História Trying a new love. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 3
Palavras 1.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oin gente ao está mais um capítulo espero que gostem! Beijuuuuusssss!! S2

Capítulo 4 - Três


Fanfic / Fanfiction Trying a new love. - Capítulo 4 - Três

  Já havia se passado uma semana desde que saí do hospital, minha vida mudou completamente depois da perda das asas, tivemos que instalar escadas no meu prédio é no meu apartamento, pois antes bastava voar mas agora me sinto tão fragil, desde a minha saída do hospital eu não vejo Richard, minhas costas estão bem melhor, tem apenas duas cicatrizes compridas uma ao lado da outra, ainda dói mas não tanto quanto doía.

Lisy passou a ficar em casa mais tempo, acho que ela se sente culpada, mesmo que ela não tenha culpa de nada, todos os dias a noite ela passa um Tonico em minhas costas, por recomendação médica, eu tenho dormido de barriga para baixo, o que não é nada fácil.

- Suco?- Lisy perguntou, estávamos na cozinha- Está bem docinho!

- Quero um copo- eu disse estendendo a mão, e ela me entregou o copo.

As pessoas me disseram que ficar sem asas não é fim do mundo, porque há elfos, gnomos, medusas, e outros monstros que não necessitam de asas, mas a minha nascença é fada, não elfo, nem gnomo, eu sou uma fada, uma fada sem asas, tem algo mais agoniante que isso? Eu fiquei parecendo uma humana, só não fiquei igual por conta de minhas orelhas pontudas.

Eu estava subindo as escadas quando meu telefone tocou.

"Alô?" Atendi

"Solaris?" Uma voz familiar disse

"Sou eu"

"Aqui é Richard"

"Oi! Quer dizer, oi Richard tudo bem?"

"Eu que devia perguntar isso"

"Sim estou beeem melhor!"

"Você tem autorização médica para sair?"

"Sim eu tenho, só preciso evitar o sol..."

" Se arrume estarei aí em 15 minutos"

E ele desligou o telefone, fiquei meio confusa, como ele sabe meu telefone? Como ainda lembra de meu endereço? Mas não tenho muito tempo tenho que me arrumar!

Subi a escada e fui direto para meu quarto coloquei um vestido que comprei recentemente, sem o buraco para as asas, modelo para elfas, e uma sandália com uma cordinha que vem até em cima.

Logo que eu virei a escada para descer Richard estava lá em baixo me esperando.

Por mais idiota que pareça, desci a escada me sentindo uma princesa, e estendi a mão a ele que pegou e me conduziu até o carro, somente quando entramos em seu carro que ele disse.

- Boa tarde senhorita Solaris

- Me chame de Sol- eu disse olhando em seus olhos.

- Tudo bem então, Sol- ele disse é logo abriu um sorriso- você está radiante hoje!

- Isso é uma piada ao meu nome?- disse sorrindo.

- Eu nunca brincaria com um nome tão bonito como o seu.

Mesmo que eu não quisesse corei.

- Onde vamos?- perguntei

- Vamos a um lugar onde poderemos conversar melhor.

É ele não disse mais nada, simplesmente ficamos nos olhando o caminho inteiro, até que chegamos a uma mansão, um lugar lindo onde nunca havia estado, erá realmente surreal, com um jardim gigante e uma fonte linda, atrás da casa parecia ter um campo enorme.

- Que lugar é esse?- perguntei a ele- esse lugar é lindo!

- E uma de minhas casas- ele disse como se não fosse importante.

- Uma de suas casas? Tem mais como essa?

- Sim, cerca de mais 4.

Fiquei olhando Para ele boquiaberta, até que ele disse.

- Olha aqui Sol, oque você tem que entender é que eu não tenho família, meus pais eram ricos então quando eles morreram eu fiquei com a furtuna deles, e desde então eu moro sozinho com a minha vó de coração, que está muito velhilha, ou seja eu sou rico e poderoso, você se incomoda com isso?

- E- eu acho que não.

Rico? Sabe eu sou do tipo de pessoa que não me importo com esse tipo de coisa, afinal somos só amigos.

