História Try to find a "Perfect Man" - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jungkook, Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, Imagine, J-hope, Jungkook
Exibições 35
Palavras 1.710
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei muito, mas tenho uma perfeita explicação para isso.
Eu queria que o próximo capítulo estivesse pronto antes de postar esse, mas nem tudo são flores e demorei muito para escrever (tanto é que, ainda não terminei).
Então é isso pessoal, espero que gostem, que comentem, perdoem os erros e nos falamos lá embaixo~

Capítulo 5 - Mentiras


Fanfic / Fanfiction Try to find a "Perfect Man" - Capítulo 5 - Mentiras

[…]Não, não mesmo. Hoseok estava vendo as coisas da forma errada, e eu precisava corrigir aquilo.

Me deitei na cama e rolei de um lado para o outro. Eu tentava arquitetar um plano em minha cabeça para recuperar Hoseok, sem magoar Kate, mas todas as vezes que eu tentava pensar nisso era a imagem de Jungkook que ocupava meus pensamentos e eu não estava entendendo nada. Quando eu fechava meus olhos era como se aquela cena do beijo se repetisse outra e outra vez sem parar. Eu estava começando a enlouquecer? 

Talvez, talvez. 

Com aquela noite de insônia eu ressuscitei um antigo hábito meu, escrever um diário, e foi isso o que eu fiz, peguei uma agendinha e comecei a passar para o papel toda aquela situação, e eu me senti bem mais leve, eu precisava desabafar, mas eu não podia contar nem para Kate e nem para Jungkook, então essa foi a solução mais simples para um dos problemas que eu estava enfrentando.

Depois de muito esforço eu consegui pegar no sono, e foi como se minutos depois o despertador tocasse e eu fui obrigada a levantar. Me arrumei e tentei fazer uma maquiagem descente, e em seguida fui para o ponto de ônibus. Desci algumas quadras antes da redação e fui caminhando enquanto tentava outra vez pensar em uma tática para me aproximar do meu homem perfeito.
Cheguei cinco minutos antes do horário marcado e Hoseok me esperava na recepção.
— Uma garota que chega antes...Acho que fiz a escolha certa.— O sorriso dele se fez presente e me estendeu o braço.— Vou te mostrar o lugar. 

Hoseok me apresentou aos outros funcionários e finalmente a sua sala, onde eu passaria a maior parte do meu tempo já que minha mesa ficaria lá também.
— Eu deveria te chamar de senhor Jung agora? —Perguntei enquanto ajeitava alguns papéis que estavam em cima de sua mesa.
— Claro que não, antes de qualquer coisa somos amigos.— Porra Hoseok. AMIGOS? Infelizmente não passávamos disso, ainda.
—Claro...Quem sabe em breve não nos tornaremos mais que isso? — Eu definitivamente não me reconhecia. Nunca havia sido tão direta em toda a minha vida.
—Sim, a cada minuto eu tenho mais certeza disso.— Ele sorriu enquanto dizia aquilo que eu jamais esperaria ouvir.— Eu tenho certeza de que eu e Kate logo avançaremos com o nosso relacionamento para outro nível, ai com toda certeza você e eu seremos mais que amigos, nós praticamente faremos parte da mesma família.
Eu deveria agradecer aos céus por ele não ter compreendido a besteira que eu disse, mas também devia me trancar em um dos cubículos no banheiro e chorar como uma criança até o expediente acabar. Reprimi minhas vontades e apenas forcei um sorriso concordando com tudo o que ele dizia. Me sentei na cadeira em frente a minha nova mesa e passei o dia fazendo as coisas que Hoseok pedia, e hora outra me pegava o olhando atentamente, a forma como digitava, ou como assinava as papeladas enquanto levava a caneca de café até sua boca e tomava um bom gole.
Foi incrível como em um único dia eu fui capaz de aprender tanto sobre ele, decorar suas manias, ver a forma como ele estralava os dedos enquanto pensava no que escrever, a forma como seus textos eram bem escritos e eu fiz questão de ler todos e cada um daqueles que ele escreveu no dia, eu tentava não suspirar tão alto quando ele mexia em seus cabelos e se levantava andando de um lado para o outro na sala, as vezes lia seu texto em voz alta e me pedia conselhos sobre a escrita, ou apenas me perguntava se eu estava confortável ali.
Em seu horário de almoço ele me pediu que fosse com ele até seu lugar preferido, aquele em que comia todos os dias, e nós almoçamos juntos, conversamos sobre assuntos aleatórios, até ele me fazer uma pergunta que fez meu coração bater rápido demais.
— Você e o Jungkook parecem bem íntimos...Vocês são mesmo apenas amigos/—Ele perguntou arqueando uma das sobrancelhas e em seguida bebeu um gole do suco em seu copo.
— Er...— Eu realmente queria responder, mas as cenas da noite passada invadiam minha cabeça como flashes e eu não pude conter um sorriso involuntário.— Somos bons amigos...Melhores amigos.
— Sua boca diz uma coisa mas seu sorriso me passa outra completamente diferente. — Não pensei que fosse me ver em uma situação como essa. Meu homem perfeito insinuando que eu goste do Jeon. Parece que de uma hora para outra todos os homens que vivem a minha volta querem me enlouquecer, como se a minha confusão mental não bastasse.
— Não fala besteira Hoseok. Nós somos amigos, assim como sempre fomos e sempre seremos. — Falei desviando o olhar do dele.
— Jane, não precisa ter vergonha, eu vejo a forma que ele te olha...É o mesmo jeito que eu olho para sua irmã. — Eu deveria ter alguma reação? Eu não sabia o que pensar, nem o que falar.
—Eu te falaria se acontecesse algo significante entre nós dois. — Mentira. Essa era realmente uma mentira. Aconteceu uma coisa que significou algo pra mim, eu só não sabia o que exatamente havia significado. Aquele foi o beijo que mais me deixou confusa em toda minha vida.

