História Trouble girl. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Temari
Tags Gaaino, Ino, Karin, Naruhina, Naruto, Sai, Sakura, Saore, Sasore, Sasuke, Shikatema
Visualizações 5
Palavras 2.397
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


voltei bbzinhos.
a fic promete!!
espero q possam amar essa minha perssonagem q é um amorzinho
boa leitura.

Capítulo 2 - Uchiha Sasuke


Fanfic / Fanfiction Trouble girl. - Capítulo 2 - Uchiha Sasuke

Eu poderia citar minha listinha de míseras dez coisas que eu deveria evitar, porém problemas e pessoas problemáticas sempre acabavam me cercando.

  Eles eram da K.E. S, pelo oque Sai e Ino contaram, eram mulherengos. Porém eu não queria me meter naquilo, eu morava em outro estado, eu não vim de tão longe para me enfiar em confusão. Ao contrario de mim, minhas “amigas” não contavam dedos antes de se meterem em uma, elas eram impulsivas e extrovertidas.

    Quando os garotos se aproximaram da nossa cativante mesa de amigos, Ino baixou a cabeça e fingiu estar dormindo, o que eu achei bem idiota, afinal ele tinham a visto os olhando. Temari fingiu estar falando com alguém no telefone e assim que os garotos chegaram ao local, ela se levantou. Covarde.

          -Ora se o calendário de verão não chegou mais cedo, ainda estamos no outono, mas vocês estão esquentando tudo!- Comentou Sai.

     -Sai, como está sua irmã?- O loiro de cabelos compridos o olhou cínico. Sai fechou a cara, porem não demorou muito para sorrir livremente.

 -Melhor que a sua mãe Deidara, creio eu. - Respondeu ríspido. A Mesa inteira caiu em gargalhadas, ate Ino que falhou em seu pape de bela adormecida.

       -Não!- Uma voz feminina chamou nossa atenção, sua dona era uma garota de cabelos vermelhos que usava óculos, ela era bem bonita. - Vocês já botaram as garras na caloura?- Será que é tão difícil assim perguntar o nome de uma pessoa? Poxa ficar sendo chamada de caloura não é legal. Forcei um sorriso, e ela sentou ao meu lado ignorando a presença de todos ali. - Prazer, Karin.- Estendeu a mão, e eu como recebi uma boa educação, a apertei.

 -Saore. - Respondi.

       -Que surpresa - O cabeludo se pronunciou novamente. - Ela fala!- Eu estava começando a odiar essa cara.

  -Claro que ela fala idiota!- Karin o chutou, eu não tinha uma opinião formada sobre ela ainda, mas poderia dizer que era uma boa opção de amizade. - Não se preocupe com esses idiotas.

- A Saore é nossa, já fizemos uma lavagem cerebral nela em relação a vocês. - Alfinetou Sai. – Então qual o motivo da visita a nossa humilde mesa?

-Por que não pergunta as suas amiguinhas. –O garoto das tatuagens se falou, e todos se assustaram, até seus amiguinhos.  Sua voz era grave, e seu tom era cínico.

 -Alguém, por favor, filma isso?- Respondeu Ino, que havia saído da sua péssima atuação. – Sasuke Uchiha falando com a gente? Isso é uma honra. - Ironizou. Então esse era Sasuke Uchiha? Não dava para ele ser um pouquinho... horrível? Como eu ficaria longe de um garoto daquele? Ele era alto e forte, e tinha um maxilar quase tão marcado quanto suas tatuagens! E mesmo ficando longe dele, eu ainda continuava com uma vontade imensa de enfiar minha língua na boca dele.

-Qual é Ino, não é a primeira vez que nos falamos. –Sasuke era cínico e critico, ele tinha um ar de superioridade que eu notei em apenas duas frases que ele havia falado. Ino o olhou feio e se levantou me puxando junto, eu a olhei confusa, mas ela não ligou muito.

-Obrigada pela lembrança indesejada!- Praguejou batendo o pé no chão.

-Você não reclamou muito, não é?- Foi a vez de loiro de falar, Deidara sorria se divertindo.  Eu queria muito ouvir outras vozes que não fosse a dele.

