História Truth or truth? - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Daniel Sharman, Harry Styles, Lucy Hale
Personagens Daniel Sharman, Harry Styles, Lucy Hale
Visualizações 82
Palavras 975
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Solta ela!


   π Atena π  

  9 de Janeiro de 2024, sábado

-- Bom dia queridos passageiros. Apertem os cintos, já iremos pousar em Vancouver. 

A voz dá comissária de bordo soa pelo avião e vejo minha pequena apertar o cinto e segurar minha mão com força. 

Sorrio e beijo sua testa.


-- Lá. -- grita Serena e aponta para a sua mala na esteira e sai correndo. 

-- Espera, querida! -- grito e corro atrás dela. 

Quando pegamos todas as malas, vamos atrás de Alec. 

Vejo meu irmão logo adiante e corro para seus braços. 

-- Que saudades! -- digo em seu ouvido e aperto - o com forma. 

-- Atena...-- murmura em meu ouvido e beija minha testa em seguida. 

-- Titio! -- grita Serena e corre para os braços do meu irmão. 

-- Cadê o Cody? -- pergunta sobre o filho de Alec. 

--Ficou em casa, amor. Vamos vê - lo logo, logo. -- diz e beija os cachos castanhos dá minha bebê. 

Andamos juntos até o carro, Alec coloca as malas do porta - mala e todos entramos, então ele dirige até a casa dos meus pais. 

Antes dá viagem, liguei para o senhor Rodriguez afim de saber se meu pequeno apartamento estava desalugado e graças a Deus está! Pelo menos não ficarei na casa dos meus pais, a mercê de qualquer momento, topar com o Harry. 

Harry. 

Meu coração palpita mais rápido a cada segundo, meus nervos estão a flor dá pele e uma briga interna existe em meu ser: querer reencontra - lo e não. 

Alec estaciona o carro na garagem e saio do mesmo.

-- Não precisa tirar as malas, nós vamos para meu apartamento. -- murmuro para Alec. 

-- Não! Vocês pelo menos tem que tomar um banho. -- Diz minha mãe. 

-- Não precisa...-- murmuro mas antes que eu possa falar mais algo, Alec já está entrando com nossas malas em casa. 

Vejo minha pequena correr pela porta, e suspirando, sigo - a. 

-- Vovô. -- grita Serena e corre para os braços do meu pai. 

-- Que saudades, Serena. -- murmura e beija o rosto dá minha bebê diversas vezes. 

Cumprimento - o com um abraço super apertado. 

-- Então, querida. Veio para ficar? -- pergunta meu pai ansioso. 

-- Não. Apenas viemos para o casamento, Serena estava super ansiosa.-- murmuro e sorrio. 

-- Você está diferente, querida. Está linda, uma mulher feita! -- diz e beija minhas bochechas. 

Fico conversando um pouco com meus pais/ irmão na cozinha enquanto Serena brinca com o Cody. 

-- Vamos tomar um banho, querida? -- chamo Serena. 

-- Ah não, mamãe! -- grita. 

-- "anão" é uma pessoa bem pequenina! Vamos, anda! -- digo e dou risada. 

-- A senhora, então? -- diz com inocência e todos riem. 

É Serena, eu entendi a piada e não vi graça! 

Olho - a fixamente e ela logo entende o recado, pois sobe a escada correndo. 

-- Você quer vestir que roupa? murmuro abrindo sua mala enquanto ela enxuga o corpo com a toalha. 

-- Quero esse vestido branco com bolinhas! -- diz apontando. 

Pego sua calcinha de unicórnio e o vestido, entregando - os. 

Ela veste e vem sentar no meu colo para eu poder arrumar seu cabelo. 

-- Está cansada, querida? -- pergunto enquanto faço duas marias- chiquinhas em seu cabelo. 

-- Nem um pouco! -- diz entusiasmada e vou tentar ficar feliz por ela. 

-- Mamãe, algo está incomodando a senhora? Está estranha desde quando chegamos. -- pergunta e passa perfume e um batom rosa. Vaidosa. 

-- Nada filha, estou apenas cansada! -- minto e ela encara - me. 

O gênio de Serena é forte, puxou ao pai... Harry. Meu coração dispara a cada momento, batendo cada vez mais forte... Como se ele sentisse a distância que estamoa um do outro. 

Antes que eu comece a chorar, digo agora Serena calçar a sapatilha e descer para a cozinha. 

Despir - me e entro de baixo do chuveiro.. A água quente relaxa - me instantaneamente e percebo que não tenho o porque está com medo, Serena nunca me deixará. 

Após lavar o cabelo e passar sabonete, desligo o chuveiro e enrolo - me numa toalha. 

Pego uma calça jeans é uma blusa nude de botões, vestindo em seguida. 

Enxugo o cabelo com a toalha porém não penteio. 

Passo batom e perfume, calço minha sapatilha surrada e desço as escadas. 

Ouço a risada dá minha pequena e sorrio, porém quando chego na sala, fico estupenda.

Harry está aqui. Ele está aqui. Com minha pequena nos braços, brincando. 

Em outra realidade, estaria feliz. Porém nesta realidade, quero - o longe dela... Ele não pode saber, ele irá querer tôma - la de mim. 

Ele está tão lindo... Seu cabelo está curto, seus olhos com pequenas rugas no canto, porém elas acabam realçando sua beleza. 

Harry está usando uma blusa preta social e calça jeans. A blusa tem os primeiros botões abertos e meu sexo palpita só em ver os pequenos pelos que saem pela mesma. 

Ele ainda tem o mesmo efeito sobre mim, sobre meu corpo. Minha vagina entre em chamas e eu adoraria te - lo entre minhas pernas nesse exato momento... Foram sete anos de saudades, angústia, mentiras. 

Eu amo esse cara! Porém, antes que eu possa conter - me, grito com ele para soltar minha menina.

-- Solta ela! -- grito e puxo - a do seu colo. 

Todos param de conversar e ele encara - me surpreso. Harry analisa - me por completo e sorrir, percebo que ele não mudou nada ao parar seu olhar um tempo demais no decorrer dá minha blusa. 

-- Uau, Atena.  -- murmura e sorrir. 

--Harry. -- murmuro e encaro sua boca. 

-- Titio! -- grita Serena e abraça - o. 

Como assim, titio? Fiquei apenas trinta minutos ausente e eles já estão tão próximos? 

Não não não...Minha menina não! 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...