História True Blood - Capítulo 84


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Bobby Singer, Castiel, Dean Winchester, Sam Winchester
Tags Amber Heard, Dean Winchester, Drama, Kaya Scodelario, Romance, Sam Winchester, Sobrenatural
Exibições 29
Palavras 3.394
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Me perdoem pela demora mas eu estou na semana de recuperação assistindo aulas e fazendo trabalhos e está sendo uma correria. Eu vou tentar postar os capitulos o mais rapido possivel mas eu n garanto q postarei toda semana. Minhas recuperações acabam dia 23 depois disso é aprovação ou reprovação então mandem positividade para mim. True Blood está na reta final infelizmente mas eu tentarei reparar os erros que cometi (como aquele hiatus de quase 6 meses) então vou escrever alguns capitulos de true blood baseados em episodios de supernatural, então quem quiser indicar episodios para eu escrever por favor fiquem a vontade. Bjos da tia lua!

Lembrando que como Mary e Thomas nunca existiram algumas lacunas ainda estão em aberto como o relacionamento do Dean com a Alexia. Os dois nunca tentaram voltar como aconteceu no 02x35 e a Alexia escolheu o céu não pela Mary e sim por ela então essa historia ainda vai render algumas coisinhas. Amber e Alexia nunca fizeram as pazes ou seja...vamos ver no que vai dar.

Capítulo 84 - 02x40 -Erro francês 2


Fanfic / Fanfiction True Blood - Capítulo 84 - 02x40 -Erro francês 2

POR DEAN WINCHESTER

Acordei com alguém batendo na porta com força. Abri os olhos e vi a Alexia entrar furiosa no quarto revirando as coisas.

-Onde está o meu celular? -Resmungou desfazendo toda a mala em uma enorme bagunça.

-Porque você não esquece isso e volta para a cama? -Falei fechando meus olhos na esperança de voltar a dormir

-Você fala isso porque não tem uma irmã maluca com o seu rosto roubando lojas de conveniências. -Alexia falou e eu abri os olhos

-O que? -Perguntei serio me levantando de vez

-Está em todos os noticiarios. -Alexia ergueu as mãos no ar melodramatica. -"Alexia Granger ataca novamente de bancos à lojinhas de 90 centavos"

-Você disse que era loja de conveniência. -Falei enquanto colocava a minha camisa.

-Não importa! Aquela aberração vai pagar. -Alexia falou pegando sua mochila cheia de armas

-Fica fria. -Falei tentando impedi-la de fazer alguma loucura.

-Eu vou atrás dela. -Alexia disse fazendo uma pausa. -Você tem ou não?

-Precisamos avisar ao meu irmão.

-Nós não temos tempo. Vista uma calça e eu dirijo. -Alexia pegou a chave do impala em cima da mesa e eu segurei o seu braço.

-Nem pensar nisso. -Falei puxando a chave das suas mãos

-Você quer vestir a droga das calças? -Alexia rolou os olhos e saiu do quarto batendo a porta em seguida

-Que mulher maluca. -Reclamei pegando minha calça e a vestindo rapidamente.

Peguei o casaco em cima da cadeira e sai do quarto indo até o impala.

-Podemos parar para tomar um café? -Perguntei afinal ainda estava com sono

-A cada minuto que você perde a Roxy faz um estrago em meu nome. -Alexia falou e eu permaneci parado tentando raciocinar. -Dean!

-Tudo bem. Pare de gritar! -Liguei o impala e pisei fundo.

Alexia me guiou para o fim do mundo. Estacionei em frente a uma casa sinistra abandonada no final da rua.

-Se você me trouxe para esse lugar para arrancar as minhas calças, por favor, faça agora. -Falei descendo do impala e não gostando nada daquilo

-Eu não precisaria disso para arrancar as suas calças. -Alexia respondeu passando na minha frente com uma lanterna na mão

Segui os seus passos com cautela. A casa estava caindo aos pedaços e parecia não ter ninguém ali.