Depois que voltamos para a redação, eu simplesmente não conseguia parar de pensar nas coisas que Hoseok me disse, eu não deveria, mas eu estava cada vez mais confusa.
Eu passei um bom tempo refletindo e pensando sobre o que eu deveria fazer a respeito de tudo aquilo, mas não conseguia uma resposta para absolutamente nada.
Me levantei e sai da sala, fui até um canto mais reservado e resolvi fazer uma coisa que eu já deveria ter feito.
— Kook? — Suspirei depois de ouvir sua voz do outro lado da linha.
— Aconteceu alguma coisa? Você não parece bem...
— Eu acho que estou apenas um pouco estressada...Vai estar ocupado hoje a noite? — Mordi meu lábio inferior esperando a resposta.
— Eu vou ter alguns testes essa semana e eu preciso muito estudar, tenho estado um pouco distraído nas ultimas aulas...
— Eu prometi que te ajudaria...Então depois que eu sair daqui vou direto te ver.
— Vou te esperar, agora eu preciso voltar pra aula, até mais tarde.
Ele desligou e eu suspirei aliviada, tiraria minhas dúvidas e teria certeza de que tudo aquilo era apenas uma loucura que não fazia sentido nenhum.

— Jane eu preciso de uma ajudinha aqui...— Hoseok falou assim que eu entrei na sala, sem desviar os olhos do notebook. Me aproximei da mesa e vi que ele pesquisava sobre anéis. — Eu pensei bem, e eu cheguei a conclusão de que eu não devo mais perder tempo.
– Eu não estou te entendendo. — O olhei confusa e me sentei em uma das cadeiras que estavam a frente de sua mesa.
— Kate. Ela é tão perfeita para mim...Sinto que se não fizer isso logo vou perder a oportunidade de ter a mulher da minha vida para mim.
— Ainda não entendi no que eu poderia ajudar.
— Você poderia me ajudar a escolher o anel de compromisso eu devo dar para ela? — Ele falou sorridente, e eu quase engasguei.
— Não acha cedo demais para um anel? Cedo demais para dar um passo tão grande? — Eu podia sentir minhas esperanças indo embora a cada novo anel que ele olhava.
— E se eu esperar muito e ficar tarde demais? Eu acho melhor resolver as coisas agora.
— Tudo bem. — Fixei os olhos na telinha observando os anéis, eram todos tão lindos, do tipo que eu jamais imaginaria ter.
— Eu pensei em um anel com um brilhante na parte superior, mas se for um brilhante transparente vai ser clichê demais, e ela é tão original, tão espontânea...Então acho que deveria ser da cor preferida dela.
— Verde.— Na verdade, Kate odiava verde. Eu não sabia o motivo para ter dito aquilo. Me sentia tão baixa por estar fazendo algo assim...Podia imaginar a expressão triste de Hoseok quando ela dissesse que odiou, e isso me partia o coração.
— Então será verde. Já consigo imaginar aquele sorriso lindo... A propósito, o seu sorriso me lembra o dela, tendo você por perto eu nunca vou esquecer do que sinto. — Ele falou aquilo com muita alegria. E eu sentia como se estivesse murchando aos poucos a cada vez que ouvia ele dizer coisas assim sobre ela.
— Então vamos escolher o anel logo, estou ansiosa pela reação dela. Eu espero que não diga que eu ajudei, deixe todo o mérito para você, ela não vai ter palavras pra expressar seus sentimentos quando ver o presente.— Baixa, cínica, fria, calculista e aproveitadora.
— Já que insiste, vai ser assim...
— Er...Já são quase cinco... Vou me arrumar para ir embora...
— Eu te ofereceria uma carona, mas eu vou agora mesmo em uma joalheria para encomendar o anel, quero que seja perfeito.
— Boa sorte Hoseok, vou indo...— Peguei minha bolsa e fui caminhando na direção da porta.

Em vinte minutos eu estava em casa, resolvi tomar um banho antes de ir até o apartamento de Jungkook. E depois de passar algum tempo relaxando e tentando esquecer a quantidade de besteiras que eu consegui fazer nos últimos minutos do meu primeiro dia de trabalho. Me troquei e sai do quarto encontrando Kate na sala.
— Como foi seu primeiro dia? — Ela falou desviando os olhos da televisão para olhar para mim.
— Foi tranquilo, eu conferi papeladas do Hoseok, peguei café pro Hoseok, almocei com o Hoseok, conversei com o Hoseok...Coisas assim...
— Se eu não tivesse tanta confiança na minha irmãzinha, eu até sentiria ciúmes de você passando o dia todo com meu futuro namorado...
— Futuro namorado? Como tem tanta certeza?
— Ele foi maravilhoso comigo ontem, me ligou hoje, disse que pretende me ver outras vezes...— Ela falou sorrindo boba.
— Ele não falou muito sobre você hoje...— Outra mentira.— Talvez ele seja muito profissional ou alguma coisa assim, mas se você tem certeza, então quem sabe não aconteça alguma coisa...—Falei tudo aquilo sem fazer contato visual com ela. Apenas dei de ombros e sai, a deixando sozinha e pensativa.

Eu havia me tornado um monstro? Não sei dizer, mas de uma coisa eu tinha certeza, minha consciência estava pesada e pela primeira vez eu havia mentido tantas vezes que mal conseguia me reconhecer.
 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...