História Trust Nobody - Jelena!❤✴ - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Alfredo Flores, Ashley Benson, Charlie Puth, Chaz Somers, Cris, Demi, Hailey Baldwin, Jelena, Justin Bieber, Ryan Butler, Selena Gomez, Vanessa Hudgens, Zayn Malik
Exibições 304
Palavras 2.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nada a declarar!
Talvez eu refaça o capítulo, tá muuiitoo curto.
Obrigada a todas!🤗😙

Capítulo 7 - Seu cheiro é viciante, seu corpo é hipnotizante.


Fanfic / Fanfiction Trust Nobody - Jelena!❤✴ - Capítulo 7 - Seu cheiro é viciante, seu corpo é hipnotizante.

      Pov's of Selena Gomez. 

Zedd me oferece um copo com um líquido indescritível para mim. Apenas seguro não quero beber, na verdade nunca bebi e espero que nunca beba. Aprecio calada a conversa de todos, eles parecem que são todos ótimos amigos de Zedd. 

  Zedd fala num sussurro para irmos dançar, apenas assinto e ele segura minhas mãos, quando estávamos prestes a sair, sinto meu braço ser puxado num solavanco. Fico assustada, quando me viro vejo. A não!! Só me faltava o Justin!! E pela sua cara nada agradável, ele deve estar P da vida comigo. 

------- O que poha você está fazendo aqui garota!? --- Justin grita, segurando firme o meu braço, fazendo todos que estavam por ali nos olhar. Ótimo! Só que não, odeio ser o centro das atenções. 

------ Hey solta ela, Justin Bieber! -- Zedd fala num tom raivoso. 

------ Nãoo, o que você vai fazer comigo!?--- Justin pergunta debochado, Zedd parti para cima do Justin. Só vejo o corpo do mesmo ir ao chão. Estou um pouco desesperada. 

------  POR FAVOR NÃO!!! --- Grito e quando eu ia ver se o Justin estava bem Zedd me puxa delicadamente e balança a cabeça como negação. Justin levanta e estava prestes a ir em cima de Zedd, mas os seus amigos aparecem e o impede.

----- Isso não vai ficar assim. --- Justin vocifera e olha para Zedd com um olhar mortal, vejo ele e os seus amigos saindo da nossa vista. Algumas pessoas ainda nos olham, apenas abaixo a cabeça pelo constrangimento. Por que o Justin fez isso!? Quis me expor a ridícula de novo!! Quis me humilhar na frente de todos. 

------ Selena, ei, não fique assim a culpa não é sua. --- Zedd fala e trisca em meu rosto e depois no meu nariz e sorrir. Apenas tomo coragem e pego a bebida na minha mão e tomo de uma só vez, a mesma estava rasgando a minha garganta literalmente. Faço uma careta e vejo todos sorrirem pelo o meu ato. 

----- É a sua primeira vez na bebida!? --- Taylor fala agitada, acho que ela já estava começando a ficar bêbada. 

------ Sim! --- Falo alto por causa do som. Vejo Zedd e os meninos se olharem, como se estivessem falando pelos olhares. Eles estavam estranhos, pareciam que queriam fazer algo. Taylor olha também e logo fala para mim. 

----- Ah, Selena minha querida, me acompanhe ao banheiro!? Preciso retocar meu batom. --- Ela fala meio inquieta, não sei por que mais eu não acreditei nessa sua desculpa, algo está me cheirando mal, estou com um pressentimento um pouco ruim. Mas apenas assinto.

Saímos daquela área, descemos as escadas, tinha um pouco de empurra ,purra, mas logo avisto de longe o banheiro . Vou aos poucos me aproximando do local, só que ao me virar não vejo Taylor, desço os meus olhares, olho para os lados e nada. Apenas entro no cômodo, vulgo banheiro. 

            Pov's of Justin Bieber. 

Estou puto da vida como aquele cara me bateu e ainda por cima sabe o meu nome. Eu posso ser o maior e melhor gângster dessa festa, cidade e do país, mas isso é muoto suspeito. Agora o que mais me deixou com raiva foi a forma que ele tratou a Selena e da forma que ela deixou ele tratar ela. 