-Porque estamos aqui mesmo? -Perguntei iluminando o andar de cima

-É estranho. O GPS da Roxy ta dizendo que ela está aqui. -Disse Alexia mostrando o aparelho celular

Ouvimos o barulho de alguém andando no andar de cima.

-Te peguei. -Alexia saiu correndo e eu não consegui impedir

-Alexia, espere!

Corri até alcança-la e lá estava Roxy em frente a um tipo de altar olhando para nós como uma raposa prestes a devorar a gente.

-Droga, onde estão Sam e Amber? -Roxy perguntou e eu notei que aquilo parecia ser um ritual

-Chega de palhaçada, Roxy. Você vai voltar para o sanatório. -Alexia falou e Roxy sorriu de lado

-Palavras erradas. -Roxy cortou a propia mão e começou a ressitar algo em latim.

-Alexia! -Gritei mas uma rajada de vento nos empurrou pela janela.

Fechei os olhos com força esperando o impacto mas ao contrario disso eu cai em um cochonete macio.

-Corta! -Um homem segurando uma camera gritou e então varias luzes se acenderam

-Mas que diabos? -Perguntei e me virei para o lado vendo a Alexia resmungar ao meu lado.

-Belo trabalho, Kaya. -Uma mulher sorriu para a Alexia que franziu o senho

-O que diabos é uma Kaya? -Alexia perguntou se levantando e estralando as costas -E que lugar é esse?

-Eu não sei mas quando eu encontrar a sua irmã eu vou dar uma surra nela. -Falei indo na direção contraria de todo aquele pessoal

-Jensen aonde você vai? -Uma mulher com aqueles microfones me abordou e me puxou para uma cadeira em frente a um espelho

-Jen...o que? -Olhei para trás e vi a Alexia sendo arrastada por outra mulher

-Precisamos tirar essa maquiagem. -Ela falou segurando uma toalha e passando no meu rosto

-Querida eu não uso...-Antes que eu pudesse continuar minha frase eu vi aquele tecido manchado de maquiagem. -Eu sou uma vadia maquiada.

-Vamos acabar com isso rapido para você voltar ao seu trailer. -Disse ela e eu arregalei os olhos

-Trailer?

Depois de passar pela tortura de tirar maquiagem do rosto, que tipo de homem usa maquiagem?

Fui caminhando lado a lado com a Alexia em direção ao estacionamento onde um rapaz barrigudo disse que ficava o meu trailer.

-Então quer dizer que estamos em um seriado de TV? -Perguntei a Alexia que estava segurando uma revista de fofocas na mão. -Porque alguém assistiria as nossas vidas? É patetica e uma porcaria.

-De acordo com essa revista não tem muita gente que assiste. -Disse ela concentrada. -O que eu não entendo é como uma mulher como eu foi parar em uma seriezinha sem futuro.

-E o que você esperava? Hollywood? -Perguntei debochado

-Na verdade sim. -Alexia falou e então paramos em frente a um trailer enorme. -Uau, isso é seu?

-Isso pertence a Jensen Ackles, meu falso eu. -Falei e então abri a porta receoso

-E que diabos de nome são esses? Jensen Ackles? Kaya Scodelario? Eu mal consigo falar o meu sobrenome sem que pareça um soluço. Scodelario. -Alexia repetiu e em seguida balançou a cabeça.

-Quem tem um aquario dentro de um trailer? -Perguntei achando uma bizarrice

-Aparentemente Jensen Ackles. -Alexia falou e eu vi um notebook em cima da mesa

-Eu não gostei desse lugar vamos voltar para casa para assim eu poder dar uma surra na sua irmã. -Falei abrindo e começando a pesquisar

-Procure algo sobre dimensões fantasmas. -Alexia falou se inclinando ao meu lado.

"0 resultados"

-Tudo bem, que tal teoria do multiuniverso? -Falei digitando e apareceu varias teorias sobre o superman

-Isso iria funcionar se você fosse o superman. -Alexia debochou

-Precisamos achar o Sam. Ele vai poder nos ajudar. -Falei e digitei o seu nome na internet e achei varias fotos hilarias. -Onde está o seu celular? Eu preciso guardar isso para mim.

