História True Love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Casamento, Jelena, Justin Bieber, Selena Gomez
Exibições 68
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Before Everything


Os sinos tocavam e New York se enchia de neve, assim como em todos os outros natais. Justin iria pedir Anne em casamento, havia apenas 3 meses que se conheciam, mas ele iria a pedir em casamento, acho que ele estava tentando repor aquilo que ele havia perdido...

NOW YORK - 4 MONTHS BEFORE ( AGOSTO )

- E aí Justin, vamos sair hoje? - perguntava Selena, disposta a sair naquele dia, muito disposta.

- Pra onde você quer ir? - perguntava Justin colocando o braço no ombro de Selena enquanto eles estavam sentados no sofá assistindo TV.

- Ah, vamos aonde a gente costuma a ir mesmo, aquela boate 1 OAK, sabe?

- Ok, já são que horas? - Justin dizia enquanto estava pegando o celular do bolso para olhar as horas - Deze meia, fica pronta em meia hora?

- Já nasci pronto - disse Selena fingindo ser uma Patricinha e Justin riu.

 

 

- Tá movimentado aqui hoje, né? - Selena disse assim que entraram e Justin deu de ombros.

- Vou pegar algo pra beber - disse Justin - pode já ir subindo pra área que a gente vai mesmo. - ele disse e os dois foram em direções opostas.

P.O.V SELENA

Justin estava demorando - pensei comigo mesma enquanto estava sentada em um sofá com muitos seguranças  ( meus e dele ) estavam por lá.

Decidi ir até o barzinho que ele foi, não estava lá - deve estar no banheiro - pensei.

- E então, já se livrou dela? - escutei uma voz nojentinha meio familiar naquele corredor que ia até os banheiros.

- Disse que ia até o bar pegar algo para beber. - escutei aquela voz que tanto eu conhecia, queria que fosse mentira.

- Então, temos quanto tempo a mais?

- Acho que ela deve estar preocupada já, tenho que ir - olhei para a parte em que ele estava e vi ele dando um selinho nela e saindo como se nada demais tivesse ocorrido naquele instante. Decidi dair antes e voltar para onde estava e sentar no sofá onde eu estava mesmo.

Sabe com quem ele estava? Com uma patricinha chamada Jessie, que queria fama e fazer a impresa do pai ser mais famosa por ela estar com ele, e não se importava se ela estava destruindo casais, ela se dizia fã, perguntei se ela conhecia algumas músicas no dia em que ela foi no back stage ( o pai pagou uma fortuna para isso) e ela disse estar nervosa por conhecer o ídolo e ela é péssima atriz,  mas pro Justin, o que ele queria? POR QUÊ ? POR QUÊ, COMIGO PORRA!

A donzela Bieber havia chego, com duas bebidas na mão,  veio me oferecer e eu recusei, foi sentar do meu lado, eu arredei, tentou me dar um beijo, não dexei.

- O que houve? - ele perguntou,  se a carreira de cantor parasse, a de ator estava aí!

- Não sei, pergunta pra Jessie. - ele me olhou boquiaberto.

- Não é nada disso do que você está pensando.

- Qual é Justin, da primeira vez - com ela - eu perdoei, eu não estou pensando nada, eu tenho certeza - eu disse me levantando e indo embora pra minha casa, eu ficava a maior parte do tempo na dele, mas depois pegava o que fosse meu e tivesse ficado na casa dele, não me importava.

P.O.V JUSTIN

Ok, admito, da primeira vez eu posso ter feito algo, mas dessa eu não fiz. Eu estava indo até o bar e quando olhei para o lado, Jessie estava lá, e com um canivete e ameaçou enfiar em mim. Melhor era previnir e ir com ela, ela era doida e só naquele momento me arrependi de não tee acreditado no que Selena havia dito.

- Sentiu minha falta, Bieber? - ela disse tentando me imoressionar.

- Não - eu disse, mas tentei entrar no jogo, ia fingir sentir - na verdade - eu disse tentando imopressionar - fiquei pensando todo esse tempo em ti.

- E então, já se livrou dela? - ela disse fazendo uma voz nojentinha.

- Disse que ia até o bar pegar algo para beber.

- Então, temos quanto tempo a mais?

- Acho que ela deve estar preocupada já, tenho que ir - disse e dei um selinho nela pra disfarçar e senti que tinha alguém ali, mas não dei importância, tinha que falar com Selena.

Ela começou a ficar estranha e eu perguntei o que houve e ela disse aquilo. Tentei falar só que ela não deixou - parecia um filme - e foi.

Quando cheguei na rua ela estava ligando para alguém, era um amigo dela que eu meio que achava que tinha segundas intenções com ela, era Zeke.

- Alô?  Pode me buscar? - ela disse chorando e ele disse algo - ok, to naquela boate. Beijos.

Decidi mandar uma mensagem pra ela : 

" Selena, Jessie me ameaçou eu ia te contar isso assim que cheguei, ela tinha um canivete "

Quando fui apertar em enviar a bateria acabou, Droga de destino! E Zeke chegou cinco minutos depois e Selena o abraçou e o beijou. 

Sempre que ela estava com ele ela ficava tão feliz.

Voltei para lá e tinha algumas meninas querendo tirar foto na porta e eu tirei com uma cara de bosta.

Me sentei em uma das cadeiras do bar, ia beber, e muito.

- Oi - disse uma menina loira e muito linda, linda pra caralho.

- Oi - respondi olhando pra frente.

- Decepções amorosas?

- Como sabe?

- Meio que ... vi - ela disse meio envergonhada - descilpe, não pude evitar. Eu sei que é meio chatinho mais sou super sua fã e ... Não pude evitar.

- Am  - dei de ombros.

- Prazer, Anne.

- Sou Justin.

- Eu sei.

- Saudades da época que ainda podia me apresentar.

- Me desculpa - ela dise - sempre quis te conhecer, mas não imaginei que fosse numa situação dessas.

- Ok.

Começamos a conversas de coisas aleatórias e pasei meu número e o dela tive que anotar, pois meu celular estava sem bateria. Ela era muito legal e linda.

"Brigar comigo não vai resolver o problema, fale comigo, nós podemos resolver, eu e você,  nenhuma outra opção"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...