-Vocês não vieram aqui atoa né?- Falei, e  foi a primeira vez que Sasuke me olhou com aqueles olhos negros, na verdade todos me olharam. Ele sorriu e cruzou os braços. Olhei ao redor e vi um grupo de garotas olhando furiosas para nós. –Aliás, suas amiguinhas estão esperando. Por que não vão lá?

-Mas que transformação incrível!- Sai se levantou. –Não sabia que você era tão ousada, Saore. –Ele olhou para cada um dos garotos e suspirou. –Se não se importam, nós estamos indo. –Então ele nos puxou pelo braço, Hinata continuou lá. Ela parecia se desculpar, porém, como Ino disse aquilo foi uma vingança delas, e ninguém pede desculpas por se vingar.

Saímos quase correndo de lá, ficamos vagando pelos corredores te nossa aula começar, eu agia como uma boneca de pano, sempre levada à lugares. Estávamos juntos em quase todas as aulas, eles não eram tão ruins assim. De vez em quando eu e Ino cochichávamos algo, e assim o dia passou rápido.  Eu havia me metido na minha primeira discursão depois na faculdade, se é que eu posso chamar aquilo de discursão.

 

Uma semana depois, estávamos novamente sentadas em uma mesa no refeitório. Hinata não estava lá e eu estava sentindo sua falta, eu quase não a vi na semana, ela sempre chegava tarde e saia bem cedo. Sai como sempre falava da vida de todos e ria das roupas fora de moda que algumas meninas  usavam, já Ino dividia sua atenção entre seu celular e seu amiga. Eu apenas via o movimento das pessoas, e de vez em quando ria das piadas idiotas dos meus amigos.  Karin também estava lá, ela se mostrou bem próxima dos dois.

-A calourada é amanhã!- Ino gritou animada. –Prontas para beber até desmaiar?

-Bom, eu espero sobreviver dessa vez. -Karin deu um longo gole em seu suco. –Eu e Sai gastamos uma porrada de energia organizando isso, então é bom vocês aproveitarem bem essa merda!- Sai soltou uma gargalhada.

-Qual é a boa aqui no galinheiro? –Tentei  sentou na minha frente, elas parecia estar de bom humor e ninguém ali queria mudar isso. Ele sempre aparecia de cara feia, e de vez em sempre dizia que estava cansada.

-Uau que bom humor, imagino o que tenha feito. –Karin falou debochando da cara da amiga, que apenas soltou uma risadinha forcada.

-Vamos nos arrumar juntas, né?- Ino perguntou animada. Toda a turma concordou, porém eu fiquei calada. Sai me lançou um olhar sugestivo.

-Eu passo. – Desviei o olhar. Eu realmente queria ir, seria minha primeira festa, mas eu não havia gastado duzentas pratas atoa no desfile da NY fashion week. – Eu tenho um compromisso, só vou chegar as dez.

-Saore!- Tenten gritou. –Sai organizou a festa, você vai fazer isso?- Me olhou incrédula.

-Eu ajudei na organização também, sua cadela sem escrúpulos!- Karin estapeou a amiga, ela não havia se magoado, só queria uma razão para bater em Tenten.

-Se ajudar quer dizer ficar serrando as unha, você ajudou bastante. –Alfinetou o garoto. –Você vai realmente pular a segunda melhor festa do ano?- Sai me olhou apreensivo, mas eram duzentas pratas! Não tinha devolução, fora que eu passei a noite acordada para conseguir.

-Ah! Assim não vale. Eu tenho que ir ao desfile da nova coleção da NY fashion week!- Disse nervosa, todas me olharam surpresa. –Demorou um tempão para eu conseguir a entrada, e custou uma grana. - Suspirei cansada.

-Você venceu, disseram que esse vai ser o desfile do ano, ninguém iria querer perder. –Ino me olhou sorrindo. –Porém tenta ir, dá tempo. É apenas uma passadinha, todos os gostosões vão estar lá. – Me dei por vencida, seria minha primeira festa na faculdade, eu definitivamente iria. Nem que fosse só uma passadinha.