-Dean...-Alexia me entregou o aparelho e eu comecei a fotografar tudo o que eu via pela frente. -Espere o que é isso? Jared Padalecki e as irmãs Olsen.

-Meu irmão fez um pornô. Eu não quero assistir. -Falei fechando aquele site rapidamente

-Eu queria ver. -Alexia falou fazendo biquinho

-O que será que eu vou encontrar quando colocar o seu nome? -Falei e então digitei "Kaya Scodelario"

-Você não vai encontrar nada porque eu não sou ela. -Alexia falou cruzando os braços como uma criança.

-Aqui está dizendo que você é brasileira. -Falei e então sorri para ela. -Tu hablas espanhol?

-Brasileiros falam português e não espanhol seu idiota! -Alexia falou tirando meu sorriso do rosto. -Podemos nos focar na encrenca que a Roxy nos meteu?

-Aquela maluca estava falando em latim e nosso tradutor ficou na outro dimensão. -Falei e então fiz uma careta. -É tão estranho dizer isso.

-Eu lembro de ter visto um simbolo em cima da mesa. -Alexia pegou um papel e começou a desenhar. -Podemos começar com isso.

-Você é brilhante e eu quero fazer sexo com você.

-Podemos fazer isso quando voltarmos.-Alexia falou e eu sorri malicioso.

-Ou podemos usar esse trailer maravilhoso.

-Eu acho que esse simbolo pode esperar. -Alexia falou jogando o papel no chão. Joguei o laptop no chão e a deitei sobre mesa.

[...]

Desci do trailer arrumando a jaqueta. Um rapaz com uma prancheta sorriu para mim e acenou empolgado, forcei um sorriso e acenei de volta.

-Que horas são? -Alexia perguntou arrumando o cabelo bagunçado

-A hora de cair fora daqui. Eu adorei fazer sexo nesse trailer incrivel mas as pessoas daqui me olham como...

-Como se você fosse famoso? -Alexia perguntou e eu balancei a cabeça concordando. -É porque somos a estrela de um seriado.

-Querida...-Um rapaz alto de cabelos loiros estava vindo em nossa direção.

-Talvez possamos contatar o Castiel. -Alexia falou mas foi interrompida pelo rapaz que a agarrou e a beijou.

Alexia o afastou e lhe acertou um tapa no rosto. Arregalei os olhos com o susto.

-O que pensa que está fazendo? -Alexia perguntou praticamente gritando

-Kaya eu acho que você acabou de bater no seu...-Olhei para o rapaz confuso

-Noivo?! -Perguntou ele debochado. - Kaya, você está bem?

-Oh, droga! -Alexia olhou para mim e eu ri achando graça da situação.-Podemos conversar sobre isso depois? Estamos trabalhando.

-O lance do seriado, saquei. -O rapaz sorriu sem graça e deu um selinho na Alexia. -Te vejo em casa.

-Noivo? Nem morta que eu vou ficar mais tempo aqui.

-Com medo? -Perguntei debochado olhando para o rapaz se distanciar.

-Medo de que? -Alexia perguntou e ao notar a minha cara ela rolou os olhos. -Ah, não. Essa conversa de novo?

-Você tem medo de compromisso. Foi só o rapaz bonitão chegar e dizer que é seu noivo e você colocou o rabo entre as pernas e já quer voltar para casa.

-Que se dane essa dimensão! -Alexia falou parando de andar para enfatizar as suas palavras. -Eu estou com medo da maluca da Roxy presa com seu irmão e com a Amber.

-E se fosse eu? -Perguntei. -E se eu te pedisse em casamento?

-Pare de brincadeira. Eu não acho isso engraçado. -Alexia continuou a andar me deixando para trás

-Então acho melhor se acostumar com a ideia porque um dia...

-Nem ouse completar essa frase.

-Você pode se tornar noiva de algum pobre coitado.

