História Trouble Maker - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Yoonmin
Exibições 14
Palavras 1.928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiie gente! Voltei e.e
Cara, eu tenho tantas ideias... Mas tão poucas ideias. Vocês conseguem me entender? Tipo eu penso em muitas coisas, mas não acho que se encaixariam bem na fanfic. Eu ja tinha escrito como eles iam se tornar próximos, mas eu li aquilo e tava muito bosta. Então eu não sei exatamente o que eu vou fazer :')
Enfim, boa leitura pra vocês!

Capítulo 3 - What u want?


Fanfic / Fanfiction Trouble Maker - Capítulo 3 - What u want?

Eu estava no meio de uma floresta. Sobre a água eu consegui ver um piano. Eu caminhei até a beirada do lago. Quando coloquei o pé na água eu senti algo diferente uma sensação boa que me deixo meio perdido por alguns segundos. Quando olhei para baixo, eu estava sobre a água. Arrisquei um passo pensando na possibilidade de cair na água e ficar completamente molhado. Mas isso não aconteceu, longe disso, eu estava caminhando sobre a água. Por puro reflexo abri um enorme sorriso e comecei a correr em direção ao piano. Me sentei e encarei as teclas. Em um passe de mágica eu estava tocando uma cação muito conhecida por mim. Senti o piano esquentar, como se tivesse vida, e tudo a minha volta começou a brilhar, como vagalumes. O campo cheio de dentes de leão, a água do lago e as notas musicais que saíam do piano. "Tão lindo"

 

— Por que ele tinha que dormir? - ouço a voz de Namjoon. Sinto algo se remexer em baixo de mim.

— Para de reclamar. E anda logo. - é a vez de Jin de responder. Abro os olhos e me deparo com o ombro de Namjoon. - A Rina também pesa. Por que ela bebeu tanto?- Jin suspira.

— Eu realmente não sei. Vai ver ela levou um fora. - bocejo e olho pro carro na nossa frente. Namjoon abre a porta do carro.

— Okay Namjoon. Pode me colocar no chão agora.  - digo bocejando.

— Tá de brincadeira! Desde quando você tá acordado? - dou de ombros enquanto desço de suas costas. - Folgado. Devia ter deixado você lá dentro.

— Namjoon., cala a boca. - digo e entro no carro. Olho paro o lado e vejo Rina dormindo ou desmaiada. Não sei dizer ao certo, suspiro e olho pra janela enquanto os outros dois entram no carro e colocam uma música.

O caminho todo pode ser resumido em : um Namjoon meio bêbado e rabugento, um Jin mandando o bêbado rabugento calar a boca, e uma Rina que caiu no meu colo e nem se importou. Se eu tirasse ela de lá, provavelmente ia acorda-la então simplesmente fiquei olhando a paisagem pela janela o caminho todo, com uma menina bêbada caída no meu colo. Já passava das 2:00 quando Jin estacionou o carro na frente da minha casa.

— Obrigada por ter ido Yoongi. - Jin sorri. - Mesmo você não tendo aproveitado nada.

— Claro que eu aproveitei. - digo após sair do carro. - Não do jeito que vocês fazem, claro. Valeu pela carona. - me despeço deles e entro em casa.

Não teria que me preocupar com o horário ja que morava com mais dois homens. Meu pai e meu irmão são legais. No máximo perguntaram se eu me diverti. Vou até a cozinha e pego um copo de água antes de subir as escadas em direção ao meu quarto. Paro em frente a porta ao lado após ouvir uma risada feminina. Meu irmão trouxe uma garota pra casa?

"Ei, o que você está fazendo?" Meu irmão pergunta.

"Algo divertido" ouço a voz da garota mais próxima à porta. A porta é aberta e me deparo com uma garota só de lingerie. Pisco descrente, ela arregala os olhos e corre pra dentro do quarto de novo.

— Você não disse que tava todo mundo dormindo?- a garota diz enquanto se cobre com o lençol.

— Hã... Eu pensei que estivessem. Sinto muito Sunhi. - meu irmão diz e vem até mim. - Desculpe Yoongi. Pode fingir que isso não aconteceu?

— Okay... Vou fingir que não vi uma garota no seu quarto. - digo mais para mim mesmo e tomo um gole da água.