Vou ao barman ao lado de Cris, Chaz, Ryan os mesmos estão me olhando confusos. Pelo caminho eu disse para eles, que não queria interrogatórios, os mesmos assentiram, mas está estampado a curiosidade. Só que não estou com paciência para isso, Vanessa já foi para o quarto com algumas pu ¥#s, peço para Cris, Chaz e Ryan começarem com o plano sem mim, de fato não estou com cabeça. Eles concordam e saem me deixando sozinho. Peço a um barman qualquer a bebida mais forte que eles tem, pego o copo e viro todo na minha boca.                Sim, de fato eu disse que não iria beber, mas que se dane. Só quero beber para esquecer a burrada que fiz . Aonde eu batir a merda da minha cabeça, para fazer um papelão, assim parece até que estou com ciúmes. Que ridículo! Mas não, não estou com ciúmes, não tenho ciúmes de ninguém, só dos meus carros, mas isso não interessa. 

Depois que peço mais uma dose, viro- me e encontro a ratinha indo ao banheiro sozinha, opa é a minha oportunidade. Tiro 5 dólares do bolso e entrego para o barman, apenas como gorjeta. Nunca faço isso, mas desta vez resolvir fazer. Minha cabeça começa a latejar um pouco por causa do álcool, mas nem ligo. Ando e disfarçadamente abro a porta do banheiro, olho de relance para os lados para ver se alguém está olhando e não estão, só depois entro no mesmo. Quando fecho a porta vejo Selena, encurvada, mexendo em algo do salto. PUTA MERDA!! A sua bunda está levantada , fazendo eu ter a visão perfeita do volume do seu quadril. Isso já fez o meu membro acordar. Faço um simples pigarro e a mesma se levanta e fica em pé, olha incrédula a mim. Eu sorriu malicioso e reparo nos seus seios. Ela cora.

   Mexe nos seus fios, e tenta sair, só que eu mesmo o impesso, ela revira os olhos . Bati os pés e fala.... 

            Pov's of Selena Gomez. 

Escuto um pigarreio, quando me viro vejo o Justin. A N-Ã-O!! 

Ele sorrir maliciosamente, vejo os seus olhares pairarem nos meus seios, coro um pouco. Meixo nos fios do meu cabelo, aproximo dele e tento sair, mas sou impedida pelo o seu corpo. Bato os pés no chão impaciente e falo.

----- Me deixe sair! --- Falo autoritária, o mesmo revira os olhos. 

----- Não! -- Ele fala num tom estridente.

----- Anda Justin, preciso ir. --- Falo impaciente o mesmo rir. 

----- Para aqueles seus amiguinhos!? Não e não.  Você não gosta de provocar, pois bem aceite. --- Ele fala calmamente e rouco, sinto meu corpo com uma sensação estranha. Parece que estou pegando fogo por dentro.

----- Justin... me... deixe...sair! --- Falo pausademente. O mesmo rir e nega frenéticas vezes. Se aproxima aos poucos de mim, vou indo para trás até bater na parede.  

 ----- Não e não, você me conhecerá agora. --- Ele fala já próximo a mim, pega os meus braços segura e levanta os mesmos para cima. Tentando me prender. Ridículo. Arfo e ele rir. Ele cessa o riso e foca nos meus seios, coro , o mesmo fica 30 segundos encarando com um olhar estranho. Depois volta a olhar nos meus olhos. Fico incomodada.

----- Por que você está sem sutiã!? -- Ele fala irritado me encarando. 

----- Por que o corpo é meu, a vida é minha e eu faço com eles o que quiser. --- Falo estridente e o mesmo rir.

----- Claro, isso é típico de uma vadia como você, quer chamar atenção, neh!? --- Ele fala no mesmo tom que eu, reviro os olhos. E tenho me soltar , para bofetar a cara dele.

---- Olha não me chame assim, pois eu não sou. Seu machista! E se eu quiser andar pelada eu ando, não quer dizer que eu quero chamar atenção. Além do mais eu odeio ser o centro das atenções. Me solta! --- Falo estridente, ele bufa.

------ Não é o que parece, mas tô pouco me lixando. E aquele cara é o quer seu!? Cuidador de menor!? --- Ele fala debochado, apenas suspiro e olho para outro lado. Sinto mãos bruscamente segurar o meu queixo.Tento soltar minhas mãos, mas não consigo. Ele é muito forte.

