História True Disaster - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 23
Palavras 1.900
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, essa não é minha primeira fic, mas já faz um tempo que não escrevo então posso estar 'enferrujada'. Espero que gostem e comentem!!

(Essa fic está disponivel também no Wattpad, link no twitter da fic: TRUEDISASTERfic)

Capítulo 1 - One



- Já tá pronta?? MEU DEUS VOCÊ DEMORA MUITO PRA SE ARRUMAR - gritava Less, minha melhor amiga, sentada na cama enquanto eu terminava minha maquiagem no espelho do meu quarto. Eu não a respondi, estava ocupada demais dando os toques finais na maquiagem que já tinha levado tanto tempo para fazer. Less bufou e jogou suas costas contra a cama, ficando deitada olhando pro teto.
Eu ri enquanto guardava minhas maquiagens para dar a noticia que ela tanto esperava
- Pronto!! Vamos? - Sorri pra ela, que se levantou extremamente animada, com um sorriso de orelha á orelha.
- Menina você tá uma gata! Eu poderia te beijar sabia? - Disse ela enquanto se levantava pegando suas coisas que tinha deixado largada em minha cama.
- Você já beijou em outros roles amiga... nem lembra né? Sou tão fácil de esquecer assim? - eu disse brincando, e ela riu.
- Claro que não né meu amor, mas eu poderia repetir a dose... Só não vou porque to afim de pegar um cara do role de hoje, quero me guardar só pra ele - eu a olhei com expressão de estranhamento e ela deu ombros - Sou dessas ué! - concluiu.
Apenas ri enquanto pegava as chaves do meu carro, apagava a luz do quarto e saia em direção a garagem. Graças aos meus pais que eram ricos, eu tinha tudo que queria, menos a atenção deles, mas aprendi a viver assim... 22 anos, morando sozinha, trabalhando como modelo, se divertindo pra caramba e conseguindo qualquer garoto que eu queria... é, quem precisa da atenção dos pais mesmo?
Eu e Less entramos no carro, uma BWM M4 Build branca, liguei o radio e estava tocando Starboy do The Weeknd, Less já começou a cantar e dançar, eu prestava atenção pra sair da garagem sem matar ninguém, já que não era muito boa de volante, já bati pelo menos três vezes todo carro que tive e estava estranhando que em 5 meses com a BMW ainda não tinha tido nenhum acidente.
- Então.. vamos falar sobre o role de hoje já que não te dei nenhum detalhe - disse Less.
- Olha, eu agradeço muito, não sei nem pra onde eu to indo na verdade, sorte sua que ainda to saindo do condomínio, senão estaríamos perdidas a esse ponto!
- Ah, é só ir para o 1OAK, aquela balada que fomos uma vez e você ficou bêbada contando pra um cara que queria te pegar o motivo que você tem medo de peixes
Começamos a rir, essa historia era verídica, em um 'role' nessa balada eu fiquei tão mal que comecei a conversar sobre assuntos loucos com um cara que estava do meu lado só porque queria me pegar, um dos assuntos foi meu medo de peixes, eu tentava explicar pra ele o que me assustava nos peixes, e ele não entendia nada. Quando Less chegou para me ajudar, ele sumiu e eu fiquei o resto da noite me perguntando o que tinha feito de errado, até vomitar na saída da balada, é claro.
- Então, algumas pessoas você conhece de roles passados, como Justin, Lana e Dylan - continuou Less - Sabia que o Dylan se assumiu gay finalmente?
- Não brinca!! - me surpreendi e quase bati o carro em uma placa de transito, nós duas nos assustamos, mas eu consegui desviar a tempo. Só conseguia pensar que o acidente da BMW que ainda não tinha acontecido, estava próximo. Mas mantive a calma, e continuamos a conversa como se nada tivesse acontecido.