Ficamos um tempo conversando ate as aulas iniciarem, Temari havia nos convidado para ir na cafeteria de seus pais depois da faculdade, todas concordarão em ir. Ino chegou depois de todo mundo, como sempre atrasada. A cafeteria dos pais de Temari era definitivamente incrível, tinha uma decoração luxuosa e arejada. Eu nunca havia entrado em um lugar assim então não fiz esforço para esconder a surpresa.  Sentamos em uma mesa e fizemos nossos pedidos.

-Não acredito!- Temari escondeu o rosto com o cardápio. –Digam que meus olhos estão mentindo e que ali não é o grupinho do Sasuke!

-Uau, seus olhos são ótimos!- Ironizou Karin. –Vou falar com eles, já volto. –Karin se levantou, porem Ino a segurou pelo braço.

-Nem ferrando!- A loira gritou.- Eles não nos viram ainda.- Disse convencida.

-Diferente dos olhos de Temari, o seus são péssimos. –Falei olhando para os garotos que nos fitavam. –Eles olharam para cá assim que entraram. –Sai e Temari riram e Ino fechou a cara e sentou. Karin saiu de lá com um sorriso travesso no rosto. –Por tocar no assunto, Karin parece ser bem próxima deles.

-E é. –Sai a seguiu com o olhar.- Ela é prima do Naruto, o loirinho que adora sair por ai berrando. Ele é um pedaço de mau caminho, além de ser o melhor amigo do emo gostoso. -Apontou para Sasuke, que estava rindo de alguma piada.

O nosso encontro foi ótimo, tirando o fato de Karin ter nos abandonado. Eu realmente estava começando a me apegar aquelas pessoas. Eles disseram bastante coisa sobre os garotos, principalmente sobre Sasuke.

No outro dia, todos estavam reunidos na fraternidade se arrumando, eu fazia a mesma coisa, porém minha festa seria em outro lugar. Eu nunca estive tão ansiosa, eu troquei de roupa unas seis vezes, caprichei na maquiagem e no cabelo, aquela era uma oportunidade e tanto. Além de varias celebridades e patrocinadores, eu teria a chance de fotografar tudinho e postar no meu Twitter.  Quando eu desci, todos arquearam a sobrancelha.

-Hm, será mesmo um desfile?- Sai comentou sorrindo.

-Eu acho que não, ela deve estar indo se encontrar com algum velho rico!- Gritou Karin, aquilo definitivamente foi uma acusação.

-Esta me acusando?- Perguntei  irônica.

-Definitivamente não. –Ela me respondeu me olhando pelo espelho.

-É, ela está sim. –Temari chegou na sala com uma maleta de maquiagens.

Meu taxi chegou rápido, então não tive tempo de conversar muito tempo com as meninas. Elas estavam levando a serio esse negocio de festa, a produção delas estava realmente boa, provavelmente elas iam sair beijando alguém.

Quando eu cheguei no desfile haviam muitas pessoas de classe, eu estava tão deslocada, me sentei sozinha e puxei o celular do bolço. O desfile começaria as sete, faltavam apenas dez minutos, que passaram como horas.

-Eu não devia ter vindo só. –Choraminguei.

-Caloura? –Escutei uma voz masculina atrás de mim, eu já tinha escutado essa voz em algum lugar. Virei-me e olhei a figura na minha frente. A vida tinha escolhido ferrar comigo, e estava determinada em cumprir essa missão da pior forma. –Saore, não é?

-Sim. –Falei olhando por cima dos ombros.

-Eu não esperava encontrar alguém do campus aqui. –Muito menos eu, como raios eu ia imaginar que Sasuke Uchiha viria para um desfile!

-O que você está fazendo aqui?- Perguntei sem jeito, eu nunca havia sequer trocado uma palavra com ele.

-Isso é segredo, finja apenas que não me viu. –Sasuke soltou uma piscadela e sumiu no meio daquele mar de pessoas.

O desfile foi incrível, as modelos as luzes e tudo mais, eu estava tão maravilhada em cumprimentar todos ali que eu nem vi as horas passarem. O desfile acabou as dez, só que já passavam das onze, eu havia me empolgado demais.

