História Trouble - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Ação, Justin Bieber, Romance, Trouble
Exibições 61
Palavras 2.290
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiii gente.
Boa leitura!

Capítulo 27 - Red dress


Fanfic / Fanfiction Trouble - Capítulo 27 - Red dress


         Realmente estávamos fodidos. A porta não abria e estava fora de cogitação pular três andares pela janela. Eu não conseguia pensar com tanto barulho. Além do som do alarme, o barulho de pessoas gritando do andar de baixo estava me deixando confuso e impedindo que eu pensasse. Tentei achar alguma saída daquela sala,mas não tinha nada. Jessy dizia algumas palavras mas eu não a escutava. Tudo o que eu queria era nos salvar.

-Que porra aconteceu,Justin? -Chaz perguntou do outro lado com a voz irritada.

-A porta ta trancada,Chaz, isso que aconteceu. Não consigo achar uma saída- Jessy me olhava perto da porta. Ela abraçava a si mesmo, assustada,e isso me deixava louco.

-Vou tentar achar uma solu...- E isso foi a última coisa que Chaz disse até eu escutar apenas chiados. Jessy fez uma careta,tirando o aparelho do ouvido.

-O que aconteceu? -Perguntou confusa.

-Nos descobriram-Falei sem exitar.Comecei a derrubar tudo no chão, arrastando prateleras para tentar achar alguma maneira de sair. Fui em diração a porta, tentando derrubá-la. Meu corpo ja estava começando a doer com as tentativas falhas de sair dali. Barulhos vindo do corredor fizeram meu coração bater mais forte. Peguei a arma da minha cintura e coloquei Jessy atrás de mim. Alguém estava tentando abrir a porta, mas que nem eu,estava falhando. Em seguida tiros foram escutados e a porta foi aberta.

-Vamos-Ethan estava soando, e Jazzy tossindo bastante.
   
        Saimos da sala em direção as escadas. Paramos ao escutarmos barulhos de sapatos batendo contra o chão.

-Pra que pago vocês? -Sebastian gritava com alguém enquanto parecia correr ja sem fôlego.
   
          Peguei Jessy pela mão e entramos em uma sala com a porta de madeira. Graças a Deus a porta estava aberta.

-E agora?- Jazzy perguntou aflita.

-Deixe eu pensar- Falei tentando pensar em algo.

-A mansão esta pegando fogo,Justin-Jazzy desparou- Eu provoquei para vocês escaparem.

-Não podemos mais ficar aqui- Disse exaltado. A qualquer momento Sebastian poderia abrir aquela porta e nos descobrir. Não que eu tenha medo daquele babaca,mas eu estava no território dele,e agora eu estava em desvantagem.
     
       Todos começaram a procurar algo que nos tirasse dali vivos. Eu havia pensado na entrada de ar,mas com a fumaça do incêndio não seria um plano muito bom.

-Achei uma coisa- Jessy disse depressa. Ethan foi até ela, abrindo uma pequena passagem atrás do papel de parede.

-Será que é seguro?-Jazzy perguntou.

-Não sei, mas temos que ir-Ethan respondeu pegando Jessy pelo braço. Fui o último a passar,fechando completamente a passagem.
        
      Descemos os degrais, e o cheiro daquele local não era nada bom. Pelo modo que estávamos descendo,com certeza diria que íamos parar no primeiro andar. Agora resta pensar se tem alguma saída.

-Meu Deus-Jessy parou de caminhar, ficando um pouco atrás de Ethan. Ela tinha as duas mãos sob a boca e um olhar assustado. Passei deles,tendo a visão que ela tinha.
       
      Um homem estava amarrado em uma cadeira de ferro. Seus olhos estavam vendados e seu corpo totalmente machucado. Não era uma cena tão forte,mas para Jessy que nunca tinha participado disso,realmente eu não duvidaria que fosse.

-Ele é criminoso. Pela marca que ele tem no braço, deve ter feito coisas horríveis-Ethan disparou,entrando mais na sala.

-Acho que ela não estava falando disso-Jazzy olhava oara o fundo da sala, também com um olhar assustado. Segui seu olhar para uma para no fundo.
     
