História Trinta e Quatro - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Hopega, Sobi, Sope, Yoonseok
Exibições 76
Palavras 600
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Fluffy, Shonen-Ai, Slash
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


tinha 200 palavras
e eu tava achando meio bosta, porque tava triste e de triste já basta eu, né?
aí saiu isso e eu to bem satisfeita
espero que gostem

Capítulo 1 - Vê se não demora


Macio, como seus lábios.

Há quem diga que é tudo culpa dos hidratantes, das manteigas de cacau, do óleo corporal de sakura; esse cheio me desconcentra até não sobrar mais razão em meu ser, mas eu tenho a certeza de que até mesmo seu cheiro natural me entorpece, até mais do que aquelas drogas ilícitas.

Ah, é que eu me descobri viciado esses dias, enquanto vasculhava o guarda roupas atrás de um cigarro qualquer; foram dois vícios de uma vez só.

Os malditos cigarros e seu cheiro na blusa que você esqueceu aqui em casa.

E que droga Yoongi. Nunca pensei que estaria aqui, às 3 da manhã, pensando no seu shampoo com cheiro de baunilha, no seu perfume amadeirado.

Meu último pensamento era o fato de eu, em alguma possibilidade bem remota – ok, vou ser mais realista –, era uma possibilidade bem real; eu poderia estar me apaixonando ainda mais por você.

O maníaco por sexo casual que some e aparece quando quer, e que leva um pedacinho de mim toda vez que vai embora, mas que deixa roupas pela casa como um lembrete de que ainda tenho-o por perto; mesmo longe.

É que eu finalmente aprendi a trocar as lâmpadas do meu apartamento, e talvez eu nem tenha mais desculpas esfarrapadas para te chamar pra cá, pra dividir umas garrafas de cerveja e acabar com você por cima de mim naquele sofá antigo; e a verdade é que eu nem quero mais usar desculpas. 

Eu quero você Yoongi, e eu nem faço mais questão de esconder.

E me faz só seu com esse seu gosto de tabaco orgânico, e me promete o céu em palavras sussurradas.

Eu amo seus sussurros.

Porque só você sabe como me ter nas mãos mesmo sem ter, e me levar na bagagem mesmo sem perceber.

Então, quando vier, deixe a mala no meu quarto, e divide o guarda roupas comigo.

Não precisa mais deixar pedaços seus pra trás, você pode muito bem ficar.

E a gente se ama com palavras tortas, com a consciência leve e com o coração aberto.

É que eu sei que você também se viciou no meu cheiro enjoativo de morango, guardou um pouquinho da minha colônia pra ter sempre um pouco de mim com você.

Mas você sabe que pode ter bem mais, é só ficar e não ter medo.

É, eu sei que é meio foda admitir que talvez tenha se apegado ao cara escandaloso do 220. Que não consegue ir embora sem deixar um daqueles bilhetinhos carregados de um sentimentalismo que não combina muito bem com você, mas que eu comecei a amar bastante.

Me diz que quer sair do apartamento de seus pais, em meio à fumaça de cigarros que furta de mim, e sente-se um hyung muito do imprestável por não ter feito uma faculdade; por viver por aí de bicos que seu pai arranja pra você com a cara mais cínica do mundo.

Larga logo esse seu orgulho e vem dividir o apê comigo, Min Yoongi.

Me dê mais desse sexo gostoso, dessa sua boquinha pequena.

A gente olha para as contas no fim do mês e ignora bebendo um pouco.

É que eu gosto tanto quando você sorri assim, genuíno, mostrando as gengivas e esquecendo-se do mundo; e é ainda mais prazeroso saber que você só é assim quando está aqui, no 220, comigo.

Então, está esperando o que?

Aproveite que eu saí cedo pra comprar as coisas e fazer um café delicioso para meu hyung favorito.

Corre até o 186 e arruma suas malas, por favor.

Vem comigo esquecer do mundo.

 


Notas Finais


é isso aí pessoal
bom dia
amo vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...