História Meu chefe alfa (Park JiMin.ABO) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jimin, Personagens Originais
Tags Abo, Alfa, Amor, Beta, Bts, Hot, Markson, Namjin, Ômega, Parkjimin, Secretária, Sexo, Vhope, Yaoi, Yoonkook
Visualizações 397
Palavras 1.705
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu volteeeii agora pra ficaaaa.tiririca Brasília é seu lugaaaar

Sorry.

Boa leitura amores

Ah mudei a cor dos olhos também
No azul era prazer,e agora passa a ser prazer e desejo.OK

🐼🐼🖤🖤

Capítulo 3 - Ela não


Fanfic / Fanfiction Meu chefe alfa (Park JiMin.ABO) - Capítulo 3 - Ela não

                JIMIN ON

Estava quase na hora dela ir embora,mas eu queria tomar café. Chamo ela até a sala e meu lobo se agita novamente.digo o que quero e acabo usando minha voz de alfa.

Os olhos dela ficaram cor-de-rosa,fazendo meu lobo de sentir culpado e triste,o que eu não entendi já que ele nunca se sentiu assim na vida.

Ela vai e faz o que eu mando,demorou uns quarenta minutos ou seja,já havia se passado o horário dela a muito tempo, mas ela chegou atrasada de manhã...

Assim que ela deixa o café e cartão na mesa,se despede rapidamente me deixando sozinho com o cheiro dela no ar.

Depois de trabalhar mais um pouco,decido ir embora,amanhã pretendo chegar no meu horário normal,já que hoje,estive em uma reunião pela manhã.

Pego minhas coisas e logo estou em meu carro, indo em direção a minha casa.as ruas de seul nesse horário são calmas, o que é estranho,mas já me acostumei.as ruas ficam tão calmas que chega a ser perigoso,não se vê nenhum beta principalmente um ômega na rua.

Estava dirigindo normalmente,quando sinto uma angústia.Mas que droga,o que é isso.derrepente sinto o cheiro dela ~cheiro esse que ainda não identifiquei~,olho para os lados a procurando em algum canto,meu lobo estava tomando conta da situação.

Ate que mais a frente vejo,um cara segurando uma mulher,ela estava de costas mas eu identifiquei era Fernanda.não penso muito e saio do carro,como eu disse meu lobo estava tomando conta de mim.

Ele estava agarrando ela,a beijando.não sei por que mas minha vontade foi de mata-lo ali mesmo,com minhas garras.estava tão nervoso que a qualquer momento poderia me transformar em lobo.

-SOLTE MINHA ÔMEGA-eu grito​ usando minha voz de alfa.não demora muito a começarmos a brigar.no final ele esta todo machucado no chão, e Fernanda também estava no chão.

ela estava sentada,com os olhos arregalados e feição assustada.provavelmente pensando no que poderia ter lhe acontecido.tento falar com ela mas ela desmaia.

Droga! Droga! Droga!

Pego ela no colo e levo até meu carro a colocando deitada no banco de trás. Não penso muito no caminho e quando percebo já estou nos portões da mansão.

Ela continua desmaiada.pego no colo novamente e a levo pra dentro.já no quarto a observo deitada na enorme cama.

Porque estou fazendo isso?.eu realmente não sei,só sei que se não fizer meu lobo vai enlouquecer, eu não sei o que ele tem com ela....

Como os empregados já foram embora,e só havia nos dois ali,retirei suas roupas mais pesadas a deixando de calcinha e sutiã. Eu tive que me controlar muito já que seu corpo é perfeito,e seu cheiro me atiça.tentei não olhar muito seu corpo,Me sentia um pervertido por estar despindo ela,com a mesma desmaiada,porém era necessário.

Logo a visto com uma blusa minha era a única coisa que serviria nela.a cubro direitinho e logo me pego observando ela novamente.

Praga....o cheiro dela estava se impregnando no quarto.respiro fundo trazendo mais o aroma para os meus pulmões. Agora eu me lembro.ela tem cheiro de....Açaí....açaí com chocolate ~minhas duas comidas favoritas~.ela é linda e...calado Park.comi açaí quando fui ao Brasil a trabalho.é delicioso será que ela também é?...merda o que eu to pensando?.

Amanha eu resolvo a situação. Estou cansado e confuso.

                NANDA ON

-aish...que dor-murmuro ainda de olhos fechados. Tive um pesadelo horrível no qual eu era quase abusada.

