História Três para seis - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Beatrix, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori
Exibições 34
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Ficção, Harem, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oeeeeeee como vão? Me ouvam, o capítulo a seguir ficou meio grande mas mesmassim boa leitura.

Capítulo 4 - Iremos fugir?


Eu ia falar com ele mas alguém me puxou.

•••

–Any! –Me virei para ver quem era e era a de cabelos cacheados... Misaki Cross eu acho.

–Puta que o pariu, que susto! –Falei pondo a mão no peito assustada.

–Isso não chega a ser assustador comparado ao que esses meninos são! –Ela sussurrou.

–Ahn? Como assim "são"? Os meninos são meninos normais que nem a gente.

–Você ainda não percebeu? Eles são vampiros!

–V-Vampiros?

Por isso o cheiro de sangue e o Subaru tentando me morder...

–Sim vampiros. Nós somos tipo oferenda para eles, e nós vamos morrer se ficar aqui!

–E o que sugere que fassamos?

–Fugir oush, e o que mais seria? –Disse como se fosse a coisa mais óbvia do mundo, e realmente é.

–Aish, ok! De noite se não estiver chovendo nós vamos.

–Primeiro vamos procurar minha irmã. –Pegou meu braço e saiu andando.

Subimos as escadas em silêncio e quando chegamos na entrada dos corredores nos deparamos com o Reiji.

–Aonde estão indo com tanta pressa? –Disse nos olhando de cima a baixo.

–Procurar minha irmã, sabe dizer onde fica o quarto dela? –Misaki disse num tom de simpatia.

–Sigam esse corredor, enrolem e é a primeira porta a esquerda.

–Obrigada. –Sorriu e me puxou.

Fomos andando e na metade do caminho.

–Odeio esse menino, ele me dá nos nervos. –Misaki disse revirando os olhos.

–Ué, por que foi tão educada com ele então?

–Você acha que se eu tivesse chegado nele e falasse "eai viado de óculos, você sabe onde fica a porra do quarto da minha irmã? Porque eu me perdi nessa merda de casa." ele iria me dizer onde é?

–Não, com certeza não. –Dei uma risada.

Chegamos no quarto dela e ao abrir a porta lá estava Yuki desmaiada na cama só de toalha e dando o dedo do meio. Comecei a rir mas Misaki me deu um tapa na cabeça e eu parei. Misaki andou até a cama de Yuki e sacudiu ela.

–Acorda vadia, nós estamos em perigo porra.

Ela abriu os olhos e se levantou assustada.

POV's Yuki

Acordei com Misaki me sacudindo, tomei um puta susto mas eu ainda tô viva. Graças a G-Dragon.

–O-Oi?! –Falei ainda meio fraca.

–De noite nós vamos fugir daqui, ouviu? Não quero nenhuma pergunta, você vai e pronto. E vista uma roupa.

–Ok né... pera... roupa? –Me lembrei que estava só de toalha. –Ah!!! –Fiquei vermelha e pulei para vestir algo.

Vesti um vestido branco com preto solto até o joelho e calcei um par de sandálias brancas. Saímos do quarto e fomos andando enquanto conversava coisas aleatórias, foi divertido... Any é uma menina bem legal e bugada.

–Ei meninas, quem é aquele ali? Eu não consigo ver... sou cega. –Any disse apontando para a janela... e lá estava ele cuidando das rosas, e a chuva já havia parado.

–Ah é o que quebra paredes, Yuuguru... Yuu... –Misaki disse tentando se lembrar do nome do mesmo.

–Subaru... ele se chama Subaru. –Disse observando ele cuidar das rosas, com cuidado... nem parecia que era um vampiro sanguinário das trevas que quebra as coisas.

–Você vem Yuki? Yuki? Yuki?! –Misaki me tirou dos pensamentos.

–Ah, eu vou sim. –Dei uma última olhada e ele me viu, deu um sorriso sem mostrar os dentes e voltou a atenção para as rosas. Kyah! Será que ele pensou outra coisa? Eu corei e sai correndo atrás das meninas. Nós fomos para a sala, Any reclamou de sentir frio e disse que voltaria para o quarto, mesmo que a chuva tenha parado o frio está insuportável... ficamos só eu e Misaki, mas ela me trocou por um livro, então decidi ir no jardim ver Subaru... sim, eu quero vê-lo! Eu devo estar com algum problema mas ok. Fui até ele e o mesmo ainda estava cuidando das plantas.

–O que você quer? –Ele disse meio frio.

–Nada... só vim ver o que você está fazendo. –Eu falei desviando o olhar para algum canto qualquer.

–Eu estou cuidando das rosas, tá feliz por descobrir?

–Agora sim... você não ta com frio? –Ele apenas balançou a cabeça em negação. –Nossa, você deve estar doente.

–Você tá com tanto frio assim? –Ele me olhou.

–Ahn... não... não estou. –Menti, eu tô congelando... ele me encarou com a sombrancelha levantada como se dissesse "você está mentindo né?", revirei os olhos e bufei. –Sim, eu to mas tanto faz.

Ele deu uma risada e tirou o casaco jogando na minha cara.

–Vá pra casa, vai começar a chover e você pode pegar um resfriado. –Voltou a atenção para as rosas.

Eu fiquei meio vermelha e vesti o casaco logo em seguida indo embora. Mesmo que tenha ficado enorme em mim, o casaco era aconchegante e tinha cheirinho de rosas... esse é o cheiro dele?

POV's Any

Fui andando para o meu quarto pegar meu casaco, cheguei lá e tinha alguém revirando minha gaveta de calcinha e adivinha quem é? Se disse Laito acertou.

–Sr. Laito, poderia me explicar oque está acontecendo? –Fiquei escorada na porta aberta encarando ele.

–Bitch-chan, você tem umas calcinhas tão fofas... veste essa pra mim ver. –Ele me jogou uma de ursinhos que eu tenho.

–E-Eu não! Pare de mecher nas minhas coisas! –Fui correndo tentar pegar minhas calcinhas e sutiãs que ele pegou, porém eu sou baixa e ele é mais alto que eu.

–Tente pegar. –Levantou elas bem alto e ficou andando de um lado para o outro enquanto eu lutava para pegar.

Laito ficou fazendo isso e eu sou trouxa e fiquei tentando pegar... ele tropeçou e caiu na cama e eu cai por cima ficando entre as pernas do mesmo, mas consegui recuperar minhas peças íntimas.

–Otário, heheheh. –Soltei um beijo no ar e tentei sair, mas ele me puxou de novo e as roupa caíram todas.

–Você me deixa tão... excitado. –Sorriu de lado e segurou meu queixo. Nesse momento eu estou fazendo cosplay de tomate cereja.

Laito me jogou na cama e ficou por cima, foi acariciando meu corpo e quando ameaçou tirar minha roupa, Ayato arrombou a porta.

–Sai de perto dela Laito. –Ele disse com raiva.

Tentei sair mas não consegui, Laito estava segurando meus braços.

–Nfufu, você acha que só você pode tocar ela? –Dito isso apertou meus peitos enquanto olhava para Ayato, deixei passar um gemido de dor.

–Seu... –Ele adentrou o quarto e empurrou Laito de cima de mim, depois socou a cara dele. Laito apenas sorriu e saiu do quarto.

–Você ta bem Any? –Ele veio até mim e eu só fiz abraçar ele.

–Sim... eu tô bem... você pode ficar comigo?

–Posso...

O dia passou rápido, quando me dei conta já era noite... hora de fugir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...