História Troubled Love - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Bieber, Justin
Visualizações 79
Palavras 1.430
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey desculpem pela demora, eu estava com bloquei e não estava conseguindo escrever :(

Capítulo 6 - How will I tell her?


Fanfic / Fanfiction Troubled Love - Capítulo 6 - How will I tell her?

POV. Justin 

 

-Justin pode dar uma carona a Emy pro colégio? - Tio Greg falou me olhando

 

-Ah não preci...

 

-Posso! - disse a cortando e sorri

 

- Fico tão feliz em ver nossa família assim reunida! - Mamãe disse animada segurando a mão de Greg 

 

-Vamos Emma, se daqui a pouco ela vai fazer um discuso! - disse fazendo todos rirem

 

Nos levantamos e pegamos as mochilas saindo de casa, dei um capacete a Emma e saímos, alguns minutos depois estávamos na escola cada um em sua respectiva aula.

 

-Cara eu vi a Emma no colégio ontem, ela ta muito gostosa! - dei um tapa na cabeça dele

 

-Ou Ryan mais respeito ela é quase a minha irmã!

 

-Ah vai dizer que não notou aquelas curvas perfeitas dela? - Chris disse desenhando com as mãos as curvas de Emma.

 

É claro que eu havia reparado, Emma era perfeita desde o dedo mindinho ao ultimo fiapo de cabelo.

 

-Notei, logico! Mas ela não é pro bico de nenhum de vocês.

 

-A fala serio está com ciúme?! - ele me zoaram 

 

-Senhor Ryan, Justin e Chris querem vim explicar a matéria no meu lugar? - o professor de Álgebra disse irritado 

 

-Foi mal! - Chris falou

 

Ele voltou a explicar a matéria dele.

 

-Eu vou chamar ela pra sair! -Chris disse 

 

-Ela não vai aceitar!

 

-Quem te garante? 

 

- Eu! 

 

- Espera até o almoço

 

(...)

 

-Minha gatinha! - Ryan disse a garota dele quando chegamos no refeitório e Anne e Emy estava sentadas em uma mesa

 

-Sai Ryan ainda to brava com você! - ela o empurrou e ele fez cara de babaca, rimos

 

-E aí Emma, quanto tempo em?- ele disse 

 

Que gay.

 

-Chris, caramba como você mudou!- eles deram aqueles dois bejinhos de comprimento 

 

-Espero que tenha sido para melhor! -ele sorriu do jeito que sempre fazia com as vadias do colégio.

 

Não com minha Emma, Christian. Quero dizer com a Emma minha amiga de infância pirralha.

 

-Então Emy ta afim de sair pra dançar hoje? - perguntei recebendo um olha de injuria de Chris e Ryan riu

 

-Legal Justin, podemos sair Eu e Emy, Ryan e Anne, Você e Bruna! -Chris disse 

 

- Tudo bem eu ia adorar Chris! Anne vamos ao banheiro comigo?! - disse puxando ela pelo braço 

 

-Você é um cuzão Justin! - ele reclamou 

 

-To de olho em você! - falei pra ele 

 

POV. Emma

 

-O Chris ta afim de você! - ela disse assim que chegamos no banheiro

 

-Legal! Mas agora, eu quero que você me faço um favor...

 

- O que foi?

 

- Vê pra mim quem ta na sala de professores.

 

-Ué os professores?! 

 

-Não Anne, quero saber se o Sr. Pablo está lá!

 

-Aquele gato? - assenti- O que tu quer com ele? 

 

- Resolver um problema!

 

- E porque você não vai?

 

-Porque quero que você vá lá ter certeza pra mim, já fui lá duas vezes... - ela suspirou e foi.

 

Já estava sentindo a falta de um pênis me preenchendo, e quando vi aquele professor, meu desejo por sexo aumentou e eu queria e teria ele me fodendo.

 

(...)

 

Sua aula tinha acabado e todos se retiraram da sala e só ficamos eu e ele.

 

- Srta. Levine queria falar comigo?

 

-Sim! 

 

-Sobre o que? Não entendeu minha ultima matéria?

 

- O Senhor é casado?

 

- Sim, mas não estamos aqui pra falar de mim e minha vida pessoal estamos?

 

-Não, eu... - me sentei em sua mesa

 

-Mas o que? O Que é isso Srta. Levine? - ele arregalou os olhos quando eu peguei sua mão e coloquei em minha perna desnuda.

 

Não falei nada desci e sentei em seu colo e o beijei ele demorou um pouco mais cedeu.

 

Ele aparentava ter uns 40 anos e ainda era inteirinho, seus olhos azuis parecia a imensidão do céu, homens mais velhos sempre sabe o que fazer.

 

Ele apertava minha cintura e me prensava contra a mesa a nossa frente, já podia sentir a ereção de seu amigo em baixo de minhas pernas.