-Está me pedindo em casamento? -Alexia perguntou assustada. Ela estava palida e prestes a desmaiar.

-Claro que não. Nós não funcionamos como um casal e você sabe disso. -Falei a deixando pensativa. -O que foi?

-Se essa dimensão não tem fantasmas e demônios quer dizer que não tem magia. -Disse calmamente sem nem olhar para mim.

-Sem magia....-Falei tentando completar seu raciocinio.

-Sem caminho de volta para casa.

POR SAM WINCHESTER

Acordei cedo e fui caminhar pela praça. Já fazia semanas que eu não me exercitava e eu podia sentir o meu corpo reclamar. Voltei para o Motel completamente cansado e soado.

Sorri para a Amber que estava deitada na cama com o laptop nas mãos e fui ao frigobar pegar um garrafa d'agua. Os fones de ouvido estavam no maximo ao som de bon jovi.

-Sam! -Ouvi Amber gritar o meu nome e imediatamente tirei os fones.

-Falou comigo? -Perguntei tentando me fazer de inocente.

-Você viu o jornal dessa manhã? -Amber perguntou e eu neguei com a cabeça.

-Algum caso importante?

Peguei o jornal da sua mão e li a manchete "Assalto ao posto de gasolina deixa dois feridos".

-Não somos da policia. -Falei jogando o jornal em cima da cama enquanto bebia a minha água.

-Você esqueceu de dar uma olhada na cinderela. -Amber falou apontando para a foto em preto e branco.

-Alexia? -Estreitei os olhos ao ver sua silhueta mais ao canto

-Olhe melhor. -Amber falou e eu notei os seus pulsos enfaixados.

-Roxy.

-Liguei para o seu irmão a manhã inteira. -Amber falou abrindo a gaveta e pegando um aparelho de celular. -Encontrei isso no quarto e a cama estava feita.

-Isso é um problema. -Conclui

-Enquanto você bancava o fitness...-Disse Amber com um certo deboche. -Eu fiz umas pesquisas.

-E o que encontrou?

-Alexia comprou dois ramos de betónia e velas pretas. -Amber falou cruzando os braços acusadora

-Alexia não mexe com magia negra. -Falei e Amber sorriu.

A Roxy estava se passando pela Alexia de novo.

-A compra foi há uma hora no mercado da esquina. -Amber falou e eu suspirei. Roxy tinha que nos causar mais problemas.

-Eu vou me trocar.

Tomei um banho rapido e peguei minha arma em cima da mesa. Eu precisava estar preparado para tudo afinal estavamos falando da Roxy.

-Onde você está? -Amber perguntou enquanto falava com a Roxy no telefone. -O Dean está com você? Ah...-Amber apontou para o telefone. -Vocês brigaram de novo?

-O que essa maluca fez com o meu irmão? -Perguntei baixinho enquanto Amber falava com a Roxy.

-Eu e o Sam estamos indo ai. -Amber desligou o telefone e rolou os olhos. -Essa fingida acha que engana alguém.

-O que ela disse sobre o Dean? -Perguntei irritado

-O que você acha?

-Precisamos internar essa maluca de volta no sanatorio. Ela é um perigo. -Falei pegando meu casaco em cima da cadeira o vestir.

-E você acha que o Tom vai permitir que internemos a sua pobre e indefesa Roxy? -Amber perguntou com nojo.

-Alexia é a responsavel pela Roxy. A unica da familia que é sã. -Falei e Amber me olhou com certo deboche. -Ou quase sã.

-Depois do rompimento da Alexia com o Dean. -Amber falou enquanto andavamos lado a lado em direção aos quartos. -Os dois estão agindo de forma estranha.

-Porque os dois se amam. -Falei e Amber soltou uma risada baixinha. -Eu contei alguma piada?

-Eu não sei. -Amber fez uma pausa. -Talvez Dean e Alexia não estejam destinados a ficarem juntos.

-Você está se precipitando.

-Estou? -Amber perguntou.

