História True Loves - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hashirama Senju, Ino Yamanaka, Izuna Uchiha, Kagami Uchiha, Karin, Konan, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Pain, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shion, Shisui Uchiha, Tobirama Senju
Tags Colegial, Deidara, Izuna, Naruto, Obidei, Obito, Pain, Painaru, Painnaru, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Tobidei, Tobiizu, Tobirama, Tobizu, Yaoi
Exibições 164
Palavras 2.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yooo^^
Yagura: Deixa eu adivinhar, você vai pedir desculpas por ter demorado? É uma cara de pau mesmo.
Ain, deixa de ser chato, eu tô sem celular ainda T_T
Yagura: Grande desculpa...
Nem preciso dizer né? Desculpa demorar.
O capítulo não ficou tão grande como os outros, mas espero que gostem ^^
Desculpem os erros e boa leitura.

Capítulo 16 - Revelações - Final


Fanfic / Fanfiction True Loves - Capítulo 16 - Revelações - Final

Naruto segurava firmemente um travesseiro em suas, enquanto olhava Pain dormir pela pequena abertura da porta, Não sabia o motivo de estar olhando-o de longe, já que poderia fazer isso de perto, afinal, dormira no quarto dele noite passada.

Admitia para si mesmo que estava começando a sentir algo forte pelo primo, algo muito além de uma simples atração. Isso o preocupava bastante, pois sabia que Pain não iria querer ter nenhum relacionamento sério, afinal, desde o inicio os dois deixaram claro que não tinham sentimentos envolvidos na relação deles.

Mas então, por que o loiro sentia que seu coração acelerar quando estava perto dele? Por que sentia-se tão incomodado com o fato de Pain não sentir nada por ele? E por que essa súbita vontade de chorar tão de repente?

Apertou o travesseiro mais forte em seus braços e balançou a cabeça, afastando tais pensamentos. Era tanta coisa acontecendo em tão pouco tempo. Além de estar apaixonando-se pelo primo, ainda tinha a sua mãe, que não podia desconfiar de nada. 

Como sua vida pôde complicar tanto em tão pouco tempo?

Respirou fundo e continuou observando o ruivo pela fresta da porta. Para ele, os momentos que passaram juntos pode não ter significado nada além de uma distração, mas para Naruto, cada um deles foi especial.

Seria difícil lidar com tais sentimentos agora.

Não muito longe de onde o loiro estava, Deidara observava o irmão. Já estava mais do que na cara que Naruto sentia sim algo á mais pelo primo, e também estava na cara de que ele estava sofrendo com isso, embora não fosse muito, por enquanto.

Aproximou-se do mesmo e segurou seu braço, chamando a atenção do mesmo.

- O que foi? - Perguntou o mais novo em voz baixa.

- Estamos atrasados, vem comigo que eu cuido desses arranhões hn - disse o mais velho, referindo-se aos machucados que o mais novo fez ao cair da janela na noite passada.

Naruto assentiu e seguiu o irmão até o seu quarto. Deidara pegou algumas faixas e curativos para colocar nos braços do mais novo. Aproveitando que estavam sozinhos, o mais velho decidiu perguntar:

- Você estava observando o Pain agora a pouco, não estava? - Perguntou normalmente, o outro assentiu. - Você está gostando dele, tenho certeza hn.

Não fora uma pergunta, mas mesmo se fosse, o mais novo não negaria.

- Eu sei que eu não devia, mas aconteceu - comentou desanimado. - E ainda tem a mãe, se ela descobrir estamos ferrados.

O loiro assentiu com a cabeça.

- Eu também não comentei nada com ela ainda - contou o mais velho. - Mas olha, faça o que for melhor para você, talvez um tempo ajude.

- É, eu estou precisando mesmo de um tempo para pensar - concordou Naruto. - Eu só queria que ele sentisse o mesmo por mim.

Deidara sorriu para o irmão e afagou seus cabelos.

- Vai ficar tudo bem hn - acalmou ele. - Afinal, o Pain não sentiu ciúmes naquele dia por nada.

O outro loiro assentiu, sorrindo com as lembranças.

- Tem razão - concordou ele. Já que estavam conversando sobre esse assunto, o mais novo decidiu perguntar algo ao irmão. - Eu também percebei que estava meio estranho ontem, o que aconteceu?

Deidara suspirou antes de responder.

- Konan falou comigo ontem hn - respondeu suspirando.

- O que ela te disse? - Perguntou o loiro com raiva.

O mais velho contou sobre sua conversa com a garota ao irmão, abaixando o olhar para disfarçar o desânimo.

