História Triângulo Da Psicopatia - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Ficção, Mais, Novela, Policial, Psicopata, Psicótico, Revelaçoes, Romance
Exibições 19
Palavras 1.738
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Mistério, Policial, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Cabei 😄😄😄

Capítulo 28 - Passaporte para à vida. Parte 2. Temporada 1


Fanfic / Fanfiction Triângulo Da Psicopatia - Capítulo 28 - Passaporte para à vida. Parte 2. Temporada 1

      ~~ Nathaniel ~~

      Já se foram 3 dias que Kate foi em bora, acho q estou enlouquecendo, ou piorando, as vozes não param de me incomodar, quando Kate estava a qui elas nem se atreviam a falar só à observava em silêncio. Por enquanto não recebi nenhuma notícia dela, estou muito preucupado com ela e meu bebe, se acontecer algo com eles não sei se conseguirei viver, espero que meu irmão esteje cuidando dela direito, sei que ele não atreveria encostar nela e fazer algo que se arrepender-se, pois ele sabe que se descobrirem que ele e ela tiveram algo mesmo que minúsculo eles iriam leva-la para outro hospital psiquiátrico,  ele é a única esperança de tirá-la da qui sem que ela volte.
Saio de meua pensamentos quando a porta de meu quarto se abre. Olha se não é a sua garota e seu irmão bela. Aff que saco esses demónios não tem outra pessoa pra atormentar não ?
      Bellamy - E ai cara, como você está ? - Meu irmão entra e fecha a porta quando Kate passa por ela.
      Nós estamos bem também, obrigado por perguntar belachata.
      Nathaniel - Caralho da pra calar essa boca... - Droga assustei Kate, ela vem e se senta ao meu lado na cama.
      Kate - Nat, você ta legal ? - Perguntou-me preocupada.
      Nathaniel - sim, estou melhor agora que você apareceu. - Segurei sua mão e ela retribuí-o com um sorriso doce, já meu irmão me olhou-o desconfiado.
      Bellamy - Não minta pra min, eu sei que você está mal.
      Nathaniel - Olha eu não quero falar sobre isso tá, eu quero esquecer esse inferno por máximo de tempo que puder, ficar com minha namorada, meu irmão e meu filho isso me fará bem.
      Bellamy - Tudo bem se não quizer contar agora, mas qualquer coisa é só me chamar, vou trampar. - Ele sorrio e me despedio com um leve asseno de cabeça, logo estava só eu e Kate naquele quarto frio.
      Kate - Nat tem certeza que não quer me contar o que está acontecendo com você ?
      Nathaniel - Tá eu me rendo.
      Também com essa insistência, quem não se renderia ?
      Kate alisou minha mão e esperou paciente eu encontrar as palavras certas.
      Nathaniel - Quando você se foi eu esculto os demónios, bom eu já os escultava a muito tempo mas quando estava com você eles não diziam nada, agora que você se foi eu nem consigo dormir, e isso por que você está fora por 3 dias, acho que não vou aguentar.
      Kate - Eu vou te tirar da qui Nat, e você vai se sentir melhor. Você já contou isso a Hanry ? Talvez ele possa ajudar.
      Hahahaha pena que não será possivel, né Nat...
      Nathaniel - Vou contar pra ele amanhã. - Cara eu odeio mentir, e odeio mentir pra Kate. Claro porquê é todo certinho. Eu falei tudo pra Hanry ontem e ele me disse que é tudo da minha imaginação, que é porque depois que Kate foi e meu irmão ficou auzente minha cabeça criou algo para que não me sinta mais só.
      Conversei com kate por algum tempo, e não pude deixar de reparar em um cachecol que apertava seu pescoço como se quisesse esconder algo, algo como um segredo bem guardado.
      Kate - Que foi Nat, você está me encarando estranho. - Disse risonha.
      Nathaniel - É só. .. Porque esse cachecol está tão apertado ?.
      Talvez seu irmão lobo mal teve à grande ideia de se aproveitar da ovelhinha perdida.
      Kate não respondeu nada só ficou calada pensando em algo para me dizer.
      Nathaniel - Kate ... Meu irmão fez algo com você ?
      Kate - E-eu estava fora de min.
      Nathaniel - E ele ?
      Kate - A-acho que sim, mas ele me disse que não passou de beijos...
      Nathaniel agora tem chifres, vai parecer com nós kkkkk
      Nathaniel - CALEM A BOCA OU EU OS MANDO PARA A PORRA DO INFERNO.
      Kate saio de perto de min com um pulo, e já está em frente a porta, agora sim eu à assustei, droga olha o que eu fiz.
      Mas você sempre fez isso Nat, afastar as pessoas de você, só precisava de tempo para Kate também se afastar. - Disse uma das vozes em um tom macabro e brincalhão.
      Nathaniel - Kate, e-eu não queria te assuastar, vamos terminar a conversa, eu prometo que não vou fazer mais isso. - Me aproximo dela mas ela da mais um passo.
      Kate - Só vou voltar a falar com você quando se acalmar. - Disse já saindo e fechando a porta, droga agora estou sozinho de novo e não sei quando vou vê-la de novo.
      Você não está sozinho, nós estamos a qui com você Nat, e diferente dela nunca vamos te deixar.
      Um dos demónios disse aparecendo bem na minha frente, com um rosto deformado e cinco chifres, sua pouca pele preta e um corpo esqueletico de animal, talvez um cavalo em decomposição, seu olho vermelho escorria um pouco de sangue. Outros demónios também apareceram à minha volta, alguns menos macabros com um corpo humano, mais angelical, droga agora eu vejo anjos ?
      Nunca ouvio a história de Lúcifer ser bonito, por ainda ser um arcanjo ? Pois bem, estes amigos meus eram seguidores de Lúcifer por isso o tom mais angélical.
     Não contive a curiosidade de perguntar.
      Nathaniel - E porque alguns de vocês são mais feios que os figurinos da Lady Gaga ?
       Porquê somos nefilins, junção de anjos caidos com humanos, assim como seu filho.
      Nathaniel - Pare de brincar com minha mente, isso só poderia ser verdade se eu ou Kate foçemos demónio.
      Você já se perguntou por que só você nos vê ?
      Nathaniel - Vão para o inferno. - Fui até minha cama e me deitei enfiando a cara no travesseiro para não os ver, mas infelizmente ainda posso ouvir.
      Já estivemos lá e vai por min não é nada bonito, até mesmo pra monstros como nós.
      Ei que tal brincarmos de quem consegue gritar tão alto a ponto de deixa-lo surdo.
      Boa ideia hahahaha