-Você conhece a historia do Dean com a Alexia melhor do que qualquer um. -Falei tentando convence-la.

-Olhe para a gente. -Amber falou se virando para mim. -Nós brigamos mas no final do dia estamos aqui...firme e forte.

-O Dean prefere morrer do que admitir que está apaixonado pela Alexia e ela...-Falei achando graça. -Sabemos que ela é orgulhosa demais para dizer as três palavrinhas primeiro.

-Dean e Alexia nunca vão ser felizes um com o outro.

-Eu preciso descordar. -Falei a pegando de surpresa. -Ano passando quando você e a Alexia foram embora o Dean se afundou em bebida e ficou totalmente instavel nas caçadas e a ultima vez que eu o vi assim foi com a morte do papai.

-Talvez eu esteja errada. -Amber disse dando de ombros. -Ou talvez não.

-Vamos nos focar nesse problema agora, tudo bem? -Falei apontando para o quarto na nossa frente.

Amber respirou fundo e bateu na porta e como ninguém respondeu ela entrou de vez.

Roxy estava usando as roupas da Alexia e rindo sem parar em frente ao computador.

-"Ok. Sério, quem está cuidado da porra da porta? Como uma menina de 9 anos entrou aqui?" -Me aproximei da tela do computador e vi que se tratava de um tipo de show de barbies.

-O que está assistindo? -Amber perguntou horrorizada.

-The Most Popular Girls In School. -Roxy disse rindo mas ao notar nossa expressão seria logo se calou. -Um seriado do youtube.

-Sei...-Amber disse desconfiada.

-O que fazem aqui? -Roxy perguntou fechando o laptop e se levantando. -Eu queria ficar sozinha depois do que aconteceu com o Dean.

-E o que exatamente aconteceu com o Dean? -Perguntei a pegando de surpresa.

-Nós terminamos e ele já foi se consolar com outra. Típico. -Roxy disse rolando os olhos em um pessimo teatrinho.

-Já chega Roxy. -Falei perdendo a paciência que me restava

-Do que me chamou? -Perguntou ela confusa.

-Sabemos que é você. -Amber falou cruzando os braços irritada. -Onde estão eles?

-Se divertindo por ai.

-Onde eles estão? -Perguntei alterando o tom de voz e puxando a arma no cos da calça.

-Se você atirar mim você nunca mais vai ver o seu irmão. -Roxy disse seria cruzando os braços sem se importar.

-Roxy, que diabos...-Amber falou puta da vida. -Você e o Tom chegara de viagem faz alguns meses e já estão estragando tudo.

-Estragando tudo? Quem foi possuida por uma bruxa e ficou perdida na Italia foi você. Tivermos que voltar por sua causa. -Roxy falou e eu olhei para a Amber que estava fechando o punho.

-Sam me solta que eu vou socar a cara dessa vadia. -Amber falou furiosa.

-Eu não estou te segurando. -Corrigi

-Então me segura. -Amber falou e assim que ela ia partir para cima da Roxy eu a segurei.

-Os dois estão namorando...encare isso como uma lua de mel. -Roxy falou e Amber deu uma risada debochada.

-Dean e Alexia não estão mais juntos. -Falou e Roxy deu de ombros sem se importar.

-Erro meu. -Disse e foi minha vez de explodir.

-Tudo bem, já chega. Você vai trazer o meu irmão e a Alexia de volta.

-Ou o que? -Perguntou debochada

-Ou eu vou manda-la de volta ao Bele Reve. -Falei e notei que seus ombros ficaram tensos assim que falei o nome da clinica.

-Você não ousaria. -Disse ela nervosa.

-Amber me dê o telefone. -Falei e Amber me entregou o celular.

-Tá legal. Eu faço o feitiço. -Roxy falou e Amber olhou para mim e começou a rir assim como eu. -O que?

-Você vai fazer o feitiço?

-O mesmo feitiço que despachou o Dean e a Alexia sabe Deus para onde? -Perguntei debochado e Roxy fechou a cara. -Eu quero o livro de feitiços que você está usando.

