História Triângulo Da Psicopatia - O hospício - Capítulo 19


Escrita por: ~ e ~Bellamy_Lovers

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bellamy Smith, Ficção, Gay, Kate Medson, Nathaniel Smith, Policial, Psicopata, Psicótico, Revelaçoes, Romance, Tortura, Triângulo Da Psicopatia
Visualizações 47
Palavras 1.361
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 19 - Eu te amo. Temporada 1


Fanfic / Fanfiction Triângulo Da Psicopatia - O hospício - Capítulo 19 - Eu te amo. Temporada 1

       ~~ Kate ~~

           Eu realmente estou gravida, não sei se fico feliz ou bato em mim mesma. Sério Kate você é muito nova para ter um bebe, além do mais fico enjoada fácil e com vontade de comer chocolate e pizza.
            Tive um pesadelo onde Edvalder matava meu filho e depois fazia Bel me matar, mas o mais assustador foi que não vi arrependimento em seus lindos olhos verdes, só simplesmente cortou minha garganta me fazendo engasgar-me com meu próprio sangue. Assustador.
             Me levantei fiz minha higiene, quando abriram a porta sai em disparada, estou morrendo de fome poderia comer um javali inteiro. Chegando ao refeitório peguei pão e leite quente, me sentei na ultima mesa pois está muito frio, o inverno chegou feio esse ano, ainda sim é lindo admirar as árvores se mexerem no ritmo do vento e o céu nublado. Nat brotou do chão ao meu lado.
             Kate - NAT.... quer matar eu e ao meu filho ? - Coloquei a mão em meu peito fingindo ter uma falta de ar, ele riu  meu teatrinho bobo, se sentou ao meu lado.
             Nathaniel - Nossa que exagero, e ele não é só seu é nosso. - Ele cochichou no meu ouvido me fazendo arrepiar.
             Kate - Tá. - Levantei as mãos em forma de rendição.
             Nathaniel - Já te disse que te amo ? Por que eu te amo Kate Medson, você me fez mudar, sentir o que nunca tive a oportunidade de sentir, eu sou o cara mais feliz do mundo só de ver esses olhos e esse sorriso. Antes de te conhecer eu achei que não teria futuro, então veio o suicídio. Tentei varias vezes mas o motivo de eu nunca ter feito foi a mulher conse vida, você é minha salvação. - Acho que corei com tudo que ele acaba de dizer, senti meu rosto esquentar.
               Kate - Que fofo Nat, você também mudou minha vida, sabe, depois de ser torturada eu via coisas eu sentia coisas, vontades que as pessoas não podem sentir, eu comecei a usas drogar para me acalmar. - Respirei fundo, Nat não sabia o que havia acontecendo, eu achei que ele iria brigar comigo por não contar, mas ele foi compreensivo, segurou minha mão firmemente esperando que eu continua-se. - E então eu fui ver Hanry, ele me disse para largas as drogas e eu só consegui por que você fazia eu me sentir melhor que qualquer coisa, eu te amo Nat.
                Ele aproximou nossos lábios me dando um selinho sem malícia, só amor e o mais puro de todos. Ficamos conversando coisas aleatórias até que vimos Bel conversando com James, depois se despediram, Bel deu um beijo em sua testa de modo carinhoso, o que me fez sentir um pouco de ciúmes, ele se sentou a frente de Nat que está sentado do meu lado direito segurando minha mão acariciando-a.
                  Nathaniel - Seu novo namorado Bela ? Combina com você. - Ele riu exagerado.
                  

  ~~ Bellamy ~~

   Como sempre eu e meu irmão começamos uma pequena discussão, acho que fazemos isso só perto da Kate para mostrar quem consegue chamar mais a atenção dela, mas decidi não fazer mais isso tenho que deixa-la não posso puxa-la pra mim, então ignorei o comentário idiota dele.
                     Bellamy - Como se sente Kate ? - Ela suspirou acho que aliviada por não discutir com ele.
                     Kate - Se sentir enjou e botar tudo pra fora é normal para uma gravida, estou ótima. - O sarcasmo dela me tirou um sorriso de lado, e um peso das costas por saber que ela está bem.
                      Nathaniel - Você não respondeu minha pergunta.
                      Bellamy - Não namoramos, tá bom pra você ?
                      Kate - E aquela intimidade toda do beijo ? - Até a Kate entrou nessa, senti uma pintada de ciúmes ali.
                 Bellamy - Que isso, policiais não fiz nada além de sair com um amigo. - Ops saio sem querer agora que vai começar o interrogatório.
                       Nathaniel - Então senhor Bellamy Smith, está confirmando que teve um encontro com James, seu chefe ? - Ele cruzava os braços e tentou fazer cara de mal mas ficou mais ridículo que a carinha de cachorrinho pidão que ele faz.