- Ei, não ligue para o que ela diz - esbravejou o mais novo. - É claro que o Obito gosta de você, aquela idiota só estava tentando confundir sua cabeça, qualquer um vê que aquele Uchiha é apaixonado por você e você por ele.

- É, nisso você está certo hn - comentou Deidara, um pouco sem graça.

Naruto sorriu e puxou o irmão para fora do quarto.

- Agora tira essa expressão triste do rosto e vamos pra escola - insistiu ele. - A gente tem um monte de pessoas para zoar hoje.

O mais velho sorriu assentindo. Afinal, ficar triste não adiantaria nada.

=============================================================

Tobirama estava planejando conversar com Kabuto antes de ir para a escola, assim poderia tirar suas dúvidas. Ele não morava muito longe, então daria tempo de vê-lo e ir para a escola.

Ao chegar perto da casa dele, viu o mesmo saindo. Respirou fundo e rumou até ele.

- Oe Tobi, o que faz aqui? - Perguntou Kabuto ajeitando seus óculos.

O Senju odiava esse apelido.

- Preciso conversar com você - disse ele seriamente. - Por que contou aos meus pais que estou... Você sabe... Namorando.

O outro deu um pequeno sorriso e ajeitou os óculos novamente.

- Bem, eles perguntaram... - Respondeu normalmente.

- Você sabe como eles são, por que não mentiu? - Perguntou bravo. - Se eles souberem de mais alguma coisa eu estarei ferrado, é isso que você quer?

O outro apenas negou com a cabeça.

- Não é a minha intenção, achei que não faria mal comentar apenas aquilo - respondeu simples.

- Não fez mal, mas mesmo assim, não fala mais nada pra eles, por favor - pediu ele.

- Tudo bem, tudo para o meu primo preferido - disse ele, ajeitando os óculos mais uma vez.

O outro suspirou aliviado.

- Valeu então, eu vou indo - anunciou o Senju, saindo em seguida.

Milhares de pensamentos circulavam em sua mente. O que Kabuto realmente queria ao comentar aquilo com sus pais? Sabia que, o primo não iria querer prejudicá-lo, afinal, sempre foram bons amigos, apesar de distantes, mas mesmo assim, tinha certeza de que ele não queria fazer-lhe mal.

Então o que era? Quais eram suas reais intenções?

Ao menos, estava seguro de que ele não contaria mais nada. Isso deixava-o aliviado.

- Bom dia! - Alguém gritou e agarrou seu braço, fazendo-o assustar-se, mas sorriu ao ver que era Izuna.

-  Bom dia - respondeu sorrindo, afagando os cabelos do Uchiha.

Izuna parecia estar animado de mais para uma segunda-feira de manhã.

- Você estava tão distraído, tá tudo bem? - Perguntou preocupado.

O outro assentiu com a cabeça.

- Está sim, eu só estava pensando - respondeu normalmente. - Mas você parece feliz de mais, o que aconteceu?

O moreno sorriu ainda mais.

- Sabe o que eu fiquei sabendo hoje de manhã? - Perguntou animado. - Eu descobri que o Madara e seu irmão estão trocando mensagens desde aquele dia.

O outro assustou-se levemente.

- Sério? - Perguntou retoricamente. - Bem que eu vi o Hashirama grudado no celular esses dias, se esses dois virarem amigos mesmo, meu irmão vai deixar essa carência dele de lado.

- E o Madara vai parar com aquele mau-humor do cão - completou o moreno rindo.

Não demorou muito para que os dois chegassem na escola, e assim que encontraram seus amigos, Izuna começou a gargalhar.

- Meu Kami, vocês estão péssimos - disse rindo, sendo acompanhado por Sasuke.

- Vocês riem porque não foi com vocês - reclamou Naruto.

Shisui estava com um curativo na cabeça por causa do incidente com o celular, Naruto estava com os braços enfaixados, Obito ainda estava com pequenas manchas de sombra nos olhos e Sakura estava com uma faixa na testa por ter batido a cabeça durante a noite.

- Quando eu acordei, o Shisui estava com um galo enorme na cabeça - comentou Obito rindo. - Quando eu vi, falei "sai demônio".

O outro Uchiha revirou os olhos.

- Cala a boca idiota - reclamou ele. - Você tá parecendo um zumbi com essa maquiagem nos olhos.

Izuna e Naruto trocaram olhares cúmplices.

- Falando em ti Obito, melhorou das drogas? - Perguntou Izuna rindo.

- É cola - corrigiu Sasuke.

Obito revirou os olhos.

- Eu nem falei nada demais - indagou o Uchiha. - Vocês que inventam confusão por tudo.

- Verdade hn - concordou Deidara para apoiar o namorado.

