História True Love - Namjin ( Jikook, Vhope, Yoontaeseok) - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, JR, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Jikook, Namjin, True Love, Vhope
Exibições 411
Palavras 1.292
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Porque essa foto? Porque eu amo esse homem com todas as forças do mundo❤ Utt❤
Boa leitura amores.

Capítulo 21 - Coração em pedaços..


Fanfic / Fanfiction True Love - Namjin ( Jikook, Vhope, Yoontaeseok) - Capítulo 21 - Coração em pedaços..

JIN P.O.V

Sai do restaurante sem olhar para trás, não vou negar que tive uma pequena esperança dele vir atrás de mim.. Mas isso não aconteceu.. {…} Cheguei em casa depois de pegar um ônibus que não demorou muito pra passar no ponto que eu estava. Cheguei em casa e já era 13:45, tenho certeza que eu aparentava estar abatido, com um olhar triste, afinal deve ter sido por isso que um estranho me perguntou se eu estava bem.. Eu não queria ver ninguém, apenas deitar e chorar a tarde toda.

-Hobi? -Disse um pouco alto para que em qualquer parte da casa que ele estivesse me escutasse, Fechei a porta, mas não à tranquei.

-SUGA- Oi Jin, o Hobi já foi pro trabalho.. - Ele disse descendo as escadas, mas sem olhar para o chão, pelo fato que estava mexendo no celular.

-O-oi Suga… - "Logo ele? Sério? Obrigada destino" - Verdade, eu havia me esquecido.

-SUGA- Eu quero conversar com você.. - Ele disse sério como sempre, mas pela primeira vez vi que ele aparentava estar tenso.

-Oque foi?..

-SUGA- Eu tenho que te contar algo-o que esta me incomodando.. Na noite passada.. Aquele homem que eu fiz sexo.. O Hoseok me falou quem ele é..

-Tudo bem.. Você não sabia.. - Eu disse interrompendo ele, e subi as escadas, só queria a minha cama.

-SUGA- Hey, miúdo não dê as costas para mim! - Ele disse alto, segurando meu pulso forte me fazendo parar no mesmo lugar.

-SUGA- Olhe para mim! - Ele disse e eu com um pouco de medo ( por já conhecer a personalidade forte dele ) logo eu me virei e olhei nos olhos dele.

SUGA P.O.V

Ele olhou para mim com os olhos cheio de lágrimas, acho que eu acabei assustando ele.

-Eu não queria te assustar-r, desculpa.. - Eu disse soltando o seu braço e limpando as suas lágrimas que escorriam pelas bochechas dele.

-JIN- Eu só não-o queira está loucamente apaixonando por ele-e. - Ele disse em meio de soluços e lágrimas que escorriam sem parar. Eu não sabia o que falar ou o que fazer, então o envolvi em um abraço um pouco distante do seu corpo, eu não gosto muito de contato físico ( só se for na cama), mas ele me apertou forte, e nossos corpos se colaram um no outro, então ele começou a chorar em meu ombro e a falar algumas coisas.

-JIN- Eu sei-i que é o trabalho dele, agora eu entendo-o, mas fui rude com ele, e eu sinto tanta dor ao imaginar-r ele com outros, eu quero tirar ele da minha cabeça-a agora. - A cada palavra triste que ele falava, meu coração de apertava, coisa que era rara acontecer comigo, eu estava me sentido culpado por ter feito sexo logo com o cara que meu melhor amigo estava apaixonado..

-Eu.. Não sei o que falar.. Desculpa..

-JIN- Suga-ah, se eu te pedir uma coisa, você faz? -Ele pediu se desfazendo do abraço e me olhando manhoso.

- Oque?

-JIN- Me fode, por-r favor.. - Ele disse fitando o chão, deixando algumas lágrimas cair no mesmo.

- Oque? Ta louco? Não mesmo!

-JIN- Não sou atraente o suficiente.. É isso? - Ele perguntou me olhando com o olhar mais deprimido que eu já havia visto.

-Ah Jin.. Te acho muito atraente, eu gostaria muito de fazer isso.. Mas eu me sentirei mais culpado depois.. - Eu disse acariciando o rosto do mesmo.

-JIN- Então me ajude a esquecer ele de alguma forma, nem que for por segundos, de algum jeito..

-Vamos pro meu quarto, tenho algo que pode te ajudar.. - Peguei em sua mão e terminamos de subir as escadas, entrando no "meu" quarto.

-JIN- Decidiu que me quer? - Ele disse se sentando na cama.

-Você quer maconha? - Eu disse ignorando a pergunta dele.