Me sento na cama macia,me espreguiçando.abro meus olhos e me assunto.

-aonde.eu.to.Jesus?-pergunto pra mim mesma.-eu fui sequestrada.-murmuro.

Me levanto da cama e prendo meu cabelo em um coque,lavo meu rosto no banheiro do enorme quarto ~certeza que quem mora aqui é rico~.

Abro a porta lentamente e vejo um extenso corredor,cheio de portas.isso ta virando jogos mortais?.a dor de cabeça ainda não havia passado.e agora minha mente ficava mais fresca,eu não havia sonhado e realmente quase fui abusada.

Respiro fundo tentando me acalmar,e sinto o cheiro... O cheiro dele,Park jimin. a casa toda cheirava assim.

Desço as escadas,e saio caminhando sem rumo por ai,não sei aonde eu to mesmo.quando dou por mim,estou na cozinha...uma cozinha enorme,e bem equipada.

-vejo que já acordou-ouço a voz dele.

O olho.ele estava vestido apenas com uma calça de moletom,deixando deu abs a mostra. Então foi isso,ele me trouxe pra casa dele,ele me salvou ontem.

-senhor Park...-digo-o s-senhor....o senhor me salvou?!-digo

-sim...-ele diz indiferente indo até a geladeira pegando uma jarra de água.

Não penso muito e quando dou por mim,já estou abraçada a ele.o abraçava por trás apoiando minha cabeça em suas costas,seu corpo era quente e confortável,mesmo que ele esteja de costas parece que o meu se encaixa perfeitamente no dele.

-muito obrigado senhor...eu não sei o que poderia ter me acontecido se você não tivesse chegado...muito obrigado!-digo e o solto e ele se vira pra mim.

-de nada-responde ainda frio-faria isso por qualquer uma-meu lobo se entristeceu, e eu não sei o porque.sendo que a minutos atrás ele estava eufórico por tocar no alfa.

-e-eu sei.mesmo assim eu te agradeço muito-digo acanhada.

-ta.já são 8:00hrs...você está atrasada novamente.-diz sem me olhar.

-oh,verdade senhor eu preciso ir embora...-olho pra mim mesma e me envergonho,estava apenas vestida com uma blusa larga.-senhor... Quem trocou minha roupa?-pergunto relutante.

-eu...-juro que corei-se te deixasse daquele jeito você dormiria mal.e hoje iria ter que trabalhar de qualquer jeito.-fala

-m-mas....-desisti de argumentar-bom de qualquer forma eu preciso ainda passar em casa pra me trocar-digo.

-vai-ele manda.

Saio da cozinha e vou em direção ao quarto onde estava,foi meio difícil achar mas,logo encontrei. visto minhas roupas que estavam em cima de uma cadeira e penteio meus cabelos.logo pegando minha bolsa e descendo em direção a saída.

-Chefe??-chamo entrando na cozinha,ele ainda estava lá sentado.-eu já vou indo-digo

-te quero na empresa até as 9:30-fala sem me olhar.

-sim senhor-falo cansada-até...-saio da casa e logo pego um táxi pra chegar em casa,o que não demora muito.

                JIMIN ON

"MINHA ÔMEGA" essa frase se passava na minha cabeça milhares de vezes até eu dormir.o que demorou bastante.eu pensava o tempo todo na estrangeira no quarto ao lado,o cheiro dela estava invadindo o meu,tomando minha mente,me embriagando.

Eu não sei porque disse que ela era minha,mas caso ela pergunte posso dizer que foi só para o alfa soltar ela.

O que essa ômega esta fazendo comigo,logo no primeiro dia,estou fazendo e sentindo coisas que nuca aconteceram.droga,meu lobo esta tão agitado,só de pensar na morena ele já se agita.e o que mais me intriga é a necessidade que eu criei se proteger ela.é como se meu lobo estivesse conectado com o dela,ou algo parecido.mas eu nem sempre faço as coisas que ele quer.

De manhã quando chego na cozinha lá esta ela.minha blusa ficou grande e folgada no seu corpo pequeno,mas ela estava....linda.droga,ela é linda.o que ta acontecendo comigo.

Chamo a sua atenção,falamos um pouco,e derrepente sinto um calor nas minhas costas e dois braços pequenos e macios passarem ao redor do meu corpo,era ela.meu lobo praticamente uiva dentro se mim,uma vontade incontrolável de toca-la se apoçou de mim.porém eu não fiz,não quero me envolver com ela,não quero problemas pra minha cabeça. Já tive de mais.

