História Troublesome Love Stories - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Temari
Tags Shikadai, Shikatema, Shikatemadai
Exibições 80
Palavras 574
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drabble, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Titulo: Sorrisos
Tipo: Oneshot
Gênero: Familia/Romance
Classificação: Livre
Sinopse: Shikamaru achava aquele sorriso lindo e ainda mais depois que ele se duplicou.

Capítulo 3 - Sorrisos


Acordei com a luz do corredor no rosto e pisquei os olhos algumas vezes antes de conseguir enxergar a silhueta de Temari em pé, em frente ao espelho do guarda-roupa. Era madrugada e não havia sol do lado de fora, mas dava para ver que ela já estava vestida para sair. Segurei a vontade de suspirar, não querendo que ela notasse que eu tinha acordado.

Ela saiu do quarto e eu senti o corpinho pequeno encostado ao meu se mexer. Desci os olhos e os olhinhos sonolentos me olharam de volta.

-Mamãe já foi? –Shikadai perguntou baixinho.

Não era um hábito nosso deixar Shikadai dormir conosco, mas sempre abríamos uma exceção quando um de nós dois ia passar algum tempo fora. Temari informara que iria pra Suna no dia anterior e ficaria por lá por quase dez dias, então Shikadai nem mesmo fora para seu quarto aquela noite.

-Não. –respondi sua pergunta –Porque já está acordado?

-Quero me despedir dela. –ele respondeu e sorriu.

Shikadai era um Nara desde a raiz dos cabelos até as pontas dos dedos dos pés. Mas seus olhos e seu sorriso... Esses eram todinhos de sua mãe. Ele tinha aqueles mesmos olhos verdes escuros, que quando se olhava de perto podia ver todas as variações de cor da íris, os mesmos olhos também que se fechavam por inteiro quando ele dava aquele sorriso mostrando todos os dentes. Eu não me cansava nunca desses sorrisos, fosse no rosto da mulher que eu amava ou do filho que ela me deu. Era agora um sorriso duplicado. Sorri de volta e baguncei mais ainda o cabelo já bagunçado dele.

-Volte a dormir. –disse pra ele –Quando sua mãe for sair ela te acorda.

Ele fez uma cara emburrada, puxando o travesseiro de Temari e deitando nele.

-É mentira, ela nunca me acorda. –ele resmungou, mas os olhos verdes já estavam fechados novamente e em menos de um minuto, ele ressonava baixinho.

Temari entrou no quarto novamente e franziu o cenho ao me ver acordado, fazendo cafuné no pequeno que se esparramava aos poucos pela cama.

-O que faz acordado? –ela perguntou.

-Acordei com a luz do corredor. –dei de ombro. –Decidi esperar você voltar pra me despedir. Shikadai também acordou.

Ela levantou uma sobrancelha para nosso filho que já dormia de novo e deu uma risadinha baixa. Nos olhou com aquele olhar doce que eu sabia que só eu e ele conhecíamos e deu a volta na cama, se inclinando sobre mim, beijando meus lábios. Antes de termos Shikadai, esse era o momento que eu a puxava para cama e fazíamos amor e ela me xingava quando terminávamos, dizendo que eu fiz ela se atrasar. Ri das lembranças de nossos primeiros meses de casado e ela se distanciou, compartilhando o mesmo sorriso malicioso que o meu.

-Guarde esses pensamentos pervertidos pra quando eu voltar, Nara. –ela roçou os lábios dos meus –Não demoro.

-Demora mais do que eu gostaria. –resmunguei –Tome cuidado.

-Sempre tomo. –ela respondeu –Cuide do nosso pirralho.

-Sempre cuido. –respondi com um sorriso de canto.

Ela se afastou e eu suspirei. Deu a volta novamente e se inclinou para a criança que já ocupava seu lado todo da cama. Ela riu da forma largada que Shikadai estava e beijou sua cabeça, saindo do quarto. Antes de fechar a porta, lançou um último olhar por sob o ombro pra mim. Seus olhos se estreitaram e ela abriu seu lindo sorriso.


Notas Finais


Mais uma one amorzinho ShikaTemaDai <3
Gente, eu amo o sorriso da Temari e tenho certeza que ela ganhou o Shika lááá naquele primeiro sorriso que ela deu quando salvou ele da Tayuya hauahuahuah'
Adoro pensar que, além dos olhos, o Dai herdou o sorriso da mãe *O*
Espero que tenham gostado, deixem comentários <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...