Entramos na mansão e saímos do carro, ele me levou até uma sala de estar linda, nos sentamos no mesmo sofá.

- Então Sol eu vou direto ao ponto- ele disse sério e eu fiquei apenas olhando para seu rosto lindo e maravilhoso, se controla Sol, se controlacontrola- desde que te conheci eu fiquei com uma vontade louca de...- ele fez uma pausa- O que eu estou querendo dizer é que eu gosto de você e eu queria saber se você acharia ruim ser namorada de um... De um... Lirydh.

O que? Ele era um Lirydh? Os Lirydhs são os governantes de nosso mundo! É por isso que sua beleza é incomum! Por isso de tanta riqueza!

- Sol eu preciso de uma resposta- ele disse e eu fiquei que nem idiota olhando pra ele- se você quiser eu te levo para casa agora mesmo.

- E, eu não sei o que dizer, eu...- olhei em seus olhos e vi esperança- Eu acho que vou ficar.

Um brilho surgiu em seus olhos, não sei é a minha impressão ou não mas que vi um brilinho eu vi.

- Então você vai namorar comigo?

- Sim, acho que seria legal- eu disse meio tímida

- Ótimo!- ele me puxou e me deu o beijo, um beijo delicioso, ele tinha gosto de menta.- venha comigo

Peguei a mão dele e fomos até seu quarto, chegando lá nos sentamos na cama e ele disse.

- Você tem medo de sair na imprensa?

- Bom não estou acostumada com isso, se bem que o meu quase casamento saiu no jornal

- Então vamos ficar em silêncio por um tempo

- Ok

Ele me deu outro beijo e eu retribui, ficamos nos beijando um tempo até que ele disse.

- Como estão suas costas?

- Bem melhor.

- Posso dar uma olhada?

- Eu estou de vestido, teria que tirar a roupa toda

- Eu sei- ele disse sério, mas com um sorrisinho de lado.

Fiquei se palavras olhando para ele até que bateram na porta, Richard foi atender e eu não consegui ouvir nada, então ele disse

- Vou te levar para casa.

- Oque?- como assim me levar? Já?- eu quero ficar, aconteceu alguma coisa?

- Só vamos.

Obedeci, não sei por que mais obedeci, então ele me botou em um carro e disse o meu endereço para o motorista, a viajem inteira ele ficou com cara de preocupado.

Qquando chegamos ele não me deu um beijo nem nada, só disse um tchau e eu saí

Foi bem difícil subir aquelas escadas, é muito mais fácil descer, chegando em casa Lisy perguntou.

- E aí como foi?

- Foi legal.

- Só isso? Foi legal?

- Eu e Richard estamos namorando, mas ele me trouxe cedo e eu não entendi por que- contei a Lisy, afinal ela é minha melhor amiga

- Relaxa amiga ele é um homem de negócios, relaxa

- Como você sabe?

- Ué ele sempre aparece na TV

- Ah- eu não assisto TV prefiro um bom livro

Pela primeira vez na minha vida em vez de começar a ler liguei a TV e fui assistir ao noticiário, o que foi uma péssima escolha.

"Estamos aqui no hospital de Tupy falando diretamente com o segurança de Richard nosso governante" a Repórter disse

" Saiam daqui Repórters incheridos" o guarda disse.

O que será que aconteceu? Richard está bem?

" Olhe lá é Richard ele está saindo do hospital!" A repórter disse correndo em direção a ele " Senhor Richard o que tem a dizer sobre o estado de sua Avó?"

" Só oque peço a vocês e orem pela minha falecida vó" Ele disse sério e saiu, entrou no carro e deu partida.

" Aqui é Priscila falando de diretamente de Tupy e boa tarde"

Desliguei a TV, coitado de Richard, por isso que estava tão preocupado, ele tinha que ir ao hospital, e agora sua vó estava morta.

Naquela noite fui dormir pensando em Richard.


Notas Finais


Oin gente espero que tenham gostado! Beijuuuuusssss!!! S2 e aateeeeee mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...