História TroublezZzZ - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Leonardo DiCaprio
Personagens Leonardo DiCaprio, Personagens Originais
Tags Dicaprio, Dicaprio's, Leo Dicaprio, Leonardo Dicaprio, Leonardo Dicaprio Romance Dicaprio's
Exibições 17
Palavras 950
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem se eu demorei, tive problemas internos e externos aqui.

DESCULPEM TAMBÉM POR MISTURAR TEMPOS VERBAIS E PESSOAS DA NARRAÇÃO, PROMETO QUE VOU MELHORAR.

Capítulo 7 - Encrenca.


Fanfic / Fanfiction TroublezZzZ - Capítulo 7 - Encrenca.

14h00, dia seguinte à batalha dos camps.

 

 

Sempre achei que beleza fosse algo que transcendesse nosso corpo ou a percepção de estéticas materiais fúteis impostas socialmente, ele era isso, o pouco que conheci já me fazia deduzir que ele não era só um rostinho bonito.

 

Todos do acampamento estavam em um lugar que parecia uma quadra multifuncional a céu aberto, se botasse rede, a quadra servia pra vôlei, se botasse uma cesta, a quadra servia pra basquete, era perfeita. Todos estavam treinando corrida, acho que era uma das categorias dos jogos que vão ocorrer daqui dois dias.

 

“Leonardo Dicaprio, encontrei seu amante mais cedo.” Pietro vem até mim enquanto ri.

“Como assim, Pietro?” Olho pro rosto dele que pingava de suor por conta de já estar a um tempo correndo.

“Enquanto você dormia nós fizemos uma pequena confraternização.” Ele me olha sorrindo, Pietro me irrita demais, ele sabia que devia ter me acordado.

“Eu agradeço por ter me incluído.” Rebato.

“Se te ajuda, “ele” perguntou por você.” Pietro logo que termina de falar já sai, consequentemente começo a sorrir, mas paro em seguida por não querer parecer o louco apaixonado do grupinho.

 

Jessica também não tinha me acordado, estranhei ela fazer isso, mas a bipolaridade dela já não me é anormal, então relevo. Assim que termino uns poucos devaneios parado no canto da quadra, me sento na arquibancada estilo “High School Musical” a céu aberto que tinha ali, me deito de barriga pra cima e viro minha cabeça pro lado pra poder observar o treino deles.

 

Estava um sol terrivelmente escaldante, mas a brisa até que era boa. Já esperava que nada acontecesse o resto da tarde inteira, fico pensando no quanto eu poderia estar comendo, bebendo, transando, conversando,  qualquer coisa melhor do que ver as axilas de jessica pedindo socorro embaixo daqueles braços. Quando menos espero uma luz no fim do túnel aparece.

Eram 5 pessoas do acampamento vizinho, adivinha quem estava dentre essas cinco.

Ele.

Não fiquei os encarando, apenas olhava pro meu acampamento treinando como se eles não estivessem ali pra disfarçar a vergonha que sentia só dele pensar que eu ligava pra ele.

“Quem diria que um “te vejo por aí” seria em uma quadra a céu aberto nesse dia lindo.” Ignoro o fato dele achar esse sol que pelava de quente uma definição de dia lindo e sorrio pra ele.

“Inesperado sempre deixa as coisas melhores.” Vejo que ele sorriu pra minha frase, olho pra bolsa de ginástica que ele carregava.

“Você vai treinar?” Pergunto.

“Vou, jogos não se ganham sozinhos.” Naquele momento eu agradeci com todas minhas forças para o sol pelo que estava vendo bem a minha frente: Ele havia tirado a camisa logo que termina de falar.

“Parece que vou precisar treinar mais se quiser ter chances.” Rio fazendo alusão ao físico dele que era definido de um jeito interessante, tinha um abdômen malhado, mas não com os “gominhos” definidos, o peito já era mais definido, sem contar que ele tinha alguns pelos claros espalhados por conta de uma má depilação que acidentalmente o deixaram sexy.

“ah, isso aqui? Tenho amigos gordos que acabam comigo facilmente.” Vejo ele rir enquanto olha pro seu tronco, logo mais ele me olha querendo dizer algo.

“Então... Seu amigo Pietro me falou sobre você.” Ignoro a vontade de estrangular Pietro pelo que ele possivelmente disse e assinto com a cabeça pra ele completar.

“ele me disse que é o melhor corredor do seu acampamento, vou treinar bastante pra competir com você, porque também sou o melhor do meu.” Vejo ele piscar pra mim enquanto sai caminhando até a quadra, onde começa a correr. Era apaixonante o jeito que ele falou aquilo sem tentar me por pressão, ele sabia usar as palavras e melhor ainda, o tom certo.

 

Dentre esses pensamentos acabo me esquecendo que eu tenho vergonha de correr em público e Pietro disse que eu sou o melhor, quando me lembro cerro os punhos e penso em socar Pietro, mas isso não era nem a ponta do iceberg, Pietro agora era amigo dele, falo isso pois no final do treino vi eles conversando, não fico com ciúmes, mas sim desconfiado do que eles tanto conversam.

 

Agora que todos haviam treinado por hoje – menos eu -, vou a encontro de Pietro e o paro, deixando o grupo que estava com ele continuar caminhando na frente e nos deixando pra trás.

“Porque mentiu pra ele dizendo que eu sou o melhor corredor do nosso acampamento?”  Falo com os lábios semicerrados e com uma certa raiva acumulada em relação a ele.

“Você não quer se aproximar mais dele? Sendo vocês dois os melhores vão ter bastante tempo pra conversar sobre “correr”.” Ele fala e faz uma careta maliciosa ao falar correr.

“Eu gostei do seu plano, porém você esqueceu a parte EM QUE EU NÃO SOU O MELHOR CORREDOR E POSSIVELMENTE O PIOR!” me exalto um pouco e volto a respirar normalmente o olhando, ele estava com uma cara de quem assumiu ter feito m#rda.

“Eu não pensei muito bem, admito, mas pelo menos...” Ele não completa, porque não tinha exceção, ele se meteu onde não devia.

“Pietro, me faz um favor e vai se foder.” Empurro ele logo depois que termino de falar, foi fraco, ele apenas foi um pouquinho pra trás. Saio dali depois de empurra-lo, caminho até minha barraca e me deito.

A única coisa em que eu conseguia pensar era em como ia correr bem nesse pouco período de tempo que eu tinha até os jogos, Pietro me deixou em uma furada, mas eu não vou desistir assim.

 

Independente de querer matar Pietro agora, eu tenho que ser mais inteligente e contornar isso tudo.   


Notas Finais


Espero que tenham gostado, aceito críticas construtivas S E M P R E <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...