História Trouble - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 41
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Trouble - Capítulo 5 - Capítulo 5

POV EMI

“Diga para mim o que você deseja,

Por que se esconder quando tudo

O que você quer é ser livre?

Não esqueça que a vida é apenas uma.

 

Seguir os sonhos não é um erro,

Eles se realizam, olhe onde estou agora,

Lute e conquiste o seu espaço, porque por

Mais que o mal seja mal, ele é doce.

 

Grande emprego, grande casa, não te

Satisfazem, sabe por que? Você esqueceu

Com o que sonhava quando mais jovem,

Para onde foram esses sonhos perdidos?

 

Tão doce e gentil, tão cruel e perverso,

A juventude voa com o tempo e a

Consciência pequena o prende numa

Gaiola de ouro. O que vai fazer?”.

 

-- E aí? – perguntei meio nervosa e mordiscando meu lábio enquanto o Namjoom, Hoseok e Yoongi analisavam minha letra e música com o manager.

-- Você mesma que escreveu? – Hoseok ainda parecia meio surpreso e sério.

-- Sim, vocês não gostaram?

-- Não é isso. Justamente o contrário, foi tão suave e profundo ao mesmo tempo! – ele sorriu animado – Acho que o nosso manager achou uma caixinha de talento aqui, provavelmente poderia tomar o título de maknae de ouro.

-- Verdade. – Yoongi disse meio sério – Você trabalhou bem na letra e a melodia, fez isso tudo sozinha?

-- Sim, trabalhei nessa música por uns dois anos enquanto ainda era treinee.

-- Incrível! – foi a vez do Namjoon dizer – Acho que podemos acrescentar sua música no álbum.

-- Sério isso? – perguntei chocada e animada ao mesmo tempo, eles ficaram rindo da minha cara.

-- Sim, esse é um material muito bom. – pela primeira vez o Suga sorriu para mim.

-- Ela teria que ficar por último, antes do interlúdio, tudo bem? – nosso líder parecia meio preocupado com a situação e eu sorri para ele.

-- Está mais que incrível, já é uma honra poder trabalhar com vocês e logo no meu debut terei uma música no álbum? Eu estou realmente muito feliz e honrada com isso!

-- Não esqueça que você trabalhou duro para estar aqui, nada foi ao acaso Emi. – o manager disse sorrindo para mim – Já era hora de colher os frutos do seu esforço, mostrar seu potencial para o mundo. Meninos a reunião acabou, cuidem bem da garota.

[...]

Estávamos em casa e mesmo assim eu não conseguia parar de pensar na música Blood Sweet & Tears, não que eu tivesse culpa ou outra escolha, ela era simplesmente contagiante e mesmo que eu não quisesse pensar em trabalho, dançava a coreografia no meio da sala sem me preocupar com quem pudesse me ver.

Sem dúvida nenhuma esse álbum seria mais adulto e sexy, isso se refletia nas músicas e coreografias, estava distraída na parte em que levo a mão pelo pescoço e cubro meus olhos, quando os abro novamente dou de cara com o Jimin e o Tae me encarando surpresos, corei na mesma hora.

-- Oi meninos. – respondi super tímidas – Chegaram cedo, aconteceu alguma coisa?

-- Wow, você pega fácil a coreográfica. Ficou muito sexy, Emi. – V disse meio abobado e levantando um tapa na cabeça do Jimin. – Ai hyung. – resmungou baixo – O que eu fiz?

-- Nós trouxemos comida. – Jimin disse meio tímido com seu cabelo acinzentado cobrindo levemente os seus olhos escuros.

-- Ah que bom... – minhas bochechas ainda ardiam de vergonha.

-- Joonie hyung disse que você também terá uma música solo no álbum. – Tae disse sorrindo e animado, esquecendo-se do tapa que havia levado do amigo – É verdade?

-- Sim, é verdade. – sorrio animada e bato palmas como uma criança ao ganhar presente de Natal.  

-- Eu gostaria de ouvi-la depois. Pode cantar para mim? – Jimin perguntou meio alto já que estava na cozinha deixando as sacolas com a comida na mesa – Sua voz é incrível!

-- Oh. – exclamei surpresa – Obrigada Jimin Oppa. – respondi sorrindo e meio corada – Você também tem uma voz incrível, depois canto sim, pode deixar.

-- Quer jogar vídeo game enquanto os outros não chegam? – o loiro perguntou animado enquanto o Jimin se sentava do meu outro lado no sofá, deixando que eu ficava no meio dos dois.

-- Claro Tae, mas só se for de luta! Não sou muito boa com os outros jogos!

[...]

No fim eu ganhei 3 partidas de 5 e o Tae ficou levemente emburrado, mas eu prometi que daria uma chance para revanche outro dia e recompensaria vendo vários animes com ele depois, também joguei com o Jimin onde ganhei algumas partidas e ele ganhou outras, depois do jantar eles pediram para que eu cantasse a música enquanto o Yoongi tocava a melodia na tela do celular mesmo.

Foi tudo improvisado e bom ao mesmo tempo, me sentia livre e essa música me tocava de um jeito estranho, havia escrito no meio de um desabafo com o papel, quando estava quase desistindo do meu sonho e voltando para Busan.

Meus pais haviam morado em Daegu e depois se mudado para Busan, quando eu finalmente decidi me mudar para Seul e seguir meus sonhos, foi tudo muito difícil, apesar de eu ter o total apoio deles, era muito ruim estar longe dos meus pais e ser pressionada de todos os lados pela empresa, as regras intermináveis, as horas intensas de treinamento pesado, as aulas sobre imprensa, aegyo, etiqueta e ser tratada como uma escrava por alguns k-idols estrelinhas não era nada bom.        

Ainda bem que eu não tinha desistido e olhe para mim, mamãe! Eu estava para debutar com a minha banda preferida, com meus novos amigos que apesar de tímidos me aceitaram muito bem, teria uma música solo no álbum e ainda apareceria no comeback e mv com roupas lindas e maravilhosas feitas sobre medida para mim, o que mais o que eu poderia querer?

Iria mostrar meu valor como artista e pessoa, isso me deixava super animada e nervosa ao mesmo tempo, eu não sabia como as fãs reagiriam a minha presença na banda, afinal eu era a única mulher no meio de 7 homens, tinha medo que elas pensassem que eu estava os roubando delas ou algo assim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...