-Vocês dois são um pé no saco. -Roxy falou se abaixando e pegando o livro embaixo da cama.

Ela jogou o livro empoeirado em cima da cama e saiu em direção a porta.

-Não vá muito longe porque temos contas a acertar. -Falei a observando bufar de tanta raiva.

-Vai se ferrar. -Respondeu batendo a porta ao sair.

-Podemos confiar nela? -Perguntei enquanto folheava o livro. -E se essa maluca trocou os feitiços?

-Não, Roxy é muito estupida para fazer algo assim. Tudo o que a Roxy fez até agora foi a mando de alguém. -Amber falou e eu franzi o senho. -A clinica foi o Thomas, o plano maldito de trazer a Effy de volta foi a Alexia. Relaxa.

-Você tem razão. -Falei achando o feitiço que iria anular toda a magia usada pela Roxy nas ultimas 24 horas.

Encarei os ingredientes do feitiço e fiz uma careta, onde iriamos encontrar olhos de sapo e mandragoras em poucas horas?

-Tem uma loja wicca deixando a cidade. -Amber falou e eu suspirei aliviado.

-Você tem certeza? -Perguntei e ela estendeu a mão para mim.

-Me dê o cartão de credito e a chave do carro. -Disse Amber estendendo a mão e e eu tirei a chave do bolso.

-O Dean não vai gostar nada disso.

-O Dean tem que beijar os meus pés por ter salvo o traseiro dele. De novo. -Amber falou puxando a chave da minha mão e saindo do quarto.

Fui até a casa abandonada onde a Roxy disse que havia feito o feitiço e depois disso ela arrumou as malas e fugiu como uma covarde. Esperei a Amber aparecer com os igredientes para o feitiço e enquanto isso eu tentava rastrear a Roxy pelo celular mas sem sucesso.

-Sam, eu preciso de ajuda. -Amber falou enquanto carregava uma caixa pesada.

-Quantos olhos de sapo você comprou? -Perguntei afinal aquilo estava pesado demais.

-Eu comprei umas coisinhas. -Amber falou e eu coloquei a caixa no chão e comecei a revirar tudo e achei um colar com um simbolo wicca. -Estava na promoção.

-E isso aqui? -Perguntei pegando um calice de metal pesado.

-Não me culpe, você quem me deu o cartão de credito. -Amber falou fazendo bico como uma garota mimada.

Sorri achando graça.

-Tudo bem, me ajude a preparar o encantamento. -Falei pegando o frasco com os olhos de sapo.

Colocamos tudo dentro do pentagrama e acendemos as velas pretas. Me afastei e peguei o livro de feitiços enquanto ligava a lanterna para pode assim recitar o ritual.

Li todas as palavras em latim e em seguida joguei o isqueiro dentro do calice fazendo uma luz forte iluminar o comodo. Protegi o rosto por conta da claridade e assim que tudo voltou ao normal vi Alexia e Dean aos beijos dentro do pentagrama.

-Dean? -Amber perguntou confusa.

Os dois pararam o que estavam fazendo claramente assustados com a situação e para a minha surpresa a Alexia acertou um tapa no rosto do meu irmão fazendo-o soltar um palavrão.

-Nunca mais faça isso de novo. -Disse Alexia cruzando os braços repreendendo o meu irmão.

-Saquei. -Dean falou ainda com a mão no rosto. -Vocês viram a Roxy tenho um assunto para tratar com ela.

-O mesmo assunto que tratou com a Alexia? -Amber perguntou enciumada.

-Acho que vocês precisam descansar. -Falei me referindo a Dean e Alexia.

-Eu vou tomar um banho bem demorado. -Alexia falou saindo daquela casa.

-E eu também. -Dean falou logo atrás.

-Mas em banheiros diferentes. -Alexia falou resmungando.

-Eu nem imaginaria algo diferente.


Notas Finais


Não esqueçam de comentar o episodio de supernatural que querem ver em True Blood. Bjossss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...