História Troca de personalidade - Eldarya e Amor Doce. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Eldarya, Mitologia Grega
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Ezarel, Iris, Jamon, Kentin, Keroshane, Leiftan, Li, Lysandre, Melody, Mery, Miiko, Nathaniel, Nevra, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Valkyon, Violette
Tags Amigos, Amor, Amor Doce, Aventura, Eldarya, Games, Romance
Visualizações 92
Palavras 896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yey!
Maratona :3
Eu sei que vocês amam quando tem capítulo um atrás do outro.
Eu apenas estou com criatividade e, devo colocá-la no "papel"
Boa leitura <3
é em terceira pessoa

Capítulo 3 - Qual o shampoo que você usa?


A loira dos olhos verdes olha confusa para os faeryes presentes na biblioteca:

-- Eu tenho várias perguntas, que precisam imediatamente de uma resposta decente. - disse, dando ênfase no "decente".

-- Além de eu ter que aturar ela todos os dias, ainda é burra? - indagou-se o elfo. 

A humana o olhou mortalmente, provavelmente se seu olhar matasse, Ezarel estaria beeeeem no fundo:

-- Não ligue para ele, pode perguntar o que quiser. - comentou Valkyon, pela primeira vez.

-- O que é uma guarda? 

Kero pareceu surpreso com ao repentino interesse da garota, porém, do modo de como ele é, obviamente a respondeu:

-- Em Eldarya há 4 guardas, A Guarda Reluzente, que é a "chefe", podemos dizer, das outras, é a que comanda tudo e a mais responsável, nela há eu, Miiko, Leiftan e Jamon.  A Guarda Sombra é comandada por Nevra, é especializada nas explorações e tudo que diz respeito às noções de discrição e informação. A Guarda Absinto é comandada por Ezarel, esse elfo irritante que você já odeia do fundo de seu cérebro, é especializada nas poções e alquimia, todos os membros são elfos. E por fim, a Guarda Obsidiana, que reúne todos os membros mais fortes de Eldarya e é comandada por Valkyon. - respondeu Kero. 

-- Parabéns, Keroshane, acabou de provar que é um unicórnio inteligente. - zombou o elfo.

-- Você não consegue calar a boca por três minutos? - indagou-se a loira.

-- Armely. - chamou Valkyon. A humana o encarou. -- Ezarel é seu chefe, e você já deve ter percebido o quão malvado ele é, então...

-- Sim, eu sei. Eu só não o aguento, é apenas meu primeiro dia, vou ter que aturar ele para o resto de minha vida. 

-- Como assim? - Kero franziu as sobrancelhas. 

-- Você acha que vai ficar aqui para sempre? Nós iremos dar um jeito de te levar para casa. Eu não vou conseguir te aturar por todo esse tempo. - comentou o elfo, encarando a janela da biblioteca. 

-- Eu não vou voltar para meu mundo, meu pai me expulsou de casa, não deve nem saber que eu estou aqui.

Todos os presentes olharam para a loira, surpresos e indignados:

-- Como assim seu pai foi tão cara de pau de fazer isso, não querendo ofender, claro. - indagou-se o unicórnio de óculos muito inteligente. -- Você não merece, mal nos conhecemos e já sei que você é uma boa pessoa.

-- Kero, você sabe do que está falando? Essa humana me insultou de sem...

-- Acalme-se Ezarel. - Valkyon segurou o elfo pelo pulso, ele já iria pular no unicórnio e estrangulá-lo. 

-- Valky, nós queremos ver o circo pegar fogo, solte-o! - disse Nevra, que estava, até agora, estranhamente quieto no seu canto.

-- É assim que se fala, sanguessuga. - comentou a loira, com um sorriso travesso nos lábios.

-- Boa sorte Nevra, a humana inútil já está te dando apelidos, daqui a pouco será namora...

-- EU VOU TE MOSTRAR QUEM É A INÚTIL AQUI, SEU DUENDE! - gritou a loira, indignada.

-- Parem de gritar em minhas orelhas delicadas! E VOCÊ NÃO TOCA EM MIM! - disse o elfo, ao ver a mão de uma suposta garota muito brava se aproximar de seu corpo.

-- Bem que eu gostaria se ela me chamasse de namorado um dia. - comentou Nevra, olhando a loira de cima para baixo.

A garota corou intensamente, enquanto o elfo e o vampiro se divertiam rindo que nem dois malucos.

Um estrondo na porta fez ambos pararem:

-- Posso saber o motivo da gritaria? - comentou um garoto loiro de olhos verdes, uma mecha preta em seus cabelos, podemos chamá-lo de Leiftan.

A loira encarou o garoto por alguns segundos, antes de perguntar:

-- Menino, que produto você usa no seu cabelo? Que coisa perfeita.

Leiftan a olhou com a testa franzida, enquanto o vampiro se rachava de rir e o elfo balançava a cabeça.

Ezarel tinha que confessar que gostava da cena a sua frente, a humana poderia até ser um pouco divertida. Não mais do que ele, claro, aliás, ele é o melhor, não é?

Valkyon, já cansado de tanta baboseira, saiu da sala rapidamente, resolveu ir para o seu quarto cuidar de seu mascote que ganhava mais:

-- É.... shampoo? - respondeu o loiro, levemente corado pela aproximação repentina da garota que mexia em seus cabelos, admirada.

-- Não... não pode ser. Eu também uso shampoo, porque ele não fica assim?! Você faz magia, não é? - a garota o olhava com os olhos semicerrados. 

Leiftan já estava a achando meio louca:

-- Gente, essa garota é perfeita! - comentou Nevra. -- se você quiser poderíamos sair um dia desses e...

-- Não é momento para brincadeiras Nevra! ESCRAVA! PARE JÁ COM ISSO E VEM AQUI. - gritou Ezarel.

A garota parou de brincar com os cabelos do loiro imediatamente, um tanto surpresa pelo tom de voz de seu novo chefe, o elfo mais irritante de Eldarya:

-- O que foi, embuste? - comentou, com um sorriso debochado nos lábios.

-- Tenho umas tarefas para você, me siga. - disse o elfo, saindo da biblioteca.

O vampiro se aproxima lentamente da garota, para cochichar algo em seus ouvidos:

-- Boa sorte, fique viva. Eu realmente quero ter comida de graça hoje a noite.

 


Notas Finais


EU RI ESCREVENDO ISSO.
Armely é ou não a melhor pessoa ?
Comentem :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...