         Fotos minhas estavam coladas,espalhadas pela parede cinza. Notícias com os locais no qual eu ja havia roubado estavam circulados. A foto de Tyler estava em um canto com um sinal de - em cima, quanto a de Jazzy, minha mãe e meu pai estavam em outro mais iluminado. Em baixo estava Harry, Ethan, Chris e Chaz. Em cima ds fotos deles tinham um +.
-Ele é totalmente louco-Jazzy quebrou o silêncio.

-Legal saber que tenho um fã-Tentei discontrair,mesmo sabendo que aquilo era sério.

-Temos que sair daqui-Ethan foi até o final,provavelmente tentando achar alguma saída, enquanto eu,olhava aquela parede totalmente confuso. O cara era um psicopata puro. Como ousa colocar fotos da minha familia e meus amigos ali? Se ele pensa que vai ficar assim, esta muito enganado. Tirei todas as fotos da parade e coloquei no meu bolso.

-Achei uma saída-Ethan tentou falar um pouco alto-Rápido.
     
       Passamos pela porta de ferro que dava para o quintal.Finalmente sentimos um pouco de ar puro. Uma multidão corria para o portão e nem os seguranças coseguiram impedir. Ninguém impedia criminosos como nós de se safar.
    
          Entramos dentro do carro e logo Ethan acelerou para qualquer lugar. Jazzy recuperava o fôlego enquanto Jessy fazia a mesma coisa. Ainda perto da casa, consegui ver o fogo tomando conta do local. Caminhões do corpo de bombeiros passaram pelo carro, parando em frente ao local. Viramos na primeira rua,não tendo mais visão do que ia acontecer.

-Chaz?-Jazzy fala no celular-Conseguimos.

-Como ela esta? -Ethan perguntou sem olhar para trás.

-Só preciso de um banho e deitar -Jessy falou sorrindo. Coloquei ela em meu colo até chegarmos em casa.

-Todos estão bem?

-Sim-Ethan respondeu-Chaz falava com vocês para saírem,  e claro,nós escutamos. Sabíamos que algo estava errado, então tivemos que bolar algo. Assim que foi feito, Harry saiu e ficamos apenas eu e Jazzy.

-Eles ja estão indo para casa- Jazzy falou com um pequeno sorriso.
    
       Não falei mais nada. Não saiu como planejado mais tínhamos o quadro conosco.

*****

-Amanhã mesmo vamos vender e dividir a quantia- Chris se jogou no sofá,colocando as pernas para cima.

-Não me venha com migalhas. Quero quantia grande-Falei sério.

-Acho que alguém está esquecendo de algo...- Chaz lançou um olhar para Chris,que logo olhou para Ethan. Ele balançou a cabeça,rindo pelo nariz.

-Se todos forem como estão....-Ethan disse.

-To pronta-Jazzy falou animada. Chris,Harry e Chaz ja estavam indo em direção a porta.

-Hoje a noite não quero só uma,quero três-Chris disse fazendo todos rirem.

-Não da conta de uma e ainda acha que consegue dar conta de três?-Jazzy perguntou rindo. Claro que todos cairam na gargalhada,menos Chris.

-Isso porque você ainda não me deu uma chance...

-Epa epa- Falei alto- Nada de gracinhas pro lado da minha irmã.

-Chega de briga e vamos antes que eu desista- Todos foram em direção a porta,  animados. Olhei para Jessy que realmente não esta a com cara de quem estava afim de ir. Ben estava ao lado dela,perguntando mil vezes se ela estava bem.

-Nós vamos ficar- Falei para Jazzy que nos esperava na porta.

-Acho que também vou ficar-Ben se pronunciou. Jazzy o olhou com um olhar nada bom e foi em sua direção, o puxando para a porta.

-Meu irmão cuida da Jessy-Ben ia falar algo, mas ele ja estava na rua pelo empurrão que Jazzy havia dado- Não me esperem acordados-Falou rindo,trancando a porta.
    
      Olhei para a poltrona onde Jessy estava sentada. Ela me lançou um sorriso assim que viu meu olhar para ela e levantou-se,ficando perto de mim.