------ Olhe para mim, ratinha! --- Ele fala impaciente, e aperta mais o meu queixo . --- O cheiro de álcool entra com tudo nas minhas narinas, apenas o ignoro. Ele bufa, e solta o meu queixo, e minhas mãos. Afasta um pouco e vai tirando suas roupas aos poucos. Meu Deus! Essa não. 

Eu encaro involuntariamente seu abdômen, e depois olho para o teto. Acho que ele percebeu, em seguida soltou uma leve risada. Coro. Que saco! Idiota! 

----- Olhe para mim! --- Ele fala autoritário. Continuo a encarar o teto, ou seja, o ignoro. Até que sinto suas mãos virarem a minha cabeça, consequentemente vejo o seu tanquinho. Fico um pouco atordoada, mas tento disfarçar. 

----- Satisfeito! --- Falo irônica.

----- Ainda não! --- Ele fala e se aproxima de mim, mexe no meu rosto na parte contrária da palma, deixando um carinho gostoso nas minhas bochechas. 

----- Suas bochechas são muito macias e redondinhas. --- Ele fala calmamente acariciando as mesmas, sorriu fraco. 

-----Tire a roupa!! --- Ele fala num tão rouco, mas dava para perceber seu tom mandão. 

----- Não! -- Falo estridente. Ótimo! Não demorou muito para ele voltar  a ser aquele cara chato. 

----- Eu não te perguntei, apenas me obedeça. --- Olho com um olhar mortal, distancio do seu corpo rapidamente. Ele me olha enfurecido. 

----- NÃO QUERO, SERÁ QUE VOCÊ NUNCA RECEBEU UM NÃO NA VIDA ANTES!? NÃO QUERO, NÃO POSSO E NÃO QUERO FAZER ISSO COM VOCÊ!! --- Grito desesperada, e o mesmo faz é rir cínico. Saio da sua aproximação, quando me viro para abrir a porta. Sinto mãos quentes, um corpo quente a me envolver num abraço. Meu corpo imediatamente entra em combustão. Ele está de costas a mim.

---- Você é tão gostosa. --- Ele fala quase num sussurro rouco, aos meus ouvidos , me puxa mais, sinto meus pelos arrepiarem instantaneamente. 

------ E- e v-você é tão idiota! --- Falo quase gaguejando,Droga! minha voz saiu um pouco falha, ele logo rir. 

------ Seu cheiro é viciante, seu corpo é hipnotizante. ---- Ele fala lindamente rouco, mordendo o lóbulo da minha orelha. Fecho os olhos e tento acalmar o meu corpo. 

----- Para... Justin ! --- Falo num sussurro. O mesmo rir e tenho certeza que é de vitorioso. 

------ Não paro, tá vendo como você me quer!? Só admite, fala apenas duas palavras que isso será tudo seu. ---- Ele fala roucamente, mais rouco do que o normal. E deposita beijos no meu pescoço, até que ele crava os dentes, me fazendo delirar. Ridículo! Por que ele tem que ser ridiculamente gostoso!?

----- Não quero! --- Falo aguniada, preciso sair desse local se não irei fazer uma grande loucura. 

----- Sei que você é virgem, mas não se preocupe irei cuidar bem de você. Só que para  isso você precisa admitir e dizer apenas duas palavras. --- Ele fala debochado, Argh! Como ele sabe!? Sim, sou virgem. E é por isso, um dos motivos que não quero.

----- Não quero! --- Minto! Quer dizer eu não sei meu corpo parece que necessita do seu toque, minha cabeça parece que não aprova, já o meu coração parece uma festa de Carnaval. Que trio ridículo!

----- Tem certeza!? --- Ele fala num sussurro , seu hálito quente de menta misturado com a bebida entra em meu corpo. Antes de falar nada,  sinto suas mãos massageando os meus seios. Automática arfo, meu corpo entra em combustão, minhas "linhas" sanguíneas estão elétricas. 

------ Tá vendo! --- Ele fala debochado e rir cínico. Ridículo! Não falo nada, sinto algo duro tocando na minha bunda, essa não! Acho que é o seu... Ele vira- me imediatamente,  nossos olhos se encontram. 

----- Vamos parar de introduzir e ir logo para o meio. --- Ele fala debochado, apenas o encaro assustada, ele pega meu corpo e pulsiona na pia. 

----- Justin não!!! --- Falo já exaltada. O mesmo revira os olhos. 

------ Fala isso para o meu amiguinho que já está bem acordado. --- Ele fala acariciando as minhas coxas.

