História Trust Nobody - Jelena!❤✴ - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Alfredo Flores, Ashley Benson, Charlie Puth, Chaz Somers, Cris, Demi, Hailey Baldwin, Jelena, Justin Bieber, Ryan Butler, Selena Gomez, Vanessa Hudgens, Zayn Malik
Exibições 103
Palavras 2.217
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom esse é o 1° capítulo, espero que gostem. 😘

Capítulo 2 - " Não tenho medo de vocês. "


Fanfic / Fanfiction Trust Nobody - Jelena!❤✴ - Capítulo 2 - " Não tenho medo de vocês. "

        Pov's of Justin Bieber. 

Acordei às 18:15 da tarde, dormir muito, mas mesmo assim não vou mentir estou um pouco cansado. Os Brothers pediram para nos encontrarmos no bequinho que fica um pouco afastado das luzes da cidade. Achei uma ótima idéia, afinal precisamos tratar de faturar o quanto antes. Nesse mês, as missões estão poucas, sem contar que embora eu sendo um empresário e sócio, o que eu gosto mesmo de fazer é juntar com a minha quadrilha. São entorno de 46 pessoas ao todo, mas os mais confiáveis são Ryan, Chaz, Cris, Alfredo, Jaden, Shawn, e o Zayn. 

Só que de uns tempos para cá, o Zayn anda muito suspeito, ele na verdade nunca foi o meu amigo, amigão. Mas pelo fato de ser eficiente, e muito qualificado, tem sido de muita ajuda para a gang. MAS, PORÉM, ENTRETANTO, é bom ficar de olho, afinal sei o quão ele quer estar aonde eu estou.

(☇☇☇) 25 minutos depois...

    Terminei de tomar banho e já vejo que o meu mal humor voltou, espero que os caras não se atrasem, odeio atrasos, odeio que me deixem esperando e mesmo assim não sou pontual. Às vezes, eu até me supero já outras eu me desespero. 

Ao decer as escadas vejo a minha prima de 4° grau , consideramos mais ou menos assim, bufo e reviro os olhos , ela se chama Hailey Baldwin. Tem 20 anos e é uma loira bonita, ficamos algumas vezes nada sério. Embora ela não admitindo sei que ela gosta muito de mim, como sei!? Pela sua forma controladora, manipuladora, obsessiva e iludida. Nada contra, mas eu não quero nada a sério, não me apaixono por ninguém e nem me prendo a ninguém. E além do mais ela não faz o meu tipo, gosto das morenas. 

A mesma me abraça forte, como se quisesse não desgrudar nunca mais. Apenas retribuo e logo me distancio do seu grude. 

--- Oi!? Boa noite, neh!? Tá tudo bem, maluquinha!?. --- Pergunto a mesma assenti e rir. Quando pequenos eu a chamava de maluquinha, pois ela sempre batia nas meninas que queriam namorar comigo. Isso é bem ridículo , mas nada a declarar. 

---- Sim, sim por que não estaria, só estou feliz, ué não posso não, meu pudinzinho!? ---- A mesma fala debochada, reviro os olhos pelo apelido e bufo. 

---- Já disse para não me chamar assim e não, só te achei mais melosa do que já é. --- Falo já sem paciência, que saco, a mesma rir e me dá um selinho de supetão.  

---- Deu, preciso sair,  depois se falamos. Ah, você sabe se a Domenica já foi para casa!? --- Falo e a mesma me olha com cara de tédio e bufa. 

--- Aquela velha!? Ah, sim já foi. Ela disse que se você quiser comer tem a lasanha quentinha na mesa e aonde você vai, posso saber!? --- Ela fala e eu apenas bufo. 

--- Não! -- Falo já impaciente, ela sabe mais que ninguém que eu odeio pessoas inconvenientes. 

--- Sim!

--- Não te interessa!

--- Me interessa sim. Vai encontrar com outra vadia, neh!?

---- Que saco eu já disse que NÃO TE INTERESSA! --- A mesma rir e se aproxima aos poucos de mim, lambe os lábios e tenta me encarar de uma maneira sexy , faço é rir. Se ela acha que eu vou caí nisso e dizer, que pena , pois a mesma está muito enganada se acha isso. 

---- Não funciona esse seu joguinho, se quiser ficar aqui sozinha que fique, mas se quiser ir embora espera até eu estiver a 1km de distância, não quero correr o risco de que você faça me seguir. --- Falo e a mesma muda seu sorriso cínico ,para um de que está desapontada com a minha astúcia .

---- Nossa baby, assim você me ofende. Eu apenas queria saber  aonde o meu pudizinho vai, não sou nenhuma psicopata que irá te seguir para todo lugar. --- Ela fala cínica e fingi uma cara de ofendida, faço é rir. 

