História Troubled Love - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Bieber, Justin
Visualizações 85
Palavras 998
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OK, Decidi em respeito a vocês que leem e comentam continuar postar... Obrigada por vocês estarem comentando :D

Capítulo 5 - Daddy


Fanfic / Fanfiction Troubled Love - Capítulo 5 - Daddy

POV. Emma

Indiretas para Justin perceber que eu não era uma menina bobinha mais era jogada a todo o momento, acho que ele não estava percebendo, claro ele sempre foi um lerdo.

Estávamos assistindo a um filme de terror, muito engraçado -não me pergunte como - que Justin tinha no quarto dele que ainda não tinha visto.

Quando a pizza chegou ele levantou e foi pagar, enquanto eu pegava refrigerante e guardanapos pra nós.

Ele acabou tirando aquele filme horrível e comemos ao som das nossas piadas sem graça alguma que nos fazia rir.

Quando terminamos fui guarda as coisas enquanto ele procurava outro filme, quando voltei tinha um coberto e o ele deu play no filme.

Ele era mesmo assustador e quando a campainha no filme tocou a de casa também me fazendo agarrar em Justin de medo e ele ria compulsivamente.

-Larga de ser medrosa Emy e vai lá atender!

-Eu não saiu daqui nem que a vaca tussa!

- Para de bobagem! Olha eu fui pegar a pizza, agora é sua vez!

- Vamos de impar ou pá! Quero pá - jogamos

-Deu impar, você atende! - bufei e fui abrir

Era o meu pai.

-Oi pai! - disse com um grande sorriso pra ele

-Oi - respondeu seco, acho que ele ainda estava chateado - Esqueci minhas chaves! - ele disse entrando - Fala campeão! - fez um toque com Justin

-Iai tio Greg

-Como foi de viajem?

-Foi ótimo! - ele sorriu

-Vou subir tomar banho e quero conversa com você mocinha! - ele disse se virando pra mim

-Okay!

Ele subiu e eu me sentei ao lado de Justin de novo.

-O que aconteceu?

-Depois que cheguei aqui ontem, eu sai e cheguei tarde, ele ficou preocupado porque não avisei.

-Ele vai entender Emy foi um dia difícil pra você ontem!

-Você ainda lembra?

-Como eu iria esquecer da tia Kathy, ela era tão linda. Eu sinto muito.

-Obrigada! Eu vou subir e tomar banho avisa pra ele que vou está no quarto?

-Aviso!

-Boa noite!

-Boa noite Emma! - ele deu um beijo em minha testa e eu subi em direção meu quarto.

(...)

-Entra!

Estava sentada de costa para porta me olhando no espelho da penteadeira.

-Podemos conversa? - meu pai disse calmo e sereno

-Claro, senta! - indiquei minha cama e fiquei da penteadeira

-Sente-se aqui! - deu duas palminhas na cama

Ele me olhou nos olhos por algum tempo em silêncio e me abraçou. Retribui o mesmo, como eu senti saudade desse abraço cheio de carinho e afeto que só ele tinha pra me dar.

- Eu fiquei preocupado ontem quando sai do trabalho e cheguei aqui à noite e Pettie me disse que tinha saído Emma aonde foi? Você não sabe que essas ruas a noite são perigosas?

-Me desculpa, ontem foi um dia difícil pra mim...

-Foi difícil para todos querida. Eu sei bem como é isso, eu te entendo.

-Você não entende pai, quando você perdeu a vovó já tinha se casado com a mamãe e eu pai, só tinha quatro anos de idade e eu só fui realmente entender que ela jamais voltaria depois de meses... - esse assunto sempre mexia comigo e me deixava vulnerável - E você não foi capaz de supri a falta que ela me fez e faz, eu sei que a sua vida tinha que continuar, mas não precisava ser tão rápido! Eu precisava de um pai que me desse cem por cento de atenção.

-Emma não me culpe, eu tentei...

-Tentou me arrumar outra mãe! Pai a quem quer enganar, você só se casou dois anos depois pra não causar tumulto na família da mamãe, pensa que dois meses depois eu não te vi com Pattie aos beijos, sabe o que isso causou em mim, sabe como foi difícil ver você trocando minha mãe?

-Eu não sabia que...

-É eu sabia sobre vocês, e você sabia o quanto eu necessitava de você e da sua atenção, mas mesmo assim decidiu que eu iria morar com a vovó e o vovô por que estava dando trabalho demais...

-Não foi bem assim Emy!

- E como foi e por quê? Eu vivi uma ditadura na casa deles.

-Eles entraram com pedido da sua guarda porque não aceitavam o meu casamento com Pattie e eu achei melhor não fazer você sofrer mais e deixei você morar com eles. Desculpa filha eu só... - ele começou a chorar quebrando meu coração

Eu o abracei e ficamos assim por um tempo.

Deitei em seu colo e ele afagava meu cabelo.

-Eu gosto dela. - falei depois de um tempo

-De quem?

-Da tia Pattie, pai! - ele sorriu

-Obrigada! - sorri - E a senhorita está de castigo sem celular e computador por dois dias!

-O quê? - eu estava indignada

-Sabe que foi errado o que fez ontem!

-Eu já me desculpei!

-Suas desculpas estão aceitas, mas o castigo continua! Dê-me, por favor, o celular e o notebook.

-Mas...

-Nem argumente e se de por satisfeita por ainda poder sair de casa! Agradeça a Pattie! - entreguei o celular desligado e sem chip a ele e o notebook. -Obrigada! - sorri falsa - E agora me diga o que aprontou pra sua vó te mandar pra mim?

- Bom...

-Não adianta mentir, ela disse que vai vim conversa comigo!

-Pai, eu não quero conversa sobre isso com você! - falei já vermelha

-Emma Victoria o que aprontou? - ele arregalou os olhos

-Posso falar com Pattie?

-Santo Deus! Eu acho que pode... - ficamos em silêncio - Você está gravida? - meus olhos agora é que se arregalaram

-Não! Oh meu Deus, não pai! Isso com certeza não! -falei atrapalhada com a pergunta repentina

-Tudo bem eu fico menos preocupado! - ele beijou minha testa e se levantou com minhas coisas - Fale com Pattie amanhã, acho que prefiro ouvir dela do que da sua avó! - ele saiu

Deitei-me e dormi.


Notas Finais


CONVERSEM COMIGO NO ASK!
Beijos e até o próximo.
Ask: http://ask.fm/indhyliima
Me sigam no meu twitter: @IndhyLiima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...