História Trust Me — Markson - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, Mark
Tags Markson
Visualizações 43
Palavras 1.133
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pra começo de conversa, eu fiz essa OneShot, baseada em um filme que eu assisti, não é a história completa, fiz por partes. Só coloquei as partes mais "importantes", e que me chamaram bastante atenção!

Se quiserem saber o nome do filme me perguntem, assim vocês saberão como é a original!

Sem mais delongas, boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo único


— Eu tenho o sonho de voltar para Nova York, e ser um grande dançarino - Mark falou colocando um batata frita em sua boca - Mas eu preciso de dinheiro para isso - suspirou.

— Eu vou te ajudar, vamos dividir o mesmo sonho! - falou Jackson sorrindo para Mark.

***

— Sabe, eu já tenho uma quantia em dinheiro, é pequena, mas se juntarmos, conseguimos! - Mark se jogou em sua cama suspirando.

— E como você consegue essa grana? - o chinês perguntou ficando de joelhos ao lado de Mark.

— Eu trabalho! - falou sorrindo se sentando - Não é um trabalho muito bom, mas foi a única "maneira", digamos assim, que eu consegui para trabalhar, já que ainda sou menor de idade - falou se levantando e pegando o notebook - Você vai achar estranho, mas por favor, não me julgue, me apoie, afinal, estamos dividindo o mesmo sonho agora! - olhou Jackson.

— Claro, estamos juntos nessa! - o chinês sorriu.

Mark se levantou, caminhando até um armário e pegando uma caixa, tirando de lá, duas máscaras, que cobriam somente a parte dos olhos e nariz. Mark colocou uma em Jackson. O chinês estava confuso, mas não perguntou nada.

— Espere aqui, eu já volto! - Mark falou caminhando até seu guarda roupa e tirando de lá uma caixa, e caminhou para o banheiro.

Algum tempo depois, Mark, voltou vestindo roupas femininas. Wang arregalou os olhos, logo sorrindo.

— Você fica bonito vestindo esse tipo de roupa - sorriu sem mostrar os dentes - Mas eu ainda não entendi!

Mark caminhou até a cama de novo, ligando o notebook e colocando em um site Online, onde garotas e garotos ficavam online para caras pervertidos.

— Jack, vem cá! - Mark o chamou.

Jackson se aproximou de Mark. Os dois estavam ajoelhados  na cama. O mais velho começou a tirar a jaqueta do chinês, logo a camisa, desabotoou a calça de Jackson. Wang não fazia nada, só obserava o que seu hyung fazia, afinal, como ele disse, estavam juntos. Ese fosse para realizar o mesmo sonho que tinham, iria topar qualquer coisa que fosse preciso.

— Deixa eu te explicar - se pronunciou Mark, se aproximando de Jackson, colocando suas mãos na cintura do chinês, deixando seus corpos colados - Estamos ao vivo, praticamente em um site para caras pervertidos, que querem bater uma. Usamos essas máscaras para cobrir nossos rostos, para não sermos reconhecidos depois - um barulho vindo do computador foi ouvido.

— O que foi isso? - Jackson perguntou olhando Mark.

— Alguém acabou de nós dar 1.000  wons, sem termos feito nada - revirou os olhos -  É assim que eu trabalho. Não precisa fazer isso comigo, ok?

— Não tem problema, se é assim que conseguiremos dinheiro, também irei participar - olhou Mark, que sorriu ladino.

— Ok! Então confie em mim!

Mark começou a passar suas mãos pelo corpo do chinês. Jackson, ainda tímido, começou a fazer a mesa coisa. Mark começou a distribuir selares pelo pescoço de Jackson.

— Vamos provocá-los um pouco! - sussurrou Mark no pé do ouvido de Jackson.

Mark voltou a deixar selares no pescoço de Jackson. Começou ir pouco mais além, assim como Jackson, que começava a levantar a saia que o mais velho usava, como também, passar a mãos pelas coxas de Mark, dando leves apertos. Mark começou a distribuir beijos pelo peitoral de Jackson. Isso começou a fazer com que as pessoas que os assistiam, desses dinheiro para eles. Mark sorriu olhando para a tela do notebook.

