ele se vestir,ele pegou o carinho de Rose,a ajeitei e a cobri com uma manta,saímos do apartamento,o clima estava mesmo frio,assoprei e uma fumaça branca saiu,isso era o melhor do frio na minha opinião.

-Será que Rose esta bem agasalhada? –Malfoy perguntou preocupado

Olhei pra a pequena que soltava risinho.

-Sim,ela esta.

Fomos andando em silencio pelas ruas,o vento frio me fazia encolher,olhei pra Malfoy que parecia não sentir o vento.

-Uii –Murmurei quando um vento frio passou com força por nós

-Com frio Granger?

-Você não? –O encarei surpresa

-Não –Ele deu de ombros

-Sangue frio –Resmunguei encolhida

Malfoy riu baixo,começou a empurrar o carinho de Rose com apenas uma mão e passou o outro braço pelo meu ombro me puxando pra perto,imediatamente o abracei,o usando pra me esquentar.Mesmo estando muito frio,ele continuava quente.

-Que tal um café? –Malfoy sugeriu

-Boa ideia –Concordei

Fomos ate uma lanchonete que mesmo devido ao horário avançado estava aberta,Malfoy foi fazer os pedidos enquanto eu me ajeitava num banco com Rose ao meu lado,o local estava quente e isso me alegrou,eu podia amar o frio mais nada melhor do que um lugar quentinho e aconchegante.

-Aqui –Malfoy colocou na minha frente um latte e eu segurei como se minha vida depende-se disso,o copo quente nas minhas mãos frias me davam uma sensação boa.

Ficamos em silencio só bebericando nossas bebidas,eu fingia não ver mais Malfoy me observava com demasiada atenção.

-Granger.. –Ele me chamou

-Sim?

-Eu..isso vai soar estranho mais..como vai?

O encarei como se ele tivesse duas cabeças (N.A. não maliciem isso por favor uahauhsuh),não aguentei e ri,ele me acompanhou;

-O que foi isso Malfoy? –Perguntei ao me recuperar do meu ataque de risos

-Isso foi uma tentativa fracassada de puxar assunto –Ele deu de ombros

-Bem fracassada –Respondi –Mais..respondendo sua pergunta eu vou bem e você?

-Melhor impossível –Ele respondeu

Ficamos em silencio outra vez,ate que ele quebrou;

-E o trabalho?

-Vai bem..puxado mais vai bem –Respondi

Outra vez ficamos em silencio,Merlin será que não conseguimos manter uma conversa?Dessa vez fui eu quem quebrou o silencio.

-Como esta indo o emprego?

-Esta indo bem..eu to gostando de lá..Mais sinceramente?Eu não gosto muito de ficar atrás de uma mesa,queria fazer algo que ajudasse mais as pessoas..tipo trabalha no St.Mungus aonde eu podia ajudar muitos..

-Medibruxo Draco Malfoy.. soa bem não acha?

-Sim, soa melhor quando você fala!

Aquilo poderia surtir como uma brincadeira se não fosse pela forma como ele me olhou, parecia que queria invadir o fundo da minha alma apenas com o olhar.Senti minhas bochechas esquentarem e desviei os olhos pro latte nas minhas mãos.

-Ficou constrangida Granger? –Malfoy debochou

-Não..Só o meu sangue decidiu se concentrar todo na minha bochecha Malfoy –Resmunguei

Malfoy riu e eu revirei os olhos.

-Sabe que eu acho Granger,que estamos nos tratando formal demais pra pessoas que dividem a mesma cama.

Por que,Merlin,essa frase soou tão obcena?

-O que sugere Malfoy?Que eu te chame de Draquinho? –Imitei o jeito que as garotas o chamavam em Hogwatrs

-Deus não,credo –Malfoy riu –Eu odiava esse apelido!O meu nome já é pequeno,não tem como diminuí-lo!Mais você pode me chama de Draco,bem melhor não?

-Tudo bem..Draco,você tem permissão pra me chama de Hermione.

-Como se eu já não fizesse isso –Ele respondeu e sorriu

Será que ele sabia que quando sorria daquele jeito me desmontava por completo?

-Então Hermione –Ele falou meu nome devagar como se apreciasse cada letra –Qual é o seu sonho?

-Meu sonho? –Essa pergunta me pegou desprevenida

-É o que quer ser quando crescer? –Draco me perguntou rindo

-Não sei..eu gosto de trabalhar no ministério mais..eu tenho,quer dizer,eu tinha um sonho de ser pediatra,sabe cuidar das crianças sempre foi um sonho..

-E por que não investe nesse sonho? –Draco perguntou

-Não sei..acho que não ia dar certo –Dei de ombros

-Se você fosse pediatra o que mais faria?

 -Abriria uma clinica só pra cuidar de crianças –Respondi

-Doutora Hermione Granger,soa bem não?

-Sim, soa melhor quando você fala! –Usei a mesma frase que ele mais com um tom brincalhão

De novo aquele olhar e de novo aquele sorriso que me fazia suspirar,claro que internamente.

-Sabe eu acho que você deveria investir nesse sonho –Draco disse depois de um certo tempo em silencio eu apenas dei de ombros

-E você Draco,qual é o seu sonho pra quando crescer?

-Por ora é trabalha na Malfoy..mais quem sabe futuramente virar um Medibruxo –Draco respondeu –Pelo menos tenta fazer algo bom pra compensar as coisas ruins que fiz no passado..

-Quem vive de passado é museu Draco –Comentei

-O futuro a gente faz agora –Ele me respondeu

-Não..Draco Malfoy você assiste os incríveis?

Draco apenas deu de ombros e riu,a conversa foi fluindo como se fossemos bons amigos.

-Meu pai odiava quando eu dizia a ultima palavra –Draco comentou

-Meu pai dizia que eu era a ‘rainha da argumentação’, adorava ter a última palavra –Respondi

-Princesa da Grifinória,sabe-tudo irritante,rainha da argumentação,quantos títulos em? –Draco riu

-Príncipe da Sonserina,doninha,Barbie de quinta,você não fica muito atrás –Dei de ombros

-Barbie de quinta?Essa é nova –Ele resmungou

-Novos tempos,novos apelidos –Respondi

Ele me encarou por meio segundo e começou a rir,eu o acompanhei,estávamos tão entretidos na conversa que nem reparamos que Rose já tinha pego no sono de novo,Draco pagou nossa conta e saímos,eu me agarrei a ele por causa do frio,fomos andando devagar em direção a nossa casa,enquanto eu guardava o carrinho ele colocava Rose na cama,depois de verificarmos que ela iria ficar bem fomos pro nosso quarto,me livrei dos casacos e me deitei embaixo da coberta que estava fria,Draco deitou ao meu lado e eu grudei nele,não sei quem estava mais frio a cama ou ele.

-Acho que é o  Apocalypse –Draco murmurou 

-Hum?

-Tivemos uma conversa decente –Ele respondeu

-É um pressagio do fim do mundo –Respondi pegando no sono



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...