História True "Love" Story - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias How I Met Your Mother
Personagens Barney Stinson, Lily Aldrin, Marshall Eriksen, Personagens Originais, Robin Scherbatsky, Ted Mosby
Tags Amor, Barney Stinson, Daisy Eriksen, Desejo, Elle Stinson, How I Met Your Mother, Lily Aldrin, Luke Mosby, Marshall Eriksen, Marvin Eriksen, Penny Mosby, Professor, Proibido, Robin Scherbatsky, Romance, Ted Mosby
Visualizações 6
Palavras 650
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Hey, Skywalker! (Introduction)


— Hey, Barb! - exclamou Elle sorridente enquanto se aproximava da futura senhora Eriksen. — Então quer dizer que o Marv depois de o quê? Uns... Seis meses desde que foi para a Itália. Como se sente?!

Disse depois de se sentar na mesa do bar MacLaren e colocando a bolsa do seu lado esquerdo enquanto pedia um garçom para lhe atender. Carl MacLaren Junior em um instante foi atendê-la.

— Um Robin Scherbatsky, por favor Junior. E para nossa amiga, Barb um...

— Uma água. - disse Barb com o fio de voz que ainda tinha enquanto ficava nervosa só em pensar que Marvin Eriksen iria voltar.

É sempre a mesma coisa. Barbara se entrega demais a Marvin, os dois namoram, um dos dois surtam, ficam um tempo separados, porém sempre volta. Elle já estava cansada da mesma coisa. Revirava os olhos enquanto refazia o pedido de Barb.

— Um whisky Johnnie Walker para nossa amiga aqui, Junior. - respondeu ao mini Carl que foi direto ao balcão preparar a bebida.

— Jura?! São dez da manhã, o bar está vazio querida Ellie.

— Eu estou aqui para te ensinar a viver. Da melhor maneira, Barb. - disse enquanto trocava de lugar para se sentar perto de Barbara enquanto segurava a cabeça da sua amiga, apoiando-a em seus ombros. — Além do mais, meu pai é o Barney Stinson!

O coroa de cinquenta e cinco anos estava entrando nas portas do bar quando viu sua filha preferida - e única - sentada em uma mesa ao lado de sua melhor amiga.

Baby Ellie, procurei em toda parte. Um gim com tônica, mini Carl! - se interrompeu gritando para Júnior, que revirava os olhos enquanto sonhava com o dia de que aquele homem sem juízo algum, um dia seria seu sogro.

— Não diga a mamãe que estou aqui, Barney! - avisou logo Elle.

— Eu nem falo com a Thirty-one!

Barbara se levantou e foi embora, viu que ali começaria uma enorme discussão.

— O nome dela é Chloe, Barney! E é minha mãe.

- É um apelido carinhoso, querida. - diz afrouxando o nó na gravata. — E ela está lá com aquele tal de Gerald, Gary, Gayle...

— Gregory! - diz Ellie revirando os olhos o nome do padrasto. Barney com o olhar de nojo, ajeita seu cabelo e Elle logo estranha. — Barnabas Stinson! Está apaixonado pela minha mãe?

Porém antes de ser dita aquela frase, Júnior havia chego com suas respectivas bebidas e Barney tinha dado um grande gole na sua, se permitindo cuspir surpreso logo em seguida.

— O quê!? E-eu n-ão a-a-amo a-a... Puft! Tá, talvez, só talvez, eu tenha começado a senti uma atração por Stephanie.

— Chloe.

— Chloe Stephanie. Sabe que eu amo esse nome dela? - diz Barney com cabeça nas nuvens.

— E pelo visto, nem só isso. Mas por que tanta raiva? Barney, o amor é lindo! É o que fazemos de melhor.

— Eu sei. É só que... Eu já fui casado. Eu já amei a Robin mais do que a mim mesmo e eu jurei que moveria céus e mares pra ter o que ela quisesse ter. Ela pediu o divórcio. Eu não queria...

— Mas, na história do tio Ted...

— Uma história sempre tem seus lados, acredite. Eu amava a Robin. E não acho que eu seria capaz de me doar para outra mulher. Já estou velho e já tenho a mulher da minha vida. Você.

Elle então se sentou ao lado de seu pai que a abraçou de imediato. Porém sentiu seu pai erguer sua cabeça por cima de seus ombros e ficou confusa.

— Luke!? - interrogou e exclamou Barney. - Luke! - concluiu feliz e rindo a toa. Amava demais aquele menino.

Elle então se virou para ver o que o seu pai estava vendo.

— Padrinho! - exclamou Luke sorrindo e indo em direção a mesa deles sem se dá conta de Elle, até que escuta um pigarro da mesma. — Elle? 


— Hey, Skywalker! 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...