História Try Again - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, One Direction
Personagens Harry Styles, Josh Devine, Justin Bieber, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Abo, Daddy, Larry, Niziam, Romance
Exibições 85
Palavras 1.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey meus anjinhos.. Não me matem!! Ainda kkkkk
Explicações nas notas finais..
Bora ler -.-

Capítulo 48 - Edward


 

Tem como meu dia se tornar mais tedioso?  Acho que depois desse " momento em familia"  que o papai inventou, não. Pelo menos era o que eu tentava acreditar. 

- filho, está na sua vez - meu pai,  Louis, disse animado apontando para o monte de cartas. Suspirei pegando uma e começando a ler em voz alta. 

- seu pai quer fazer uma grande festa de aniversário pra você. Só que a festa será uma surpresa. Mas,  depois de ouvir uma conversa de seus pais, você descobre que a festa será uma festa temática, e o tema é : Bob esponja. Você já é  bem grandinho, e sabe que seus amigos irão  te zoar quando chegarem a festa. Você ama demais seu pai e não quer estragar a festa surpresa que ele irá  lhe fazer. O que você  faz? -  bufo, jogando a carta no monte de descartadas, e encaro as duas cartas em minha mão com os dizeres "verdade"  e "mentira". Escolho uma, a coloco sobre a mesa,  e dou minha resposta - desapareço durante a festa, e no dia seguinte digo a meus pais que fui sequestrado. 

Harry, meu pai, ri e logo escolhe uma das suas duas cartas, que contém os mesmos dizeres que as minhas. Louis também escolhe a sua e logo as três cartaz, são viradas na mesa ao mesmo tempo. Harry havia escolhido mentira e Louis também, enquanto eu, havia colocado verdade. Os dois me olham com as sobrancelhas arquiadas. 

- você seria capaz de fazer isso? Sumir de casa durante uma noite? -  fora meu pai, harry, que perguntou. Revirei os olhos. 

- você seria capaz de fazer uma festa do Bob esponja pra mim? - retruco com outra pergunta, mas antes que ele pudesse responder, seu telefone toca, o obrigando a sair da sala para o atender. Bufo, "coisas do trabalho", ele diz antes de sair. 

Me levanto dizendo a meu pai que estou cansado, apenas para me livrar daquele momento família. Ele acente um tanto chateado, mas compreende e me deixa ir. Subo as escadas e entro em meu quarto, este que é repleto de posters de jogadores de futebol, a maioria sendo de outros países. Sorrio e me jogo em minha cama. 

Não  é  que eu não goste dos momentos em família com meus pais, mas as vezes você está simplesmente cansado demais para fazer algo. Ou então, as vezes você só quer se trancar no seu quarto e colocar os fones, com uma música qualquer no volume máximo. E isso não significa depressão, tristeza, ou nada do tipo,como a maioria dos adultos acham. As vezes, é  apenas vontade de ficar sozinho. Afinal, você não precisa viver rodeado de pessoas toda hora certo? 

Eu acredito que eu tenha uma boa relação com meus pais, apesar de que meu pai harry quase não fica em casa, por conta do trabalho, sempre nos demos muito bem. Mas as vezes, sinto que meu pai Louis sente falta do mesmo. E eu até entendo isso, afinal, ele não trabalha então passa o dia em casa. Na maior parte do tempo está sozinho, e quando meu pai chega em casa, na maioria das vezes ele já está dormindo ou cansado demais. E isso é  algo que me encomoda um pouco sobre meu pai Harry. As vezes, seria bom tê -lo em casa, não por mim, mas por meu pai, Louis. Mas eu entendo o lado dele, afinal, ele cuida de uma das maiores empresas do mundo sozinho. É  aceitável que ele não tenha tempo nem pra si mesmo. 

Mas este tem sido o menor dos meus problemas. A solidão do meu pai Louis e a ausência de meu pai harry, com certeza nem se compara a burrada que eu fiz a poucos meses atrás, quando eu magoei uma das pessoas mais importantes pra mim. 

Sim, eu tenho total culpa disso. E sei que Tyler provavelmente nunca irá me perdoar. Mas a saudade que sinto dele é imensa. É  com se cada coisa que eu olhasse me fizesse lembrar dele. 

Suspiro e fecho meus olhos, relembrando os dias em que eu e Tyler vivíamos juntos, grudados, sendo melhores amigos. Sorrio inconscientemente. 

-x-

 

- To ficando bonito? - digo rindo ao que Tyler passa o blush em meu rosto. Ele sorri acentindo. 

Nos encontrávamos em seu quarto, brincando. Eu estava em minha casa no tédio, quando tio niall me ligou dizendo que Tyler estava me chamando para vir até sua casa brincar. Eu sem pensar duas vezes aceitei, pegando minha bicicleta, partindo em disparada até a casa do mesmo. Chegando lá, Tyler me esperava em seu quarto e tio niall disse que faria um lanche para nós. 