------ Idiota, por que tem que ser comigo!?!! Por que você me humilha, por que você fez isso na frente de todos, por que!? 

------ Por... por que sim. Por que você está... gostosa. --- Ele fala meio confuso.

----- Idiota! --- Desço da pia, dou um leve empurrão nos seus braços fortes e tatuados, e vou próxima a porta. Quando ia abrir, sinto que a mesma está trancada, fico instantaneamente irritada. Justin! Só pode ter sido ele.

----- Abre essa merda! -- Falo estridente, o mesmo me olha confuso e pensativo. 

------ Oi!? Ah, ratinha me poupe, você não consegue abrir uma porta!? --- Ele fala debochado, pronto voltou a ser o Justin de antes. 

------ Não adianta, a porta está trancada. --- Falo já sem nenhum tipo de paciência.

------ Da licença!! --- Ele fala impaciente. Aproxima- se da porta e  tenta abrir a porta, ele tenta 2x, mas obviamente não consegue. Sua paciência acaba, vejo que o mesmo bufa várias e várias vezes. Mexe nas suas madeixas loiras e me encara. 

------ Que poha! Eles nos deram calote, alguém nos trancou. --- Ele fala muito exaltado, logo o encaro confusa. Ouço um grande estrondo ao passar na porta, Justin veste suas duas peças de roupa rapidamente. Olha para todos os lados e encontra uma janela , logo tenta abrir e depois de alguns empurrões e força, ele abre a mesma. 

         Pov's of Taylor Swift.

Perdi a tal de Selena de vista, assim que ia para o banheiro vir o Bieber entrando no banheiro feminino, achei uma ótima ideia tranca- lo , ele deve estar correndo atrás de um rabo de saia qualquer. Meu irmão, disse que precisa dele, por causa de algo da sua gang. Daí sem pensar duas vezes, pedi a chave para um segurança qualquer e depois o tranquei.  

      Pov' s of Ryan Butler.

Eu, Chaz, Cris, estamos a procura do Justin, o plano seria quase que perfeito. Mas do nada ocorreu um apagão, tudo ficou escuro e os tiroteios começou. Apareceram homens trajados e com máscaras pretas, revólvers, metralhadoras, devem ser do Cp17. Abaixo em um dos balcões,  vejo frascos de vidros espalhados pelo chão, pessoas correndo. Vou mais para perto do balcão, agacho mais e acho por sorte e em seguida  pego o AR-15. Que comece a guerra!!!  

         Pov's of Zedd. 

Estou a procura de Selena, até agora ela não apareceu. Na verdade estou muito preocupado, aonde ela possa estar!? Começou a guerra, neste momento estou atirando em algumas pessoas. Só que também o tal do Justin Bieber, também evaporou, só espero que ele não esteja com a Selena,  pois se não irei o mata-lo. Estou ao lado de Harry, e Liam. Estamos um pouco agachados com as nossas snipers . Hoje eu terei que trazer o Justin nem que seja morto, para o meu chefe. 

          Pov's of Selena Gomez. 

Assim que o Justin abre a janela, ele estica suas mãos para mim, pego as mesmas, me levanta e eu pulo e saiu da janela, a distância não foi tão grande, já pulei numa distância bem maior. E logo depois o mesmo vem atrás, ouço tiros e fico assustada, Justin anda na minha frente, enlaça nossos dedos .

----- Não faça barulho ratinha, fique atrás de mim em silêncio. ---- Ele fala num sussurro apenas assinto. 

 Até que ouço um grande estrondo, vejo vários homens em volta de nós, trajados com uniformes pretos e rostos cobertos por máscaras, todos estão apontando metralhadoras para o Justin, meu coração parece que vai saltar pela boca, parece que eu levei uma grande pancada, vendo eles com a arma na direção do Justin, me faz ter um grande aperto, algo novo . Justin parece nervoso pela 1° vez que o vi. Só que ele tenta ficar sério, aperta as minhas mãos fortemente, põe meu corpo mais para trás como se quisesse, pera me proteger!? Sorriu boba, e faço da forma que ele quer. Até que ouço um tiro, meu coração bati mil vezes mais, minha respiração compensa.


Notas Finais


Não me aguentei e continue. Talvez eu continue amanhã. Mas vocês decidem!😙O capí tá muito curto, é por causa da bateria. #Jelena
Continuo!?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...