História Trinity Seven - O Longo dia de Arata - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Trinity Seven
Personagens Arata Kasuga, Lilith Asami
Visualizações 77
Palavras 1.552
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom, essa é minha primeira fic, então eu realmente espero que gostem, se puderem comentem aí o que está bom e ruim, eu realmente sou bem inexperiente com esse tipo de coisa e por esse mesmo motivo resolvi fazer uma oneshot.
Espero que Gostem =P

Capítulo 1 - Capítulo Único


Eu acordo. Ainda um pouco sonolento e esfregando meu olhos, eu pego na primeira coisa que minhas mãos conseguem alcançar logo que eu acordo, como de costume.Para minha surpresa, a coisa que eu toco é apenas meu celular, não são os peitos da Arin ou da Yui. Confesso que estou um pouco decepcionado. Após isso me levanto, me arrumo e saio do quarto, em direção à sala de aula.

No corredor, me deparo com com Akio e Mira, vindo na minha direção contrária.
- Bom dia Nii-chan - diz Akio, alegre por tê-lo encontrado.
- Ahh, bom dia Akio, - diz Arata. - Bom dia Mira.
- Bom dia Arata-san. - responde.-  Está indo para a aula?
-Sim,estou -diz arata.
-Certifique-se de não fazer nada impuro por lá hein? ou então...
-Hahaha, tudo bem, vou tentar. - responde Arata. - mas não garanto nada. E vocês, vão a algum lugar??
-Sim. Vamos à uma missão à oeste daqui. Estou sentindo um poder impuro enorme vindo de lá - diz Mira - precisamos eliminá-lo antes que possa talvez causar um Fenômeno Breakdown.
-Tudo bem, boa sorte para vocês duas.
-Nesse caso, já vamos indo, Nii-chan. - diz Akio.
-Tudo bem, tchau. 

 Já na sala de aula, me encontro com Selina, que vem me cumprimentar.
-Bom dia, Arata-san!
-Ah, bom dia Selina. - responde Arata.
-Você parece um pouco distraído,como se estivesse preocupado. Algo aconteceu ?
-Não, está tudo bem. - diz Arata, com uma cara meio confusa - Na verdade estava apenas pensando no lindo corpo escultural da Lilith. Algum dia, ele certamente será MEU! 
-Fuufufuu, você não desiste mesmo, hein ? - responde a loira.

Após isso, Lilith entra na sala e começa a aula. Dessa vez ela passou algumas lições intediantes sobre literatura. E como sempre nem presto muita atenção. Após o termino da aula, eu levanto da cadeira e me espreguiço.
-Hoje foi bem cansativo até. -diz Arata
-Eu sei disso Arata, mas você precisa estudar bastante se quiser ser um grande mago! Não há atalhos para a magia. Tudo virá se você tiver esforço e dedicação! - diz Lilith, o repreendendo.
-"Inclusive os seus peitos?" - pensa Arata, apesar do seu pensamento ser óbvio pela sua expressão.
-O que? Sobre o que está pensando agora ? - diz Lilith com uma cara meio irritada.

Antes que ela pudesse continuar, eu sai de fininho e fui direto para o meu quarto. No caminho eu me deparo com Yui, atrás da parede, acho que estava me observando.
-Ah, olá Yui.
-Oiiiii Onii-san!!! Yui está tão feliz em te ver!!! - diz ela, já correndo na minha direção e pulando nos meu braços. - Ei, você vai fazer alguma coisa agora, Onii-san ? Porque se não você poderia vir ao meu mundo para nós brincarmos!! - diz a garota com um ar inocente, mas com óbvias intenções maliciosas.
-Me desculpe Yui, mas quero tirar a noite para estudar hoje. Estou dedicado a me tornar mais forte para poder protegê-las a qualquer custo! - exclama Arata.
-Ohhh, que pena Onii-san! Mas Yui fica feliz pela sua intenção. - ela então se aproxima do rosto de Arata e lhe dá um beijinho na bochecha, e ambos coram na mesma hora.
-Heheh, obrigado Yui, mas agora tenho que ir.

Depois disso, vou para meu quarto e começo  a estudar , coisa que eu permaneço fazendo por umas duas horas, até eu decidir ir tomar um banho para relaxar. Chegando na sauna, olho em volta, e percebo que Arin não estava lá. Eu apenas tomo um banho normalmente, como todos os dias. Após isso volto para o meu quarto e  visto uma camiseta regata azul e uma calça de agasalho.Olho para meu celular e vejo que já é bem tarde, então decido que vou dormir para continuar amanhã. Fecho os livros, arrumo minha mesa e deito na cama. Quando eu estou prestes a fechar os olhos ouço alguém bater na porta.
-Estou indo! - exclama.

Quando abro a porta, me deparo com a Lilith do outro lado. Com uma cara um pouco espantada, pergunto: 
-Lilith ?? O que faz aqui ? Já está meio tarde.
-Arata... eu preciso te confessar algo importante.