— Obrigado. Até mais tarde. - ele fecha a porta e consigo ouvir a garota reclamando sobre não poder fazer o que queria agora.

Entro no quarto e me jogo na cama. Procuro meu celular no bolso. E depois no outro bolso e nada.

— Puta que pariu! - suspiro irritado. - Ah que se dane! - levanto da cama e entro no banheiro, começo a me despir enquanto bufo. - Como fui perder meu celular?

Entro no box e abro o registro deixando a água morna percorrer por todo meu corpo. Deixo meus pensamentos vagarem enquanto passo o sabonete em minha pele. Penso em minha mãe. O que me faz socar a parede com força e me arrependo logo em seguida quando sinto uma forte dor nos nós dos dedos e vejo o sangue pingar no chão. Resmungo e termino de tomar banho. Depois de sair, visto uma roupa confortável e enfaixo minha mão. Realmente soquei muito forte. Depois de alguns minutos vendo qualquer coisa no notebook, deito na cama.


XXX

 

— Yoongi! - sinto um peso sobre meu corpo. - Acorda! - meu irmão diz. Sinto minha cabeça latejar e abro os olhos lentamente. Me deparo com Hyuk em cima de mim com um sorriso detestável.

— Você... - falo com a voz rouca por conta do sono. - Hyung você ta querendo morrer? - vejo seu sorriso aumentar mais ainda e olho, com todo o ódio que eu possuo, em seus olhos.

— Não. Porque eu sou seu hyung e você me respeita querendo, ou não. - começo a me mexer na intenção de expulsa-lo de cima de mim. Hyuk se levanta e começa a me cutucar. - Levanta preguiçoso! Nós temos visita e já passam das 11:00

— Você tem visita, eu não. - respondo e cubro o rosto. - Sai daqui Hyuk! - ele continua me cutucando. - Que porra!  Eu vou te socar!

— Você tem visita. Alguém veio trazer seu celular. - ele diz. Jogo o cobertor no chão e saio da cama indo em direção ao banheiro. - Esse é o espírito Yoongi! - ele diz rindo e some.

A questão é: quem trouxe meu celular? Escovo os dentes, tomo um banho rápido e começo a me arrumar. Visto uma camiseta e uma calça simples e desço. Vou direito pra cozinha sem olhar "a visita" na sala.

— Bom dia Yoongi! - meu pai me lança um sorriso.

— Por enquanto só dia mesmo. - repondo e pego uma maçã na fruteira. - O que tá cozinhando? - pergunto me colocando ao seu lado enquanto como a maçã.

— Bi Bim Pap e Bur Go Gi* - ele responde e sorri. - Onde você foi noite passada?

— Uma festa com Jin, Namjoon e Hoseok.

— Você se divertiu?

— Bom... Eu dormi. Então foi divertido - ele começa a rir.

— Já viu a amiga do Hyuk?

— Ainda não. - minto. Não sei se meu pai sabe que meu irmão trouxe uma garota pra dormir aqui, e não quero ser dedo duro. - Já vou conhece-la. - digo e término de comer a maçã.

— Seja gentil! - ouço meu pai dizer enquanto caminho até a sala. Paro ao ver Park sentando em meu sofá conversando com meu irmão e sua "amiga". Ele nota minha presença e sorri. Suspiro. A vida só me traz desgraça.

— Yoongi! - meu irmão chama e dou um sorriso falso, caminho até eles é sento em um dos sofás, do lado da "amiga". - Bom essa é Kwon Sunhi. Sunhi esse é meu irmão Yoongi... - sorrio pra garota que sorri de volta.

— É um prazer Yoongi. - ela diz.

— Digo o mesmo. - direciono meu olhar para o Park perguntando o porque dele estar aqui.

— Ah, sim, você esqueceu o seu celular ontem. - ele diz ficando em pé e mostrando-me o aparelho. Suspiro e me levanto.

— Muito obrigado. - digo ao pegar o celular. — Bom, eu já estou de saída então. - ele diz.

— Você já vai Jimin? - meu pai aparece enxugando as mãos. - Eu estou quase acabando o almoço não quer ficar para comer conosco?

Sabe aquelas cenas de filme onde sua mãe chama para ficar para almoçar/ jantar, a pessoa que você menos queria ter que olhar para a cara? Pois é... Por favor ne pai, vai oferecer uma xícara de café também?
Eu não sei bem o porquê, mas eu não gosto muito do Park Jimin. Ele tem cara de ser encrenca e a última coisa que eu ando querendo é encrenca.