-JIN- VOCÊ ANDA FUMANDO NA MINHA CASA YOONGI? - Ele disse exaltado se levantando, e vindo em minha direção.

-YA! Quer ou não tirar ele da cabeça?!

-JIN- Quero-o.. Mas isso é errado.. - Ele disse suspirando em meio de um soluço, mas já havia parado de chorar.

-Confie em mim, uma vez só não mata. - Eu disse soltando uma risada fraca, o mesmo se sentou na cama e ficou me olhando, vendo cada passo do que eu fazia.

-JIN- Oque é isso? - Ele perguntou apontando para o papel de seda que estava em minha boca, enquanto eu destrinchava um pouco da maconha na mão.

-Seda.

-JIN- Pra quê?

- Pra enfiar no me.. Pra bolar o cigarro! - Eu disse um pouco irritado, que pergunta idiota!

-JIN- Nossa.. - Ele disse revirando os olhos e não fez mais perguntas.

Sem muita demora o cigarro já estava pronto,peguei um isqueiro e acendi o baseado dando um trago forte, que apertou os meus pulmões como nunca.

-Pega.. - Eu disse soltando a fumaça pelo nariz, e passei o baseado para Jin que pegou de um jeito desajeitado.

-JIN- É só puxar?..

-É só colocar a boca e puxar Aigoo..

Então ele o fez, colocou o cigarro na ponta do dedo indicador e do polegar, assim como eu havia feito. Ele puxou forte e não conseguiu segurar por nenhum segundo, começou a tossir forte, como eu sabia que era super normal, não me preocupei.

-Continue, está tudo bem, é normal.

Então ele não hesitou, e continuou a fumar, mas com mais calma, e assim conseguiu segurar um pouco mais a fumaça. {…}

O cigarro acabou e na verdade antes mesmo de acabar, o Jin já estava rindo muito, me fazendo perguntas bobas e sem graça alguma, pelo fato de eu estar acostumado a fumar, eu não ficava brisado tão rápido, mas por ser a primeira vez dele, parecia uma criança na chuva.

NAMJOON P.O.V

Sai do restaurante e fui direto para casa do Jackson, eu não sabia o que fazer, eu não sabia realmente. {…} Cheguei na casa de e toquei a campainha, não demorou muito ele abriu a porta.

-JACK- Monnie? Tudo bem? - Ele me olhou assustado, talvez pelo fato que só vinha na casa dele pela noite, quando eu queria transar..

-Não estou nada bem.. - Eu disse enquanto ele me dava passagem para entrar, deixando a porta apenas encostada.

-JACK- Oque aconteceu? Senta aqui. - Ele apontou pro sofá e me sentei, logo ele fez o mesmo.

-Eu estou com o coração partido-o.. Eu fiz o garoto que eu estou apaixonado.. Muito apaixonado.. Sentir dor.. - Eu disse cabisbaixo.

-JACK- Mas isso não é bom?! - Ele disse rindo malicioso.

-Porra Jackson, eu quis dizer que machuquei os sentimentos dele, eu ontem.. Transei com o melhor amigo dele..

-JACK- Nossa Namjoon! Você não tem jeito mesmo..

-Mas transei porque alguem me vendeu! Foi no trabalho.. - Olhei para ele levantando uma sombrancelhas.

-JACK- Você sabe que é o seu trabalho.. Eu não posso fazer nada sobre o que acontece lá.

-Eu sei.. Mas-s.. Ver ele triste e chorando.. Me matou-u por dentro.. - Eu disse um pouco fraquejado, já sentia algumas lagrimas vindo.

-JACK- Ei Monnie, chore, faz bem. - Ele disse pegando em minha mão e me levantando, ficamos um de frente ao outro, e logo o abracei forte, e comecei a chorar em seu ombro.. Apenas dele ser meu patrão, também era meu amigo de época. Nos separamos vagarosamente do abraço e ele roçou nossos narizes, secando minhas lágrimas com seus polegares.

-JACK- Isso vai passar.. - Ele disse e me abraçou novamente. Quando eu ia me separar do abraço ouvimos o barulho da porta ser aberta, afinal não estava trancada, encaramos a porta e eu vi um garoto que eu nunca tinha visto antes..

-???- Estou atrapalhando o casalzinho?

-JACK- Não é o que-e você esta-a pesando…

O garoto deu as costas e saiu batendo forte a porta, o Jackson me soltou e saiu da casa dele indo atrás desse garoto, fiquei totalmente confuso..


Notas Finais


Desculpa os erros e até amanhã.
Kisses bye❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...