Shion estava mexendo em seu celular, e logo lembrou-se de mostrar a foto de Naruto todo arrebentado no chão para todos.

E claro, eles riram do Uzumaki.

- Isso não tem graça, eu me machuquei de verdade - reclamou o loiro, indignado com todos.

Tobirama aproveitou que todos estavam rindo do loiro e foi conversar com a amiga.

- Então, como foi passar a noite aqui com o Uchiha? - Perguntou em voz baixa, assustando a amiga.

- F-Foi normal, nada demais aconteceu - respondeu normalmente, cruzando os braços. 

- Uhum sei - murmurou ele, não acreditando.

Ela suspirou e riu.

- Foi normal mesmo, tirando o fato dele ficar se escondendo no escuro, o que resultou nisso - comentou ela, apontado para a faixa em sua testa.

Sasuke bufou.

- Eu não tenho culpa de você ser lerda - defendeu-se ele. - Não estava difícil me encontrar.

Naruto riu, lembrando-se de algo.

- É mesmo, lembram do que o teme falou? "Siga o som da minha voz" - comentou rindo.

- Cala a boca idiota, pelo menos eu não caí da janela - revidou o Uchiha.

Os dois voltaram a discutir, e Shisui olhou tristemente para o seu celular com a tela rachada.

- Desse jeito, eu vou ter que comprar aqueles Nokia tijolão pra não rachar a tela - comentou tristemente.

- Ai se ele cair na sua cabeça você morre - completou Izuna.

Obito aproveitou que Deidara estava distraído e desamarrou seus cabelos, fazendo-os caírem sobre seus ombros.

- Por que fez isso hn? - Perguntou docemente.

- Amorzinho, você prendeu seu cabelo de qualquer jeito, deixa eu arrumar pra você - pediu o Uchiha, tirando uma escova de cabelo da mochila.

Por que ele tinha aquilo na mochila? Ninguém sabe.

- Tudo bem hn - assentiu o loiro normalmente, afinal, sempre teve preguiça de ficar penteando os cabelos.

Já o Uchiha, amava ficar mexendo nos cabelos do namorado.

- Gente, ontem eu descobri como viajar no tempo - comentou Obito, fazendo os outros revirarem os olhos.

- Lá vem merda - murmurou Shisui.

- É só você ficar de frente para um relógio e fechar os olhos, você irá para dez segundos do futuro - explicou animado.

Os outros bateram em suas próprias testa.

- É cada coisa que eu sou obrigado á ouvir nessa escola - lamentou Sasuke.

- É por isso que você é meu ídolo - brincou Naruto.

- Daqui á pouco vão te proibir de usar cola - comentou Izuna.

Eles continuaram rindo e xingando Obito até que sinal que indicava o inicio das aulas batesse. Todos suspiraram e seguiram para suas salas.

- Você vem? - Perguntou o Senju á Izuna.

- Depois, preciso ir á um lugar antes - respondeu, dando um rápido beijo no outro em seguida. - Te vejo na sala.

O outro assentiu e Izuna correu para um local que conhecia bem.

O Uchiha podia ser bobo, mas nem tanto, sabia muito bem que alguém estava incomodando o Senju, também sabia quem era, e estava indo agora resolver este problema.

Por sorte, encontrou Kabuto no local esperado. Não que ele tivesse combinado com ele nem nada, apenas esperava encontrá-lo lá.

- Eu vou ser direto - disse ele, chamando a atenção do outro garoto. - Eu sei que é você que está incomodando o Tobirama, deixe-o em paz, se tiver de resolver algo, resolva comigo.

Kabuto arqueou uma sobrancelha e encarou o Uchiha. O que aquele pirralho queria consigo?

- Isso não é da sua conta - respondeu simples.

Izuna cerrou os dentes.

- Claro que é! - Gritou. - Acha que não sei de suas intenções? Preste atenção, eu não sou paciente e nem bonzinho como o Tobirama, então não se meta mais entre a gente.

Kabuto riu sarcasticamente enquanto ajeitava os óculos.

- Isso é uma ameaça? - Perguntou sarcastico.

- Não, é um lembrete - avisou Izuna, saindo de lá em seguida.

Kabuto não sabia bem o motivo daquele baixinho ter ido lá gritar com ele. Mas se ele realmente sabia de suas intenções, seria apenas mais um motivo para se meter entre ele e seu querido Tobi.

 

  


Notas Finais


No próximo capítulo começarão as complicações.
Quais serão as intenções do Kabuto?
Obito me surpreende cada vez mais kkkkkkk
Tadinho do Naruto :(
Espero que tenham gostado <3 Comentem ^^ Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...