-Eu só te coloco em perigo-Falei baixo,tentando não olhar em seus olhos. Jessy soltou uma leve risada,pegando meu rosto com as mãos e me fazendo olhar para ela.

-Eu te amo-Falou sorrindo- Eu escolhi ficar ao seu lado,você não me obrigou a nada,Justin-Jessy me deu um selinho demorado,me confortando.

-Droga-Falei-Pensei que ia te dar um foea e sair com os caras pra pegar geral- Olhei para ela esperando ela começar a ficar braba mas ela fez exatamente ao contrário.

-Idiota-Falou rindo, me dando um leve tapão no braço.

-Que tal irmos para o quarto?- Puxei Jessy pela cintura, levando ela para o quarto. Seus braços foram para meu pescoço,e logo ela começou a me beijar. Começou com um beijo calmo e carinhoso,mas logo acelerei. Tirei as fotos do meu bolso e coloquei na cabiceira.
      
        Jessy me jogou na cama ficando por cima de mim. Ela me beijava e acariciava meu membro ao mesmo tempo. Eu queria arrancar aquele vestido dela,mas ela saiu de cima de mim antes que eu fizesse isso.
        
       Ela se virou de costas, me surpreendendo com seu gesto. Empinando a bunda, se inclinou para frente e começou a tirar os sapatos. Eu não sabia até onde isso ia,mas eu ja estava excitado.
       
         Jessy me olhou de canto, desabotoando o vestido que a cobria. Conforme ele caía sobre seu corpo, me dava a visão da suas roupas íntimas. Ela estava incrivelmente sexy. Conforme ela tirava o sutiã,ela mexia o corpo como se estievesse dançando mas sem música. Eu não aguentava mais,precisava sentir seu corpo.
    
         Levantei da cama e fui em sua direção. A empurrei na cama e comecei a tirar minha roupa. Ja de cueca, fiquei por cima dela,beijando seus seios. Ela gemia baixo,arranhando minhas costas levemente. Tirei sua calcinha e logo minha cueca.

-Vamos com calma-Jessy falou com um sorriso safado nos lábios.

-Eu fiquei te vendo com aquele vestido sexy a festa toda-Fui até a gaveta e peguei o preservativo. Coloquei no devido lugar, brincando um pouco com Jessy- Eu não consigo ir com calma agora- Beijei seus lábios,entrando aonde eu queria. Ela soltou um gemido alto,me fazendo ir mais rápido.
    
         Uma das melhores sensações definitivamente era estar dentro dela. Jessy me arranhava com calma, parecia não consguir controlar seus gemidos como antes. E eu esta a adorando isso.
    
          Ela ficou por cima de mim, começando a rebolar ferozmente. Eu a ajudava com as minhas mãos em sua cintura. A visão dos seus seios balançando enquanto ela rebolava em cima de mim me excitava ainda mais. Eu não estava mais aguentado. Jessy beijou meu pescoço me fazendo arfar. Agarrei seus cabelos e mordi levemente seu ombro. Ela começou a cavalgar rapidamente, fazendo eu gozar. Jessy se jogou ao meu lado com sua respiração ofegante.

-Banho?-Perguntou sorrindo. Acenti,levantando junto a ela.
     
      Jessy foi a primeira a entrar e logo eu senti a água morna em minha pele.

-Podemos fazer uma rapidinha agora-Falei em seu ouvido,dando um leve tapa em sua bunda.

-Sem essa,Justin -Disse rindo-Eu estou cansada, bebê- Ri de como ela me chamou.

-Você foi extraordinária-Beijei sua testa, abraçando seu corpo nu.

-Na missão de hoje?-Perguntou me olhando.

-Também-Falei a fazendo rir.

        Saímos juntos. Jessy colocou uma camisa cinza minha e eu fiquei apenas de cueca. Liguei a TV e deitamos na cama.

-Quanto vocês vão tirar nesse quadro?-Perguntou ao deitar-se em meu peito. Eu ja havia me esquecido do quadro.

-Espero que não seja menos de vinte milhões- Respondi.