- Então, ele finalmente se assumiu gay, mas todo mundo já sabia né? Meu 'gaydar' não falha, já te disse - brincou Less. Essa historia do gaydar era por conta de Less ser bisexual, assim como eu, e em todos os roles ela conseguia sempre adivinhar quem era do LGBT - Mas voltando pras outras pessoas.. os que você não conhece, Theo, James e Yan, são uns amores, Theo é bem comportado, o James é um gostoso que é afim de mim e eu só não dou pra ele porque ele não consegue passar um final de role sóbrio! E o Yan é muito engraçado e fofo, loiro dos olhos azuis, um gato que também é afim de mim, mas convenhamos amiga, quem não é?. - concluiu Less
- Olha, eu queria ter essa auto-estima, você que deveria ser a modelo aqui! Larga a advocacia e me substitui nos trabalhos amiga - eu brinquei.
Depois de alguns minutos escutando Less cantar e mandar Snapchat de toda musica que tocava no carro se achando a Kylie Jenner, finalmente chegamos na balada, tive que pagar quase 100 dólares no estacionamento só porque era o mais próximo do lugar e era 24hrs.
Less disse que eles estariam nos esperando na saída do tal estacionamento, já que todos haviam deixado o carro lá também. Então depois de deixar o carro, fomos em direção a saída procurar-los e não foi difícil encontrar.
Já estavam todos lá, Lana, Justin, Dylan e os outros caras que eu não conhecia... Lana era nossa amiga de longa data já, mas havia passado uns anos morando em Nova York, assim como Less, ela pretendia ser advogada, mas ainda estava na faculdade.
Lana era maravilhosa, cabelos ruivos naturais, olhos azuis, e corpo perfeito. Ela era mais comportada que eu e Less, mas isso só até o quarto shot de tequila! Ela também não era tão 'solta' quanto nós, enquanto nós dormíamos com alguns caras sem conhecer-los direito, ela só havia feito sexo com seus ex-namorados, um exemplo de pessoa.
Sobre Justin eu não tinha muito á dizer, alem de que ele era maravilhoso, é claro! Mas eu não o conhecia direito, nos vimos poucas vezes e por pouco tempo, nem sabia que Less havia mantido contato com ele. Minha melhor historia com ele foi um dia que saímos para beber pelas ruas e eu e ele começamos a fazer pole dance nas placas de transito, completamente bêbados! Outra coisa que eu sabia era que ele é podre de rico também, acho que trabalha vendendo carros de luxo e casas com a família, e mora em uma puta mansão, onde sempre dá festas e eu nunca tinha ido em nenhuma, mas isso é tudo informação que Less me deu.
Dylan eu havia conhecido dos roles que eu e Less fomos em bares LGBT, ele jurava ser hétero e que estava lá para acompanhar amigos apenas, mas ninguém aguenta ficar no armário muito tempo e finalmente ele se assumiu gay! Ele é muito divertido, porem também é tímido, mas quando bebe vira outra pessoa, assim como Lana.
Os outros caras, Theo, James e Yan, pareciam ser bem legais também. Cumprimentei todos com um beijo no rosto e um abraço, logo Less me apresentou á quem era quem ali, Theo tinha cabelos castanhos e olhos azuis, tinha jeito de ser um amorzinho, e serio também, como Less já havia me dito.
James, o cara que Less quer transar mas ele sempre fica bêbado, tinha olhos castanhos, cabelo preto, varias tatuagens, certamente fazia academia pois seus músculos eram enormes, sua pele era mais bronzeada, e ele estava fumando cigarro com uma garrafa de Jack Daniels na mão já.
Yan era o loiro dos olhos azuis, também afim de Less, ele tinha um sorisso lindo, e um piercing no lábio, estava bebendo junto com James, pareciam ser amigos de longa data já pois estavam em um papo só deles ali, rindo sem parar.
- Então, vamos entrar já ou querem esperar os bonitos ali terminarem a garrafa? - perguntou Less, fazendo James e Yan olharem para ela imediatamente.