Nao me pergunte como chegamos a essa situação, mas agora eu me encontrava sentado em sua cama com Tyler em meu colo, passando suas maquiagens coloridas em meu rosto. Ele havia pedido para me maquiar, e eu simplesmente não conseguia dizer não para aqueles olhos azuis. 

- faz assim ooh - Tyler diz fazendo biquinho. Eu o imito e ele pega o batom começando a passá-lo por minha boca. - você tá ficando lindo ed - ele diz sorrindo fofo para mim, e eu sorrio junto, acariciando sua cintura. 

- Ty... - eu digo baixo, chamando sua atenção após ver que ele já acabou de me maquiar. Tyler me olha curioso, parando de guardar suas maquiagens. - eu gosto muito de você. Eu quero que a gente seja amigo pra sempre - digo sorrindo de lado, vendo os olhos de Tyler brilharem. 

- eu também gosto muito de você ed - ele diz me abraçando com seus braços finos e delicados. correspondo o abraço. - e a gente vai ser amigo pra sempre. - ele diz e eu sorrio beijando sua bochecha. 

- meninos? - duas batidinhas na porta, e nós nos afastamos depressa. Era niall. Pai de Tyler. - O café tá pronto... Venham comer. 

- tá legal papai - Tyler diz e sai do meu colo, abrindo a porta para seu pai. Este que olha meu rosto e ri. 

- mas que lindo você ficou Edward - ele diz ainda rindo. Eu apenas coro rindo também. 

Tyler sorri satisfeito, e nós dois descemos as escadas, sendo acompanhado por tio niall que contava sobre uma viagem que ele fez durante sua adolescência, onde ele e mais alguns amigos pintaram a cara um do outro. Mas eu não prestei muita atenção, pois estava mais concentrado em Tyler rindo de tudo que seu pai falava. 


-x-

Meu coração se apertava ao ver a cena. Tudo havia acontecido rápido demais. Em um minuto eu e Tyler estávamos felizes andando de bicicleta  e no segundo seguinte, seu pé pareceu escorregar do pedal o fazendo ir de encontro ao chão. Eu não soube explicar a seus pais o que ouve, e nem se eu soubesse conseguiria, até por que eles estavam desesperados analisando cada machucado de Tyler. 

- ta doendo - Tyler choraminga sentado no sofá, enquanto apertava minha mão. Beijo sua bochecha e vejo seu pai terminar o curativo em seu joelho. 

- pronto bebê.. Agora pode ir voltar a brincar - niall sorri carinhoso olhando Tyler. O mesmo funga deitando a cabeça em meu ombro. 

- brincar? Não, de geito nenhum - Zayn diz olhando Tyler preocupado. - acho melhor ele ficar descansando agora.. Ele tá muito machucado tadinho - diz olhando Tyler, que tinha um bico nos lábios. 

- zayn ele só machucou o joelho, tá tudo bem - Liam ri revirando os olhos. Olha Tyler sorrindo - ele está bem. 

- deixem Tyler decidir o que ele quer fazer - niall diz olhando Tyler. O olho também e vejo o mesmo me olhar com um bico. 

- quero ficar com o ed - diz manhoso e se aconchega em meu peito. Sorrio. Niall sorri também olhando a cena com brilho nos olhos, enquanto Liam e zayn, ficam meio emburrados por eu estar tão perto de Tyler. 

-eu vou ficar com você ty,  o tempo que quiser - sorrio e o olho. Tyler sorri e sela nossos lábios em um rápido selinho, fazendo todos da sala se espantarem. Inclusive eu. 

- vem - ele me puxa escada a cima, rindo. Apenas o acompanho rindo também. 


-x-

A verdade é que eu e Tyler tínhamos uma história juntos. E não importa quanto tempo se passe, eu sempre irei tê-lo em minha mente como esse garoto inocente que não vê maldade em nada. Absolutamente nada. E é claro, a culpa de ter estragado todo um futuro planejado por nós dois, era minha, pois foi graças a minha idiotice de querer ser popular, que hoje eu e Tyler nem sequer  nos olhamos. Mas eu irei reconquistá-lo, custe oque custar. 

Suspiro e me levanto da cama indo tomar um banho. Estava precisando disso. Afinal, ficar pensando em Tyler o tempo todo não iria me fazer bem, com certeza não. O Geito, é tentar esquecê-lo por um tempo.. Ao menos até amanhã. 

 

 


Notas Finais


Gente em minha defesa eu gostaria de dizer que só não postei durante em esse tempo por que comecei a trabalhar.. E como vocês sabem, trabalho, estudo e mais algumas coisas acabam tomando todo o tempo da gente. Pra felicidade de vocês e minha infelicidade (ou não) eu larguei o emprego.. Estou sem fazer nada novamente então aproveitarei desse tempo pra continuar Try again.. Peço perdão pela demora e não se preocupem.. Por que logo logo tem mais!!! :)

Bjos
Até a proxima
Comenteeeeeeeeeeeeeeem
Bye :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...