História Triple Personality - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!top, Namjin, Taeyoonseok
Visualizações 53
Palavras 1.086
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


DEMOREI MAS CHEGUEEEEEII (Pensa numa ópera). E aí, galerinha? Como vocês estão? Vão ler o capítulo dois, acredito que a história começou a ficar boa. Ótima leitura para vocês, pessoal!

Capítulo 2 - II - Sugestive


Fanfic / Fanfiction Triple Personality - Capítulo 2 - II - Sugestive

 Ainda debaixo da mesa, Jimin alisava a coxa do maior, que já começava a suar frio. Começou a comer em silêncio, apenas Jimin e Soyoung conversavam sobre sua Terra Natal, porém, não parava de mover sua pequena mão por cima da perna de Jungkook. Decidiu cometer um progresso, deslizou sua destra até o membro e o apertou, fazendo o mesmo se arrepiar e levantar bruscamente, derrubando o copo de suco.

-Jungkook! -Soyoung gritou ao ver o copo se quebrando- Você ao menos presta atenção!? Como se quebra um copo assim do nada?! Foi de propósito?!

-Não, eu apenas...bebi um pouco com Taehyung antes de voltar pra casa.

-Bebendo novamente, ainda com aquele garoto!? Já não te disse que aquele alien só te envolve em enrascada!? -se levantou e foi pegar alguns panos, mas não terminou o seu discurso.- Agora você está aí, bêbado, quebrando coisas sem ao menos saber o motivo!

Jungkook olhou para Jimin com um semblante irritado, mas logo desviou o olhar.

-Pare, está parecendo a minha mãe! Eu não estou bêbado, bebi metquatro  um copo! -falou enquanto a noiva limpava a sujeira, que parou e o olhou incrédula.

-Você não deveria ter bebido nada! -começaram uma discussão barulhenta

Jimin decidiu que precisava fazer alguma coisa. Fingiu um choro muito bem interpretado que logo foi notado por Soyoung.

-OLHA O QUE VOCÊ FEZ COM MEU PRIMO! Quer dormir, MinMin? Eu te levo ao seu quarto.

-Eu quero dormir com o Kookie... -esfregou o nariz e soluçou com os olhos vermelhos, ÓTIMO ator.

-Jimin, vá dormir com a sua prima. Será estranho se eu for dormir com você.

-Por que está falando com ele assim? Ele é inocente, você acha que ele é um ser sujo e impuro como você?

-AGORA VOCÊ ME ACHA SUJO!? DEVERIA TER DITO ANTES DE ACEITAR MEU PEDIDO DE NOIVADO! Vamos, Jimin!

Puxou a mão do menor sem ao menos se lembrar de que correria perigo perto dele, por um momento havia esquecido que descobriu outro Jimin por trás da máscara inocente, apenas o levou para o quarto de hóspedes junto a si e vermelho de raiva.

-Parece que esse noivado está indo por água abaixo.

-Sai do meu quarto, Jimin.

-Você que me trouxe até aqui, e também, Soyoung pensa que estou dormindo com você. Seria muito estranho se eu desaparecesse do nada.

-Por que você está me atormentando? Primeiro sentou ao meu lado e causou uma briga, agora fingiu um choro para dormir comigo. Qual é o seu problema?

-Depois eu te conto meus motivos. Foi você quem causou aquilo tudo, você e Soyoung que não sabem resolver nada sem gritar. A única coisa que eu fiz foi isso. -disse e apertou o membro de Jungkook mais uma vez com um sorriso descarado no rosto.

-Não toca em mim! Você está fodendo com a minha vida!

-Você é hétero, só isso já fode com a sua vida.

-Mas eu não era hétero antes e minha vida ainda era uma merda... -resmungou e ao perceber o que havia falado, torceu para Jimin não ter escutado, algo que não adiantou muito.

-Então eu tenho chances porque você é bi?

-Chances de quê? Eu vou me casar!

-Entendi, certinho. Vem aqui dormir comigo. -falou de forma sensual e dando tapinhas na cama.

-Não. Eu prefiro dormir no chão.