   Eu estava em paz. Com ela eu sempre estava. E agora,sabendo que ela estava segura, eu realmente podia relaxar. Claro se meu celular não tocasse que nem louco.

-Justin-Jessy me chamou-Atende- Fiquei parado, deixando a preguiça me dominar.

-Deixa que para- Falei sonolento. Relaxei quando ele parou de tocar. Jessy veio mais para perto,lançando seu perfume em mim.

-Justin-Falou quando o celular tocou novamente.

-Que saco-Me inclinei até onde ele estava, atendendo a chamada.

Ligação on

-Alô? -Perguntei desanimado.

-Olá,Bieber- Aquela voz com certeza estragou minha noite.

-Será que vou ter que trocar de número de novo? -Falei perturbado. Jessy se mexeu ao meu lado,ficando sentada.

-Eu te convidei gentilmente para minha festa-Sebastian não deu boma para o que eu tinha falado, chegando ao ponto que ele queria- Ia ser uma noite para tratarmos de negócios, e por um momento esquecermos que somos inimigos- Sua voz lutava para ficar calma-Mas do nada minha casa começa a pegar fogo, e como a casa estava cheia,demorou oara percebermos-Mesmo eu não o vendo, podia ver o ódio em seus olhos- Enquanto eu me preocupava em saber o que estava acontecendo,meus seguranças me avisaram que o alarme do terceiro andar havia soado. E adivinha?-Ele fez uma breve paus,soltando uma risada leve- O MEU QUADRO SUMIU- O seu grito que era para ser assustador, apenas fazia eu achar graça de tudo isso.

-E o que eu tenho haver com isso?-Me fiz de desentendido.

-Eu sei que foi você quem roubou,pirralho.

-Ele sempre foi meu. Quem tirou ele de mim foi você. Só peguei o que me pertencia- Respondi. Olhei para Jessy que me olhava sem entender. Eu não queria deixa-la preocupada.

-Você se acha de mais,mas no fundo sabe que sou melhor que você.

-Foi você que sempre tentou me derrubar,então quem é o melhor?-Sebastian riu. Ele conseguia me tirar do sério. Sempre rindo,não deixando transparecer o ódio.

-Fiquei sabendo que conheceu minha humilde sala cinza-Ergui a sobrancelha esquerda ao escutar esse nome- Meu convidado quem me contou. Não fique chateado, ele só queria poupar a prórpria vida.

-Você é totalmente doente-Falei ao lembrar das fotos-Eu me esqueci de autografar, mas oportunidade não vai faltar.

-Se você esteve lá-Disse ignorando novamente o que eu falei-Deve ter visto fotos da sua irmã, seus pais, seus amigos...e até seu inimigo-Falou rindo.

-Se você não se importar em chegar logo ao assunto que quer... Essa conversa esta me deixando com tédio.

-Se lembrar bem, as pessoas no topo são as mais importantes pra você. Seus pais e sua irmã,seguido dos seus amiguinhos. Mas depois dessa festa, as coisas mudaram-Pensei que ele ia falar mais alguma coisa, mas a ligação simplesmente caiu.

Ligação off
     
        Fiquei tentando entender essa conversa,enquanto Jessy me perguntava o que tinha acontecido. O toque da mensagem me fez sair do transe e olhar meu celular. Uma foto apareceu. A foto daquela parede. Todas as fotos que eu havia arrancado da parede estavam ali de novo. Olhei para a cabiceira para ter certeza que eu havia colocado ali. Harry,Chris,Chaz e Ethan estavam em baixo. A cima deles ainda estavam minha mãe, meu pai e Jazzy. Mas alguma coisa estava diferente. Uma nova pessoa estava no topo. A com o vestido vermelho na festa.
    


Notas Finais


Eu ia postar no sábado mas eu pensei que estava sem internet kkkk Eu ia deixar novamente para postar no sábado de noite mas eu não queria deixar vocês esperando mais um dia. Estou pensando em fazer um dia exato para postar, um no sábado e outro em um dia de semana,mas eu aviso vocês. Espero que tenham gostado. Por favor comentem, divulguem,favoritem.
Até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...