 

Ele puxou meu vestido pra cima deixando minha calcinha a mostra logo seus dedos estavam trabalhando ali, sua boca sugava meu pescoço e enquanto isso eu abria o seu cinto, zíper e abaixei um pouco o coz da cueca tirei seu membro por cima movimentava seu membro para baixo e para cima.

 

Logo ele afastou um pouco minha calcinha para o lado, me levantou um pouco e se encachou dentro de mim.

 

-Oh... - ele gemia em meus ouvidos e isso era tão prazeroso

 

Eu fazia movimento em cima dele o enlouquecendo, sua boca chupava um de meus seios que ele tinha puxado pra fora do meu vestido, meus olhos se mantinham fechados somente sentindo todas aquelas sensações que um pênis me proporcionava.

 

Ele antes de liberar seu orgasmo saiu de mim e se punhetou enquanto eu me ajeitava, eu não tinha conseguido gozar isso me deixava extremamente irritada.

 

Abri a porta enquanto ele se limpava de sua explosão orgasmática e sai fazendo suas feições serem de espanto, bati a porta e fui até o estacionamento onde Justin me esperava com sua moto.

 

- E aí resolveu o problema?

 

-Não!- falei grossa 

 

-O que...

 

-Me. Deixa. Em. Paz! - falei pausadamente eu estava puta, não tinha conseguido ter um orgasmo nem cheguei perto.

 

Quando chegamos em casa fui direto pro meu quarto encontrando minhas malas desfeitas e tudo em seu devido lugar.

 

Tirei toda a minha roupa ainda ali no quarto e passei para o banheiro, enquanto tomava banho lembrei de como era bom me saciar com Matt e fui descendo minhas mãos até a minha vagina, fazendo ali movimentos tão conhecidos por mim, já sabia onde e como tocar, a sensação era maravilhosa, não como ter um órgão masculino ali, mas eu sabia como me dar prazer.

 

- Awn... -deixei escapar um gemido alto quando cheguei ao meu orgasmo 

 

Terminei meu banho satisfeita e calminha, sai enrolada em uma toalha branca e fui para o clouset colocar minhas roupas.

 

Desci assim que terminei.

 

-Ta mais calma?

 

-Tô, eu não queria ser grossa com você é que aquele velho idiota me deixou nervosa. Desculpa Jay. - ele assentiu 

 

Me servi e comecei a comer com Justin.

 

-O Chris ta afim de você. - ele disse me fitando

 

-Eu sei.

 

-Sabe? - ele arqueou uma sombracelha

 

-Uma garota quase sempre sabe quando alguém ta afim dela Justin, ainda mais quando ele fica jogando todo aquele charme.

 

-Hum.

 

-Porque você tava tentando embaça o garoto? Ele ia me chamar pra sair! 

 

-Por isso, escuta Chris não o garoto certo pra você! - eu ri 

 

-E quem é o garoto certo pra mim Justin? - ele focou quieto talvez pensando 

 

-Se não fossemos amigos quase irmãos eu diria eu! - eu ri - Até por que eu sou o único da raça que presta! 

 

-Como não?! - ele se fez de idiguinado 

 

-Eu não provei pra saber! - disse olhando dentro dos olhos dele e senti ele meio balançado?

 

-Se você quiser pro... 

 

-Boa noite crianças! - Pattie e meu pai entrou na sala de jantar e se sentou a mesa com a gente, sorri pra ele que retribuiu e terminamos o jantar cada um falando como foi seu dia 

 

- E o seu Emy? - meu pai perguntou

 

-Ah, foi normal escola, casa. Então pai...

 

-La vem! O que quer? - ele falou fazendo todos rir 

 

-Sair, vai ser legal e nós nem vamos voltar tarde.

 

-Nós?

 

-É! Eu, Justin, Chris, Anne e Ryan.

 

-Bruna também vai! - Justin falou e eu revirei os olhos

 

-Tudo bem, se Justin vai você pode ir! - ele sorriu pro Justin e eu mais uma vez revirei os olhos.

 

-Isso é ridículo pai, só mostra o quanto não confia em mim! 

 

-Não se trata de confiança Emma e sim de segurança.

 

-Eu sei me cuidar sozinha! 

 

-É claro que sabe! Mas eu quero ter certeza que vai voltar segura pra casa! 

 

-Ah, e com toda certeza se alguém quiser me sequestrar o super Justin vai me salvar! 

 

-Com toda a certeza! - Justin fez um toquinho estranho com meu pai

 

O jantar se seguiu entre brincadeiras e piadinhas de meu pai e Justin o que fazia com que eu e Pattie ríssemos.

 

-Emy soube que quer conversa comigo?! - Pattie fez uma pergunta afirmativa enquanto olhava de mim para meu pai

 

-Hã... Sim, eu quero! 

 

-Tudo bem, vamos ao escritório de Greg! - ela disse se levantando e eu a segui.

 

Como eu iria dizer isso a ela?

 


Notas Finais


Beijos e até o próximo.
Ask: http://ask.fm/indhyliima
Me sigam no meu twitter: @IndhyLiima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...