-Elas vão me matar. –Olhei as ligações perdidas no visor do meu celular.

-Ainda aqui? –Novamente Sasuke havia aparecido do nada para variar.

-Sim, eu acabei me empolgando e perdi a hora.  –Suspirei. Sasuke sempre me olhava como se estivesse me avaliando, isso estava me incomodando para caramba, é como se ele estivesse me dando uma nota de 0 á 10. Ele passou um bom tempo me olhando. –O que foi? Tem alguma coisa na minha roupa?- Arqueei a sobrancelha. Ele sorriu de canto e negou.

-Quer uma carona?- Girou as chaves no indicador. Okey, Sasuke Uchiha estava de oferecendo uma carona. Cadê as câmeras, aquilo só podia ser uma pegadinha.

-Você esta me zoando?

-A menos que você tenha medo de andar de moto, não. –Ele parecia tão confortável. Nunca conversamos nem nada, apenas uma frase trocada. Ele realmente estava ali falando comigo como seno conhecêssemos a anos? Esse garoto era tão confuso quanto o humor do meu pai. - Está indo para festa? –Assenti e ele sorriu. Por que ele tinha que ser tão bonito!

Sasuke parou na minha frente com uma moto incrivelmente bonita, apesar  de eu não entender nada de motos. Ele me entregou um capacete, eu o peguei um pouco insegura, eu não costumava andar de moto, principalmente quando ela corria mais de 200 km\h. Sasuke não pegou leve comigo, ele havia percebido que eu estava com medo, então como uma ótima pessoa, ele acelerou ao máximo permitido naquela região.

O frio rasgava minha pele, eu apertava minhas pernas ao máximo nas suas. Ele murmurou alguma coisa, mas eu não consegui escutar direito. Havia pouco transito, afinal já era bem tarde e aquela região não era muito segura, digamos assim.

 Sasuke não parava em sinais vermelhos, e nem reduzia a velocidade como as placas o mandavam fazer. Aquele garoto era um delinquente, ele poderia matar alguém, mas estava pouco se lixando para isso. As pontas do meu cabelo voavam, eu teria um longo trabalho em desembaraça-las.

Quando chegamos à boate alugada,  eu desci da sua moto e entreguei o capacete com raiva, eu devia estar completamente assanhada. Eu estava com frio e alternava o olhar entre ele e a porta de entrada do lugar, que por sinal deduzi que eu estaria mais aquecida lá dentro, oque era obvio .

-Me lembra de nunca mais aceitar uma carona sua. –Falei penteando os fios dos meus cabelos com os dedos.

-É assim que você me agradece? –Perguntou irônico. Eu o lancei minha pior cara, e ele riu. Sasuke era lindo de mais para ser verdade, mas mesmo assim o sinal de alerta na minha cabeça não parava de apitar.

Logo depois que entramos no local, Sasuke falava com algumas pessoas, eu ficava só olhando o local tentando achar minhas amigas, porém os olhares que os amiguinhos do garoto delinquente estavam começando a me irritar. Além das pessoas que barroavam em mim. O local estava lotado, musica alta, bebidas e adolescentes dançando.

-É sempre assim quando está com uma garota?- Gritei tentando competir com o som alto e os gritos. –Me refiro aos olhares. –Ele sorriu.

-Não costumo sair com as garotas que transo. – Disse simplório. - Eles nunca me veem com garotas. Eu apenas as levo pro meu apartamento.

-Você não tem AIDS ou algo do tipo?- Falei espantada.

-Por que algum interesse?-Eu o olhei surpresa , Sasuke abaixou ate sua boca ficar rente ao meu ouvido. Minha pele inteira se arrepiou. –Eu adoraria te levar pra cama.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


galeraaa o espaço do paragrafo ta enorme scrrrrr
quem puder me indicar sites de fanart eu iria adorar
bjoosss ate a proxima
https://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_107/set?id=225318236
esse link é a roupa da saore ta?
eu amo o polyvore então a maioria dos cap vai ter os modelos de roupa e tal.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...