Na mesma hora ela adentra o meu quarto e tranca a porta. Pergunto a mim mesmo o porque disso e fico corado.
-Lilith ? O que foi ? - falo, assustado.
-Arata, você sabe o motivo de eu sempre interromper quando você está preste a beijar uma garota? É p-porque e-e-eu... te amo. É isso Arata. Eu te amo loucamente. Eu sempre te sigo pois eu simplesmente não consigo tirar meu olhos de você. Quando eu vejo você com outra garota, eu me contorço de tanta dor que eu sinto no meu peito. Eu faço isso pois eu quero você só pra mim. Não sei se eu sou egoísta, ou se sou louca, mas o que eu sei é que sou apaixonada por você. Sempre que você está por perto meu coração começa a bater mais forte, e meu humor automaticamente muda. Lembra quando a Levi-san disse que pra mim você era especial ? Ela estava totalmente certa. Antes, eu me sentia muito solitária e entediada da vida aqui na academia. Mas depois que você veio pra cá, minha vida deu uma reviravolta. É como se você completasse o vazio no meu coração. Por isso, eu me apaixonei. Eu tenho esperado muito desde este momento, e agora finalmente consegui te contar. Enfim Arata, eu só queria que você soubesse disso. Eu te a...

De repente sua fala é cortada, e ela sente algo pressionando seus lábios. Era Arata, que havia lhe beijado. Um longo,e molhado beijo quente. Suas línguas se tocavam como numa incessante luta. Apenas após ambos ficarem sem ar, Arata se afasta da boca de Lilith.
-Ouvir isso de você foi ótimo Lilith. Eu quero que saiba que meu senitmentos são os mesmos. Eu também te amo muito. E sempre vou estar aqui para você. Sempre que se sentir sozinha ou triste, venha até mim. Eu te ouvirei com o maior prazer e farei de tudo para te ajudar. Eu te am...

Dessa vez foi Lilith quem interrompe Arata, lhe dando um caloroso e profundo beijo, já o empurrando e o jogando na cama. Lilith fica em cima dele e tira sua camisa e sua calça, ficando apenas de calcinha e sutiã. Arata, espantado com a cena que a princípio nunca aconteceria, se afasta de Lilith e diz:
-Lilith, você tem certeza disso ?
-Mas é claro! O que foi ?? Vai arregar no momento que você tanto esperou? Vamos lá! Agora quem quer sou eu. - diz Lilith, já completamente alterada pelo clima.

Lilith tira seu sutiã e joga em algum lugar do quarto. A mesma pega a mão direita de Arata e a coloca em um dos seus seios avantajados e o beija. Ambos então trocam de posição, de modo que Arata ficasse em cima de Lilith. Ele então põe sua boca em um dos peitos de Lilith enquanto massageia o outro. Lilith não se contém e solta um gemido um pouco alto.
-Isso nao é justo! Somente eu vou ficar pelada ? Vamos ter que tirar essas roupas aí.

Então Lilith tira a camisa e a calça de moletom de Arata e nota o enorme volume em sua cueca. Lilith tira sua calcinha. De forma que ficasse completamente pelada.
-Hmmm, o que será que temos aqui ? - Lilith diz arrancando violentamente sua cueca, e fica espantada, já que o pênis de Arata era realmente grande. Ela começa e massagear o membro de Arata, que solta alguns gemidos de prazer. Lilith começa a usar seus peitos para masturbá-lo , enquanto usava a língua na glande. 

Arata não aguenta e acaba ejaculando nos peitos e no rosto de Lilith.
-Acho que não vamos chegar a lugar nenhum se não formos para o próximo passo, não acha ? - diz Arata olhando fixamente para a vagina de Lilith. Ela então fica corada e solta uma risadinha. Lilith se dispõe de quatro em cima da cama e Arata começa com as estocadas, no começo bem gentil e calmo, então Lilith dá uma piscadela para ele, o avisando para ir mais fundo. Arata então começa a penetrar mais profunda e violentamente, e Lilith começa a gemer desesperadamente por causa da dor, que lentamente foi se transformando em prazer. Após isso , os dois, que estavam bastante ofegantes, gozam juntos, lambuzando todo o lençol.

Arata, já cansado, cessa as estocadas e dá um longo beijo em Lilith, que estava bastante suada e com algumas lágrimas de felicidade descendo de seus olhos. Ambos então vão tomar um banho juntos, e acabam dormindo na mesma cama. 
-Eu te amo, Arata.
-Eu também te amo, Lilith. A propósito, você quer namorar comigo ? - diz Arata, sorridente.
-Lilith começa a lacrimejar e aceita a proposta dele. Que chega a chorar de felicidade.

Arata se veste e deita na cama. Lilith faz o mesmo e deita-se sobre o peito de Arata, o abraçando.
-Essa foi a melhor noite da minha vida. - diz Lilith.
-É... tenho que concordar. - responde Arata, logo em seguida dando um beijo na testa dela. E eles dormem abraçados, para começarem um novo relacionamento e uma nova vida no dia seguinte.
-----------------------------------------------
FIM


 


 



 


Notas Finais


Como eu disse, espero que tenham gostado da minha primeira fic, e desculpe os nerdões de plantão se eu cometi algum erro relacionado aos fatos ocorridos no anime, nao sou viciado em T7, mas gosto bastante do anime. Decidi fazer a fic pois eu percebi que TINHA 1 FIC DE T7 NO SITE. É serio, façam mais fics de Trinity Seven !!!!!

Tchauuu <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...