---- Sei, mas de qualquer forma é bom prevenir do que remediar . E além do mais, você fala como se nunca tivesse feito isso. Já chega, depois conversamos. Só para ter certeza Derek estará aqui por precaução, até eu sumir da vista dessa mansão e nem pense em bancar a espertinha, já estou sem paciência com suas brincadeiras. --- Falo num tom rude e a mesma assenti , depois rir maliciosa.  Derek é um dos meus seguranças mais hábeis. 

---- Tá, se você quer assim. Mas sabia que irei descobrir qual é a vadia da vez. --- Ela fala com uma voz estridente e irritante. 

--- Se ao menos tivesse, mesmo assim não tenho que te dar satisfações de quem eu saio ou deixo de sair . --- Falo já sem paciência.  ----- Vou ter que ir , mas já sabe. --- Ela rir e me dá um selinho, logo distancio e saio do cômodo, sem deixar a mesma falar. 

  ........ 

     Estou a caminho do tal beco, a rua estava um pouco escura, aos poucos as luzes da mesma apagava e ligava. Não havia muita movimentação. Por sorte, a Hailey não me seguiu e de acordo com o Derek , a mesma resolveu ficar por lá mesmo. Ao chegar próximo ao beco, deixo minha Lamborghini meio que escondida, por que para roubar é daqui para li. Avisto de longe, aqueles olhos cinzas, Ryan, depois de mim ele é o cabeção da clã. Ele alarga um sorriso e eu reviro os olhos. Fazemos o nosso toque de manos e logo vamos caminhando a passos largos no tal lugar, que se encontram os outros caras.O local estava iluminado com lanternas.

---- Jay Bee, atrasado como sempre!!! --- Ryan fala debochado e eu apenas bufo. Engraçadão!

---- Ha Ha ha, olha me respeita, Larissinha! --- Falo num tão brincalhão e o mesmo rir, chamo ele às vezes assim. 

--- A Margarida apareceu! Até que  enfim. --- Dessa vez, Zayn aparece do nada quase me dando um susto e fala. Reviro os olhos e riu cínico.  

---- Margarida eu não sei, mas sei que em breve irá aparecer um murro na sua cara, então para de brincadeiras. Não estou com paciência. --- Falo já impaciente e rude. O Zayn hoje está muito palhacinho, deixa só ele começar que eu corto a moral dele em segundos. 

---- Parece que o capitão está hoje, com um mal humor. --- Chaz se intromete eu apenas o ignoro. 

---- Novidade! --- Cris fala brincalhão. 

---- Só pra variar! --- Zayn fala. 

---- Hey caras foco, precisamos solucionar o nosso problema, precisamos de missões e planos novos. ---- Ryan fala e eu assinto. 

---- Até que enfim alguém falou algo de útil. Cheguem de papo furado, tem propostas!? ---- Falo , Chaz e Cris se olham por instantes, Jaden aparece com papéis na mão e uma pasta preta, com um sorrisinho no rosto. Pelas suas caras, já tem um plano. 

.......................... ✴ .........................

  Enquanto isso.... 

               Pov's of Selena Gomez. 

  Termino de vender as laranjas que um cara chamado Charlie me deu, ele até que é gentil, mas eu não confio em ninguém. Portanto, sempre tenho um pé atrás , nada na vida é de graça. Hoje eu não faturei muito, mas mesmo assim , da para comprar o jantar.  

Saio de perto de um sinaleiro qualquer, e dou apenas um 'tchau' para esse tal Charlie e vou rumo a minha casa , e mais precisamente para a cama. Claro tomar um banho , não que eu posso dizer que é um chuveiro, mas é algo bem improvisado, assim tira o cheiro de 'gambar' , a água é até limpa e tem sabonete, apenas um shampoo e condicionador de uma marca bem qualquer e simples. Tem também sabão e 2 escovas de dente, coisas básicas para a nossa sobrevivência. 

Não sei por que, mas eu adoro ir para casa por um pequeno atalho, mas precisamente em um beco escuro, sem iluminação e movimentação. Vou sozinha mesmo, sem medo. Não tenho medo de nada disso, já estou acostumada e até gosto, pois fico sozinha presa em meus pensamentos medíocres. 

Vou a passos largos, até que ouço risos e logo atrás de xingamentos. Sei que não devo me intrometer na conversa alheia, mas a minha curiosidade tomou conta de mim. Vou bem mais perto e tento me encolher ao máximo atrás de uma parede desbotada. Sem querer piso em um caco de vidro, sorte a minha que não estava descalça. Por puro azar faz barulho o pequeno pedaço de vidro, ao demolir com a minha sandália e chão. Logo vejo de relance que um par de olhos caramelados fixou seus olhos lindos em mim. De repente e rapidamente, viro- me até que sou pressionada violentamente contra a parede. Fecho os meus olhos, e abro e encaro, o tão garoto lindo e dono de par de olhos caramelados e penetrantes. O mesmo me olha com um olhar travesso, mas logo o seu olhar se desfaz e entra com tudo um olhar enfurecido e raivoso, reviro os meus olhos. Isso não me faz temer, pelo contrário da vontade de rir. 