                        Bellamy - Não... não é nada disso só saímos como amigos normais fazem, deixa de ser infantil Nathaniel e vai cuidar do seu filho. - Me levantei saindo de lá com ódio, não suporto quando ele faz isso, me dando duvidas sobre o que sinto.
                        James - Que isso Bel que revolta toda é essa ? - Nem percebi já havia invadido a sala de James e sentado na sua mesa cheia de papeis, encarei os olhos verdes dele que estavam assustados com minha invasão.
                         Bellamy - me desculpe James eu não deveria ter te assustado, já estou saindo. - me levantei dando as costas mas ele segurou minha mão com um pouco de dificuldade pois estava um pouco afastado, me puxou fazendo com que eu me senta-se novamente a sua frente, ele me encarava e eu tentei não olhar aqueles olhos que me hipnotizam.
                        James - O que aconteceu ? - Ele ainda segurava minha mão e estávamos totalmente corados e bem próximos um do outro.
                       Bellamy - Nada de mais, bobagem. - Passei a mão atrás do pescoço, não consigo mentir pra ele droga já estou sobre o efeito hipnotico do seus olhos.
                           James - Se fosse só bobagem você já teria me falado sem ter que invadir a minha sala. - Ele disse em uma calma que me deixou falar despercebido.
                           Bellamy - O que nos somos ? Amigos ? Namorados  Ou amantes por que ninguém sabe que saámos e temos essa coisa estranha e diferente. - Soltei tudo de uma vez e ele fez o mesmo com minha mão.
                            James - Bel é complicado.
                            Bellamy - Complicado é paixão de adolescente coisa que não somos mas.
                            James - Eu não sei o que somos, e ... Eu estou noivo... - Cortei ele rapidamente.
                            Bellamy - COMO ASSIM NOIVO VOCÊ NÃO ME CONTOU.
                           James - Ela é Alice, nem a conhece direito, meu pai quer que eu case com ela o mais rápido possível por que ele fala que eu tenho que ter filhos para herdar nossa vida patética, me desculpe Bel por não te contar eu não sei o que fazer. - Ele passando as duas mãos no rosto e bagunçando o cabelo loiro dele me fez me arrepender de ter gritado.
                              Bellamy - Tudo bem a culpa não é sua, por que não enfrenta seu pai e fala que não gosta dela ? Quem sabe não o convence. - Passei a mão em seus fios dourados arrumando seu penteado.
                              James - Eu vou tentar Bel mas ele é difícil, mas você esta certo ele não pode escolher com quem irei passar o resto da minha vida, obrigado por abrir meus olhos. - Ele passou a mão no meu rosto alisando com o dedo, fechei os olhos sentindo a sua mão quente, me levantei e fui até a porta como sempre ele vinha atrás de mim, mas acho que ele faz isso só pra olhar minha bunda, James safado.
                                 Bellamy - Então isso quer dizer que ainda estamos saindo ?
                                  James - Você que sabe, quer ir na minha casa amanhã ? Eu comprei um filme legal mas me sinto sozinho e tenho certeza que você gostaria de assistir comigo. - Ele sorrio sacana e eu retribui.
                                  Bellamy - convencido em.
                                   James - Isso é um sim ?
                                  Bellamy - Talvez que acha de eu passar lá as 20:00, não vou ficar doente de novo pra você me dar outra folga.
                                  James - Pode ser, eu te busco então né ?
                                   Bellamy - Se isso não atrapalhar você.
                                   James - Bel você nunca me atrapalha, então até amanhã. - Nos abraçamos e voltamos ao trabalho como se nada disso tivesse acontecido, não pega bem ficar com o chefe, os outro inventariam fofoca para nos separar pois achariam que eu estou com ele só por interesse, mas eu o amo, eu amo meu chefe, meu melhor amigo e aposto e ele sente o mesmo.
                           
                             
                   
               
        

           



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...