Trato ela friamente e ela logo vai embora, sem nem ao menos comer algo.mas é melhor assim.hoje seria um longo dia,tenho que ir trabalhar,já estou atrasado.

                    NANDA ON

tive tempo só de trocar de roupa e comer algo.logo estava de volta na empresa e antes do horário que ele havia me dado.

O dia no trabalho foi normal,ele chegou por volta das 9:40 adentrou no escritório e não falou nada durante o dia,agora são 15:00 e temos uma reunião a ir.espero que dê tudo certo.

Ele me levou em seu carro,não trocamos nem três palavras,muito menos tocamos no assunto de ontem.

Logo estávamos numa sala,com outros 19 homens,aparentemente todos alfas,havia alguns betas como secretários mas eu era a única ômega ali.sentia olhares sobre mim,e alguns deles não eram nada inocentes. Não demora muito a reunião acabar,e park (que estava mais nervoso do que quando entrou) estava sendo comprimentado por alguns sócios.

Eu estava num cantinho isolada,só esperando ele acabar,e podermos ir embora.mas então um homem brota na minha frente.

-olá.-ele diz-meu nome e shin hoseok-fala me estendendo a mão e eu a aperto em comprimento.

-me chamo Fernanda, prazer-digo sorrindo

-o prazer é todo meu-fala me encarando profundamente.esse cara é intenso.

Logo ele puxa papo comigo,elogiando minha aparência,perguntando de que país eu vim.

-Brasil-eu digo e ele sorri,ele tem um sorriso lindo.

-oh,já ouvi muito sobre o Brasil,estou indo pra lá amanhã a trabalho.-fala

E então continuamos,ele me fala um pouco sobre ele,e eu sobre mim.rimos das palhaçadas dele até que alguém se pronúncia.

-Atrapalho?-pergunta Park se colocando ao meu lado.

-Park...-shin se pronúncia o encarando com um sorrisinho de lado

-shin...-pela voz dele,Park não estava nada feliz.

-já se conhecem?-perguntei só pra quebrar o clima.

-sim-falam os dois juntos...é,a tentativa de quebrar o clima não adiantou.

-bom.foi um prazer conhecer você shin-digo e Park passa seu braço ao redor da minha cintura me puxando pra mais perto,o que me faz suspirar e arrepiar.

-digo o mesmo...qualquer dia eu te ligo,pra conversamos sem interrupções-olha pra Park que aperta minha cintura me fazendo arfar.-quem sabe sairmos pra algum lugar-sorri doce pra mim.

-OK.eu espero que sua viagem seja divertida,aproveite o Brasil e vá naquele restaurante que eu te falei.você vai gostar-digo.

-trago alguma coisa pra você.bom até mais nanda...park-ele diz e acena com a cabeça nos deixando.

-vamos embora agora-fala Park me puxando até a saída da sala-não te quero perto dele-fala

-mas...porque-pergunto

-eu sou seu chefe,não quero minha secretaria envolvida com o presidente da empresa concorrente.-fala me olhando severamente enquanto estávamos no elevador,eu estava entre a parede do elevador e o corpo dele.Park estava tão perto que podia sentir a respiração dele.

-Park...eu não vou sempre acatar suas ordens.não pode mandar em mim fora da empresa,eu faço amizade com quem eu quero!-falo.ele não pode mandar em mim assim.

-o que você disse?-ele se aproxima mais de mim-ouse não acatar minhas ordens nanda-diz meu nome ironicamente-e ira sofrer as consequências-completa.

-e quais seriam essas "consequências" senhor?-pergunto baixo,o cheiro dele estava me embriagando, eu queria agarra-lo e beija-lo até não ter mais folego,seus olhos me encaravam com desejo e eu podia ver eles mudando de cor,o que antes era um castanho escuro agora estava se tornando um azul vivo.seus lábios carnudos chamavam os meus,e ele alternava o olhar entre meus olhos e minha boca.

-faça algo que não me agrade e eu irei te punir-diz,também baixo.

Sua mão acaricia meu rosto,e quando ele iria me beijar ouvimos uma voz.

-Jimin Amor?-fala uma voz enjoada-é você? que saudade!-ele fecha os olhos com força e rosna.

-ela não!-exclama com os punhos fechados.

Acho que ele não gosta muito da tal mulher.


Notas Finais


Comenteeewmmm

Love vcs🖤🖤🖤🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...