---- Garota, o que porra você está fazendo aqui!? E quem é você!? --- Ele fala um pouco estridente, eu reviro os olhos, e ponho minha mão na boca e finjo bocejar. Apenas penso em ignorá-lo.

----- Será que dá para dar licença, eu quero passar. ---- Falo e ele me olha mega enfurecido, seus olhos e seu rosto pareciam que iam queimar de tão tom avermelhados que estavam . Eu não sei, mas me deu vontade de dar um mega ataque de risos e foi isso o que eu fiz, logo após vejo alguns homens, devem ser amigos dele me olhando assustados, um deles me olhou e fez um sinal de silêncio, como se me dissesse que estava ferrada, ou prestes a entrar numa guerra. Cesso aos poucos e encaro o loiro a minha frente. 

------ Garota não me irrita e não testa a pouca paciência que tenho, agora me responda, AGORA! --- Ele fala estridente, mas ao mesmo tempo parecendo que estava contando mentalmente de 1 à 100. Ele me olha indignado, talvez por perceber que eu estou o ignorando e que esse showzinho que ele fez não me abalou de nada. 

---- Tá surda garota, ande me responda!!! --- Ele falou raivoso, pelo tom parecia estar sem paciência. 

---- Não, graças a Deus, eu tenho uma audição ótima. E se você não me deixar sair daqui agora ,eu irei usar outra coisinha que irá fazer uma bela combinação com a sua cara. --Falo e ele riu debochado, os meninos ficam apenas em silêncio e nos encarando. 

---- Ai, ai. Até parece que eu vou ter medo de uma mendiga como você, olhe bem nos meus olhos, pois eu só vou dizer uma vez e escute bem. Não diga nada do que você ouviu aqui, se é que ouviu, a ninguém, está me ouvindo!? ---- Ele fala sério e segura suas mãos frias no meu queixo , pressiona um pouco não tão forte, mas para fazer com que eu o olhei e sem desviar o olhar. Eu não aguentando essa situação, não estou nenhum pouco interessada na conversa deles, estou exausta e quero ir para casa. Me distancio e dou um pequeno empurrão nele, o mesmo se afasta e nossos corpos também. 

---- Pense o que quiser, pode ficar tranquilo que eu estou cagando e andando, para isso. Só quero ir para casa. --- Falo e o mesmo revira os olhos. 

----- Hey, cretina. Você pensa que está falando com quem!? Tem idéia de quem eu possa ser!? --- Ele fala um pouco mais calmo, mas mesmo assim parece estar bem nervoso. 

---- Não, e nem faço questão de saber. Portanto, poupe o seu tempo e o meu, fecha a boquinha e fingi que eu não existo. --- Falo e o mesmo bufa, mexe a mão em suas mexas loiras, sorriu com o seu jeito, mas logo volto a minha cara de antes. Um de seus amigos rir e pisca para mim, reviro os olhos e ignoro. 

---- Q pena, pois você iria se arrepender  de falar comigo assim, além do mais pode ir mesmo, até por que eu não quero me sujar mais do que eu me sujei com você. Ratinha!--- Ele fala por si só num tom um pouco debochado, reviro os olhos, pelo "apelido " asqueroso que o mesmo me chamou. 

----- Ótimo!! --- Falo e quando eu estava prestes a me virar, vejo que o mesmo me segura levemente pelo pulso e faz nossos corpos se colarem, mas dessa vez mais. E logo sussurra em meus ouvidos, fazendo os mesmos arrepiar. 

---- Fique esperta, e na próxima toma mais cuidado , ratinha! --- Ele sussurra rouco, ainda bem que naquele lugar a única claridade era as da lanterna, assim ele talvez não perceba que me arrepiei com o seu pequeno toque. 

--- Não se sinta tanto, afinal não vai ter uma próxima. E fiquem sabendo que eu não tenho medo de vocês. 

#Continua...😉

 

  " Minha curiosidade de menina, 

Que me fez fazer coisas que eu nem tinha vontade .  

Declaro culpada minha curiosidade,   declaro culpada minha curiosidade . "

--- Minha curiosidade. ♡ Priscila Alcântara . 🎶




Notas Finais


Bom, foi isso o capítulo. Desculpem qualquer coisa, se quiserem eu continuo. Esse será um dos muitos encontros deles. Amoo muito Jelena. Sou super fã, mesmo eles não tendo nada a ver com esses personagens, eu acho fofinho. Rezem por favor, pelo o Jus e a Sel, quem sabe dos últimos acontecimentos comentem do que acham. É isso se tudo der certo, amanhã voltarei. ❤😉😚Bjinhos e fiquem com Deus!!
Compartilhem e comentem, por favor.
No próximo o capítulo será maior!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...