- Eu disse pra eles que não daria pra entrar com essa garrafa dentro da balada! - disse Lana virando os olhos, acho que estava irritada com os caras.
- Vou deixar no carro então, esperem ai. Não posso abandonar meu bebê - James disse enquanto beijava a garrafa, e pegava as chaves do carro no bolso, logo em seguida indo para o estacionamento de 100 dólares que todos haviam deixado o carro.
Todos nos olhamos, ainda estavam todos tímidos, menos Yan, ele parecia ter sei lá, fumado maconha antes de vir, pois não parava de dar risada e estava com um olhar tranquilo admirando as coisas sem sentido ao redor. Resolvi me aproximar de Justin, já que o conhecia mas fazia tempo que não nos falávamos. Ele estava encostado na parede, tinha o cabelo loiro, jogado para o lado, usando uma camisa vermelha xadrez por cima de uma blusa branca, calça jeans clara e rasgada, e tênis branco. Muito estiloso.
- Oi Justin! Lembra do nosso pole dance? - eu encostei na parede junto á ele. Ele imediatamente riu quando eu disse aquilo.
- Claro! Como poderia esquecer.. Eu rasguei uma calça naquela brincadeira! - ele respondeu, me fazendo a rir. Eu nem lembrava desse detalhe!!
O resto do pessoal conversava entre sí, então eu e ele ficamos meio excluídos mesmo, resolvi continuar puxando assunto, ele lembra de mim pelo menos, já é um ótimo passo!
- Então.. o que anda fazendo? Como vai a vida? - soltei perguntas clichês por falta de ideia do que falar mesmo.
- Ah o mesmo de sempre, trabalhando bastante, estou planejando uma festa enorme em casa, talvez na próxima semana.. Gostaria que fosse, mas não tenho seu numero
- Nós podemos resolver esse problema - eu disse rindo, e então ele pegou seu celular e salvava meu numero. - Salva como Meg Delicia - eu brinquei, e ele realmente salvou assim, começamos a rir, ele me enviou um SMS para que eu salvasse o numero dele também.
- Salva como Justin Gostoso então, ai ficamos quites - ele disse, e assim fiz.
- Você conhece quem desse role? - perguntei.
- Alem de você e da Less, a Lana e o James também. Yan, Theo e Dylan são novos para mim, mas já troquei ideia com eles. E você?
- Só as garotas, você e o Dylan.
- Você vai adorar o James, ele é louco! Faz coisas piores que nosso pole dance..
- Será? Acho difícil superar aquele dia hein..
- Vá por mim.. Ele já foi preso varias vezes por loucuras que fez bêbado, mas como é rico paga a fiança sempre e fica de boa, sempre repetindo as mesmas merdas na vida.. Ele é daqueles que usa o lema de 'a gente só vive uma vez'.
Eu e Justin rimos e percebemos James voltando do estacionamento, ele resolveu brincar se ajoelhando em frente a porta do lugar e olhando para dentro.
- Sentirei sua falta bebê! O papai já volta, fica bem, por favor! - James gritava fingindo choro, e Yan entrou na brincadeira indo consolar ele. E voltaram para nossa rodinha rindo do mico que tinham acabado de pagar, vários clientes do estacionamento estavam chegando e saindo a todo momento, e pessoas indo em direção a balada próxima dali, todos vendo o micão que havia acabado de acontecer!
- Podemos ir agora? - disse Lana impaciente.
Começamos a andar em direção a balada, eu fiquei andando mais para trás com Justin, Lana isolada na nossa frente, Yan e James como sempre juntos e rindo muito, Theo estava isolado também e Dylan conversando com Less sobre algo que parecia bem engraçado também, pois Less dava tanta risada enquanto caminhava que quase caiu algumas vezes.


Notas Finais


Comentem o que acharam pois isso me incentiva a continuar!!
Caso queiram me seguir no twitter, meu fc o user é itsraincoatz, o twitter da fic está nas notas iniciais e é isso ai..
Até o próximo capitulo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...