— Eu vou ter que recusar. Eu não quero atrapalhar e minha mãe deve estar me esperando. - ele diz se curvando. Ae garoto! É assim que se fala. - Mas obrigada pelo convite.

— Oh, que pena. E eu já havia feito uma porção pra cinco pessoas - meu pai diz e reviro os olhos - internamente claro. - Será que se você pedir para sua mãe ela te deixa almoçar aqui? - ele sorri para Jimin. O mesmo me olha desesperado pedindo ajuda.

— Pai, hoje é domingo, creio que eles devem estar com a família toda reunida. - digo

— Seria falta de educação avisar algo assim de última hora, não concorda? - Hyuk completa. Meu pai e pensa um pouco depois solta um "tudo bem" meio muxoxo e tenho que segurar a risada.

— Perdão sr. Min. - Jimin diz.

— Tudo bem. Mas eu espero que pense nesse convite em uma outra ocasião. - ele concorda e sorri. Depois de se despedir do meu irmão e de Sunhi vamos até a porta da frente.

— Obrigada por trazer meu celular. - digo coçando a nuca.

— Não foi nada. A propósito isso não parou de tocar desde cedo. Eu coloquei no silencioso. Mas não mexi em nada. - ele se mantém na defensiva o que me faz ter vontade de rir, mas não rio.

— Okay. Até mais.

— Até. - ele se curva e vai embora.


XXX

 

O clima se manteve agradável. Sunhi é divertida e muito gentil, ela é 2 anos mais velha e faz faculdade de música. Depois do almoço, nos sentamos na sala e jogamos vídeo o game. Agora estávamos em meu quarto e ela parecia impressionada com meus raps e minhas letras, o que chega a ser irônico porque eles não são bons. Ela estava lendo uma letra de música que eu havia terminado recentemente. E parecia maravilhada.

— Você é muito bom nisso Yoongi! - Sunhi diz animada. - Você deveria seguir esse caminho. - ela diz abrindo um grande sorrriso pra mim.

— Vida de idol não combina comigo. - digo

— Você não quer ser reconhecido? Não quer ver as pessoas elogiando o quão boas são suas letras ou o quão alta é a qualidade do seus raps?

— Sunhi você está exagerando. - digo sorrindo.

— Querido. Eu estou fazendo faculdade de música e sou trainee a 2 anos. Você acha mesmo que eu estou exagerando? Naquela sala de treino, que eu passo 8 horas do meu dia, só tem gente boa. Gente que na minha opinião tem muito mais talento que eu. E mesmo assim eu não desisto. Você não acha que vale a pena se esforçar um pouco? - ela diz e consigo sentir sua paixão enquanto ela pronuncia aquelas palavras.

— Perdão. Eu sei que deve ser difícil. E justamente por isso eu tenho medo. Eu tenho medo de me arrepender depois ou de sair como um completo perdedor. - digo e ela passa a mão sobre a minha cabeça, fazendo cafuné.

— Me deixa usar uma das suas músicas. - ela diz, olho para ela descrente. Ela quer cantar uma das minhas músicas?- Eu vou debutar logo. E eu realmente gostei dessa música. - ela diz erguendo o meu caderno. Sorrio e confirmo com a cabeça. - O que você quer? - ela pergunta.

— Eu quero que você apresente minhas letras aos seus superiores, por favor. - ela sorri.

— Muito bem! Amanhã vou falar com a manager.


Notas Finais


*Bi Bim Pap e Bur Go Gi - são pratos típicos da Coreia. Sendo: Bi Bim Pap = arroz com legumes, mistura com molho de pimenta. E Bur Go Gi = carne de contra file fatiada temperada com molho adocicado.

O que eu estou planejando fazer? Nem eu sei shsuahsuahaua
Gente eu acho que seria bem legal se vocês me dessem ideias, tipo algo que vocês acham que ficaria legal, algo que vocês gostem. Lógico não to dizendo que vou amar qualquer ideia e usar na fic, mas eu posso ver. Isso torna as coisas mais divertidas ^^
Se vocês tiverem alguma sugestão pra mim, por favor comentem.
Obrigada por lerem e até o próximo capítulo 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...