História Triângulo Quebrado - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Crying, Gtop, Topri
Exibições 48
Palavras 559
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oooer como dito tá aq o cap. Cara eu to com tanta raiva e bad por causa de umas coisas q tão acontecendo cmg então os capítulos não tão bons assim sorry ;---; espero que gostem vejo vcs lá embaixo.

Capítulo 8 - Se Quiser Vai Ter Que Me Obrigar


Choi On


 -Sabe uma vez conheci um garoto, não exatamente o conheci porque eu não conversei de verdade com ele, nem nada. A gente só se falou um pouco. Foi quando eu vim para Seul pela terceira vez com o meu pai e resolvi ir ao shopping que ficava próximo ao hotel em que eu estava hospedado.

-Ah...-antes que Ji pudesse responder a enfermeira entrou no quarto.


G-Deus On

-Choi? Ainda aqui?-perguntou sorrindo para ele, o que me deu vontade gritar: "tira o olho porque eu vi primeiro", mas nós mal nos conhecíamos e ela com certeza o conhecera antes de mim.

-Sim-falou sorrindo de lado... Aquele sorriso me destruía por dentro de tão lindo que era.

-Vai fazer alguma coisa quando ele for embora?-falou dando ênfase no "ele" enquanto retirava a agulha do soro da minha veia. A mesma se distraiu e acabou machucando meu braço.

-Ai!-gritei quando senti a agulha sair bruscamente do meu corpo.

-M-me desculpe.-falou sem graça.

-Não devia flertar enquanto atende seus pacientes!-falei alto numa mistura de ciúmes, raiva e dor.-E ele vai sim! Vai me levar pra casa! E eu moro longe daqui, então pode tirar o cavalinho da chuva!

A mesma olhou incrédula para nós dois e perguntou à Choi.

-Vai mesmo?

-Vou-falou se levantando da poltrona que estava e vindo na minag direção.-Saia, deixe que eu cuido do braço dele.

-Ah, e-eu posso...

-Saía!-falou sério.

-T-tudo bem.


Choi On


Vi o olhar acanhado de Ji, provavelmente estava assustado pelo tom de voz que usei e por ter visto o que acabara de falar.

-Ei-falei rindo de sua expressão envergonhada.-Tá tudo bem.

-Tá mesmo?

-Tá.-a expressão do menor se transformou de assustado para aliviado.


Cuidei de seu braço e o enrolei no que um dia foi meu cachecol vermelho.

-Pronto, vamos?

-Vamos pra onde?

-Pra sua casa. Você mesmo disse que eu iria te levar.

-Ah... Não precisa... Eu só falei aquilo porque não queria...-falou abaixando o tom de voz.

-Não queria o que?-perguntei abrindo um sorriso divertido nos lábios.

-Não queria que você saísse com ela!-falou corando num ponto que eu não sabia onde acabava seu rosto e onde começava o cachecol.

-Ah...-ri com a resposta ainda processando a mesma.

-O que é tão engraçado-perguntou indignado.

-Você. Com ciúmes de um desconhecido.

-Não estou com ciúmes! Ela que era oferecida... Enfim! Eu vou pra casa. Sozinho.

-Ah mais não vai mesmo!

-Vou sim, ao menos que me obrigue, não vou com você.

Quando o ruivo abriu a porta para sair eu o peguei no colo e comecei a andar em direção a saída do hospital.

-Ei!-protestou ainda atônito-porque fez isso?! Me põe no chão!

-Foi você que falou que eu teria que te obrigar a ir comigo.

-Aish! Tem que parar de levar tudo o que eu falo a sério...-falou segurando em meu pescoço para não cair.


G-Deus On


-Pode me por no chão agora...-falei quando estávamos fora do hospital.

-Como é que eu vou saber se você vai ou não fugir de mim?

-Eu não vou!

-Promete?

-Larga de ser infantil! Prometo.

-Okay.-ele me pôs no chão e eu sai correndo para longe dele.

-Ei! Seu mentiroso! Você prometeu!-falou correndo atrás de mim e eu comecei a rir do mesmo.

-Eu to brincando!-falei quando mesmo me alcançou.


Voltamos pra minha casa rindo coisas aleatórias e conversando sobre assuntos idiotas.

-Obrigado por me trazer...-falei quando paramos em frente a minha casa.

-De nada-falou sorrindo.

-Então tchau...-falei apesar de que queria ficar ali com ele.

-Tchau-o mesmo acenou e esperou eu entrar para ir embora. O observei pela janela até o mesmo sumir de vista e fui para o meu quarto dormir.


Notas Finais


Eu estou morta. Sério. Espero que tenham gostado e desculpa por trolar o nome do cap. Auahauhagaya eu to cansada então não vou falar com vcs hj sorry (ao menos q comentem alguma coisa uahauahag) sorry qualquer erro até o próximo cap. Bjs 🎶❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...