-Deixa de ser idiota, você vai ficar doente -puxou o braço do maior que caiu na cama.

-Me solta, eu não vou ficar aqui.

-Soyoung vai adorar te perguntar o motivo de ter lençóis no chão.

-Você me dá medo...

-Relaxa, gatinho. Não vou fazer nada...no máximo te dar uns beijos enquanto estiver dormindo. Já lhe disse que sou sonâmbulo?

-Cala a boca e dorme. Não acredito em mais nada que saia da sua boca.

Se levantou, apagou a luz e se jogou na cama sem vontade nenhuma de dormir ali, ou ao menos dormir. Sentia uma raiva intensa de Jimin por ter causado uma briga entre ele e sua esposa. Passou a madrugada pensando nisso, até determinado momento em que sentiu um movimento ao seu lado. Jimin havia acordado?

-O que está fazendo? São quase quatro horas da manhã, vá dormir. -Não obteve resposta- Jimin?

O menor se levantou, caminhou até a porta, meio desengonçado, depois saiu do quarto. Jungkook o seguiu por curiosidade ou por achar que o menor estivesse se sentindo mal. Apesar de guardar rancor, o ajudaria se não estivesse em boas condições, afinal, sempre quis ser médico, mas o pai de Soyoung o ofereceu um emprego no escritório para ajudar a sustentar a filha, ele não poderia recusar.

-Jimin, você está se sentindo bem? -ao dizer isso, o menor correu pela casa até parar no corredor.- Qual é o seu problema!?

Park Jimin se virou para Jungkook de olhos fechados. Ele não havia mentido sobre ser sonâmbulo...nem sobre os beijos que daria no maior enquanto dormia. Mal se virou para Jungkook e já se apoiava em seus ombros, tentando roubar um beijo ou algo do tipo. Jeon queria gritar para que Jimin acordasse mas Soyoung ouviria e os resultados seriam dramáticos. Ele precisou pensar em um jeito delicado de acordá-lo sem fazer barulho.

-Park Jimin! -sussurrou, o sacudindo.

Pegou o menor no colo, o jogando por cima de seu ombro e ignorando o que o mesmo murmurava, simplesmente por não conseguir entender. Voltou para o quarto e o jogou na cama.

-O quê!? -Se sentou assustado.- Ah, crise de sonambulismo...

-Exatamente. Pelo menos sobre isso você não mentiu...nem mesmo a parte do beijo -hesitou um pouco antes de dizer as últimas palavras de sua frase.

-Espera, eu beijei você!?

-Não, eu te arrastei até aqui então você nem mesmo conseguiu.

-Ainda bem. Quero estar acordado para chupar essa língua. -o maior corou e se assustou ao mesmo tempo- Espera, você nem ao menos me carregou!?

-Não, você é bem pesado...

-Que idiota. Mas pelo menos não me deixou lá em baixo, eu odeio ficar no escuro sozinho.

Terminaram a curta conversa ao escutar um barulho do lado de fora do quarto. Em uma ação rápida, Jungkook apagou a luz e pulou em cima do menor, tampando a boca do mesmo.

-Soyoung acorda para ir ao banheiro de madrugada. -sussurrou, explicando o motivo da sua ação.

Passaram um tempo naquela posição até o silêncio tomar conta da casa novamente. Jeon ficava atento aos sons enquanto Jimin o observava com uma vontade imensa de tentar algo com ele. Só conseguia pensar que já era quase segunda-feira e o quanto aprontaria com seu novo chefe, noivo de sua prima. Afinal, a imagem de Jungkook o fodendo em cima da mesa de escritório não saía de sua cabeça

-Jungkook...imagine...nossos gemidos sincronizados- disse com um sorriso sapeca e sugestivo no rosto.


Notas Finais


Um beijo pra quem gostou. Pra quem não gostou, tenha paciência, eu sempre sou meio bostinha no início mas depois melhora. Vocês gostam é do hot, eu sei que adoram (͡° ͜ʖ ͡°) Meus amores, comentem e me dêem dicas sobre a minha Fanfic, quero saber o que posso melhorar. Favoritem e panfletem, nunca pedi nada :3 Love vcs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...