— Mark, sério, algo está começando a despertar - Jackson falou jogando a cabeça para trás - Não faz isso comigo não!

— Por que não? - perguntou rindo - Isso seria bom, não seria? - Jackson o olhou.

Wang não aguentou e atacou os lábios do mais velho, um beijo quente e necessitado. Mark retribuiu da mesma forma. Jackson deitou Tuan na cama, ficando por cima do mesmo, sem parar o beijo. Wang fez com que Mark entrelaçasse suas pernas na cintura de Jackson. Antes de pararem o beijo, Jackson puxou o lábio inferior de Mark, com certa força.

— Sabe, acho que não precisamos dessas máscaras - falou Jackson tirando a sua e a de Mark.

— Claro que sim, o notebook ainda tá ligado!

— Não está mais! - Jackson falou desligando o notebook.

— Idiota!

***

— Conseguimos uma boa quantia, mas não o suficiente! - Mark falou contando o dinheiro que tinham conseguido.

— Mas ainda vamos conseguir! - Jackson falou abraçando Mark de lado.

— Claro que vamos! - pausou - Mas, eu quero ir logo, não quero ficar mais aqui! Sabe, eu estava pensando, e se, eu comesasse a marcar encontros, com as pessoas do site? - Mark perguntou.

— Mark, isso já é passar dos limites, seria muito arriscado!

— Jackson, não estou falando que você precisa participar, e sim eu, Jack, me apoie, estamos dividindo o mesmo sonho.

— Tudo bem - suspirou - Mas não irei deixá-lo ir sozinho.

— Você não precisa faz... - Jackson calou Mark com um beijo.

— Eu quero, como você mesmo disse, estamos dividindo o mesmo sonho!

***

— Está pronto? - Mark perguntou para Jackson que negou - Tudo bem, eu também não estou - riram - Ainda da tempo de você ir!

— Não!

— Tá! - Mark se aproximou de Jackson o beijando - Vamos?

— Sim!

Os dois sairam do carro, caminharam e pararam em frente a porta da casa.

"Era o primeiro trabalho deles"

***

Jackson terminou de arrumar sua mochila com a roupa que iria fugir. Jackson e Mark conseguiram a quantia de dinheiro para ir a Nova York. Jackson saiu do quarto indo para a cozinha, encontrando seu pai.

— Bom dia, Jack! - cumprimentou o Wang mais velho.

— Bom dia, appa! - Jackson respondeu, se aproximando de seu pai, o abraçando como nunca havia o abraçado antes, afinal, seria a última vez que veria seu pai?

O Wang mais velho estranhou, nunca mais tinha recebido um abraço ou demostração de carinho do filho, mas mesmo assim, correspondeu o abraço.

— Eu te amo, appa! - falou se segurando para não chorar.

— Eu também!

— An - se afastou - Então, eu já vou para a escola - pegou sua mochila colocando nas costas.

Antes de sair, Jackson, novamente abraçou seu pai.

***

— Você não falou nada até agora! - Mark falou dirigindo - Por acaso... - riu nasal - Desistiu?

— Não, claro que não, mas, eu estou abandonando meu pai - falou olhando Mark.

— Ah, eu não acredito, você desistiu! - Mark falou sentindo seus olhos marejarem.

— Não, eu não disse isso, Mark!

— Você não me ama!

— O que? Claro que te amo, Mark! - Jackson levantou o tom de voz.

— NÃO, VOCÊ NÃO ME AMA!

"Acho que foi bom ter te conhecido, Mark. Passamos por muitas coisas, fizemos muitas coisas, nos amamos. Eu confio em você. E, ainda sei, que vamos realizar nosso sonho"

— Jackson Wang 


Notas Finais


Me desculpem os erros!

Tchu Tchu Tchu Tchu ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...