      ~~ Bellamy ~~

      Guilherme - Então Bel vai me responder ou não ? - Perguntou visivelmente impaciente.
      Bellamy - Não temos nada além de amizade. E quem te contou esse absurdo ? Eu nunca faria nada com Kate. - Menti o melhor que pude, realmente pareci bem convincente.
      Guilherme - Bellamy entenda que à pessoa que me contou pedio sigilo, então não posso te contar quem foi que me falou.
      Talvez se eu negar mais ele desista de insistir que eu e ela temos algo. Acho que não pode ficar pior do que já está.
       Kate - Ei Bel vamos embo... - Uma Kate com um semblante bem triste aparece na porta. - Estou atrapalhando algo ?
      Guilherme - Não Kate eu já iria lhe chamar mesmo, sente-se.
      Kate se sentou ao meu lado.
      Kate - Onde está James ?
      Guilherme - Ele não pode vir hoje por questões familiares - Droga eu realmente arregacei William, pra James não vir trabalhar e ficar em casa, melhor eu conferir se Guilherme sabe o que realmente aconteceu, se ele souber será mais um motivo para Kate voltar para cá, por eu não ser totalmente responsável.
      Bellamy - Você sabe o porquê ?
      Guilherme - Não, ele se recusou a me contar, mas ele volta amanhã ai você pergunta a ele. Voltando ao assunto Kate, Bellamy já tentou fazer alguma coisa com você ? - PUTA QUE PARIO EU NÃO PODERIA ESTAR MAIS FERRADO, ainda bem que Kate é uma boa mentirosa.
      Kate - Alguma coisa como ? - Perguntou inocentemente.
      Guilherme - Algo do tipo abusar de você ou te beijar sem que você queira ? - Nossa agora ficou mais facil mentir, ele perguntou " sem que você queira ".
      Kate - Não, Bellamy é como um irmão mais velho pra min, além disso ser um absurdo. - Ela fez uma cara de nojo, pronto agora acabou Guilherme fez uma careta de " vixi errei no calculo ".
      Guilherme - 16:00 horas da tarde, parece minha deixa, me desculpem o engano.
      Bellamy - Sem problema, é normal, errar é humano. - Sorri pra ele e que me encarou grosseiro.
      Kate e eu se levantamos e fomos até a porta, junto com ele e sua maleta preta.
      Guilherme - Kate qualquer coisa é só me ligar - Ele entregou-lhe um cartão com seu número.
      Bellamy - Acho que não será necessário. - Disse estendendo a mão para cumprimentar-lhe, mas ele só me encarou.
      Guilherme - Assim espero. - Se virou e quando estava mais ou menos um metro longe disse alto e grosso. - Hoje terminarei a carta e amanhã entregarei ao juiz, talvez na quarta vocês recebam o resultado.
      Assenti com a cabeça e ele se virou e foi embora em passos largos.

      ~~ Kate ~~

      Cheguei em casa exausta. Casa achei que nunca mais falaria essa palavra. Tomei banho vesti um conjunto de moleto e fui a cozinha comer algo.
      Bellamy - Foi por pouco que a gente não se fode lá. - Bellamy apareceu do nada do meu lado, boto a mão no peito do lado do coração.
      Kate - Quer que eu tenha um infarto ou tenha o bebe agora - Bellamy soltou uma gargalhada.
      Bellamy - Desculpa.
      Kate - E sobre hoje, se não foçe por min você estaria fodido. - Ele foi até a geladeira e pegou a caixa de leite e uma maça me entregou a maça e passou um copo cheio de leite, nesses três dias ele aprendeu algumas coisa, como meu costume de comer antes de dormir.
      Bellamy - E meu irmão você falou com ele ?
      Kate - Bellamy ele está horrível, quando você saio ele ficou mandando algo se calar e ir pro inferno. - A coisa tão feia que eu chamei pelo nome.
      Bellamy - Nos vomos tirá-lo de lá, se eu consegui tirar você de lá, ele não pode ser tão dificil assim.

     

  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...